Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: Rita Santana Photography – fotografia de casamento

Hoje sentamo-nos à conversa com a simpática Rita Santana, fotógrafa de casamentos.

Conhecer o trabalho criativo de alguém, para onde olha, o que vê, é sempre muito interessante. Quando conhecemos também o autor, a pessoa, e fazemos essa ligação, acontece uma certa sedução e ficamos ainda mais encantados. É precisamente esse o caso com a Rita Santana Photography: hoje juntamos aqui as duas metades e o resultado é perfeito.
Tenho a certeza de que vão gostar muito de a conhecer!

A  melhor parte de ser fotógrafo de casamento é contribuir para o legado, de testemunhar dias felizes e de sermos recompensados com a amizade e carinho das pessoas que nos escolhem. O mais desafiante e difícil é conseguir conciliar com o nosso próprio legado, os nossos dias felizes e as nossas amizades.

Conte-nos um pouco da sua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.
Formei-me em Cardiopneumologia, o que se afasta muito e nada da fotografia de casamentos, porque a bem dizer, acho que sempre fui muito orientada para as matérias do coração. 

Há quanto tempo fotografa? E porquê casamentos?
Estou a fotografar casamentos desde 2014. Comecei como talvez muitos de nós começámos: a fotografar amigos, ocasiões de família, até que nos convidam para fotografar um baptizado e depois um casamento. Na altura integrava uma equipa, mas foi após a entrega do primeiro casamento que soube que fazer parte de um dos dias mais felizes da vida das pessoas e que seria muito feliz a contribuir para as memórias e os legados das famílias.

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vai buscar inspiração?
Por mais cliché e banal que possa parecer, procuro em filmes, músicas e outros fotógrafos. Quando descubro algo de que gosto acabo por quase estudar essa abordagem e procuro incorporar essas inspirações no meu trabalho.

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Como construiu a sua assinatura, como se define?
Gosto de pensar que sou espontânea e romântica e tento reflectir essa espontaneidade e romance nas minhas imagens.  Tem sido um processo em constante evolução e felizmente consigo encontrar casais que se identificam com a minha linguagem: descontraída e honesta.

Acha que o ponto de vista feminino, os detalhes que escolhe fotografar e como o faz, a narrativa que constrói, é diferente das escolhas que vê no trabalho de um profissional masculino?
Vou ser completamente sincera e dizer que quando comecei achava que a diferença era bem maior do que sinto que seja hoje. Quando comecei a fotografar focava-me muito nos coisas pequenas e na proximidade; hoje em dia procuro também dar um passo atrás e afastar-me para ver a “the bigger picture” por forma a contar a história da melhor maneira possível. Também disso se fazem os detalhes.

Quando precisa de fazer reset, para onde olha, o que faz?
Revejo filmes que adoro, desfruto da companhia do meu namorado Miguel, vou nadar, passear com a Miura, a minha cadela, canto num coro – na Sociedade “Loureiros”, em Palmela – e vou ao Teatro O Bando, ver espetáculos, estar com amigos e participar das formações de teatro.

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

O mundo em Lisboa ou Portugal de lés-a-lés: fotografar estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?
É diferente na medida que cada casamento me enriquece culturalmente à sua maneira. Seja na maneira de ser das pessoas, nas tradições que me são novas, na comida que oferecem no dia do casamento, no desafio de falar outra língua.

Qual é o seu processo de trabalho, como acontece a ligação aos clientes?
O processo passa por ser eu mesma. Sinto que tem  início na forma como me apresento no meu site, nas redes sociais, nos portais e nas relações com outros fornecedores. Procuro que os noivos me conheçam  numa reunião, para conversarmos sobre tudo e mais alguma coisa, para que me vejam, me oiçam a voz e me sintam o entusiasmo. Depois, uma sessão que antecede o casamento – ou a minha desculpa para passar mais um pouco de tempo com os noivos, num ambiente descontraído, onde podemos ser nós próprios, e, no final de contas, sacar algumas fotografias.

