Created with Sketch.
Susana Pinto

Vestidos de noiva 2019: Uhma

Janeiro é o mês de todos os começos, inclusive dos preparativos para o mais bonito dos dias.

Descobrir o vestido de noiva é uma aventura maravilhosa, mesmo com muitos nervos à mistura (será o modelo que mais me favorece, é tanto dinheiro, é mesmo isto que eu queria, e agora…?).

Deste lado, decidimos levantar o véu às novíssimas colecções de vestidos de noiva de criadores nacionais, para esta estação. E que bela conversa esta, tanto trabalho bonito se faz por cá.

Começamos esta semana com a Uhma, da Sara e Ana, que definem a sua marca desta forma:

 

“as mãos, o coração, O vestido.

As mãos são de mulheres, mães, avós e filhas. Mãos que cuidam – e que criam cada detalhe dos nossos vestidos. São 124 anos de experiência, somados entre as nossas mãos, a costurar, a cortar, a moldar e a conhecer o suficiente para perceber que cada corpo é único, que cada renda tem a sua personalidade e que cada pormenor conta mais do que seria de esperar.

O coração é o juiz do nosso trabalho. Guiamo-nos pelas histórias que nos contam e por aquilo que os sorrisos nos dizem sem querer. Gostamos de conhecer e ouvir, para que cada vestido seja o reflexo da mulher bonita que o usa, sem a ofuscar. Ele faz parte da história que ela protagoniza, desde o momento do “sim” até às 6h da manhã do dia seguinte.

 

O vestido. É assim que falamos dele. O vestido. Único e singular, desenhado para o dia mais especial de todos. Por isso, é feito por medida e à medida de cada noiva, com todo o cuidado e compromisso que ele representa (e merece). Só trabalhamos com quem confiamos, desde a nossa equipa aos nossos fornecedores. Só assim garantimos que O vestido consegue ser perfeito.”

 

 

 

 

 

Falámos sobre a colecção de vestidos de noiva para 2019: o que as inspirou, o conceito e os materiais escolhidos:

“Não temos um processo fixo de inspiração para uma nova coleção. Desde o primeiro momento, ao longo do ano, vamos-nos inspirando nas nossas vivências, a partir das experiências do quotidiano, de uma viagem ou de um tecido que encontramos que nos desperta curiosidade, e vamos desenhando um vestido e outro, de uma forma muito orgânica.

Quando chega a altura de prepararmos a nova coleção, reunimos todas essas ideias, escolhemos um conceito, pensamos no que queremos transmitir. Daí surgem mais desenhos, reaproveitam-se uns e desiste-se de outros. Só paramos quando temos um conjunto de vestidos que nos fazem sorrir e que reflectem tudo o que queremos dizer.

 

A coleção 2019 é uma homenagem às avós, que são tão importantes na nossa vida e, principalmente, num momento tão especial como o casamento. No ano passado, uma de nós perdeu a avó e sempre teve uma paixão pelas rendas antigas que ela tinha. Decidimos, então, criar uma coleção com algumas dessas rendas, que são peças únicas, com mais de 80 anos, com muito carácter.

A todos os modelos, demos os nomes de avós: as nossas e as dos membros da nossa equipa. Quisemos celebrá-las.”

 

 

 

 

Os vestidos de noiva da colecção de 2019 têm uma linha mais vintage, boémia e romântica, muito em sintonia com as tendências globais. Os materiais escolhidos são os crepes de seda, as rendas de algodão, guipur e chantilly.

O processo de criação e customização obedece a um protocolo, cujo objectivo é proporcionar a melhor experiência possível e um atendimento muito dedicado e atento.

 

É necessário agendar uma visita, porque na Uhma apenas se recebe uma noiva de cada vez:

“queremos que seja um momento mais intimista, falamos um bocadinho, conhecemos um pouco da personalidade da noiva, do estilo do casamento e do que sonhou para o vestido.

Nesta primeira marcação, experimentamos vários modelos. No atelier temos os modelos da coleção (os que ainda estiverem disponíveis) e vários modelos exclusivos que não se encontram no site, e fazemos questão que experimentem sempre cortes diferentes para conseguirmos encontrar o ideal para cada corpo.”

 

Quando alguém se apaixona por um vestido de noiva tal como ele é, este é retirado do showroom, porque a Sara e a Ana não fazem dois vestidos iguais (e nem dão oportunidade à tentação de experimentar um vestido que já foi escolhido, porque a exclusividade criativa é um dos pilares da Uhma).

Ao longo do ano, são confeccionados vários modelos e cortes diferentes, para que haja sempre variedade de escolha e opções, antes de ser criado um vestido de noiva de raiz.

 

“A partir deste primeiro encontro, reunimos todas as ideias trocadas e as preferidas, e fazemos um desenho para a noiva.

Depois disso, construímos uma relação e um diálogo com cada noiva, cada família e madrinha. É um processo criativo conjunto que dura meses, e que incluí três a quatro provas por vestido.

No fim, ficamos sempre com saudades das nossas noivas e desejosas que nos enviem as fotografias do grande dia.”

 

A qualidade dos materiais, a exclusividade do desenho e a mestria do corte e execução são razões mais do que suficientes para justificar o preço de um vestido de noiva. Quando a isso somamos uma história, uma narrativa e um conceito, aquilo que é “apenas” uma peça de roupa ganha vida e personalidade, contém em si um passado e antecipa um futuro. Não é tão bonito, isso?

 

Passem pelo casa digital da Sara e da Ana e combinem uma visita real. Acompanhem o seu trabalho aqui e aqui. É muito bonito!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.