Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento rústico no São João: Andreia + Hugo, na Quinta da Lapa

Esta semana estamos em casa: mostramos o casamento da Andreia + Hugo, um verdadeiro arraial de santos populares, em noite de São João, com bailarico e festa até às tantas!

A Andreia e o Hugo são a dupla da I Go Travel, um dos nossos fornecedores seleccionados, que trata das vossas luas-de-mel. Para os ajudar a por de pé este dia épico, escolheram o catering e decoração do Páteo Velho, flores e organização da Amor e Lima e convites e materiais gráficos da Palavras com Papel.

Depois deste dia cheio de festa, rumaram a Los Angeles, Bora Bora e Las Vegas, os seus destinos de lua-de-mel.

Que maravilha!

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Como o Hugo me pediu em casamento na madrugada de 12 para 13 de Junho, a bordo de um avião, e pelo facto de gostarmos de festejar os Santos Populares, decidimos que casar nessa altura, faria sentido para nós.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Diariamente organizo as luas-de-mel dos meus clientes e lido de perto com a organização de casamentos, por isso o caminho tornou-se mais fácil. Sabíamos claramente que podíamos encontrar boas referências no site Simplesmente Branco, já conhecíamos alguns trabalhos pelas referências que foram tendo e pelo acompanhamento que eu já fazia nas redes sociais.

 

 

 

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando visitámos a Quinta da Lapa, no concelho da Azambuja, e sentimos que era lá que tudo o que pensámos podia acontecer. Tínhamos em mente criar três ambientes diferentes, um arraial alusivo à época festiva dos Santos Populares, pois casávamos na véspera de São João, a cerimónia, e um outro, distinto, onde iriamos sentar-nos à mesa e estar com os nossos mais chegados. A Quinta da Lapa permitia-nos explorar o espaço livre e recriar o ambiente de festa que queríamos.

 

 

 

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

A envolvência que criámos juntos dos fornecedores e as reuniões que antecederam o dia do casamento foram cruciais para o sucesso final e para o ajuste de tudo o que por vezes surge à última da hora. Tivemos ajuda dos pais, da cunhada e de uma amiga, ajudaram-nos em algumas tarefas e em parte da gestão. Mas, sem dúvida, a disponibilidade do Pateo Velho com a decoração do espaço, e da Amor e Lima com as flores, decoração e coordenação do dia, foram fundamentais para o sucesso final. Destaco ainda como cereja no topo do bolo, o trabalho da Neusa, das Palavras com papel. A sua experiência fez com que se adaptasse muito bem às nossas escolhas e preferências.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era termos um arraial fiel aos arraiais que vivemos durante o mês de Junho em Lisboa, a animação do Rancho e escalabitanos do Ribatejo (onde a noiva tem raízes), e que transmitíssemos aos nossos convidados um ambiente em harmonia com o modo como nos relacionarmos com os outros. Sem importância, alguns hábitos socialmente associados a este dia, como as ofertas aos convidados, que não fizemos questão de ter.

 

 

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi a selecção dos convidados que queríamos para o nosso casamento, escolhemos as pessoas do nosso coração e que fizeram ou fazem parte da nossa história de vida, escolhemos mesmo os mais especiais. O mais difícil foi conjugar diferentes fornecedores, uma vez que para termos a nossa visão em todos os pormenores, era necessário uma grande equipa no dia, bem alinhada e ajustada às nossas escolhas, o que com estes fornecedores, acabou por ser fácil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Perceber que as pessoas estavam a identificar-nos no espaço e na decoração, criou um enorme sentimento de satisfação ao longo do dia e noite. O início da cerimónia foi muito especial… O momento em que nos apresentamos a dançar com um flash mob aos convidados, o momento em que agradecemos a presença dos convidados e quando nos encaramos as 5h da manhã e sentimos que o nosso dia estava a acabar, agarramo-nos um ao outro de coração cheio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

E o pico de diversão?

Desde o “sim”, a música do “baile de verão” começou a tocar logo na cerimónia e assim seguiu até ao fim da festa, a diversão foi total e geral. Para além das restantes escolhas (Quinta da Lapa, Páteo Velho, toda a equipa da decoração, o rancho, os escalabitanos), sem dúvida que termos optado por uma animação de arraial com um DJ à altura, levou a que o casamento fosse considerado pelos convidados como um dos melhores a que já tinham assisitido, estiveram sempre a dançar, a comer, durante o cocktail houve arraial, e uma um flash mob surpresa, com a musica “Despacito”.
Preparámos ainda a entrada de pista de forma surpreendente e houve animação para todos, durante os vários momentos do dia.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Talvez o horário do início da festa, que foi às 16h, teríamos alterado para o início da tarde, pelas 13, 14h, porque o clichê de se dizer que o “dia passa a correr”, é bem verdade. O dia passou mesmo a “correr”!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas.

Na véspera do nosso casamento um convidado disse-nos: “Amanhã será o único dia em que vão ter todas as pessoas de quem gostam reunidas para estar comvosco, aproveitem ao máximo, pois este dia não se irá repetir, nem no dia em que eventualmente tenham um filho e organizem um baptizado ou uma festa…”

Hoje dizemos: sim, é verdade!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Palavras com Papel;

local: Quinta da Lapa – Manique do Intendente;

catering e bolo dos noivos: Páteo Velho;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido de noiva Inês Pimentel Atelier, sapatos Zilian;

maquilhagem: Catarina Andias;

cabelos: Ana – Cabeleireira Azambuja;

bouquet de noiva: Amor e Lima;

decoração: Amor e Lima e Páteo Velho;

dança: Daniela Santos;

animação: Rancho Folclórico da Lapa – Cartaxo e Escalabitanos da Parreira;

fotografia: Nuno Pereira Fotografia;

vídeo: LSM;

luzes, som e Dj: Patel by Kool Voice.

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.