Simplesmente Branco 

2 Comentários

Liliana + Bruno, uma doçura

Hoje trazemos a festa bonita (linda!) da Liliana + Bruno, suavemente fotografada pela Cláudia Casal, da Hello Twiggs. Aconteceu na zona de Leiria, na Quinta das Silveiras, com catering Iguarias do Tempo e ainda dedinho da Caramelo.

Tudo delicado e bem pensado, doce, doce, E os sapatinhos, ufa!

Venham ver!

 

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Já morávamos juntos há 5 anos e casar era um passo que queríamos muito dar, por isso falávamos no assunto de vez em quando, cada vez com mais regularidade. Por esse motivo, sempre pensei que o Bruno não me conseguiria surpreender com um pedido de casamento, mas conseguiu!

Estávamos de férias pelo norte do país. O Hotel onde ficámos nesse dia, em Alfandega da Fé, tinha uma paisagem deslumbrante sobre a Serra de Bornes, a cerca de 1000 metros de altitude. O silêncio das montanhas oferecia-nos uma paz indescritível. O Bruno abraçou-me e disse-me ao ouvido: “aceitas casar comigo?”. Eu chorei muito e disse “sim!”.

 

 

 

 

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

O Bruno estava a trabalhar em Copenhaga e só conseguíamos estar juntos ao fim de semana. Muitas ideias foram trocadas pelo skype!

A primeira coisa que tínhamos de decidir, era onde casar.

Decidimos que Leiria seria o sítio ideal, por ser central para ambas as famílias e amigos. Entretanto, essa decisão ficou facilitada quando, por acaso, a propósito de uma entrevista do Simplesmente Branco, descobrimos a Quinta das Silveiras/Iguarias do Tempo. Sabíamos que era um sítio assim que procurávamos e depois de visitarmos o espaço não tivemos qualquer dúvida.

Escolhida a cidade e o espaço, começámos os contactos com a Igreja onde gostávamos de casar: Santuário de N.ª Sr.ª da Encarnação, em Leiria.

Depois da igreja e da quinta, procurei o vestido dos meus sonhos. Decidi agendar a prova em várias lojas num só fim-de-semana, aproveitando a ajuda da minha cunhada que veio de propósito da Irlanda do Norte para me ajudar nessa tarefa. Quando vesti aquele, não tive dúvidas de que era “o tal”.

Depois destas escolhas, ainda faltavam todas as outras coisas: fotografia, decoração, ofertas, música, convites/grafismo, etc.

O Simplesmente Branco foi fundamental para toda a organização. Aliás, o que agora sugiro a todas as noivas é que comecem por visitar o blog! Aí encontrei a Hello Twiggs (fotografia), a Quinta das Silveiras, a Caramelo (que nos desenhou a árvore das digitais) e muitas ideias para tudo o resto.

Penso que o ideal é começar com um ano de antecedência. O mercado oferece muitas coisas (umas boas, outras más!). É preciso ter tempo para, sem pressões, procurar, conhecer e decidir o que realmente se pretende.

 

 

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Queríamos um ambiente romântico, leve, simples e descontraído mas com detalhes e pormenores especiais.

Escolhemos uma paleta de cores e a partir daí tentamos conciliar os vários pormenores.

Como um tema não apareceu naturalmente, percebemos que era melhor desistir dessa ideia e, em alternativa, procurámos que tudo estivesse em sintonia. A parte gráfica tinha uma identidade comum (os convites, os missais, os marcadores das mesas, o menu e o livro das mensagens tinham a mesma imagem gráfica). O bouquet, os meus sapatos, o vestido, o papillon do Bruno, as ofertas, tudo foi escolhido por referência ao ambiente romântico que queríamos criar. A banda que nos recebeu na quinta e fez “o baile” (Marisa e Leco) foi fundamental para criar um ambiente descontraído, o que também conseguimos com várias fotos da nossa história e infância que penduramos no bar/recepção da quinta e com a Instax (cor de rosa!) que comprámos para que os convidados brincassem e nos pudessem deixar uma foto e uma mensagem.

 

 

 

 

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

O nosso casamento só fazia sentido se fosse efectivamente “nosso”. Pretendíamos que fosse um dia que reflectisse aquilo que somos juntos. Não conseguíamos, por isso, deixar de nos envolver com todos os preparativos.

 

Tiveste ajuda?

Sim. A tia do Bruno foi fundamental nos contactos com a Igreja e o Coro. Tive também uma amiga que me ajudou muito nas pesquisas que fazia para todos os preparativos e que nos fez a almofada das alianças. A Sara Gomes Cangueiro, da Hoje é especial, também foi incansável.

 

 

 

 

 

O que era o mais importante para ti?

