Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento em Marco de Canaveses: Maria + António

Hoje vamos até Marco de Canaveses e espreitamos o casamento bonito da Maria + António, fotografado pela Ana Luísa Pinto, da Luminous Photography.

Romântico, elegante, doce e tão descontraído e fesrivo… mesmo como o mais bonito dos dias deve ser!

Juntem-se a nós, deixem-se cativar pelo maravilhoso sorriso da Maria e desfrutem deste último dia de verão, com o fim-de-semana à porta!

 

 

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Inicialmente a nossa ideia era não fazer festa, sermos o centro das atenções nunca foi muito a nossa praia.

Entretanto, optámos por juntar o casamento com o aniversário do pai da noiva e andámos com as coisas para a frente!

 

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Nada de nervosismo! Os pais estavam mais preocupados do que nós, sinceramente…

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Desde logo soubemos que tinha de ser algo à nossa medida e sem grande aparato e, por isso, sempre esteve no caminho certo.

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Acho que no final foi um casamento igual ao nosso melhor sonho! A ajuda da família foi crucial para a realização do casamento que queríamos.

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Conseguir transmitir à nossa família o nosso agradecimento e carinho por todo o apoio e atenção, era o mais importante.

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Escolher a fotografia e o vídeo foi o mais fácil, sem sombra de dúvida! O mais difícil foi encontrar a quinta certa, mas no final, felizmente, superou todas as expectativas.

 

 

 

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A entrada na igreja, e os discursos e surpresas após o jantar.

 

E o pico de diversão?

A dança, claro!

 

 

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

A surpresa preparada pelos nossos irmãos com as recordações da infância.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Absolutamente nada! Foi perfeito!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: o noivo;

espaço de casamento, decoração, catering e bolo dos noivos: Casa de Quintã, Marco de Canaveses;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido Jesus Peiró, sapatos Michael Kors;

maquilhagem: Maquilh’arte;

ofertas aos convidados: Crachá Wedding Agency;

fotografia: Luminous Photography;

vídeo: Andorinha Films;

luzes, som e Dj: Musicbox.

 

Marta Ramos

Peónias: um convite Molde Design Weddings

A Molde Design Weddings cria convites de casamento muito especiais. Elegantes, com a mistura perfeita entre design e sofisticação, são o resultado da flexibilidade e dedicação da Joana Duarte, que acredita em resultados únicos, dedicados, feitos à vossa medida: “Basta que nos digam, nós fazemos o resto!”

«As pessoas já pediam coisas diferentes e nós estávamos cheias de vontade de dar asas à imaginação. Começámos assim e mantivemo-nos assim, sempre com vontade de apresentar peças novas, personalizadas, que tenham a ver connosco mas acima de tudo que façam os nossos casais muito felizes.»

Hoje partilhamos convosco um trabalho muito recente da Molde: «A Rita e o João, quando reuniram connosco, não vinham com um layout definido mas sabiam que queriam algo que tivesse a ver com a decoração floral da quinta. A noiva gostava muito de peónias com tons creme e rosa muito clarinhos.»
A partir destes dados, a Joana deu asas à sua criatividade e o resultado aparece radioso, como um ramo de peónias em formato de cartão. Que maneira bonita de se convidar as pessoas mais queridas para um dia tão especial!

 

 

 

 

Dizem as regras que os convites deverão ser feitos e enviados com uma antecedência de 6 a 3 meses em relação ao dia do casamento, mas outros intervalos serão ainda bastante aceitáveis. O importante é que tenham em conta a logística (o espaço e o catering), e os números finais, em tempo útil: quanto mais convidados tiverem, maior deverá ser o prazo que separa a confirmação da resposta em relação à data do evento, para que tudo se organize da melhor forma. Para mais detalhes sobre como gerir esta questão eficazmente, leiam o nosso artigo de wise words dedicado ao assunto.

Não deixem de acompanhar os nossos posts acerca do trabalho Molde e falem com a Joana, que está à vossa espera para criar detalhes bonitos – a condizer convosco.

Marta Ramos

Vive la Fête, um fornecedor Novos Talentos SB!

A Vive la Fête é uma loja online de artigos decorativos originais para crianças e adultos que desenvolve produtos de marca própria totalmente personalizáveis: placas, nomes e frases em madeira, cake toppers, entre outros. Também podem contar com a ajuda da Vive la Fête para criar toda a identidade gráfica do vosso casamento. Falem com a Rita Leite e partilhem todas as vossas ideias com ela, pois é muito provável que da conversa nasça uma solução mesmo à vossa medida.

A Rita Leite escolheu trabalhar nesta área porque «é um mundo em que a nossa criatividade e capacidade de adaptação é constantemente posta à prova e em que a harmonia e a estética têm de estar sempre presentes.» Orgulha-se da sua capacidade de personalização total, de comunicação e de estar sempre a aprender e a descobrir novas inspirações. E quando olha para o futuro, vê-se a fazer aquilo de que mais gosta: criar cenários e ajudar a construir histórias únicas.

