Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento molhado…

…casamento abençoado, lá diz o ditado popular! E depois deste sábado cinzentão, fica sempre bem um plano B!

A Drew e o Jay não tiveram medo de “arregaçar as mangas” e criar aquele que foi um dos dias mais felizes das suas vidas. Um celebração que reflectiu a verdadeira sintonia do casal. E apesar de um orçamento reduzido, a criatividade foi uma constante. Quanto à chuva, foram feitas algumas alterações, no entanto, o resultado final foi fantástico, conferindo um toque especial e mágico a este dia e a esta cerimónia.

Fotografia de We Heart Photography, via Style me Pretty.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Susana Pinto

Rita & Tiago

Hoje deixo-vos com o casamento da Rita e do Tiago, fotografado pelo nosso fornecedor Nelson Marques Photography.

Enjoy!

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Na praia onde demos o primeiro beijo e o meu anel estava escondido num ramo de hortenses.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Em 6 meses organizei tudo. Com muita calma e aceitando as sugestões que me iam oferecendo os amigos e familiares. Comecei pelo vestido, que demorei 2 meses a escolher.

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Optámos por não criar um tema à volta do casamento, pois nós éramos o tema e o motivo da festa. Assim, pegámos apenas na influência do azul e criámos a partir daí. Azul do mar dos Açores e azul da cor dos meus olhos…

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Porque não teria piada de outra forma

 

 

 

 

 

 

 

Tiveste ajuda?
Sim. Muita. E aceitei de braços abertos todos os conselhos e sugestões que me ofereceram. Isso foi meio caminho andado para as coisas correrem bem e sobre rodas.

 

O que era o mais importante para ti?

O noivo e o padre, tudo o resto é carnaval.

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

Na quinta

 

Onde gastaste menos?

No DJ…era um amigo.

 

O que foi mais fácil?

A quinta

 

O que foi mais difícil?

O vestido e o convite

 

 

 

O que te deu mais prazer criar?

Os chupa-chupas

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

Não havia tema, cara, exigências desse tipo. Foi exactamente como tinha de ser….LINDO!!!

 

 

 

Um pormenor especial?

Os chupa-chupas e as hortenses por todo o lado.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Não emagrecia tanto para o vestido não me cair….eheheh…Não! Não mudava nada! Foi perfeito

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Divirtam-se e aprendam a ceder.


 

 

Os nossos fornecedores:


convites e materiais gráficos: Gráfica Amilcar

local e catering: Casa de Reguengos

fato do noivo e acessórios: Fraque alugado na Illion, gravata Luis Vitton, camisa Wesley, sapatos no El Corte Inglês

vestido de noiva e sapatos: Vestido na Aire do El Corte Inglês e os sapatos por medida na Haiti

anel de noivado, alianças e brincos: Anel de noivado e alianças na Magda Jóias em Algés. Os brincos eram da avó

adereços: Na Aire: rosquinhas com brilhos que utilizei na parte detrás do cabelo.

maquilhagem: Foi uma maquiadora particular, a Nuxa

cabelos: Manuel cabeleireiros no Centro Comercial do Campo Pequeno em Lisboa

flores: Em nome da Rosa, no Bairro Alto, em Lisboa

lembranças para os convidados: Chupa-chupas na Lollipops, na Baixa, em Lisboa

fotografia: Nelson Marques Photography, no Chiado, em Lisboa

luzes, som e Dj : Um amigo, Luís Lacerda

 

 

 

 

 

Susana Pinto

Um casamento colorido!

Foi amor à primeira vista. Um casamento divertido, com cores ousadas e pormenores DIY fabulosos.

A ideia do altar em origami é simplesmente fantástica e funciona em pleno.  Um casamento partilhado em trabalho e em diversão pelos noivos, pelos familiares e pelos amigos, com muito amor e alegria à mistura.

Espero que se sintam inspirados!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Via Inspired by This.

 

Susana Pinto

Um casamento absolutamente fantástico!

Este é provavelmente, para mim, o casamento do ano! Na semana passada já publicámos aqui o video e hoje, deixo-vos com muitas fotografias e poucas palavras, tal o espanto que estas imagens ainda me provocam..!

É tudo absolutamente perfeito (goste-se ou não do estilo, das cores, do local, etc…!), na maneira como todos os detalhes foram pensados e se relacionam do início ao fim: as cores fortíssimas (jewel tones… não dá para errar!), o local tão cenográfico, o figurino de todos (noivos e bridesmaids), a frase que liga todas as peças…

 

É assim que se faz magia, do nada, com pouco e muito amor e visão. Juntem a esta fórmula um fotógrafo fantástico, comida deliciosa, família e amigos próximos (já incluídos em “muito amor”!) e música que ligue tudo…

 

O resultado é, garantidamente, este, e isso é muito espectacular!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Jeremy + Elsie, do A Beautifull Mess, com fotografia de Arrow & Apple, passem também por aqui para ver mais detalhes…

Ah! Repararam na manicure, com um bocadinho de glitter no anelar esquerdo, mesmo a condizer com o anel…? Adoro!

E o sítio… ai…!

 

 

Susana Pinto

Sara e Bruno, lovebirds!

