Pinga Amor Arquivos - Página 3 de 21 -  Simplesmente Branco 

0 Comentários

Pinga Amor & Histórias com Alma, num festim de cor e luz

A Casa Grande do Fontão, sede da Histórias com Alma, foi o cenário para esta sessão luminosa e colorida.

As flores ficaram a cargo da Pinga Amor (e, para que conste, são folhas de oliveiras, cravinas, proteas, frésias, eucalipto, iris, flor de cera, antirrhinum e alstroemerias).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As fotografias vêm assinadas por Um dia de Sonho.

 

0 Comentários

A felicidade é… Pinga Amor

Peónias, eustomas, astilbe, eucalipto, rosas, hortênsias e margarida verde: eis os ingredientes com que se faz a felicidade de uma noiva, como a Joana: «Muito obrigada pelo ramo e pelas flores para o cabelo! Exatamente como tinha imaginado, melhor! Ficou lindo!»

Bem, falta mencionar aquele pormenor secreto, que faz toda a diferença: a arte Pinga Amor.

 

 

 

Maravilha!
As fotos são de João de Medeiros.

 

0 Comentários

Peónias coral, por Pinga Amor

A Ana Jordão, da Pinga Amor, fez uma descoberta que a deixou muito feliz… a ela, e não só: «Há já algum tempo que sonhava com peónias em tons de coral…eis que fui apanhada de surpresa e elas estavam a sorrir para mim no mercado de flores! Não resisti a colocá-las no bouquet da Regina… mais uma happy bride

 

 

 

 

Triunfal! Vejam aqui mais exemplos dos pós mágicos que a Pinga Amor pode acrescentar aos vossos dias felizes.

0 Comentários

We are The Destination

Quem nos acompanha no Facebook, já se deve ter apercebido da última novidade: andamos a congeminar uma nova revista.

Desta vez, ambicionámos mais e com um propósito claro, estamos a promover o nosso outro projecto, o bonito The Destination, onde mostramos para fora, o melhor que se faz cá dentro.

A melhor forma de o fazermos (e a que fazemos melhor), foi criar 2 revistas digitais, em português do Brasil e em inglês. Temos conteúdos distintos e outros em comum, paginámos mais de 500 páginas e largas centenas de imagens maravilhosas. São 11 artigos no total, entre real weddings, styled shoots e e-sessions, e ainda incluímos uma entrevista à doce e muito talentosa Sílvia Pontes.

 

Deixo-vos as duas bonitas capas: a edição inglesa foi fotografada pela dupla Um dia de Sonho, com styling e flores da Pinga Amor e makeup da Jenny Makeup Land. A brasileira, tem fotografia da dupla Adoro, com os seus noivos Ana+Ricardo.

 

 

 

Mas não são só as capas que são bonitas, fiquem também com um preview do que aí vem. Como sempre, foi a a talentosa Carmen Dias que a desenhou.

 


Segunda feira, mostramos tudo!

Até lá, um óptimo fim de semana!

 

0 Comentários

Brincos de princesa, por Pinga Amor

A inspiração para a decoração deste casamento, assinado pela Pinga Amor, vem dos brincos de princesa. Numa combinação entre os estilos rústico e clássico, imperam as cores rosa forte, roxo, lilás, beringela, branco e dourado.

E as flores, claro, as estrelas dos trabalhos Pinga Amor, são eustomas, eucalipto, hortênsias, brincos de princesa, peónias, crisântemos, frésias e rosas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O bouquet, a flor da lapela, a decoração floral e o material gráfico são assinados pela Pinga Amor. As fotos são dos Instante Fotografia.

 

2 Comentários

Luísa + Ricardo, o mais bonito sorriso

Hoje trazemos a bonita festa da Luísa + Ricardo, que contou com dedinho (e talento!) da nossa fornecedora seleccionada, Pinga Amor.

A Luísa encontrou na Ana Jordão a sua outra cara metade (não amorosa, mas muito visionária!) e as duas em sintonia, tornaram real o sonho romântico e delicado desta noiva amorosa!

 

Querem saber como? Toca a ler!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Fui pedida em casamento na noite de Natal. Durante a tarde, o Ricardo mandou-me uma fotografia de um embrulho enorme, perguntei-lhe o que seria, mas ele não me disse nada. Depois da ceia de Natal, disse-me que não estava nervoso pelo que ia receber, mas sim pelo que ia oferecer, e eu, sinceramente, não suspeitei de nada, até que depois de abrirmos todos os presentes, chegou a vez do enorme embrulho: lá dentro estava o nosso diário, que tanto lhe pedia para escrever, mas só eu colocava fotografias e escrevia… Folheei e numa das páginas estava escrito: “E como a nossa história não pode parar… e o nosso amor é mais forte que tudo… Queres casar comigo, Pequenina? Amo-te muito, 24/12/2014” e tinha colado uma fotografia do anel, que me deu à frente dos meus pais, irmã e avó.

 

 

 

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Comecei por colocar “gosto” em tudo o que era páginas sobre casamentos, fotógrafos, quintas, lojas de noiva no Facebook, seguir blogues como o Simplesmente Branco e ver os fornecedores que indicavam… Depois seleccionei quintas e liguei para todas as que gostava para saber qual a disponibilidade. Como sabia o que queria desde o início, não demorei muito a decidir-me sobre o espaço, depois das referências todas que tinha visto na internet e das pessoas com quem conversei, que se tinham casado na quinta “O Campo”, não hesitei e casámo-nos numa sexta feira, a única data disponível para 2014 e para a altura do ano que queria, que era Setembro. Depois foi a escolha dos fotógrafos, tudo o que eu gostava já não estava disponível, até que uma amiga de infância coloca na sua página do Facebook umas fotografias que me surpreenderam, era mesmo aquilo que queríamos, e que sorte a nossa, ter por perto fotógrafos que nos conhecem e com os quais nos sentimos bem, é sem dúvida uma das peças cruciais, pois são eles que registam o primeiro dia do nosso casamento e não podíamos ter escolhido melhor, a M-ANIA surpreendeu me com fotografias de sonho, de cinema. Consegui organizar tudo em 9 meses, mas nunca parei.