A Vive la Fête integra a nossa selecção de fornecedores Fresh: Novos Talentos.

 

Vive la Fête - cake toppers e detalhes de casamento

 

 

 

Vive la Fête - cake toppers e detalhes de casamento

 

 

 

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da Vive la Fête para ficarem a conhecer melhor a Rita e o seu trabalho.

Susana Pinto

À conversa com: Arte Magna – fotografia de casamento

Arte Magna, fotógrafos de casamento são os nossos companheiros de conversa de hoje.

Apresento-vos a Teresa e o Dado, dois sotaques de língua portuguesa, de Joane, Vila Nova de Famalicão, para Portugal de lés a lés.

Sentem-se connosco, fiquem a conhecê-los melhor e prestem atenção demorada ao seu trabalho: é assim bonito!

 

Não temos nenhuma fórmula, somos apenas genuínos e queremos que os nossos clientes se sintam seguros e relaxados. Gostamos de ser organizados e de ir mantendo contacto até e depois do casamento. No fundo, o que procuramos criar é uma relação de confiança.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

Teresa: eu posso dizer que a minha viagem sempre esteve na mesma rota. Comecei de mão dada com o meu pai, mais tarde estudei no IPF Porto e hoje, junto com o Dado, temos a nossa Arte Magna.

A história do Dado é bem mais longa, mas por mais empregos que tivesse todos foram sempre relacionados com fotografia: laboratórios, edição de imagem, fotógrafo de festas infantis, até chegar aos casamentos.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Dado: juntos, fotografamos desde 2014. Porquê casamentos? Acho que esta é a resposta mais fácil que podemos dar: o pai da Teresa sempre foi um apaixonado pelo que fazia (também ele fotógrafo de casamentos e fundador da Arte Magna há 40 anos) e ele era tão feliz no que fazia que contagiou a Teresa e ela, anos mais tarde, contagiou-me a mim.

 

O vosso trabalho é feito a duas mãos. Como o definem e como construíram essa assinatura?

Dado: acho que tudo surgiu de uma forma natural. Temos olhares e experiências de vida diferentes e achamos que isso é o que influencia e caracteriza o nosso trabalho e formas de fotografar. Procuramos fotografias que tenham alma para contar histórias que serão as memórias de uma família.

 

Achas que o ponto de vista feminino, os detalhes que escolhes fotografar e como o fazes, a narrativa que constróis, é diferente das escolhas que o Dado faz, do seu ponto de vista masculino? Como convergem?

Teresa: sim, mas acho que vai além da questão de género. Como o Dado disse, temos olhares diferentes e as nossas experiências de vida fazem com que sejamos únicos. Estas diferenças é que enriquecem o nosso trabalho e por isso é que consideramos vantajoso ter dois olhares diferentes, mas cúmplices, num casamento.

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

Teresa: inicialmente devorávamos muito o trabalho de outros colegas fotógrafos de casamento, mas com o tempo, tanto eu como o Dado temos procurado encontrar inspiração nos filmes que vemos e livros que lemos, mas sobretudo nas pessoas que fotografamos. Queremos um olhar e uma mente limpa.

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Dado: viajar, ver um filme projectado na parede do nosso sotão e estar com as nossas pessoas. Gostamos de momentos simples, mas que nos renovem.

 

Do Norte para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Dado: fotografar fora é sempre um prazer, mas também gostamos de explorar o nosso país. Adoramos sair dos “nossos lugares” e é isso o que nos fascina. Mesmo a fotografar dentro de Portugal, basta mudar de região e já vemos tradições diferentes tal como quando saímos do país. E agora, com Portugal na moda e cada vez mais estrangeiros a casar por cá, será que podemos considerar isto como um dois em um?

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Teresa: não temos nenhuma fórmula, somos apenas genuínos e queremos que os nossos clientes se sintam seguros e relaxados. Gostamos de ser organizados e de ir mantendo contacto até e depois do casamento. No fundo, o que procuramos criar é uma relação de confiança.

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Arte Magna - fotografia de casamento

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

Dado: nos casamentos mais pequenos e inimistas acabamos por conseguir criar uma ligação especial não só com os noivos, mas também com os convidados. Sentimo-nos todos mais próximos uns dos outros e isso faz com que as pessoas se sintam mais soltas na nossa presença. No final, damos valor à emoção e muita diversão na pista sejam 20 ou 180 convidados.

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Teresa: somos uns privilegiados, pois temos a oportunidade de contar uma bonita história, conhecer novos lugares e fazer o que mais gostamos. Durante o dia do casamento estamos numa posição privilegiada a ver como se olham quando se vêem pela primeira vez como noiva e noivo, sentimos a alegria na pista de dança, a emoção ao ouvirem as palavras carinhosas dos amigos e familiares.