 

Como foi o teu pedido de casamento?

O pedido de casamento surgiu de forma inesperada, junto ao Big Ben nas últimas doze badaladas de 2009. Depois de alguma indecisão sobre o local da passagem de ano, deixei que fosse o B a organizar uma surpresa para os dois e assim foi, só às 5h da manhã de 31 de Dezembro no aeroporto descobri que tínhamos Londres como destino. Doze baladas e eis que surge a segunda surpresa… o anel, no meio de uma multidão com muito frio e neve à mistura.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Começamos com um ano de antecedência, primeiro com a escolha da fotografia e vídeo e só depois, a Igreja e a Quinta. Os primeiros meses foram de pesquisa (Style me Pretty, Brancoprata, Martha Stewart, So Much Love, entre outros) e depois sucederam-se as muitas compras no Ebay.

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Um ambiente sóbrio e requintado baseado em cores claras e flores do campo foi o mote de partida. No entanto, em função do espaço que escolhemos tivemos depois que ajustar alguns conceitos e ideias.

No fundo, tentamos criar um ambiente muito nosso e cujos pormenores reflectissem um pouco de nós, mas por outro lado queríamos “a festa” onde os nossos amigos e família se pudessem divertir e celebrar connosco.

 

 

 

 

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Tanto eu como o B somos exigentes no que fazemos e o nosso casamento tinha que ser a nossa cara. Se por um lado era difícil encontrar fornecedores que compreendessem exactamente o que pretendíamos, o orçamento dos “melhores”, levaram-nos a arriscar.

 

Tiveste ajuda?
A principal ajuda e essencial foi do B e mais tarde, na parte da execução tivemos que nos apoiar na família para conseguirmos terminar tudo a tempo.

 

O que era o mais importante para ti?

Penso que tudo era e foi importante para tornar o nosso dia único e muito especial.

 

 

 

 

E secundário?

Não há nada que possa dizer que tenha sido secundário. Embora com graus de importância e visibilidade diferentes, tentamos não deixar nada para trás.

 

Onde gastaste mais dinheiro?

Sem dúvida na Quinta e Catering. E valeu a pena, infelizmente enquanto noivos disfrutamos muito pouco do Catering.

 

Onde gastaste menos?

No vestido, fraque e alianças. Foram oferta de pessoas muito especiais!

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil?

Definir ideias principais com o B e a ligação com os nossos fornecedores que também nos perceberam desde o início e apoiaram. Um obrigado à Marta, da Beija-me, e à Ana Jordão, da Pinga Amor, pela paciência.

 

O que foi mais difícil?

A marcação da Igreja e a gestão do tempo.

 

O que te deu mais prazer criar?

Tudo, em particular o nosso monograma, que serviu de ponto de partida para tudo o resto.

 

 

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

É a nossa cara. Claro que há sempre um pormenor ou outros, que poderia ser melhorado, alterado, redefinido, mas no fundo foi um dia perfeito.

 

Um pormenor especial?

Muitos…os meus Lady Dragon amarelos, o Jipe, as fotos com que personalizamos a sala, a máquina de escrever, as fraldas dos bebés que ainda não nasceram, o ramo, os convites dos pais e padrinhos e tantos outros.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Nada. Foi muito mais especial e perfeito do que sonhava.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Vale a pena o trabalho e dedicação aos pormenores e no dia o importante é aproveitar ao máximo.

 

 

Os nossos fornecedores:


Convites e materiais gráficos: Enleio de cores, DIY

Local e catering: Quinta dos Pinheirais, Privilege Catering

Fato do noivo e acessórios: Dielmar

Vestido de noiva e sapatos: San Patrick e Melissa

Anel de noivado, alianças e brincos: Lugar da Jóia

Acessórios: Pinga Amor

Maquilhagem: Local

Cabelos: Local

Flores: Uma especialista local

Lembranças para os convidados: Brindes & Companhia, Coimpack e Cutelaria Martins

Fotografia: Beija-me

Luzes, som e Dj : FunBoxProduções (DJ Miguel Borges)

 

Susana Pinto

Um casamento rústico, mas oh so chic!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Um vez mais o vintage, o estilo campestre e o DIY combinam em harmonia. Os noivos conseguiram unir o rustico e a elegancia, adicionando peças vintage a peças de madeira, molduras e espelhos, malas antigas e, ainda, o lettering, todos associados às cores campestres.

 

Simplesmente delicioso e inspirador!

Nas palavras da noiva: “… sendo fotógrafa, tenho visto muitos casamentos. Eu sabia o que realmente queria para o nosso dia, e também sabia o que não queria. Tinha de ser algo leve, fresco e descontraído. Quanto aos detalhes, começamos a recolher frascos, fios e cordel variado, serapilheira, molduras douradas e espelhos que compuseram o pano de fundo da mesa principal. (…)
Mantivemos tudo tão descontraído e o nosso casamento foi exatamente como desejámos e sonhámos.

Foi muito divertido. Olho para trás e recordo a nossa felicidade. Foi perfeito!”

 

Simply flawless!

Via Style me Pretty, fotografia de Danielle Capito Photography.