Created with Sketch.
Marta Ramos

Open Day na Quinta Casa Grande, com vista para o Douro

A Quinta Casa Grande é um espaço gerido pela Palace Catering, situado na localidade de Melres, concelho de Gondomar, na margem direita do rio Douro. Datada do século XVI, a Casa Grande manteve conservada a sua matriz arquectónica, convidando a desfrutar de um aprazível jardim setecentista da vista sobre o rio Douro. Recentemente, ganhou um novo e importante elemento: um salão multiusos, projectado pelo Arquitecto Vítor de Sousa e elegantemente decorado pelo designer Paulo Lobo. Com capacidade para acolher até 300 pessoas, este espaço está preparado para receber o vosso casamento, obedecendo aos mais elevados padrões de conforto, requinte e eficiência de serviço.
Para celebrar a abertura da Quinta Casa Grande, bem como a proximidade da primavera, está agendado para dia 16 de Março um Open Day: «Estão todos convidados para este belo open day, em que preparamos a melhor das experiências para quem vai casar: mesa posta, boa comida e um belo cenário.»
Entre os profissionais presentes encontrarão alguns fornecedores Simplesmente Branco, como Por Magia, Lounge Fotografia, Jardin d’Époque, Romã Eventos, Porto Festa e Inspirarte.
As portas abrem entre as 15h e 21h e a entrada é livre, embora seja conveniente responder ao convite até dia 8, a próxima sexta-feira. Para confirmar a vossa presença e para pedir mais informações sobre este espaço e sobre o evento, contactem a Cristina Barros ou a Gabriela Cruz por email.

Quinta Casa Grande, um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

Espaço para casamento em Gondomar: Quinta da Casa Grande

Espaço para casamento em Gondomar: Quinta da Casa Grande

Espaço para casamento em Gondomar: Quinta da Casa Grande

Acompanhem todos os nossos artigos acerca da Quinta Casa Grande – falem com eles, não há nenhuma questão a que esta equipa super competente e simpática não esteja preparada para responder.

Susana Pinto

À conversa com: Mitt Fotografia – fotografia de casamento

Hoje a conversa é com Juliana Amorim e Fabiane Borgatto, a dupla de fotógrafas que assina como Mitt Fotografia.
Do Brasil para Lisboa, trazem experiência e um ponto de vista singular e muito delicado. Juntem-se a nós e fiquem a conhecer em detalhe o seu trabalho!

Foi no mercado de casamento que nos identificámos como profissionais completas, nesta área conseguimos juntar dois elementos que são importantes para nós: criatividade e relação com as pessoas.

Mitt Fotografia - fotografia de casamento

Mitt Fotografia - fotografia de casamento

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.
Juliana trabalhou durante 10 anos na área audiovisual, Fabiane iniciou sua carreira no design e alguns anos depois também passou a trabalhar em audiovisual. Ambas sempre tiveram vontade de criar projetos mais humanos, que contassem histórias reais e foi a fotografar casamentos que encontraram esta união.

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?
Começámos a fotografar em separado, e juntas, como Mitt Fotografia, estamos desde 2016. Foi no mercado de casamento que nos identificámos como profissionais completas, nesta área conseguimos juntar dois elementos que são importantes para nós: criatividade e relação com as pessoas. Isso nos motiva muito, é muito prazeroso entrar no universo familiar dos nossos clientes e poder registar momentos tão importantes e únicos.

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?
Por termos nosso início de carreira no audiovisual, é ele nossa maior fonte de inspiração. Irmos ao cinema, seja em sala ou um festival (principalmente  filmes alternativos) nos enche de criatividade para buscarmos elementos novos a cada click.

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Como construíram a vossa assinatura, como se definem?
Usamos as fotografias para contar uma história, não entregamos apenas uma foto bonita em separado, também queremos que o conjunto possa contar uma história e com o passar dos anos essa história seja cheia de detalhes e emoção para quem estiver vendo, como se fosse um filme.

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?
Juliana tem seu botão de reset na natureza, adora estar próxima do mar e do verde, um fim-de-semana a fazer canoagem ou um trilho e ela é capaz de voltar com mil ideias e bateria recarregada.
Fabiane é totalmente urbana, passa seus dias livres a andar pela cidade conhecendo novos cafés e descobrindo espaços novos, também adora fazer uma escapadinha para outras capitais europeias em especial Copenhaga e Londres.

