Created with Sketch.
Marta Ramos

Are you in?

O João Marques, o mago da Jukebox, está a preparar mais uma das suas lendárias festas para clientes, amigos e parceiros. Marquem na agenda: dia 20 de Abril, no Plaza Ribeiro Telles, em Vila Franca de Xira, Your Party In Plaza.

 

‘Aos parceiros e amigos fizemos o desafio de participarem connosco nesta aventura, e essa foi a parte mais fácil porque tivemos desde logo o apoio de grande parte dos ‘suspeitos do costume’: o Carlos Ferreira, da Videoart (teaser e reportagem videográfica), a Ant’s Basket (sangria & snacks) e o Vitor Duarte (reportagem fotográfica). E também novidades: o Plaza Ribeiro Telles (espaço que acolherá o evento) e o Lótus Bar (beverage).’

 

E, quando aos clientes, o propósito da Jukebox é recebê-los ’em casa’, de modo a que experimentem o serviço que pretendem contratar, se aproximem dos profissionais da Jukebox e, não menos importante, se divirtam com os amigos que quiserem levar consigo.

 

 

Inscrevam-se na guest list e preparem-se para uma noite muito, muito animada. Are you in? Nós, sim!

 

Jukebox, one of our selected vendors, is putting together another of their legendary parties for clients, partners and friends. Save the date: Your Party In Plaza, on the 20th April, at Plaza Ribeiro Telles, Vila Franca de Xira.

You just need to sign up for the guest list and get ready for major fun. Are you in? We are!

 

 

 

Susana Pinto

Neuza + André, the robot wedding!

Hoje temos mais uma pequena pérola, ou um lote de coisas bonitas, com o casamento da Neuza + André, filmado pelos Um dia de Sonho.

O DJ de serviço foi o animadíssimo João Marques, da Jukebox e os convites mais lindos, desenhados pela Célia Fernandes, do Caderno de Pintar, e terminados pelos noivos, com uns envelopes delicadíssimos! A festa aconteceu na Quinta de Sant’Ana, tudo muito cá de casa!

 

Let’s dance!

Depois contaremos mais!

 

Susana Pinto

Ana + Helder, um amor vintage!

Hoje temos uma pérola para partilhar, o casamento da Ana + Helder, fotografado pelo Pedro Taborda e com pista de dança animada pela Jukebox.

Verdadeiramente vintage é a melhor descrição para esta bela festa, e por momentos, parece que fomos transportados para um animado filme do Al Capone, nos tempos da lei seca ou que estamos a passear por Old Holywood… e a parte mais espantosa, é que tudo tem dedinho dos noivos, verdadeiros artistas DIY!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Não houve pedido! Depois de algumas etapas pessoais cumpridas e 8 anos de namoro houve um dia que simplesmente dissemos um para o outro, “ vamos casar”.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Tudo começou cerca de 6 meses antes, o que de início parecia muito tempo, com os contactos da igreja, quinta, fotógrafo, DJ, e o envio dos pré-convites (digitais), o resto foi-se fazendo, porque sempre dissemos que seria feito por nós.

Dois meses antes, começámos a distribuir os convites de papel e a fazer os brindes. Eram muitos os colares e papillons a serem feitos e respectivas embalagens, o que resultou em muitas horas de trabalho e noites mal dormidas, bem mais do que estávamos à espera!

 

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

A ideia inicial estava pouco sólida, mas foi-se construindo à medida que os desafios surgiam. Ponto assente era que queríamos fugir a algumas regras dos casamentos tradicionais.

Depois de algumas ideias, porque não seguir um estilo “retro”, e sendo eu uma apaixonada pela cultura da primeira metade do século XX, a ideia pareceu-nos simples, resultando no ponto de partida para tudo no nosso casamento.

Criou-se o nome para a festa “Papillon & Pérolas” e tudo o resto, desde a decoração aos brindes, passando pelas vestimentas dos noivos e de alguns convidados que quiseram alinhar, foi feito com base nessa marca.

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Estava  surgir alguma dificuldade em arranjar certos adereços ou explicar a outros o que queríamos e à medida que íamos pensando e executando algumas maquetas apercebemo-nos que grande parte do trabalho já estava a ser feito. Daí à arte final era um pequeno passo, já para não falar, que era o nosso dia e gostaríamos que saísse como idealizado.

Nada melhor que arregaçar as mangas e sermos nós a fazê-lo!

 

 

 

 

Tiveste ajuda?
Ajuda, somente da família na confecção dos brindes.

 

O que era o mais importante para ti?

Que a festa transmitisse aos convidados o mesmo gozo que nos deu a prepará-la.

 

 

 

 

 

E secundário?

A escolha da ementa.

Nem sempre é fácil agradar a todos, porque tínhamos convidados de diversas partes do país e estrangeiro.

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No copo d’água.

 

 

 

 

 

 

Onde gastaste menos? 

Nas ofertas.

 

O que foi mais fácil?

A indumentária do noivo.

 

 

 

 

 

 

O que foi mais difícil?

Terminar todos os preparativos a tempo.

