Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: PortoFesta – animação de eventos

Hoje conversamos com a PortoFesta, uma conceituada empresa de animação de eventos que anda a fazer gente feliz desde 2007, segundo as palavras do DJ Tiago Baptista.

Falamos do seu percurso e do que faz uma bela pista de dança num evento – e as diferenças entre momentos de trabalho e momentos de lazer.

Juntam-se a nós?

Uma pessoa com experiência de leitura de pista num espaço nocturno tem muito mais bagagem para interpretar as reacções das pessoas, os seus gostos e para que direcção deve encaminhar o percurso musical da festa.

 

Conte-nos um bocadinho do seu percurso, até às pistas de dança: como é que isso aconteceu?

Comecei a pôr musica aos 13 anos de idade. Um amigo da família tinha uma empresa de som e luz e com ele comecei a desenvolver o gosto pela música e pela técnica. Na altura comprei uns giradiscos Technics Profissionais, que só algumas discotecas tinham, que eram para fazer as edições de audio para as passagens de modelos e esse foi o meu primeiro contacto com esta área, teria uns 12 anos. Entretanto comecei a pôr musica num bar que existia no Foco, no Porto, o Bib’ó Porto, e assim nunca mais parei, trabalhando em algumas das discotecas mais conceituadas do Norte incluíndo no percurso a gravação de um CD duplo que foi disco de prata juntamenten com dois conceituados DJ’s da nossa praça.

 

Animação noturna e casamentos – sendo a música um assunto transversal, esta é uma ligação natural e inevitável?

Pode não ser, mas considero que, obviamente, uma pessoa com experiência de leitura de pista num espaço nocturno tem muito mais bagagem para interpretar as reacções das pessoas, os seus gostos e para que direcção deve encaminhar o percurso musical da festa.

 

O que ouve quando não está a trabalhar? Separa lazer e profissão?

É quase impossível separar. Inevitavelmente, até quando estou numa esplanada, se ouço um tema que me agrada, adiciono ao arquivo. Tento ouvir um bocado de tudo, não tenho preconceitos musicais.

 

Gosta dançar ou prefere ouvir? Como se mantém actualizado?

Prefiro ouvir mas também gosto de dançar. Normalmente mantenho-me actualizado a partir da plataformas digitais.

 

Portofesta - DJ para casamentos Portofesta - DJ para casamentos Portofesta - DJ para casamentos

Trabalha com clientes corporativos e com clientes particulares: no dance floor somos todos iguais ou o vibe da festa é muito diferente?

O vibe da festa é diferente, algumas pessoas, em ambiente profissional e com colegas de trabalho, não se desinibem totalmente estão sempre condicionadas pelo que os outros possam pensar. Num ambiente familiar tudo é diferente.

 

O que faz uma grande noite (ou pista de dança)?

Em primeiro lugar a música, depois, no caso de um casamento, os convidados, e numa discoteca, os clientes.

 

Qual é o seu processo de trabalho, como acontece a ligação aos vossos clientes?

No caso da Portofesta, em que já estamos implantados no mercado há 12 anos, os pedidos surgem maioritariamente por “passa a palavra”, clientes satisfeitos que passam o nosso contacto a amigos. É claro que plataformas como o Simplesmente Branco nos ajudam a divulgar o nosso trabalho e aumentam a nossa visibilidade.

Normalmente, os noivos contactam-nos, expõe as suas necessidades e, em função das mesmas, apresentamos um orçamento.

Na fase seguinte marcamos uma reunião onde normalmente são discutidos todos os pormenores.

 

Portofesta - DJ para casamentos Portofesta - iluminação para casamento

Como cria a playlist para o seu cliente? É tudo trabalho prévio ou há espaço de improviso, um pesa mais do que outro?

Normalmente pedimos uma lista dos temas e bandas preferidas dos noivos, assim como alguns temas que os tenham marcado. Existe um trabalho prévio na preparação dos temas para os momentos especiais e da playlist para o baile, tentamos fazer a melhor junção possível de músicas que sabemos que à partida podem funcionar com aqueles sugeridos pelos noivos, juntando assim o útil ao agradável, criando um cocktail explosivo de diversão.

 

Se se casasse, com que música abria a pista?

Como elas é que mandam, deixava a noiva escolher!

 

Para fechar, qual é a música a que regressa sempre?

Dancing Queen, dos ABBA.

 

 

Contactem a Paula Gomes, da PortoFesta, através da sua ficha de fornecedor. Espreitem as galerias e entrem em contacto directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática da Paula Gomes.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.