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gosta de fotografar?
Mais uma vez, e de forma cliché, gosto de todos os casamentos. Os grandes porque são um loucura, super desafiantes, os pequenos porque são íntimos e acabo por sentir que conheço toda a gente; os nacionais porque me sinto em casa, os estrangeiros porque me sinto fora de casa; as cerimónias emotivas porque acabo a chorar com eles e as festas de arromba porque – come on – quem não gosta de um bom festão?

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?
A  melhor parte de ser fotógrafo de casamento é contribuir para o legado, de testemunhar dias felizes e de sermos recompensados com a amizade e carinho das pessoas que nos escolhem. O mais desafiante e difícil é conseguir conciliar com o nosso próprio legado, os nossos dias felizes e as nossas amizades.

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

Escolha uma imagem favorita do seu portfolio e conte-nos porquê.
Hoje, esta é a minha imagem favorita porque me traz memórias felizes de um dia maravilhoso e de que no final de tudo me senti muito orgulhosa de mim mesma e do meu trabalho. 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

Contactem a Rita Santana através da sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem a Rita directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha: Sílvia e Marco

Hoje trazemos um casamento na Quinta da Bichinha, em pleno Dezembro.

O mais bonito dos dias da Sílvia + Marco aconteceu no inverno, e se acham que festas de verão é que é, aqui está a prova, imagem atrás de imagem, que há todo um charme maravilhoso num casamento em Dezembro: as cores, as texturas, o aconchego, o detalhe…

As fotografias bonitas são da doce Rita Santana e elevam este dia ao ponto que ele merece: maravilhoso!

Preparem um chá fumegante, puxem da mantinha e deliciem-se, num dia chuvoso como hoje, com este casamento tão bonito.

Bom fim-de-semana!

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?
Ambos tinhamos visões bem diferentes: um imaginava ter as pessoas mais importantes à sua volta numa festa para todos, o outro só fazia questão que estivessemos juntos num local paradisíaco. Como em qualquer relação, houve cedências de parte a parte até que ambos começaram a imaginar o mesmo. Realizar a cerimónia num lugar acolhedor, quente e resgardado porque Dezembro convida a isso, juntos dos nossos amigos mais próximos. Acima de tudo, queríamos algo simples e que todos vivessem um bom momento com a partilha da nossa felicidade.

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Bem… Antes de tudo: organizámos um casamento em dois meses. É claro que antes de começar o ‘sprint’ deste caminho, fizemos as nossas pesquisas sempre focados na resposta à seguinte questão: será possível preparar um casamento, num curto espaço de tempo e com um budget modesto? Após várias indicações de que seria possível, avançámos… e é um mundo, isto dos ‘casamentos’. Acho que de todo não estávamos preparados para tal imensidão de pormenores a organizar em tão curto espaço de tempo, porém, após o susto inicial, e já como muita informação recolhida, foi-se desenrolando naturalmente. Também ‘sentimos’ de forma diferente este percurso, a Sílvia estava muito mais nervosa no ínicio, apaziguando-se à medida que ficavam todos os pormenores resolvidos, já para o Marco, os nervos iam aumentando à medida que a data se aproximava, com medo que alguma coisa falhasse.

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Apesar de querermos algo simples, por vezes o que desejamos não se concretiza… mas apareceu a Quinta da Bichinha e quando a fomos visitar, deu-se o ‘click’. A entrada da quinta, as cores outonais das vinhas, um jardim cheio variedades de cores e árvores, os antigos edifícios restaurados, a lareira (aquela lareira…), o sofá de veludo vermelho da cerimónia, as peças antigas restauradas (a magnifíca pasteleira transformada em mesa). Era tudo a nossa ‘cara’.

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Voltamos a repetir: nós não queríamos nada de mais. Só que encontrámos pessoas excepcionais, da decoração ao catering, que nos ajudaram com algumas ideias. Ajuda? Temos que dizer que toda as pessoas que estiveram envolvidas no nosso casamento foram imprescendíveis pela sua amabilidade e esforço, particularmente a senhora Fernanda e o seu filho Diogo, da Quinta da Bichinha, como também a fotógrafa Rita Santana por toda a disponibilidade, paciência e as ideias que nos deu (aquela ideia das bolas de sabão foi ótima na saída da cerimónia).

