Simplesmente Branco 

0 Comentários

Curvas charmosas

A Bra&Company tem como lema “Assuma e celebre as suas curvas!” e para este Outono traz novidades de inspiração oriental.

O atelier é um espaço intimista, feminino e muito acolhedor, onde as clientes fazem uma consulta de lingerie e descobrem finalmente qual o modelo e tamanho certo de soutien. À porta fechada, com atendimento por marcação, tem uma consultora que vos irá ajudar neste processo de descoberta e redefinição do vosso corpo. Sim, porque a silhueta fica bem mais definida e as curvas valorizadas. O objectivo da marca é oferecer lingerie feminina, requintada e divertida que favorece e dá um excelente suporte a quem usa copas D+.

 

 

 

 

 

Conta-nos a Ana Rodriges, resonsável pela marca:

“Uma viagem até ao Oriente é o mote para captar a imaginação e o desejo das mulheres pela lingerie da Bra&Company. A colecção tem cores bonitas, intensas e luxuosas com contrastes delicados e brilhantes. As rendas e os tecidos são tratados com acabamentos metálicos e repletos de detalhes primorosos.
As cores chave para esta estação são os sumptuosamente ricos azuis, verde esmeralda, vermelhos e rosas silvestres.
Intensamente feminina, assim é esta colecção, composta por soutiens, babydolls, tops, cuecas, boxers e tangas.
Celebre as suas curvas com lingerie feminina e sensual no tamanho certo para si!”

 

 

 

 

Para mais detalhes, falem com a Ana Rodrigues e marquem uma visita:211 317 833 ou 912 033 379.

 

0 Comentários

Um belo bouquet…

Hoje tergiversamos, não é um bouquet, mas um lindo arranjinho para o cabelo, que também não chega a ser uma coroa.

Visto no Style me Pretty, com fotografia de Anushé Low.

 

 

0 Comentários

Sunday shoes

São esplendorosos…!

Da Asos e chamam-se Party On (perfeito…!), custam 85 euros.

0 Comentários

Cake!

Elegante a toda a prova, fotografado por Elizabeth Messina , via Martha Stewart Weddings.

 

13 Comentários

Rita+ António, celebrando o amor

Hoje trazemos a bonita festa da Rita+António, por terras algarvias, uma novidade por aqui, que me deixa muito feliz. Eu cresci e tenho raízes nestas paragens e conversar com a Rita trouxe-me algumas memórias de infância de volta, o que foi uma delícia.

Atentem nas fotografias, nas palavras sábias e nos detalhes, tão frescos, tão bonitos… e o bouquet…? Ah, pois é!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

O pedido foi na noite de Natal de 2013. Tinhamos decidido fazer uma lista de presentes desejados. Como já tinhamos falado em dar este novo passo na vida; deixei uma pista… que havia um presente muito desejado que não estava ali mencionado. O noivo percebeu e ofereceu o anel nessa noite mágica. Praticamente todos sabiam. Ele estava bastante nervoso, mas fez tudo como manda a tradição.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Queríamos casar no Verão. Começamos pela quinta e catering, que tinham apenas o dia 21 de Junho livre. Definido o dia, tínhamos 6 meses para organizar tudo. De seguida reservámos os fotógrafos, que já estavam escolhidos há muito tempo. Para mim a fotografia é importante, as imagens contam uma história e podemos reviver o nosso dia vezes sem conta. Com o Miguel e o André (Lapela), tinha a certeza de que nos iam surpreender. E a verdade é que sinto uma grande emoção cada vez que olho para as nossa fotografias!

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Um ambiente descontraído e familiar. Queríamos um casamento íntimo apenas com as pessoas mais importantes da nossa vida. Para isso, tentei personalizar cada momento e cada espaço de forma a criar um dia especial para todos. Com uma mistura de estilos, vintage e moderno.

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Surgiu porque eu (noiva) sou designer e adoro tudo o que envolva criar. E nem podia ser de outra forma o nosso dia tinha que ser um pouco de nós.

 

 

 

 

Tiveste ajuda?