Desafiante: estar sempre alerta por mais simples que o momento possa ser. Difícil: eu como chorona que sou, confesso que é segurar as lágrimas. Na entrega de cada trabalho, sentimos a honra de estar a criar memórias para as gerações futuras.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê:

fotografia de casamento Arte Magna

 

Teresa: a escolha foi a mesma! Esta fotografia da Alice e do João, pode não ser a mais perfeita nem com o melhor enquadramento, mas é umas das fotografias que mais nos fez e faz rir sempre que recordamos o momento. Quando estávamos a fotografar eu, Teresa, ia a andar de costas cheia de confiança e bati com a cabeça numa ávore. O Dado apanhou o momento em que eles se riram! Tivemos que parar uns momentos para recuperarmos todos: eu da dor e eles do ataque de riso. Doeu, mas valeu a pena! Se for preciso voltarei a bater com a cabeça com a segurança de que o Dado fará uma grande fotografia.

 

Os contactos detalhados da Arte Magna estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem a Teresa e o Dado directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Marta Ramos

Palavras doces, por Invite – Momentos Felizes

Quem casa quer levar boas recordações para casa – podia ser um ditado! A Invite – Momentos Felizes mostra-nos hoje um livro de honra que fez para um casal, entre outras peças bonitas, e pedi-lhes que nos falassem um pouco da importância deste objecto num dia como o do casamento. Já pensaram nisto, no vosso livro de honra? Escutem:

«Os livros de honra são pequenas lembranças para os noivos, para viverem e reviverem o dia. Lerem o que os seus convidados quiserem dizer. Pequenas memórias do que viveram. Podem ter demasiadas formas, desde livros até placards ou cartões, por exemplo, em frasquinhos ou em garrafas. Tudo o que permita uma pequena mensagem, um pequeno apontamento.
A maioria dos noivos não quer apenas assinaturas, quer pequenas frases, palavras, quer sentir que os seus convidados participam e lhes deixam conselhos, ou apenas palavras de amor.

Temos uma noiva que pretende que o seu livro de honra circule, que não fique estanque num sítio, pois acha que a maioria das pessoas não vão até eles. Para esta noiva é importante este apontamento, são importantes estas mensagens. Na nossa opinião, os livros devem estar visíveis, e de preferência em sítios de passagem, que agucem a curiosidade, com mensagens divertidas.
Há quem torne este momento divertido, o que facilita as pessoas a quererem deixar a sua mensagem, por exemplo, utilizando a fotografia. Quem não gosta de tirar uma fotografia que possa depois levar como recordação? Melhor ainda se for em duplicado – uma para levar e outra para deixar ao casal, com as tais palavras doces.»

Podem começar a pensar no formato que faz mais sentido para vocês, enquanto vêem o livro da Marta e do André, pela lente da Terra Fotografia.

 

 

 

 

A Ana e a Andrea são ambas apaixonadas pelo mundo dos casamentos e pensaram em oferecer aos futuros noivos a mesma felicidade que sentiram quando viram tudo o que tinham sonhado reflectido nos convites, marcadores, missais, etc, que escolheram quando casaram. A alegria que os clientes sentem quando vêm as suas ideias tornadas reais é a parte mais gratificante do seu trabalho. Releiam todos os artigos que já publicámos acerca da Invite e falem com elas, que estão à vossa espera para vos ajudar a contar a vossa história e a guardar as vossas mais doces memórias.

Marta Ramos

Ouro sobre chocolate, por Pitada d’Amor

Esta é uma história cheia de Simplesmente Branco. A Isabel e o Tiago casaram no Clube Universitário do Porto, um dos espaços exclusivos do nosso fornecedor seleccionado Silva Carvalho Catering, e onde decorreu o nosso showcase You+Us=Fun de Janeiro de 2017. Não foi nesse evento, mas noutro posteriormente organizado pelo Simplesmente Branco, que o casal viu um bolo feito pela Cláudia, da Pitada de Amor, e se apaixonou pela cor escura do chocolate. Foi então que lhe pediram uma criação com esse mesmo precioso ingrediente para o seu casamento.

«Eu dei a sugestão da ganache de chocolate negro com aplicação de ouro comestível. Eles adoraram a ideia e queriam muito framboesas frescas a toda a volta e no topo. Para o interior pediram bolo de chocolate com recheio de frutos do bosque. O bolo teria de servir 150 pessoas.
Montei o bolo no local e fui muito bem recebida por toda a equipa do Clube Universitário do Porto que elogiou muito o bolo quando o terminei! A  decoradora do espaço era a Susana, da Inspirarte, que fez um trabalho lindíssimo!
Os noivos, durante a lua de mel, disseram-me que o bolo estava muito bonito e exactamente como queriam.»

Tenho consciência que que os bolos de casamento são os que mais gosto de fazer. Já me disseram que o auge do meu trabalho são os bolos de casamento. Gosto que o cake design transmita emoções. É tão bom marcarmos a vida das pessoas desta forma! Se posso fazer os outros um pouco mais felizes, então eu sou, sem dúvida, uma pessoa muito feliz.

 

 

Leiam o nosso artigo de wise words dedicado ao bolo dos noivos, para o qual contámos com a assessoria da Cláudia Almeida, assim como todos os artigos que já publicámos sobre os seus trabalhos. Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Pitada d’Amor – e falem com a Cláudia, serão recebidos com muita doçura.