 

O que te deu mais prazer criar?

O blog “Papillon e Pérolas”.

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

Sim, penso que é a nossa cara, mas o tempo tornou-se curto para determinadas metas que tínhamos traçado e nesse sentido houve cedências.

 

Um pormenor especial?

Uma compilação de filmes mudos que foi projectada nas costas dos noivos durante o banquete.

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Certamente, experimentava algumas das ideias que não tivemos tempo de concretizar.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Algumas coisas sejam vocês a fazer, ajuda a prolongar um dia que passa num piscar de olhos, mas não tenham mais olhos que barriga porque pode fugir ao vosso controlo.

 

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: tudo (convites, blog, marcadores de mesa, missal, caixas para brindes), feito pelos noivos

local e catering : Quinta de Sant’ana

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss

vestido de noiva e sapatos: vestido feito por medida, Loja Dacélia, sapatos Gloria Ortiz

acessórios: feitos pela noiva

maquilhagem: a própria noiva

cabelos: HxL Cabeleireiro

bouquet : feito pela noiva

ofertas aos convidados: papillons e pérolas, feitos pelos noivos

fotografia:  Pedro Taborda

luzes, som e Dj : Jukebox

 

Susana Pinto

Festejando, by Páteo Velho!

O Páteo Velho juntou-se à nossa selecta lista no fim de 2012. Para além de ser um espaço (e catering!) de eleição, o que já sabíamos há muito, acolhe com regularidade um lote de outros fornecedores Simplesmente Branco, como a Jukebox, Videoart, Molde Design Weddings, Pedro Vilela, Vítor Duarte, Love is my Favorite Color e outros.

Como em equipa que ganha, não se mexe e recomenda-se, e porque gostam mesmo de fazer umas belas festas, quando é altura do aniversário do espaço, celebram em grande estilo, reunindo colaboradores e clientes que os fazem ser o que são hoje, como projecto.

Desde 2010 que reúnem num belo jantar, recém casados, clientes e amigos. Na última edição, resolveram convidar também os noivos de 2013 (e os “recém casados” de 2008, 2009, 2010, 2011 e 2012!) e todas as pessoas importantes na vida do Páteo Velho, para partilhar emoções vividas, amizades e alegrias de vários anos

Para além de mostrar o excelente serviço que têm e os fornecedores que aconselham, a ideia é tornar todo o processo de decisões mais fácil, já que os convidados podem interagir descontraidamente e conhecerem-se melhor.

 

E que bela festa fazem! Deliciem-se com o vídeo do Carlos Ferreira, da Videoart e descubram por lá algumas caras conhecidas!

 

[iframe src=”http://player.vimeo.com/video/55225599″ width=”570″ height=”371″]

 

Susana Pinto

Catarina + Zé, um doce dia de verão!

Hoje temos para partilhar um casamento luminoso e muito solarengo, perfeito para espantar o cinzento chuvoso dos últimos dias!

A Catarina + Zé casaram no Verão, na Praia da Comporta, e a deliciosa e descontraída festa foi fotografada pelos fantásticos The Knot Wedding Photography, ou não fosse a luz a sua forma preferida de guardar histórias…  A festa seguiu ao som da Jukebox, também fornecedores cá de casa e o resultado, as usual, memorável!

Vale a pena ler, porque é tudo muito bonito e especial…Venham ver como foi este dia perfeito!

 

 

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Tudo começou numa viagem que fizemos por Espanha em 2008, durante a qual passámos por San Sebastian. Estávamos a passear junto à praia e o Zé de repente perguntou-me o que eu achava se naquele momento descesse até à areia e escrevesse um pedido de casamento!!! “Estás a brincar??!!” E que tal fazer em vez de perguntar o que eu achava??! A cidade era perfeita, a praia linda, era fim de tarde… e que tal fazer logo o pedido de casamento???

Não fez!!!

Passados 2 anos decidimos passar uns dias no Alentejo! Saímos já de noite, eu estava cansada e adormeci… numa das vezes em que acordei apercebi-me que não íamos para o Alentejo… só tive mesmo a certeza do destino quando já estávamos perto de Bilbao.. “Vamos para San Sebastian” yupiiii… Adorei a surpresa, é uma cidade linda, uma das nossas cidades preferidas. Adorei ainda mais quando numa das nossas caminhadas junto a praia, já a caminho de casa, o Zé desce até a areia e escreve “casas comigo”? Estava a chuviscar, já era de noite… eu fiquei cá em cima, debaixo do chapéu a vê-lo escrever se queria casar com ele… Foi lindo!

Ele veio até mim e ofereceu-me uns pézinhos, uma medalhinha! Os meus pés na areia…

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Apesar de termos decidido que iríamos festejar o nosso casamento um ano depois, efectivamente só começámos a organizar tudo com 6 meses de antecedência. Sabíamos que teria de ser na praia e por isso num mês de calor mas com pouca confusão, daí também a escolha de uma sexta-feira. O mais importante seria a escolha do local e consoante a disponibilidade deste marcaríamos a data. E foi o que aconteceu, acertámos o dia com o restaurante e marcámos a data do casamento!

