Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: FullCut, filmes de casamento

Hoje sentamo-nos com a dupla FullCut, que faz filmes de casamento e tem um tabalho muito bonito, como vão ver.

Conheci o Hugo Teregeira e o João Ramos, pessoalmente, quando lhes pedi que fizessem um pequeno vídeo do evento de lançamento do nosso livro “Queres casar comigo? – guia prático para um dia muito feliz”. Dei-lhes um briefing muito singelo, porque foi uma gentileza da parte deles fazê-lo sem custos, que apenas registassem o momento, da forma que entendessem. Era, para mim e para a Maria João Soares, uma ocasião de festa e de partilha, junto das nossas pessoas que nos acompanharam nesta aventura, mas também um momento profissional, que queríamos celebrar e mostrar a toda a gente. Chegaram com quase uma hora de avanço, apresentámo-nos, falámos um breve minuto sobre o que era preciso e o que se queria, e foram à sua vida, fazer repérage do local. Não dei mais por eles, absorvida pelo momento e pela quantidade de amor na sala, engolida pelos abraços apertados dos amigos, da família, dos clientes. Uns dias depois, quando me chegou o pequeno vídeo, estava, tão só, perfeito. O Hugo e o João tinham captado a essência do momento, o que era valioso e especial, a energia da sala, os sorrisos contagiantes. Sem nos conhecermos, sem conhecerem o sítio, sem conhecerem a dinâmica da ocasião, sem conhecerem as pessoas. Esta foi a minha experiência com eles e resumo-a a uma palavra: talento. Se não bastasse, são simpáticos e tranquilos.

Estas são qualidades essenciais do e para o serviço que prestam. Fiquem agora a conhecê-los pelas suas próprias palavras (e imagens). Merecem, muito, o vosso tempo.

 

A melhor parte sobre ser um videógrafo de casamento é ser capaz de criar imagens que se tornarão heranças familiares para os outros, através da nossa visão. Sentimo-nos  realmente afortunados por fazer parte de um dos dias mais importantes para as pessoas e testemunhar tanta felicidade.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, ao video de casamento.

O Hugo tem o curso de edição de vídeo e composição de imagem da Etic e motion design da Restart, o João tirou pós-produção de vídeo na Restart e desenvolvimento de produtos multimédia no Iade, tal como música e novas tecnologias igualmente na Etic.

O engraçado disto tudo, é que não tivemos qualquer formação de como captar imagem, somos completamente autodidatas neste campo.

Trabalhámos em diversas empresas de ramos completamente distintos desde que acabámos os nossos cursos, sempre ligados ao audiovisual, até que finalmente os nossos caminhos acabaram por se cruzar, num dos sítios que ainda hoje guardamos com muito carinho por diversas razões, e foi lá que começámos a filmar, com muito  medo e nervosismo.

Nunca pensámos em filmar casamentos, até que um dia o Hugo recebeu uma proposta de trabalho de um estúdio de fotografia, para edição de fotos. Nessa altura, começámos a perceber que esta  área tinha muito potencial e que havia espaço para criar, desenvolver e, principalmente, explorar a nossa criatividade. Começámos assim a dar os primeiros passos e, naturalmente, nasce a Fullcut.

 

Há quanto tempo filmam? E porquê casamentos?

Filmamos há cerca de 6 anos. Achamos que  a vida ganha mais cor com desafios. E realmente começou por ser isso mesmo, um desafio que acabou por se transformar em algo muito maior.

Hoje em dia é algo muito mais profundo e como muito mais significado, podemos dizer que o prazer e oportunidade de estarmos presentes neste dia e, principalmente, fazer parte da magia do dia, significa tudo para nós.

 

O vosso trabalho junta os pontos de vista de cada um de vocês. Como convergem?

Trabalhar como dupla é sempre muito interessante, tal como conciliar formas diferentes de olhar as pessoas e o amor. Convergimos duma forma muito natural, gostamos muito de ir experimentando novos métodos e explorando diferentes formas de fazer as coisas, trazendo o máximo de ideias possível a bordo.