Que fosse um dia feliz, onde todos se pudessem divertir connosco.

 

E secundário?

Nada era secundário, mas não tínhamos a pretensão de que tudo fosse perfeito. A eventualidade de alguma coisa não correr como planeado não nos preocupava, desde que, no geral, tudo estivesse bem.

 

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No espaço/catering.

 

Onde gastaste menos?

Nas ofertas.

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil?

Escolher a quinta e a Igreja.

 

O que foi mais difícil?

Descobrir um designer gráfico dentro do estilo que pretendíamos e a preços acessíveis.

 

 

 

 

 

O que te deu mais prazer criar?

Tudo. Sem excepção!

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

O casamento que tivemos foi o que planeamos, apesar de algumas cedências que fomos fazendo pelo caminho.

 

 

 

 

 

Um pormenor especial?

Vários: o padre que nos casou (acompanhou-nos no CPM e foi, a nosso convite, celebrar o casamento a Leiria), a “GoPro” que compramos para filmar a cerimónia, o baloiço, a Instax cor de rosa, a árvore das digitais, o “mini concerto” dado pelo noivo, irmão do noivo e amigo de infância, como faziam nos tempos em que tinham uma banda de garagem.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Não mudávamos nada. Quando recebemos as fotografias e pudemos ter uma visão geral daquele que foi o nosso dia, comentamos: era mesmo este o casamento que queríamos!

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

É um dia muito intenso e muito, muito feliz. Sorriam, aproveitem, divirtam-se, desde o 1.º minuto! É o vosso dia! Aproveitem muito, tudo o que conseguirem, porque passa mesmo a correr.

 

 

 

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: Hoje é especial, by Sara Gomes Cangueiro (convites, missais, menus, indicadores das mesas, livro das mensagens) e Caramelo (árvore das digitais)

local, catering e bolo : Quinta das Silveiras/Iguarias do Tempo

fato do noivo e acessórios: Fato, laço e camisa Agacri Couture (tailored); sapatosValuni

vestido de noiva e sapatos: vestido Aire Barcelona, sapatos Nine West, pulseira Swarowski

maquilhagem e cabelos: Cristina Leal

flores: A flor do campo (igreja e quinta), Flow (bouquet)

ofertas aos convidados: O meu amor é verde (suculentas)

fotografia: Hello Twiggs

video: GoPro, comprada pelos noivos

luzes, som e Dj: Marisa e Leco/ Quinta das Silveiras

0 Comentários

Um céu de possibilidades, por Maria Imaginária

A Cristiana e o Nelson casaram esta primavera, em Seia, e convidam-nos hoje a partilhar desse dia através do vídeo, assinado por Maria Imaginária.

Ao som de Stay Alive, de José Gonzalez, vemos um primeiro plano desfocado, como luzes num céu estrelado. Rapidamente percebemos que são balões brancos. Os mesmos balões brancos que no final do vídeo sobem aos céus.

 

 

O plano fecha com os balões a flutuar no céu estrelado e o que adivinhamos para estes dois é um céu de possibilidades.

 

1 Comentário

Elegância em açúcar, por The Vintage Cake Company

Um casamento em Agosto. Os noivos queriam algo simples, elegante mas clássico, e escolheram a Vintage Cake Design para o resultado que desejavam. E…desejo concedido!

 

O bolo é de baunilha com recheio de chocolate e coullis de morango com morangos frescos. Nas cores branco, rosa claro e champanhe, inclui o monograma do casamento, flores em açúcar no topo a restante decoração em royal icing.

 

 

 

 

 

 

 

Na mesa do bolo estão outros doces, igualmente feitos pela Vintage Cake Design, como suspiros, trufas, macarons e cake pops. A ideia foi criar uma mesa romântica e vintage de tons suaves, em que houvesse simetria e equilíbrio. Uma execução perfeita.

 

As fotos são de Diogo Soutelo.

 

 

0 Comentários

Damos as boas vindas: Myframe!

As boas vindas de hoje são dadas às irmãs Ângela e Flávia e à sua Myframe.

 

Recordem os momentos especiais para sempre. É isso que a Ângela e a Flávia querem obter através das suas imagens.

São irmãs, designers e fotógrafas. Adoram fazer imagens bonitas que transmitam sentimentos e emoções. O que as motiva a fotografar é o amor e ele está em qualquer lugar entre pessoas. Cada imagem que fazem é única, mas em todas elas existe a sensibilidade dos seus corações e a criatividade dos seus olhares.

No fundo, trata-se de registar momentos de uma forma natural e captar a essência das pessoas.

 

Gloria Aguiam fotografas

 

Não deixem de visitar o site da MyFrame para conhecerem melhor o seu trabalho, e de acompanhar a página do Facebook para saber as últimas.

