Created with Sketch.
Susana Pinto

Marta + Cláudio, quando a harmonia converge

Chegamos ao fim de mais uma semana com a bonita festa da Marta + Cláudio, docemente fotografados pela dupla de irmãs Flávia e Ângela Marques, da My Frame. Foi na magnífica Pousada de Santa Maria de Bouro, em Amares, nume cerimónia civil e muito emotiva, e ainda contou com animada pista de dança pelo simpático DJ Tiago Batista, da Porto Festa.

Os noivos puseram os seus dotes profissionais ao serviço (ambos trabalham em hotelaria, o Cláudio criou o menu e harmonizou os vinhos) e o vestido da Marta é um fabuloso Rembo Styling.

Com este casamento, fechamos a nossa saison.

Vamos a banhos durante o mês de Agosto, continuaremos com posts bonitos e inspirados, mas em modo levezinho, que é assim que se quer a leitura de Verão.

Voltamos em Setembro, de cabeça e corpo refrescados e prontas para mais um ano de inspiração e palavras doces!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Não houve propriamente um pedido! Namorámos seis anos e já morávamos juntos há quatro. O tema casamento já tinha vindo muitas vezes à conversa, mas íamos sempre adiando à espera do melhor momento.

No início de 2015 decidimos que estava na hora de dar esse passo e anunciar à família e amigos que íamos finalmente casar!

 

 

 

 

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Começámos a planear tudo com bastante antecedência (inicialmente planeámos a data para Outubro de 2015 mas depois tivemos de adiar 5 meses o que nos deu mais de um ano para preparação). Como ambos trabalhamos em hotelaria e já organizámos casamentos juntos, tínhamos já bastantes ideias do que precisávamos tratar.

Começámos por decidir o local e definir o nosso orçamento. Depois fomos reunindo alguma informação sobre o tipo de festa que pretendíamos. O livro “Queres Casar Comigo?  – guia prático para um dia muito feliz” e o Pinterest foram uma grande ajuda para não deixar escapar nada e reunir imagens inspiradoras.

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Queríamos uma festa simples e romântica. O casamento é a celebração do amor com aqueles que nos são mais queridos e para nós só faria sentido se fosse a nossa cara.

Tudo começou com um naked cake decorado com flores. A partir daí surgiram as rendas, a madeira, a cortiça e as flores campestres. Pormenores simples, porque a Pousada por si só já é muito especial.

 

 

 

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Quem me conhece sabe que não podia ser de outra forma! Sou fã absoluta de DIY e estou sempre a experimentar coisas novas. Por outro lado, custava-me muito delegar a idealização da nossa festa noutras pessoas.

Um dia tão importante como este só podia ser perfeito se fosse feito por nós o mais possível. Tivemos de gerir muito bem os projetos e o tempo, mas no final correu tudo lindamente. Foi um dia muito mais especial por ter sido pensado ao detalhe e feito por nós.

 

 

 

 

 

Tiveste ajuda?

Sou um bocadinho controladora, confesso, gosto de fazer tudo e custa-me delegar mas nas áreas que não domino tivemos a ajuda dos meus pais. Foram eles que nos fizeram peças-chave como a almofada das alianças, as peças de madeira usadas na decoração e a palavra AMOR. Sem eles não teríamos conseguido concretizar estas ideias. Juntos fizemos todo o estacionário e outras peças de decoração.

 

 

 

 

O que era o mais importante para ti?

Que o dia fosse perfeito e a nossa cara, que nos divertíssemos muito e que os nossos amigos e família gostassem.

 

E secundário?

Nada foi secundário. Pensámos em tudo com muito pormenor.

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No espaço e copo-de-água.

 

Onde gastaste menos? 

No estacionário (convites, menus, etiquetas de agradecimento). Foi tudo feito por nós e impresso numa gráfica.

 

O que foi mais fácil?

A escolha do local. Tinha ido uma vez com os meus pais jantar àquela Pousada e apaixonei-me pelo sítio. O noivo começou a carreira profissional nas Pousadas e por isso também tinha uma ligação muito especial ao local. Soubemos logo que só podia ser ali.

 

 

 

 

O que foi mais difícil?

A definição do menu e dos vinhos! Com o noivo Chef de Cozinha, queríamos que o menu fosse criação dele o mais possível e que fosse compatível com algumas restrições alimentares dos nossos convidados mas tínhamos articular com o staff da Pousada. Felizmente tanto a diretora como a Chef de Cozinha foram super acessíveis e acederam a fazer o menu tal como o noivo idealizou. A escolha dos vinhos também demorou algum tempo até chegarmos à harmonização perfeita.

 

O que te deu mais prazer criar?

Os convites, idealizados por mim e feitos em conjunto pelos dois e as etiquetas com mensagens positivas que colocámos nos saquinhos de arroz.

O mais divertido foi a criação dos livros de actividades para as crianças, personalizados com a nossa história.

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

Toda a gente nos disse que foi mesmo a nossa cara! Correu ainda melhor do que planeámos porque esteve um dia lindo de sol e calor. Claro que pelo caminho tivemos de fazer escolhas para não ultrapassarmos o orçamento que tínhamos planeado, mas nada que comprometesse o nosso sonho.

 

Um pormenor especial?

Os textos que lemos durante a cerimónia que foram adaptados para os podermos ler em conjunto e que foram acompanhamos por músicas tocadas pela minha tia e pelos meus primos (violino, violoncelo e guitarra). Emocionaram-nos muito e tornaram a cerimónia ainda mais nossa.

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Sempre tive algum receio que alguma coisa não corresse como planeámos e que isso fosse um problema no dia, mas correu tudo tão bem que não mudava nada. A única coisa que tive pena foi de não termos tido mais tempo para fotografarmos juntos noutros espaços mas já combinámos uma sessão a dois no mesmo dia à mesma hora, um ano depois!

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

O tempo voa se não for bem organizado. Por vezes temos tendência a achar que temos muito tempo e a adiar algumas coisas para o fim. Se pensam ter um casamento “feito por ti” façam uma lista de todos os projetos que têm para fazer e comecem com tempo. Peçam ajuda a amigos ou família da vossa confiança. Procurem não deixar nada para a última semana. Faz toda a diferença na forma como vivem o vosso dia e como gerem a ansiedade da chegada.

A festa deve ser acima de tudo pensada para vocês enquanto casal. Se estiverem verdadeiramente felizes, os vossos convidados também estarão e será certamente memorável.

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: feitos pelos noivos

decoração: feita pelos noivos e pela mãe da Noiva

local e catering: Pousada de Santa Maria do Bouro

bolo: Babá Pastelaria

fato do noivo e acessórios: Prassa – Porto

vestido de noiva e sapatos: vestido Rembo Styling na Moda Café – Viana e sapatos Hush Puppies

maquilhagem & cabelos: Ana Paula Antunes Makeup & Hair

flores: Celeste

fotografia: My Frame

Fotocabine: Premium Photobooth

luzes, som e Dj: Porto Festa

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.