Qual é o vosso  processo de trabalho, como acontece a ligação aos clientes?
A sintonia com nossos clientes é de amizade, por isso conseguimos quebrar o gelo logo na primeira conversa, fazemos isso naturalmente, o que nos ajuda muito a criar um clima óptimo para fotografar.
Fazemos muitas perguntas com o intuito de saber mais sobre o casal, criando uma relação boa entre nós e para saber o estilo deles, criando assim fotografias personalizadas. Existem casais muito românticos que adoram fotos coladinhos e há casais que não gostam de expor romance em público, não é o perfil deles, então tentamos entregar fotografias que representem verdadeiramente o casal, não dá para colocar na praia quem é urbano, não é mesmo!? Por isso essa relação é importante.

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de fotografar?
Gostamos muito de casamentos pequeninos, podemos estar próximas de cada convidado e nos tornarmos parte da família por um dia, junto com os amigos e familiares dos nossos noivos, conseguindo, assim, captar momentos espontâneos que tanto adoramos. As cerimónias emotivas são particularmente encantadoras, sorrimos juntas, choramos juntas, somos sentimentais, logo conseguimos sentir e registar a mais profunda essência da cerimónia.
Por outro lado a energia das grandes festas é algo que faz com que os casamentos sejam super animados, as pessoas se soltem mais e acabamos por ter mais maluquices registadas.

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?
A melhor parte é poder sempre estar a trabalhar num dia tão feliz para os noivos, logo nosso dia-a-dia de trabalho é sempre repleto de momentos marcantes. O mais difícil é faltar aos nossos encontros familiares que geralmente acontecem nos fins-de-semana e estamos a trabalhar.

Escolham uma imagem favorita do vosso portefolio e contem-nos porquê:

Fotografia de casamento em Lisboa - Mitt Fotografia

Gostamos muito desta foto, mostra a energia de uma festa e o mais importante porque ela representa um ciclo, o jogar do ramo é muito significativo para nós e muitas vezes encontramos nosso próximo cliente ali, naquele momento.

 

Contactem a Juliana Amorim e Fabiane Borgatto através da sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem a dupla Mitt Fotografia directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Marta Ramos

FUNtoche: porque se os miúdos estão felizes, todos estão felizes

O projecto FUNtoche, do casal Andreia e Paulo Fernandes, põe os vossos convidados de palmo e meio a sorrir, cria momentos mágicos e únicos e faz do vosso casamento um dia inesquecível também para os mais pequeninos! Esta versátil e simpática equipa está disponível para a animação infantil (que inclui jogos, pinturas e balões) ou para um completíssimo serviço de babysitting, do início ao final da festa, para descanso de todos os adultos!
Escolheram trabalhar em casamentos porque constataram que nesta área de eventos não havia oferta de qualidade para o acompanhamento das crianças e bebés. Orgulham-se muito de fazer o seu melhor para que os pais desfrutem por completo da festa e possam confiar na equipa profissional e totalmente dedicada aos convidados de palmo e meio. E quando olham para o futuro, gostam de se ver «não maiores, mas melhores».
Para que a festa seja verdadeiramente tranquila e divertida para todos, é aconselhável que escolham o serviço de animação infantil como principal actividade e, em complemento, o babysitting (cuidar das crianças durante a refeição, nas fases de pausa, etc.) São coisas distintas: a animação, nas palavras da Andreia, é «verdadeiramente brincar e entreter as crianças com actividades super divertidas!» A FUNtoche tem pacotes de 4 e de 6 horas, e também o serviço completo, desde o cocktail – que é o que resulta em maior tranquilidade para todos.
Para os momentos de refeição, é sempre preferível que o espaço das crianças seja separado do dos adultos – mesmo que estejam todos no mesmo salão, os pequenotes deverão ter uma mesa só deles. E para as brincadeiras, serve o mesmo princípio: prever um espaço para que os miúdos possam estar à vontade. «Aquilo de que as crianças normalmente mais gostam é da nossa interacção constante com elas, do nosso envolvimento nas brincadeiras e jogos, e da relação que se cria entre os animadores e as crianças.»