A partir daí começaram as pesquisas na internet e foi quando descobri o Simplesmente Branco que me ajudou imenso na escolha de alguns fornecedores e nas ideias.

 

 

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Eu acho que tanto a Praia da Comporta como o restaurante são tão bonitos que o ambiente já estava criado. A partir daí seriam apenas necessários alguns pormenores de decoração, numa linha romântica e delicada, com flores brancas e campestres, com vasos brancos, regadores, alguns corações e flores de papel, sem grandes exageros.

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Porque foi tudo pensado ao pormenor, com dedicação, com carinho, com amor, que não fazia sentido não sermos nós próprios a fazer a maioria das coisas pelo gozo e satisfação que isso nos dava.

 

 

 

 

 

 

Tiveste ajuda?
Acho que nos organizámos muito bem, o Zé ficou mais responsável pela parte de produção de video e eu com a decoração. Tive 4 madrinhas maravilhosas e a Daniela Oliveira é mesmo a super-madrinha (e atenção que todas as outras também concordam!). Ela acompanhou-me sempre, em todas as ideias, criações, deslocações, encomendas, escolha do vestido.. Incansável! Também foi muito importante a ajuda de algumas amigas na criação dos origamis e dos proprietários do restaurante.

 

O que era o mais importante para ti?

O mais importante era mesmo criar um ambiente que tivesse a ver connosco e que acima de tudo fosse um dia divertido, bonito e feliz para todos, diferente. Igualmente importante eram os fotógrafos e a música: adorámos os fornecedores The Knot Wedding Photography e a Jukebox.

 

 

 

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No restaurante e no vestido da noiva.

 

Onde gastaste menos? 

Nos convites e decoração. Apesar de ter gasto algum dinheiro nas flores, tudo o resto foi feito por nós.

 

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil?

A escolha do restaurante e roupa do noivo

 

O que foi mais difícil?

A distância. Nós vivemos a cerca de 100km da comporta o que logisticamente não foi muito fácil, mas organizámo-nos bem.

 

O que te deu mais prazer criar?

Adorámos tudo! Mas o que mais gozo nos deu foi termos feito o nosso próprio convite, um pequeno vídeo que mostrámos pessoalmente à grande maioria dos convidados. Enquanto estávamos a mostrar o vídeo fomos filmando a reacção de cada um através da web cam, sem eles saberem. Foi muito giro ver a reacção de cada um. No dia do casamento, quando todos esperavam ver novamente o convite, mostrámos um outro vídeo mas com a reacção deles ao mesmo. Ninguém estava à espera!

 

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

O nosso casamento foi sem dúvida nenhuma a nossa cara. Tivemos que fazer algumas cedências, mas simples, tudo é possível!

 

Um pormenor especial?

Dez…!

Foi muito especial o discurso que fiz antes de entrar, “escondida”… apenas 2 pessoas sabiam que o ia fazer… Foi muito especial a música da minha entrada – “Festival” dos Sigur Ros – que acabou por ser a última música a passar, já no fim da noite.  A passadeira de relva e a cor das pétalas sobre o verde… os padrinhos estavam lindos, todos de igual e a condizer com o noivo, as madrinhas estavam lindas, com um bouquet da cor do vestido, a oferta do bouquet a uma amiga em vez do lançamento, o bolo perfeito feito por uma amiga, a “menina da aliança” foi a minha prima, que tem 25 anos e que fez também os votos do casamento. Só houve uma aliança, a minha, o Zé fez uma tatuagem com o mesmo simbolismo. Ah, e adorei fazer a minha liga, estava linda!

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Não mudava nada. Até os balões que murcharam e se enrolaram todos uns nos outros eu deixava ficar… foi a nossa festa e foi perfeita.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Acima de tudo que não “stressem”, não se chateiem, não dramatizem nem desanimem se tiverem de fazer algumas cedências, tudo é possível!!! O vosso dia vai acontecer e vai ser feliz de certeza absoluta. Mesmo que alguma coisa não aconteça conforme idealizámos, naquele dia deixa de ter importância, importante é a cumplicidade que sentimos e o carinho de todos os que estão ali connosco.

Vai ser lindo!

 

 

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: feitos por nós

local e catering: Restaurante Ilha do Arroz, na Praia da Comporta

fato do noivo e acessórios: calças e suspensórios da Energy, camisa da Mr Blue e ténis  Fred Perry

vestido de noiva e sapatos: vestido de Susana Agostinho, sandálias Melissa para a cerimónia e Aldo para dançar

anel de noivado, alianças e brincos: “Pézinhos” comprados numa ourivesaria em Lisboa, aliança Saint Maurice

brincos: pérolas oferecidas por uma madrinha

acessórios: pulseira oferecida pelo noivo há 6 anos

maquilhagem: Susana Boia Make Up

cabelos: Cabelos Atómios

bolo: Edite Sanches, inspirado num original da Tea Bakes

fotografia: The Knot Wedding Photography

luzes, som e Dj: Jukebox