Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: Amor à Portuguesa, convites de casamento

Hoje conversamos com a dupla Amor à Portuguesa, Sara Sá Faneco e Pedro Cardoso, que desenham maravilhosos convites de casamento, sempre bem feitos e verdadeiramente originais.

A primeira vez que me cruzei com o seu trabalho, foi amor à primeira vista: design bonito é, para mim, impossível de resistir. Averiguei, namorei, e fiz a pergunta: “gosto muito do vosso trabalho e gostava que estivessem no Simplesmente Branco. Aceitam?” Quando a resposta foi sim, imaginam o resto! Tem sido uma bela viagem.

Calhou esta conversa ser no dia dos namorados, o que nos parece muito apropriado, porque como nos conta a Sara, o convite é a capa do livro que conta a vossa história de amor. Fiquem a saber mais sobre o seu processo de trabalho e o conceito que dá vida à bela denominação da marca.

 

Todos os criativos gostam de ser estimulados e dá-nos bastante prazer quando do outro lado está alguém receptivo às nossas ideias. Mas no final de contas, é fundamental que o produto final cumpra os nossos padrões de qualidade e, mais importante ainda, as expectativas dos noivos.

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional, do design gráfico para o universo dos casamentos. Como é que aconteceu, foi um caminho natural ou uma situação específica que o apontou?

O design gráfico já faz parte da minha vida há 10 anos, mas sempre muito ligado ao marketing. Foi quando eu e o Pedro nos conhecemos e, mais tarde, em 2013, decidimos casar, que começámos a ficar mais atentos e entusiasmados com este universo dos casamentos. Fazer a imagem gráfica do nosso casamento foi uma das partes mais divertidas de todo o processo! Depois do nosso casamento, e até criármos o projeto, foi tudo muito natural. Acho que gostámos tanto de organizar todos os detalhes do nosso dia que quisemos partilhar esse entusiasmo com os outros noivos.

 

Há quanto tempo trabalham nesta área? E porquê este universo dos casamentos?

O Amor à Portuguesa nasceu há cinco anos, em 2013, no ano em que nos casámos, mas eu sempre trabalhei na área criativa, entre algumas experiências na pintura, artes plásticas e artesanato. O universo dos casamentos foi um passo natural na evolução da nossa vida e que ainda hoje continua a fazer muito sentido. Acabamos por nos rever muito nos noivos que nos procuram. As histórias de amor são o que mais nos encanta. Termos a oportunidade de concretizar o que os noivos sonharam para o dia do casamento é uma tarefa de grande responsabilidade, mas também de muito orgulho e satisfação.

 

Como construíram a vossa assinatura, como a definem?

A nossa marca nasceu da nossa paixão pelo o que é português. Nós nascemos os dois em Lisboa, mas as nossas origens estão muito ligadas à tradição portuguesa. Eu, por exemplo, tenho raízes em Ovar, terra dos azulejos e de varinas (já para não falar do pão de ló!). Já a família do Pedro é da Nazaré, onde o mar e os pescadores contam a história da vila. Acho que é por isso que estes elementos estão tão presentes na nossa imagem e temos tão enraizado o gosto pela tradição portuguesa.

 

Esse estilo faz parte do ADN da marca ou é um conceito que escolheram para explorar e trabalhar este ano? Porquê?

Faz parte do ADN, sem dúvida. Portugal está cada vez mais na boca do mundo e, se por um lado, o público estrangeiro tem cada vez mais curiosidade em conhecer o nosso país, por outro, os portugueses estão também cada vez mais orgulhosos das suas origens e com vontade de consumir a nossa cultura. Sempre que os nossos noivos nos procuram com uma ideia que viram no Pinterest ou num blogue estrangeiro, tentamos sempre não só tornar essa ideia realidade, como também, se fizer sentido, tornar a ideia mais ligada à sua própria história e ao nosso país.

 

As tendências da estação… são um assunto de trabalho ou apenas fait divers?

Sem dúvida que gostamos de nos manter informados e estar a par do que se faz tanto cá dentro como fora de Portugal. Até porque a maioria dos noivos chegam até nós com uma ideia, e essas ideias são um bocadinho disso: a tendência da estação. No final do dia, o que é realmente importante para nós é que o trabalho seja realizado com bom gosto, qualidade e acabamentos excepcionais para que os noivos se revejam nele.

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

Ter o controle das decisões é importante? Têm uma perspectiva perfeccionista e específica sobre o resultado e a forma como querem que o vosso trabalho seja consumido ou é o prazer de discutir ideias, de criar, que vos interessa mais na relação com cada projecto, cada cliente?

Discutir ideias e sem dúvida essencial e felizmente temos tido a sorte de encontrar noivos que estão sempre receptivos às nossas recomendações. O nosso principal objetivo é ouvir e guiar os noivos na tomada de decisões! Nós não trabalhamos com modelos pré-definidos. Criamos sempre uma nova imagem à medida de cada um, mantendo um diálogo aberto entre ambas as partes. Isso torna tudo mais entusiasmante e nada monótono! Todos os criativos gostam de ser estimulados e dá-nos bastante prazer quando do outro lado está alguém receptivo às nossas ideias. Mas no final de contas, é fundamental que o produto final cumpra os nossos padrões de qualidade e, mais importante ainda, as expectativas dos noivos.

 

Existem fórmulas vencedoras que aplicam, ou cada convite ou produto é pensado totalmente de raiz?