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era casarmos. Certo? Agora fora de brincadeiras… de facto, era estarem presentes as pessoas mais importantes para nós. O resto é relativo, mas diríamos que eram menos importantes todas aquelas tradições, atirar o bouquet ou leiloar a liga da noiva.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

É um cliché… mas tudo depois da cerimónia, foi super fácil.
Marco: receber todos os convidados sozinho, fazer parte das preparações da cerimónia e ficar à espera noiva enquanto toda a gente olha para ele… de facto foi o mais difícil.
Sílvia: colocar os brincos da avó (enquanto toda a gente esperava por ela, para a iniciar a cerimónia, principalmente o noivo).

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Pelo menos três: a troca de alianças, a primeira dança (com a ajuda preciosa da Etta James, a cantar At Last) e (para o Marco) a entrada da sua bela esposa ao vê-la pela primeira vez com o vestido de noiva.

 

E o pico de diversão?

Aquela pista de LED! Fez as delícias de miúdos e graúdos!

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Um pormenor especial…

Sem sabermos, as nossas roupas condiziam muito bem, com São Pedro a ajudar (geralmente a chuva acompanha-nos sempre).

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Dizem que “quem nada não se afoga”, mas por nós… nada! Casávamos já amanhã, exactamente da mesma forma.

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Sabem aqueles sonhos de princesa, quando eram meninas, e imaginavam aqueles casamentos da Disney…? Esqueçam! Keep it simple! Porquê? Menos entropia, menos chatice… e de certeza que toda a gente prefere não se chatear com a organização do casamento, até porque é para desfrutar de um momento único na vida. Moderem as expectativas, consenso entre os noivos é muito importante (cedências de parte a parte para caminharem os dois na mesma direcção), e aproveitem ao máximo a viagem para esta grande etapa das vossas vidas.

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

Casamento de inverno na Quinta da Bichinha, fotografado por Rita Santana Photography

 

 

Para verem mais imagens bonitas deste dia, dêem um salto ao site da Rita Santana, que a festa continua por lá.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: nós próprios, pela internet;

espaço, decoração, bouquet de noiva, catering e bolo dos noivos: Quinta da Bichinha;

fato do noivo e acessórios: Alfaiate Venâncio;

vestido de noiva e sapatos: internet e relíquias de família;

maquilhagem e cabelos: Hair & Beauty Studio Cabeleireiros;

fotografia: Rita Santana Photography;

luzes, som e Dj: GrooveBox.

 

Susana Pinto

Casamento na Quinta do Hespanhol: Filipa + Francisco

Damos as boas vindas ao novo ano e retomamos as histórias de amor que contamos às sextas-feiras.

Hoje partilhamos o mais bonito dos dias da Filipa + Francisco: um casamento na Quinta do Hespanhol, fotografado pela Rita Santana Photography, com bouquet de noiva pelas mãos da Teresa Gonçalves, da Flor de Laranjeira.

Juntam-se a nós?

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanhol

 

Casamento rústico na QUinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na QUinta do Hespanhol: sapatos de noiva em cetim rosa blush

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: vestidos da menina das alianças

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Queríamos simplesmente que fosse um dia com significado.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sim, sentimo-nos sempre preparados. Houve momentos de cansaço devido às nossas vidas profissionais, mas sempre soubemos que era o nosso caminho.

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: penteado da noiva

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: pulseira da madrinha

 

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: vestido de noiva decotado nas costas

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Dias antes, quando falámos com o nosso Padre.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

É muito mais que fiel, superou as expectativas. E sim, tivemos muita ajuda.

 

Casamento na QUinta do Hespanhol: vestido de noiva Laure Sagazan

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: bouquet de noiva de Flor de Laranjeira

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: vestido da menina das alianças

 

Casamento na Quinta do Hespanhol:

 

Casamento na Quinta do Hespanhol:

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era fundamental que todo o casamento tivesse um significado simbólico, senão não valeria a pena casar. Para nós todo o pequeno detalhe teve a sua importância.

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: decoração de casamento rústico

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: decoração de casamento rústico

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: decoração de casamento rústico

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: decoração de casamento rústico

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: decoração de casamento rústico

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Decidir o espaço para o copo de água. Decidir a indumentária também foi, no geral, muito fácil e rápido. De resto, todas as escolhas tiveram o seu quê de dificuldade na escolha: menu, convites, missais, decoração da sala de copo d’água, leituras da cerimónia… Distribuir os convidados pelas mesas também não foi fácil.

