Created with Sketch.
Marta Ramos

Wise words: 5 regras para bem cuidar do fato do noivo

Num dos nossos artigos de wise words anteriores, ajudámos-vos na tarefa de escolher o fato do noivo. Para tal,  inspirámo-nos nos conselhos de um especialista na matéria, a Bespoke Edge, uma empresa familiar do estado norte-americano do Colorado que reúne o muito experiente pai, Ron Wagner, e os seus dois filhos empreendedores, Ryan e Brett Wagner, num negócio totalmente dedicado à personalização do vestuário masculino.

Hoje regressamos ao Colorado para vos transmitir os conselhos da família Wagner no que diz respeito à conservação do fato do noivo. Queremos que estejam no vosso melhor no grande dia, e que possam manter o vosso fato impecável durante muito tempo. Para conseguirem isso, todos os pormenores contam!

Podemos resumir os cuidados essenciais para uma vida longa e saudável do vosso fato especial em 5 regras:

. Pendurar o fato num cabide de madeira bastante robusto;

. Não recorrer à limpeza a seco (pelo menos, não com frequência, e sobretudo do casaco);

. Escovar o fato regularmente e usar um rolo adesivo para completar a limpeza do fato;

. Arejar o fato;

. Usar uma máquina de engomar a vapor para eliminar vincos (e não um ferro de engomar).

Se cumprirem estas linhas de orientação, estarão garantidamente impecáveis no dia do casamento e em todas as ocasiões em que queiram voltar a usar o vosso fato, durante muito tempo.

Vejamos então estas regras com mais atenção. O cabide no qual penduram o vosso fato é extremamente importante, porque sustenta os ombros, que são como que a estrutura essencial para garantir a elegância do vosso casaco. Garantam que o cabide que escolhem é suficientemente largo para chegar mesmo até ao fim dos ombros do casaco – isto é fundamental -, e que é robusto, para ocupar espaço dentro do casaco, distribuindo correctamente o peso do tecido. Assim, evitam desequilíbrios que podem criar foles e marcas no casaco. Também será importante deixar alguns centímetros de intervalo entre o fato e as restantes roupas penduradas, de modo a que possa respirar. E escolham sempre o cabide, mesmo que seja apenas por umas horas, em vez das costas de uma cadeira ou de outro repouso provisório improvisado. Só assim o vosso casaco estará direito na altura de voltar a vesti-lo.
Se não usarem o fato com regularidade, será importante retirá-lo ocasionalmente do roupeiro para o inspeccionar e para que possa apanhar ar.

Conhecem as máquinas de engomar a vapor? Pode ser um bom investimento agora que estão a começar uma vida nova a dois – e a vossa cara metade também lhe dará muito uso, acreditem! Estas máquinas permitem eliminar rugas e vincos da roupa apenas com o contacto com o vapor, sem terem que lhes encostar um ferro de engomar quentíssimo, que pode causar danos irreparáveis aos tecidos (e deixar aquele brilho irritante). Para além disso, opera-se como se fosse uma espécie de mangueira, o que permite chegar a todo o lado e «engomar» a roupa pendurada num cabide. É perfeito para manter o vosso fato longe da lavandaria o máximo de tempo possível, e ainda refresca os tecidos, graças à acção do vapor. E porque é que insistimos na questão de evitar a lavandaria? Claro que terão que recorrer à limpeza a seco de vez em quando, mas a ideia é reduzir essas visitas ao mínimo indispensável. Os produtos químicos usados nestes sistemas de limpeza danificam as fibras naturais dos tecidos, pelo que quanto menos, melhor. O teste final para determinar se não há volta a dar é o cheiro. Se detectarem que o vosso fato tem um cheiro esquisito, mesmo depois de um dia inteiro a arejar, então está na altura de o levar a limpar a seco. As nódoas também serão um motivo de peso!

Para eliminar pó, cabelos, pelos dos animais de estimação, etc, a combinação entre um rolo adesivo e uma escova adequada tratará do assunto com eficácia. Bastará pendurar o casaco e percorrê-lo de cima a baixo com o rolo e a escova.

 

 

 

 

E no dia do casamento? Bem, o ideal será recorrer a uma combinação de todas estas regras – às quais acresce uma: a de usarem um saco para o transporte do fato que não seja de plástico, mas sim de um material respirável. Deixem o fato pendurado num cabide adequado – e fora do saco – durante a noite. Mesmo que vos pareça que se amarrotou no transporte, o mais provável é que recupere a sua forma durante a noite. Se restarem alguns vincos na manhã seguinte, pois então estará na altura de recorrer à vossa máquina de engomar a vapor novinha em folha!

Estão agora prontos para brilhar no vosso grande dia. Não se esqueçam de usar um belo sorriso a condizer com o fato novo. E lembrem-se de que, para as coisas durarem, temos que cuidar delas com atenção e carinho. Isto vale para o fato do noivo e para praticamente tudo!

Comentar