Cada convite é pensado de raiz, totalmente feito à medida dos noivos. Quando lançámos o projeto ainda nos passou pela ideia fazer algumas linhas gráficas pré-definidas, mas rapidamente percebemos que não era esse o caminho. E ainda bem! Só assim conseguimos construir o portefólio que hoje temos e de que muito nos orgulhamos. Temos o privilégio de estimular todos os dias a nossa criatividade, conhecer novas pessoas, ouvir e partilhar histórias. O que oferecemos é um serviço totalmente personalizado, com o qual ficamos a conhecer muito bem os nossos noivos e com alguns deles ainda hoje mantemos uma relação de amizade.

 

Onde buscam inspiração para cada nova temporada de trabalho?

Sabemos que é um pouco clichê, mas a nossa inspiração vem mesmo daquilo que encontramos todos os dias à nossa volta. Gostamos de nos manter atualizados e é inevitável todos os dias consumirmos conteúdos visuais, mas muitas as ideias surgem quando menos esperamos: no caminho para o trabalho, nas redes sociais, num passeio ao fim de semana, nas conversas!

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

O melhor reset de todos é parar o tempo por instantes e olhar à nossa volta. Ver o meu filho a brincar, o meu cão a correr, olhar para mim, para o Pedro e sentir que está tudo a acontecer. Às vezes o melhor mesmo é sair da rotina, viajar, dançar, olhar para o horizonte do mar e amar muito.

 

Qual é a importância do convite de casamento (e respectivo conjunto de estacionário), na grande lista de itens e afazeres?

Quando os noivos chegam até nós já têm um conjunto de decisões tomadas em relação ao casamento, nomeadamente aquelas que são mais urgentes e que consomem a maior parte do orçamento, como o espaço, o fotógrafo e o vídeo. A juntar a isso, ainda existe muito a ideia de que o convite é apenas uma formalidade, um “tem que ser”, mais do que propriamente algo essencial para que o dia aconteça. Mas a nossa percepção é completamente diferente. Isso traduz-se na forma como trabalhamos e no empenho que pomos em cada projeto. Normalmente é através do convite ou do save the date que os convidados têm o primeiro contacto com aquele que vai ser um dos dias mais especiais da vida dos noivos! É um bocadinho como a capa de um livro, não é? E a história que esta dentro desse livro é a própria história dos noivos!

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

Amor à Portuguesa - convites de casamento

 

O vosso trabalho não se fica pelos convites: qual é a amplitude do vosso portefólio?

No Amor a Portuguesa fazemos o estacionário completo para o casamento: desde o convite aos menus, seating plan, etiquetas, entre outros. Para além disso, trabalhamos também com tecidos, na confecção de almofadas para alianças ou lembranças para os convidados, e ainda outros suportes rígidos como a madeira e o acrílico para sinalética, cake toppers, cartazes, entre outros. Acreditamos que é nestes detalhes que os noivos conseguem marcar realmente a diferença e tornar o seu casamento único.

 

Como é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação aos vossos clientes?

Achamos que e muito importante conhecer os noivos pessoalmente sempre que possível, caso contrário marcamos uma chamada por Skype. Depois, tentamos sempre procurar saber mais sobre a sua história, como se conheceram, o que fazem, de onde vem, como idealizam o dia, aquilo que não querem de todo. Muitas vezes é nos detalhes mais inesperados que encontramos o fio condutor para desenvolver a linha gráfica do seu casamento. A partir daí é afinar pormenores até os noivos estarem 100% satisfeitos com o resultado final.

 

Qual é a melhor parte de criar convites de casamento, ser o primeiro capítulo visível da história que leva ao grande dia? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte acho que é mesmo quando chegamos a um produto final e vemos os noivos satisfeitos com o nosso trabalho! Seja quando entregamos convites ou montamos os menus ou os seating plans no próprio dia do casamento. E uma sensação de missão cumprida. O mais desafiante é talvez a primeira conversa, pois partilhar a sua história pode tornar-se um bocadinho pessoal e muitos não se sentem à vontade para isso. Felizmente tanto eu como o Pedro temos conseguido quebrar o gelo e no fim estamos todos a rir e a partilhar as aventuras extraordinárias.

 

Escolham o convite de que mais gostam do vosso portfolio, e contem-nos porquê:

Temos muitos convites de que gostamos, felizmente. Existem alguns que nos dão maior de satisfação, pois sentimos que superamos as expectativas dos noivos em relação a um elemento que muitas vezes é subestimado. Depois existem aqueles em que os noivos nos dão liberdade criativa porque confiam a 100% no nosso trabalho, identificam-se com o nosso estilo e aceitam as nossas recomendações. E muito gratificante quando isso acontece.

Gostámos especialmente de fazer o estacionário da Joana e do Pedro. Usámos uma técnica e um formato fora do habitual para o save the date e os convites que foram serigrafados a dourado. Os menus foram impressos nos próprios guardanapos, o seating plan numa placa de acrílico, os números das mesas em madeira cortada a laser. No total, acompanhámos os noivos do princípio ao fim e o resultado foi muito gratificante.

 

Convite de casamento Amor à Portuguesa

 

Convite de casamento Amor à Portuguesa

 

Os contactos detalhados da Amorà Portuguesa, estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, maravilhem-se com os seus filmes de casamento e contactem-nos directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.