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: sessão fotográfica de casados

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: sessão fotográfica de casados

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: sessão fotográfica de casados

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: sessão fotográfica de casados

 

Casamento na Quinta do Hespanhol: sessão fotográfica de casados

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A preparação e o pós. Foi uma grande descarga emocional.

 

E o pico de diversão?

Durante a cerimónia e durante o copo d’água.

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

Casamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol: naked cake dos noivos

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol: corte do bolo

 

Um pormenor especial…

Recriámos um “tie the knot”, e foi o próprio Padre que o entrelaçou nas nossas mãos.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada!

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

CAsamento na Quinta do Hespanhol

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Relaxem e aproveitem toda a preparação do casamento. É um dia muito feliz, e é um dia para vocês desfrutarem com o vosso futuro marido. É normal haver dúvidas e toda a preparação ter picos de stress, mas faz parte e, sem isso, o dia não teria tanto sabor.

 

Bonito, não é?

Passem pela casa da Rita Santana para ver o resto das imagens bonitas deste dia!

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: feitos por um amigo nosso, Manuel Barbosa de Melo;

espaço, catering e decoração: Quinta do Hespanhol;

fato do noivo e acessórios: alfaiate em Coimbra;

vestido de noiva e sapatos: vestido e véu Laure de Sagazan, sapatos Kendal & Kylie;

maquilhagem: Andreia de Almeida;

cabelos: Patz Hair and Makeup;

bouquet: Flor de Laranjeira;

ofertas aos convidados: Muguet Bem Casados;

fotografia: Rita Santana Photography;

luzes, som e Dj: Paulito Rodrigues Dj.

 

Marta Ramos

Damos as boas-vindas: Rita Santana Photography!

As boas-vindas de hoje são dadas à Rita Santana Photography!

A Rita é fotógrafa de casamento e lifestyle. De Palmela, Setúbal, para o mundo, é mais feliz transformando pequenos brilhos em memórias. Declara-se apaixonada pela vida, pelo seu trabalho… e pelo universo Star Wars! «Gosto de fotografia desde que era pequena, escondida na loja da minha tia, entre rolos de filme e o balcão. Muitas vezes sorrio atrás da câmara como se fosse eu a ser fotografada. Acredito na família, acredito no amor, acredito em faíscas. Estes são meus sonhos. Eu adoraria que fizessem parte deles, porque #yourloveisart.»

Para apresentar-se, escolhe uma citação tremendamente romântica da pintora Frida Kahlo, cuja história de amor com o também pintor Diego Rivera ainda hoje ecoa e nos inspira:

The atoms of my body are yours and they vibrate together so that we love each other. I want to live and be strong in order to love you with all the tenderness that you deserve, to give you everything that is good in me, so that you will not feel alone. – Frida Kahlo

Escolheu trabalhar na área dos casamentos porque sente que o amor é arte: «Sou uma romântica incurável e procuro boa energia onde quer que vá. Há melhor sensação que estar presente nos momentos mais bonitos e cheios de amor da vida das pessoas?» Orgulha-se de sentir cada casamento como se fosse de amigos, e de ter um papel importante no legado e nas histórias de família, que vão perdurar nas imagens que regista. Vai procurar inspiração a música, filmes, outros fotógrafos, outros artistas, nos próprios noivos e nas suas histórias, e quando olha para o futuro gosta de ver-se a continuar feliz a fotografar, com mais sabedoria, com a mesma paixão, com mais rugas de tanto sorrir.

 

A partir de agora, acompanhem também os nossos posts acerca do trabalho da Rita Santana Photography.

 

 

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

 

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

 

Rita Santana Photography - fotografia de casamento em Lisboa

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Rita Santana Photography para verem mais imagens bonitas e saberem um pouco mais sobre este nosso novo fornecedor seleccionado. E falem com a Rita, ela está à espera de vos conhecer e de fazer parte da vossa história de amor.

 

Rita, bem-vinda ao Simplesmente Branco!