Created with Sketch.
Marta Ramos

Um Feliz Natal com vin chaud

Estamos quase a recolher-nos junto à lareira para descansar e celebrar a época festiva com a família. Também aí desse lado o cenário será semelhante – e até assuntos tão prementes, como o da organização do casamento, ficarão por uns dias em stand-by, porque a vossa prioridade agora é outra. E isso não tem mal nenhum. A mensagem que eu vos queria deixar hoje é precisamente essa: gozem a pausa da quadra natalícia na sua plenitude e não deixem que as preocupações com o casamento, com o trabalho ou de outra natureza interfiram com os bons momentos que todos nós merecemos.

O Natal vai assumindo diferentes graus de importância e de significado ao longo das diferentes fases da nossa vida, claro. Quando somos miúdos, a emoção centra-se em nós e na alegria dos presentes e da festa; à medida que vamos crescendo, vamos transferindo esse centro de atenção para os outros e descobrindo a alegria que existe em proporcionar alegria. Para quem está de casamento marcado para 2018, este será o último ‘Natal solteiro’ – para o ano, se calhar, vão querer ser os anfitriões da primeira festa natalícia na vossa nova casa.

Seja em que casa for, seja com que tradições forem, saboreiem. Saboreiem as conversas, os abraços, os pequenos detalhes que revelam que alguém pensou muito em vocês, os risos. Saboreiem também a boa comida, claro, que esta época é tipicamente de mesa farta, mas privilegiem a qualidade em vez da quantidade. As mesas de Natal bem recheadas são muito bonitas de se ver – mas infelizmente costumam traduzir-se em desperdício. A Notícias Magazine do passado domingo aborda o assunto pela voz de uma especialista na matéria e traz dicas muito úteis para consumirmos (e desperdiçarmos) menos no Natal. Recomendo vivamente a leitura.

 

Vin chaud de Natal

Para mim, o Natal serve-se com vin chaud, uma bebida preparada em casa, lentamente, que aquece até a alma. Deixo-vos com a receita tradicional, a minha preferida; mas há muitas variações, com vinho branco, com cidra, com diferentes especiarias e frutos e até com sumos naturais, para versões sem álcool. Uma simples pesquisa dar-vos-á resultados para agradar a todos os gostos.

 

Ingredientes:

. 2 garrafas de um bom vinho tinto, de preferência não muito encorpado ou demasiado tânico (sugestão: um Dão)
. 1 laranja
. 150g de açúcar amarelo (ou o equivalente em mel ou xarope de agave, por exemplo)
. 1 limão
. 2 cravinhos
. 4 estrelas de anis
. 1 pau de canela para o vin chaud (e mais uns quantos para decorar os copos)
. 40 cl de água

Confecção:

Cortar um terço da laranja em cubos pequenos e reservar o que resta do fruto. Colocar os cubinhos e todos os outros ingredientes numa penala e levar a lume baixinho durante 20 minutos, mexendo regularmente. Atenção, não deixem levantar fervura.

Et voilá! Basta deixar arrefecer um pouco, servir em copos bonitos e robustos e decorar com as rodelas de laranja que sobraram e os paus de canela extra.

Com o tempo poderão ir ajustando a receita ao vosso gosto e acabar por criar a vossa signature drink natalícia.

Tchim tchim!

 

PS: Ainda vos falta comprar presentes? Sigam as sugestões dos nossos fornecedores seleccionados e dos nossos parceiros.

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.