Tivemos uns meninos que, quando voltaram para casa, perguntaram aos pais se no dia seguinte iriam voltar ao casamento porque queria estar connosco. Este é o melhor feedback que podemos ter!

FunToche fotografado por Atmosfia

FunToche fotografado por Atmosfia

FunToche fotografado por Atmosfia  FunToche fotografado por Atmosfia
FunToche fotografado por Atmosfia

FunToche fotografado por Atmosfia

FunToche fotografado por Atmosfia

As fotos deste artigo são assinadas por Atmosfia.
Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da FUNtoche e consultem também o seu portefólio de animação infantil para casamentos. E falem com a Andreia e o Paulo, que estão à vossa espera para fazer magia no vosso grande dia!

Marta Ramos

Aprender caligrafia com a In Love

A Inês Marujo e a Rita Pedro, da In Love | unique weddings, continuam com um ritmo impressionante este ano. Depois de inaugurarem um novo espaço, com o propósito de poderem concentrar no mesmo local todos os seus produtos e serviços, remodelaram o site e lançam agora o primeiro Learning with (in) love: uma aula teórico-prática de caligrafia para principiantes, agendada para dia 30 de Março, entre as 09h30 e as 12h30.
Ainda há pouco tempo falámos aqui de caligrafia em profundidade, com a preciosa ajuda de Telmo Nunes – lembram-se?
Pois bem, se estão com vontade me meter as mãos na massa, esta é a vossa grande oportunidade. Esta aula tem o valor de 65€ por pessoa e as inscrições, limitadas a 10 participantes, deverão ser feitas para o email learning@inlove.pt. O valor inclui tinta preta, uma ponta, uma caneta e papel de treino.

Aprender caligrafia com a In Love

Provavelmente, a primeira coisa que vos ocorre quando pensam na In Love | unique weddings são os convites e o estacionário que a Inês Marujo e a Rita Pedro desenham de raiz, com muita pinta e delicadeza, à medida de cada cliente. Começam por conversar convosco e perceber exactamente aquilo de que precisam, para depois transformarem as vossas ideias em peças únicas e exclusivas, com todo o tipo de acabamentos, para contarem a vossa história exactamente como vocês imaginaram. Mas há toda uma série de outras coisas que a Inês e a Rita podem fazer pelo vosso grande dia, usando o mesmo método cuidado. Leiam o artigo em que descrevemos os serviços da In Love e falem com a Rita e a Inês – elas estão à vossa espera para tomar conta do vosso dia com muito amor.

Marta Ramos

Ainda há cartas de amor, por Alex Tome

Para Alex Tome, fotografia significa o mesmo que o basketball significa para Michael Jordan: ele vive-a e respira-a:  «Adoro captar os momentos únicos da vida e esforçar-me por realçar a personalidade do noivo, não só da noiva. Também adoro capturar os momentos animados e despreocupados, como a festa de despedida de solteira. Finalmente, acho que a coisa mais importante a mencionar é que amo o que faço e divirto-me a trabalhar – acredito que isso é fundamental.»
Há cerca de duas semanas, Alex divertiu-se a fotografar uma sessão de inspiração na Costa da Caparica, subordinada ao tema das cartas de amor: «Acreditamos que ainda existem cartas de amor verdadeiras. Esta bela história de amor começa com uma. A simplicidade o casal foi a chave da nossa inspiração – e fizemo-lo acontecer: dias de nevoeiro, tons dusty blue e flores silvestres foram a nossa paleta para criar o cenário deste sonho.»

Esperamos que gostem desta história de amor, tanto quanto nós gostámos daquele naked cake de baunilha!

Vamos até à Caparica?

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Editorial na Costa da Caparica, fotografado por Alex Tome

Créditos:

planeamento, styling e decoração: Daily Dreams Concept
fotografia: Alex Tome
vídeo: Para Sempre Wedding Art
design floral: Flower Love Wedding
design gráfico: Três Pinhas – Ilustração e Design
vestido: Ahah Hana Vestidos de Noiva, na Bride to Be Cocept Store
sapatos da noiva: Raquel Corrêa
maquilhagem: Rita Vieira Makeup
bolo: Grãos de Açucar
espaço: Aldeia dos Capuchos
modelos: Frederica Barros e Alexandre Serra/Jindungo Santos

Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho de Alex Tome e visitem a sua ficha de fornecedor seleccionado Sb para ficarem a conhecê-lo melhor e para verem mais imagens bonitas. Utilizem o formulário de contacto para falar com ele – para já, em inglês ou francês, mas, com o tempo, certamente que a nossa língua portuguesa tenderá a tornar-se, também, um pouco dele!

