Created with Sketch.
Susana Pinto

Um casamento cheio de festa: Maria Edite + Ricardo

Fechamos a primeira semana na nova casa, com o primeiro casamento do ano: Maria Edite + Ricardo.

A ajudá-los na concretização do mais bonito dos dias, estiveram a Lounge Fotografia, que captou estas belíssimas imagens, a Vanessa & Ivo – Handmade Films, de quem mostramos o teaser, e as lembranças para os convidados fora os deliciosos bombons da Pedaços de Cacau.

O que dizer sobre este casamento delicioso? Pois que tudo foi muito bem pensado: comida deliciosa e entretenimento desde o primeiro momento, que teve início à saída da igreja com um brinde de minis, espumante e uma fanfarra. Seguiu daí sempre ao som da música e de uma alegria contagiante!

A Maria Edite faz um belo comentário que é também um óptimo conselho: casou fora de época, quando todos os fornecedores estão fresquíssimos e muito disponíveis. Se ainda têm dúvidas, é só confirmar quão bonita foi a festa deste par de noivos!

Rematamos apontando o dedo ao vestido tão bonito, e, claro, aos sapatos épicos e muito apreciados deste lado: uns Guava rosa blush, os nossos favoritos: que bonita combinação!

Sem mais delongas, um casamento chio de festa: Maria Edite + Ricardo.

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginávamos um dia de festa, junto dos nossos familiares e amigos, só não sabíamos onde. Tínhamos três hipóteses, na terra da noiva, em Viseu, no esplendor do Douro, terra do noivo, ou no Porto, onde toda a nossa história começou e continua a ser vivida. Escolhemos a nossa história e a cidade que nos acolheu!

Imaginávamos o nosso dia com todos aqueles que mais gostamos e que nos querem bem. Sonhávamos com um dia feliz e com boas vibrações.

 

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

No momento do sim, há uma explosão de sentimentos e tudo é tão fácil, vivemos um sonho. Depois, quando começamos a planear e a organizar um evento destes, nada mais que o nosso casamento, percebemos que não é de todo uma tarefa fácil. Mas com o tempo e com a ajuda maravilhosa dos nossos fornecedores, conseguimos passo a passo dar resposta às exigências de um casamento.

Houve, claro, momentos de maior tensão e incertezas em algumas tomadas de decisão, a panóplia de ofertas é tão vasta que nos confunde, aí cabe-nos saber o que queremos para o nosso dia e o que nos identifica. Os nervos fizeram-se sentir, principalmente, na véspera do grande dia, ainda há tomadas de decisão de última hora, o tempo escasseia e afinal… “é já amanhã!”.

Em contrapartida, no dia do casamento não há lugar a nervos (lembro-me de referir, no quarto, enquanto me preparavam, que achava estranho não me sentir nervosa, se não era suposto…). Eu, noiva, estava calma e acima de tudo, bem e feliz!

Por outro lado, também, tivemos a sorte de escolher o mês de Março para casar, tudo se faz com mais calma, os fornecedores têm todo o tempo do mundo para nós, pois a azáfama dos casamentos começa nos meses seguintes.

Planeámos e organizámos o casamento em menos de 6 meses e correu muito bem, tal como desejado.

 

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

No momento em que escolhemos a quinta. Saímos de lá com a certeza que seria ali. O espaço tinha uma vista maravilhosa para o Douro e um jardim que nos encheu as medidas. A certeza foi tão grande que marcamos logo a igreja.

 

 

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado final foi sem dúvida tudo aquilo que esperávamos. Podemos, até, dizer que superou as expectativas iniciais, e tudo se deveu ao trabalho exímio em conjunto com os nossos fornecedores. Souberam, acima de tudo, ouvir-nos e conseguiram dar respostas às nossas exigências. Ficámos orgulhosos dos fornecedores que escolhemos e do resultado final que nos encheu as medidas no nosso dia!