“Crescendo errando”- Somos apologistas de que devemos experimentar o máximo de coisas, mesmo que no final o resultado não funcione da forma que esperávamos.

 

 

Como construíram a vossa assinatura? Como é que a definem?

A assinatura é algo em que pensamos muito, é a razão de ser de todo o projecto. A nossa assinatura remete-nos para um cenário figurativo, se as nossas lentes fossem um convidado todo o seu movimento e a sua observação seriam orgânicos e reais, é desse estado que nos tentamos aproximar. Para que este lado orgânico transpareça,  exploramos  o conceito de simplicidade no que toca a recursos materiais,  usando o mínimo de equipamentos no dia.

Uma outra analogia que revela a nossa assinatura, é a forma como recordamos as memórias de momentos. Normalmente lembramo-nos de momentos de uma forma aleatória e não sequencial, e dessa forma tentamos também explorar esse conceito no vídeo.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

Ambos vemos muito cinema e documentários, para além disso,  o Vimeo é também uma óptima plataforma, onde  podemos encontrar  projectos muito  interessantes de variados campos. Não podemos esquecer a fotografia, que sempre foi uma grande inspiração para nós. Gostávamos também de salientar que  as melhores ideias vêm sempre de momentos inesperados, uma conversa, algo que acontece no caminho para o escritório, uma música, ou um momento de diversão.

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Somos ambos muito ligados às nossas famílias e ao convívio, e gostamos de passar o máximo tempo possível junto de quem mais gostamos. Fora isso, o João passa algum tempo, sempre que pode, a tocar guitarra ou a cozinhar, e o Hugo a pedalar ou a fazer yoga.  O facto de termos um escritório e de termos um horário, ajuda bastante na altura de desligar do trabalho.

 

 

De Lisboa para o mundo, ou o mundo em Lisboa: filmar fora do país é diferente de filmar cá dentro?

Não vamos negar que conhecer sítios novos é totalmente inspirador e revitalizante. Aliar isso ao nosso trabalho é fantástico, diferente e, sem dúvida, uma enriquecedora experiência, no entanto   gostamos muito  de voltar para o nosso abrigo, junto de quem gostamos.

Hoje em dia com tantos “ destination weddings “ em Portugal não sentimos assim tanta necessidade de filmar fora do país.

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

As ligações aos clientes são muito importantes, por isso achamos necessário que exista uma conversa inicial, para que possamos conhecer o casal e ajudá-lo no que precisa.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

Gostamos de todos os tipos de casamentos, mas preferimos, realmente, os mais pequenos porque sentimos que conseguimos ter uma maior conexão com um maior número de pessoas, o que facilita bastante o nosso trabalho.

 

 

Qual é a melhor parte de ser videógrafo de casamentos? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte sobre ser um videógrafo de casamento é ser capaz de criar imagens que se tornarão heranças familiares para os outros, através da nossa visão. Sentimo-nos  realmente afortunados por fazer parte de um dos dias mais importantes para as pessoas e testemunhar tanta felicidade.

O mais desafiante é, sem dúvida, corresponder às expectativas do cliente na mesa de edição, e o mais difícil são as dores de pernas e costas ao final do dia!

 

Escolham um filme favorito do vosso portfolio e contem-nos porquê:

Todos os casamentos são diferentes e olhamos para os vídeos com muito carinho, por isso não conseguimos dizer qual o melhor ou os melhores, conseguimos apenas explicar que cada vídeo tem a sua própria magia e faz-nos recuar no tempo, e esse sentimento de nostalgia faz-nos sorrir, dando-nos força para continuar esta caminhada carregada de emoções.

 

 

 

Os contactos detalhados da FullCut Wedding & Lifestyle Films, estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, maravilhem-se com os seus filmes de casamento e contactem-nos directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.