Marta Ramos

Outono na ilha Terceira, por Plano A – Organização de eventos

A Marisa, da ilha do Corvo, e o Diogo, a ilha das Flores, escolheram casar no Outono, na ilha Terceira. O espaço eleito foi o Hotel Caracol, debruçado sobre o Atlântico, e para conferir à festa a atmosfera outonal com que sonharam recorreram à Plano A – Organização de eventos. Mostraram-lhes algumas imagens que tinham recolhido, muito assentes nos tons do Outono, e fizeram dois pedidos: que fosse uma festa acolhedora e que a decoração recorresse, de alguma forma, a fotografias do casal.
Tratando-se de um casamento intimista, com cerca de 50 convidados no total, a Cátia e o João sugeriram aos noivos a utilização de uma mesa única, para tornar o ambiente mais informal e descontraído, ideia que foi aceite com muito agrado.
Partindo dos tons alaranjados, das folhas secas, das abóboras, a Plano A desenhou um entardecer de Outono perfeito, recorrendo às velas e à folha de ouro para imprimir calor e aconchego ao momento de celebração da Marisa e do Diogo com os seus convidados. Para além da decoração do espaço, assinam ainda o material gráfico e a decoração do bolo (feito pela Rainbow Cakes), ao qual o jovem casal acrescentou um cake topper.
Vamos dar um saltinho à Terceira? As fotos são de Gonçalo Simões | Um Dia Único Fotografia.

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Um casamento Plano A Eventos - fotografia de Um Dia Único

Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da Plano A – Organização de eventos e não deixem de consultar a respectiva ficha de fornecedor seleccionado para ficarem a conhecer melhor o trabalho deste nosso fornecedor seleccionado. E falem com a Cátia, ela está à vossa espera para criar a vossa história.

Marta Ramos

As cores do entardecer, por A Pajarita

No passado fim-de-semana, Alexandra Barbosa levou A Pajarita a um evento de apresentação de serviços para casamentos em Lousada e, para nossa sorte, os fotógrafos da Lovati Photography registaram minuciosamente a sua presença.

Esta foi a minha proposta, longe do Pantone do ano: cores mais escuras e fortes, típicas de um entardecer, e papéis manuais, tinta-da-china e aguarela. O papel de inspiração foi um floral pictórico que recorda uma bela natureza morta a óleo. A decoração floral, pitoresca, prima pelas texturas.

Pajarita é uma palavra espanhola que define origami em forma de pequeno pássaro, gravata borboleta ou a planta Linaria Vulgaris. Uma palavra tão versátil como a equipa d’A Pajarita, composta por diversas mãos talentosas que ajudam Alexandra Barbosa, a directora criativa, a criar o estacionário, a decoração e todos os outros detalhes para o vosso dia.
A Alexandra é formada em Arte e fascinada pela perfeição, e começa sempre todos os seus projectos do zero, longe da estandardização e à imagem de quem comemora o que de mais belo a vida tem.
Vamos ver as imagens desta proposta quente e texturada da Alexandra?

Não deixem de ler todos os artigos que já publicámos sobre o trabalho d’A Pajarita: para além de haver muita coisa bonita de se ver, há também bons conselhos e reflexões importantes: «Eu tenho alguns problemas com o desperdício, evito-o tanto a nível pessoal como profissional, por isso, tenho sempre especial atenção à gestão dos materiais e à qualidade dos mesmos. No estacionário, só usamos papeis livres de ácidos e gerimos a produção de modo a minimizar ao máximo o desperdício de papel, aconselhando sempre medidas que optimizam a área de impressão.»
E falem com a Alexandra sobre o tipo de casamento que imaginam: a equipa d’ A Pajarita terá muito gosto em inspirar-se nos vossos desejos para dar asas à criatividade.