 

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Sabia que queria um casamento muito romântico, como sempre fui, comecei por pesquisar no Pinterest palavras-chave e depois passei para um documento em Word, bastante detalhado com tudo o que eu pretendia para o nosso grande dia, velas, muitas flores, gaiolas, rendas… Com a ajuda da Ana Jordão, da Pinga Amor, o meu outro eu em todo este processo, o meu sonho tornou-se realidade.

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Porque acredito que só nos casamos uma vez na vida e como tal dediquei-me de coração e alma a este sonho, assim como acredito que a maneira como se abraça este projeto demostra o quanto amamos e o quanto acreditamos no amor, por isso, tudo foi sonhado, planeado e concretizado até ao mais ínfimo pormenor.

 

 

 

 

 

Tiveste ajuda?
Sim, da minha mãe e da minha irmã, elas ajudaram-me em tudo e a ter calma, e, claro, a principal ajuda foi da Ana Jordão, ela concretiza sonhos e sonha mais do que qualquer noiva, isso vê-se em cada detalhe, não podia estar mais feliz por ter tido a oportunidade de partilhar com ela o nosso dia.

 

O que era o mais importante para ti?

Tudo é importante, mas principalmente preocupava-me a reação dos convidados, queria que fosse um dia feliz não só para mim e para o Ricardo como para toda a nossa família e amigos.

 

 

 

 

 

E secundário?

Acho que nada é secundário, estavámos preocupados com todos os detalhes e tudo foi escolhido com muito carinho e amor.

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No catering e na quinta, sem dúvida, é o que sai mais caro, mas é também o mais importante, todos elogiaram a comida e receção na quinta.

 

 

 

 

 

Onde gastaste menos?

Nos cones de papel para os convidados atirarem as flores e arroz à saída da igreja. Fui a uma loja de elementos decorativos e por sorte consegui arranjar bases rendilhadas em papel para bolo nas cores que queria, azul, rosa e branco e com a ajuda de uma tia, fizemos os cones.

 

O que foi mais fácil?

A escolha do vestido. Assim que o vi, ainda em revista, sabia que era aquele, mas assim que o vesti e fiquei com lágrimas de tanta felicidade, soube que era “o tal”! A reação da minha mãe foi única.

 

 

 

 

 

O que foi mais difícil?

A escolha das músicas, tinha a certeza de algumas para determinados momentos, mas passei quase 9 meses a gravar músicas no telemóvel que passavam no rádio enquanto conduzia para não me esquecer delas até decidirmo-nos pelas músicas que marcaram o nosso casamento.

 

O que te deu mais prazer criar?

Foi muito divertido planear com a Ana toda a decoração desde a igreja até à quinta e o desenho do bolo que eu fiz.

 

 

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

É sem dúvida a nossa cara e acho que isso se nota nas fotografias, pela felicidade que transmitimos em todos os momentos e sinceramente não fiz cedências, tudo foi mais do que eu algum dia sonhei.

 

 

 

 

 

Um pormenor especial?

O bolo, que eu desenhei.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Nada, foi tudo lindo e todos os convidados disseram que nunca tinham ido a um casamento tão bonito e visto noivos tão felizes, isso para mim é tudo.

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Se têm preferência por algumas quintas e fotógrafos ou videógrafos, planeiem com bastante antecedência, porque é difícil conciliar datas. Diziam-me que a noiva sente o vestido e eu não acreditava, mas assim que vi e vesti o meu, soube logo que era o “meu vestido”. E aproveitem ao máximo o dia, porque diziam-me que passa a correr e é verdade, é demasiado rápido para um sonho que não queremos que acabe.

 

 

 

 

 

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos, adereços, almofadinha das alianças, ofertas aos convidados e flores: Pinga Amor

local e catering: Quinta O Campo e catering Duplos Gemini/RC Eventos

fato do noivo e acessórios: Prassa/Miguel Vieira e sapatos Andrea Chenier

vestido de noiva e sapatos: vestido e sapatos Rosa Clará

anel de noivado, alianças e brincos: anel de noivado e alianças José Teixeira Jóias e brincos e pulseira Swarovsky

almofas bordadas: Dream Pillows

maquilhagem: Makeup by Bárbara Brandão

cabelos: Américo Peixoto Cabeleireiros

fotografia: M-ANIA

vídeo: Le. Fou produção audiovisual, Manuel Pinto Barros

luzes, som e Dj: Dj Mário Kitty

 

0 Comentários

Dizer com flores, por Pinga Amor

Mais um trabalho com a inconfundível assinatura Pinga Amor. A decoração desta festa assentou num estilo clássico e elegante, mas simples, com uma paleta de cores neutra mas pouco usual: branco, marfim, verde água e azul.

Diz-nos a Ana Jordão: «Escolhemos algumas das nossas flores preferidas: hortênsias, rosas de jardim, rosas avalanche, eucalipto, tulipas parrot, margarida verde, viburnum e eryngium

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O local foi o Parque da Penha, em Guimarães, e as bonitas fotos são da dupla Um dia de sonho.