Queria ter controlo de tudo, por isso fiz a maior parte das coisas sózinha. Mas claro que tive a ajuda da família e amigos. A minha irmã (madrinha) ajudou-me em tudo o que foi possível. E a minha prima Irene (madrinha) juntamente comigo criou o meu vestido de sonho e o da nossa filha. Quem diria que foi o primeiro vestido de noiva que fez! Estava simplesmente lindo! E a Elina (madrinha, sim eram 3!) escreveu um lindo texto sobre nós, para ler durante a nossa cerimónia. Foi um momento de amizade recíproca e de grande emoção. A Rita (Pistachio) é uma amiga virtual e designer, discutimos muitas ideias e ela ajudou-me a seguir um caminho, além de ter criado o nosso livro de honra, que ficou lindo.

 

O que era o mais importante para ti?

O mais importante foi afirmar mais uma vez o nosso amor, queríamos criar memórias para a nossa vida e para todos. Celebrar o amor é viver, partilhar e criar uma história de encantar. Um obrigada a todos que tiveram presentes e aos nossos fornecedores que tornaram este dia ainda mais especial.

 

 

 

 

E secundário?

Acho que nada. E quem me conhece sabe que nada foi deixado ao acaso!

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No catering e quinta. Mas valeu a pena. Ao sr. Jorge e Rute um agradecimento especial pois fizeram tudo para tornar o nosso dia maravilhoso e único.

 

 

 

 

Onde gastaste menos?

No vestido e no fato do noivo, ambos oferecidos pelos nossos padrinhos.

 

O que foi mais fácil?

Dizer o sim. E sorrir o dia todo.

 

 

 

 

 

O que foi mais difícil?

Ouvir a nossa filha falar na cerimónia e tentar resistir para não chorar. Foi difícil aguentar a lágrima mas soube tão bem ouvir a voz dela. Com apenas 3 anos disse simplesmente: Obrigada mamã e papá e mandou beijinhos.

 

O que te deu mais prazer criar?

Todos os pormenores que personalizaram o nosso casamento. Todo o material gráfico, sinalética decorativa, quadros personalizados, crachás com fotos nossas em miúdos, tatuagens temporárias, óculos, sombrinhas chinesas, etc…

 

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

Claro que fizemos cedências, mas foi o nosso casamento. E quem lá esteve sentiu-o e viveu-o como sendo o nosso.

 

 

 

 

Um pormenor especial?

As nossas alianças foram criadas a partir de alianças antigas da família. Levadas pela nossa filha numa andorinha da loiça Bordalo Pinheiro.

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Esta é uma pergunta pertinente. Por enquanto não, não me recordo de nada.

Mas acredito que quando olhar algumas imagens inspiradoras vou imaginar tantas coisas …

Entretanto vou ajudando amigas/noivas a idealizar o delas, por isso ideias, inspirações e dias especiais nunca acabam.

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

O processo de idealizar, imaginar e criar o nosso casamento é delicioso. Mas também pode ser stressante e angustiante por isso, é importante tomar decisões, pedir ajuda e escolher os melhores fornecedores.

Quando chegar o dia certamente tudo estará encaminhado e correrá como sempre desejaram.

A festa é um dia mas o casamento é a vida inteira. Vivam o vosso amor todos os dias.

 

 

 

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: Rita Dias (noiva)

local, catering e bolo: Quinta dos Netos Quarteira e JCG Eventos

fato do noivo e acessórios: Loja António Manuel, fato Miguel Vieira

vestido de noiva e sapatos: Irene Joaquim (design da noiva), sapatos Gadea, acessórios HLDesigners

maquilhagem: Raquel Bernardo – Quarteira

cabelos: Salão Fernanda – Boliqueime

flores: Cidália Sousa – Ciflor

ofertas aos convidados: sabonetes artesanaisTerra Viva

livro de honra: Pistachio by Rita Leal

fotografia: Lapela Fotografia – Faro

luzes, som e Dj: Rui e Miguel – Músicos e Ana Vieira – Zumba