E, para mais detalhes, consultem a ficha de fornecedor seleccionado.

 

Ângela e Flávia, bem-vindas ao Simplesmente Branco!  

 

0 Comentários

Charme de Inverno

Da Bra&Company chegaram novidades na semana passada, com cores sumptuosas, para meninas curvilíneas.

A Ana Rodrigues conta-nos em detalhe:

 

“A nova colecção tem cores bonitas, intensas e luxuosas com contrastes delicados e brilhantes. As rendas e os tecidos são tratados com acabamentos metálicos e repletos de detalhes primorosos.
As cores chave para esta estação são os sumptuosamente ricos verde esmeralda, vermelhos e rosas silvestres.
Intensamente feminina, assim é esta colecção, composta por soutiens, babydolls, tops, cuecas, boxers e tangas.”

 

A grande novidade são os modelo Daisie, Rebecca e Starlet, e fica aqui uma curtinha amostra:

 

 

 

 

 

 

 

Daisie (modelo plundge): é um soutien muito bonito e confortável em formato plunge, perfeito para decotes mais acentuados, conferindo ao peito um efeito redondo e levantado. Tem um pequeno padrão floral ao tom (vermelho ou preto) e no final da copa apresenta bordados semitransparentes da mesma cor, num detalhe que é simplesmente feminino e sensual. Na copa inferior o material é acetinado e laminado, para dar uma maior firmesa e suporte ao peito. Existe em preto e em vermelho, duas cores perfeitas para as festas que se avizinham.

 

Rebecca (modelo full cup): um full cup com copa moldada num tecido muito leve, sem adicionar volume visual ao peito. Oferece o suporte ideal e uma cobertura total na parte superior, aconchegando-o ao máximo.

 

Starlet (modelo balcony moldado): o verdadeiro e perfeito t-shirt-bra, versão glamorosa e muito feminina. Um soutien de copa moldada não tem que ser desprovido de graça ou ser aborrecido. Este modelo é o exemplo disso. Num tecido liso, com um acabamento muito suave e delicado.

Confortável e bonito, numa cor essencial em qualquer armário, confere um formato redondo ao peito.

 

 

Já sabem que as sessões de bra fitting são gratuitas e basta marcar. Recomendação certeira da Ana:

“Celebre as suas curvas com lingerie feminina e sensual no tamanho certo para si!”

 

0 Comentários

Vanessa & Ivo, formerly known as… Something Blue

A Vanessa e o Ivo, dupla de videógrafos cujo trabalho nos habituámos a conhecer como Something Blue, decidiram adaptar a sua marca àquilo que acreditam estar mais próximo da sua essência. Eles explicam:

 

«Estamos quase no final do ano, a meio das edições de filmes de casamento, já a preparar-nos para as festividades que aí vêm. A Something Blue nasceu em 2012 como um ramo de uma produtora de cinema. Tínhamos visto alguns filmes de casamento americanos em sites como o Green Wedding Shoes e estavamos apaixonados por esta forma de criar recordações. O arranque foi lento, começou só com o Ivo e o nome Something Blue fazia sentido, pois a tradição pede algo velho, algo novo, algo emprestado e algo azul. Nós queríamos ser um dos talismãs de boa sorte dos casais.

 

Demos voltas à vida, saímos da cidade que nos acolheu durante dez anos (a Covilhã) e fomos em busca da felicidade com a Something Blue a ser o nosso talismã de boa sorte. Agarramos nesta forma única de eternizar os olhares, os sorrisos, as danças dos pais e dos avós e fizemos da Something Blue o que é hoje, o espelho do trabalho da Vanessa e do Ivo.

 

 

Hoje queremos mais, sonhar mais alto e ser mais na vida dos “nossos noivos”. Dizemos “nossos” pois eles prendem-nos nos primeiros contactos e somos uns dos outros para sempre. E é neste momento que o nome Something Blue deixa de fazer sentido. Os mais atentos já se aperceberam que assinamos Something Blue by Vanessa & Ivo, o nosso nome pesa mais do que uma marca. Passamos a ser nós a cara do nosso trabalho: Vanessa & Ivo. Fazer filmes de casamento é algo muito íntimo e especial, não são só duas câmaras apontadas aos noivos; é a Vanessa e o Ivo que procuram capturar momentos inesquecíveis de forma criativa. Fazemos filmes feitos à mão, com o cuidado e carinho que cada um deles merece.

 

Por isso, a partir de hoje, somos a Vanessa & o Ivo. Esta é a nossa essência. A partir de agora começamos a transição para a nossa identidade.

Podem começar a seguir-nos na nova página do Facebook: https://www.facebook.com/vanessaivofilms