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

A música e o catering foram dois dos aspectos que tivemos em grande consideração. Queríamos que o nosso dia fosse pautado de animação do início ao fim do evento, com um fantástico serviço de catering, que ficasse gravado nas papilas gustativas e na memória dos nossos convidados. Ainda hoje falam disso! Era fundamental evitar momentos monótonos e de espera, que acaba por acontecer em muitos casamentos, e torná-lo um dia inesquecível para todos. Apostámos em duas bandas magníficas que brilharam desde a saída na Igreja até à hora do baile. Demos importância a todos os pormenores, afinal é um dia único e que se vive uma vez! À saída da igreja, tivemos a actuação de uma das bandas acompanhada por serviço de champanhe e minis, que tinham o nosso logotipo, feito pelo noivo. Um outro pormenor interessante, e um miminho extra para os convidados, foi a marcação dos lugares com o nome de cada um escrito à mão. Embora haja muito em que pensar, planear, organizar, reunir e decidir, tudo foi pensado ao pormenor! Afinal, tudo é importante naquele dia.

 

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi dizer o “sim!” (risos da noiva). O mais difícil foi, durante todo o processo, a elaboração do convite, a nossa maior dúvida. Vimos e revimos imensos exemplares mas nada nos inspirava. Contudo sabíamos, de antemão, que queríamos conciliar dois pormenores, a escrita à mão e a folha de oliveira. A Maria Edite andou, inclusive, a construir convites com folhas de oliveira, a desenhar e a inventar. A Ana Pinto, do Levado à Letra, foi a ajuda essencial, e com a sua experiência fez um excelente trabalho de design, conseguindo, depois de muitos rabiscos, chegar ao que queríamos. Numa fase posterior, foi um pulinho para conseguirmos alinhavar todo o design do casamento.

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Na igreja, quando fizemos os votos de um amor para sempre e trocámos as alianças. O coração bate tão forte, mas como sabe bem! A partir dali sentimos que somos uma família. E depois, à noite, houve mais dois momentos: o corte do bolo ao som da nossa música, “Mine” da Emmy Curl, com fogo-de-artifício exterior e interior; e, a nossa dança ao som de “L.O.V.E.” de Frank Sinatra, interpretada pelos Desbundixie Band.

 

 

 

 

 

 

E o pico de diversão?

Foram tantos! A diversão começou logo à saída da igreja, com a Original Bandalheira, e brinde com champanhe, com os turistas a ver, a fotografar e a participar na nossa festa. Esta banda acompanhou-nos nos aperitivos, foi uma festa! Outro momento alto do dia foi, sem dúvida, a nossa entrada na sala de jantar ao som dos Desbundixie Band e noite dentro com o DJ.

Um pormenor especial…o tempo, quase de Primavera, com o sol a espreitar nos momentos certos, facto que permitiu usarmos o nosso carro antigo, um Triumph Spitfire, especial para nós, porque o Ricardo adquiriu-o quando começámos a namorar.

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Ao olhar para trás, ao vermos e revermos as fotografias, que saudades dá. Não mudaríamos nada. Só ficámos com pena de não termos conseguido lançar as nossas lanternas de S. João, no final do jantar, devido a questões meteorológicas. Estão guardadas para futuros baptizados (risos)!

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Sejam fiéis ao que gostam, ao que querem e tudo correrá bem. O dia é vosso e usufruam ao máximo. Costumam dizer que o dia passa a correr, e é tão verdade… Agora bate a saudade de um dia bom, único e que ficará connosco para sempre!

 

 

 

Fechamos este dia bonito em movimento,  com um pequeno teaser da dupla Vanessa & Ivo – Handmade Films.

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Levado à Letra;

local e catering: Quinta da Torre Bella e Duplos Gemini Catering;

bolo: Humor ao Lume;

fato do noivo e acessórios: fraque Prassa; camisa e sapatos Hugo Boss; botões de punho Carolina Herrera; relógio Longines;

vestido de noiva e sapatos: vestido Teresa Macário (Viseu); lingerie Dama de Copas; sapatos Guava e brincos Joana Ribeiro Joalharia;

maquilhagem: Marlene Vinha, Pretty Exquisite;

cabelos: Josie Georgia, Lab Sixtyone;

bouquet: Isabel Castro Freitas Arte Floral;

decoração: Crachá – Wedding Agency;

lembranças para convidados: bombons e lollipops da Pedaços de Cacau e charutos Monte Cristo;

fotografia: Lounge Fotografia;

vídeo: Vanessa & Ivo – Handmade Films;

luzes, som e Dj: Original Bandalheira; Desbundixie Traditional Jazz; Party Sound by Dj Renato Mota.

Save

Save

Save

Comentar

  • Hélio Cristóvão

    Está lindo! Parabéns noivos e parabéns Lounge, e mais quem tornou possível este casamento com detalhes belíssimos!

  • Susana Pinto

    Obrigado, Hélio!