Created with Sketch.
Marta Ramos

Uma caixa para o vestido de noiva

As coisas preciosas querem-se bem guardadas e foi isso mesmo que a Alexandra pensou em relação ao seu vestido de noiva. Daí ter contactado a Sílvia Pontes para saber se era possível fazer uma caixa para o efeito. Foi um desafio para a Sílvia, habituada a trabalhar com medidas bem mais reduzidas; mas depois de se certificar que o seu equipamento lhe permitia alguma margem de manobra, abraçou a proposta com entusiasmo.

Trata-se de um vestido pouco volumoso mas, ainda assim, a base da caixa ficou com 60x60x20cm. Para tornar a estrutura de cartão mais resistente, já que tem de perdurar o máximo possível no tempo, optaram por contra-colar 2 cartões de 3mm. Após medir, cortar e unir todas as partes, faltava lixar as arestas – e só este processo demorou mais de uma tarde a completar.

«Nem sempre inicio e termino uma encomenda de seguida», conta-nos a Sílvia. Depende do estado de espírito, dos contratempos, ou dos vários trabalhos que temos em agenda e que vamos fazendo em simultâneo. Neste caso, foi preciso deixar a caixa respirar uns dias em cima da mesa para lhe voltar a pôr a mão, já que sai do padrão standard e precisamos de extrema calma e paciência para fazê-la no dia certo, com concentração, para que fique o melhor possível à primeira. Sobretudo, é algo que tem de ser aprimorado com prazer – e claro, com boa música sempre de acompanhamento.»
Desenrolar o tecido e cortá-lo inteiro na máxima largura requer muito espaço, e embora o atelier tenha mesas grandes de corte, pareceu tudo pequeno na hora de riscar e cortar. «Às tantas tínhamos quatro mãos, duas já não chegavam, com os braços emaranhados dentro da caixa a acertar, esticar e a colar o tecido. Foi giro.»

A máquina de tipos que Sílvia utiliza para este detalhe tem um prato de 30x30cm, por isso em vez de timbrar o texto depois do tecido estar colado, fez-se o inverso. Timbrar primeiro o tecido e depois colar sobre o cartão. É preciso alguma perícia para a esquadria bater certo no fim.
Visualmente é uma peça simples, mas o processo exige raciocínio e muita paciência pela dimensão que apresenta.
Para tornar a caixa única e com aquele toque especial, timbraram o nome e a data do casamento em tom cobre sobre um linho rosa blush, escolhido pela Alexandra.
Resultado final elegante, discreto e intemporal.

 

caixa para o vestido

 

caixa para o vestido

 

caixa para o vestido

 

«Foi uma excelente oportunidade de concretizar algo que tinha imaginado há muito tempo e de poder registar alguns momentos com a câmara, ainda que de telemóvel, na hora de embalar para enviá-la pela transportadora. Demorámos cerca de 45 minutos a protegê-la com plástico de bolha de ar para chegar imaculada ao destino.»

E que bom terá sido para a Alexandra receber esta obra de arte em casa!

Não deixem de ler mais artigos sobre o maravilhoso trabalho da Sílvia Pontes – e falem com ela, contem-lhe as vossas ideias, que ela faz o impossível para torná-las realidade. Sempre com muita classe!

Susana Pinto

Um casamento de inverno: Leisa + Jesse

Jesse + Leisa escolheram um casamento de inverno. E ao contrário do que possam estar a pensar, todos os ingredientes somaram para um dia glorioso e muito acolhedor. A arte está em escolher os detalhes certos que proporcionam uma experiência incrível: quando tudo converge na mesma direcção, o resultado é perfeito, mesmo quando é um casamento de inverno.

O espaço escolhido foi um dos pontos fortes:

“With multiple fireplaces and rustic country charm, it ticked all boxes for a snug winter wedding. The food also lent itself to that ‘Sunday roast with the family’ type vibe which we thought really brought the whole experience together. Contrasting with the wild and windy weather outside, the warm and softly lit setting was ideal for celebrating with friends and family.”

Junta-se a isto uma decoração floral incrível, opulenta, rica, intensa, com tons quentes e profundos (vermelhos e verdes escuros e aveludados, dourado para os detalhes), um catering cheio de sabores aconchegantes, fotografias muito bonitas e um vestidaço (e coroa dourada…!) que rematam a história. Bom gosto absoluto, cenário perfeito e acolhedor, um dia maravilhoso, independentemente das condições atmosféricas, partilhado à volta da mesa com as pessoas do coração.

É isto – podemos mudar o cenário, o dress code, a experiência gastronómica. Seja um casamento de verão ou um casamento de inverno. O core da festa mais bonita será sempre este, sem excepção: a celebração do amor, partilhada com as pessoas do coração.

O resto? Meros detalhes!

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Via Nouba, com fotografia de Lauren Campbell, vestido James Coviello, coroa Viktoria Novak e flores de Fleur and Threads.

 

Marta Ramos

Vestidos de noiva Aire Barcelona, na Bridal’s Boudoir

O vestido de noiva é um dos assuntos que mais espaço mental vos ocupa desde o dia do pedido – ou, muito possivelmente, desde antes disso. O vestido perfeito – eis aquilo com que todas as mulheres sonham para o dia do seu casamento. Mas como encontrá-lo? Se têm data marcada para 2018, está na altura de começar a procurar: 9 meses de antecedência para vestidos de catálogo e de 6 a 8 quando se tratar de um vestido feito de raiz. O processo incluirá sempre várias provas (duas ou três, pelo menos), com a última nas semanas que antecedem o grande dia.

Hoje queremos chamar-vos a atenção para o conceito Bridal’s Boudoir, uma bonita loja com uma seleccionada oferta para noivas e noivos: vestidos, fatos, sapatos, véus, acessórios para o cabelo, joalharia e lingerie. Todos os produtos são escolhidos criteriosamente, tendo em conta a sua singularidade e elegância, e as marcas representadas são as que melhor reflectem estes critérios, como os designers Manu Alvarez, Cabotine by Gema Nicolás, Patricia Avendaño e Miguel Vieira.

A Carla Ferreira escolheu trabalhar nesta área por querer oferecer um produto de excelência, distinto e diferenciador às noivas e aos noivos. Orgulha-se da qualidade de tudo aquilo que vende na Bridal’s Boudoir, da excelência do serviço que presta e da capacidade de toda a equipa para ir ao encontro das expectativas de cada cliente. Que tal agendarem uma visita à Briadal’s Boudoir? Para abrir o apetite, deixo-vos com uma amostra de vestidos de noiva Aire Barcelona – a marca catalã que, desde 1999, nos encanta com a sua linha elegante e fresca, a prova de que é possível apresentar bom design e qualidade a preços aceitáveis.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Falem com a Carla sobre o vosso vestido de noiva de sonho e marquem um atendimento personalizado na Bridal’s Boudoir. De certeza que vão sair de lá mais esclarecidas – e, possivelmente, com o vosso vestido já escolhido! Até lá, espreitem aquilo que já aqui publicámos sobre este nosso fornecedor seleccionado de vestidos de noiva.

Susana Pinto

Vestidos de noiva usados: comprar, vender, doar, tudo por uma boa causa!

Vestidos de noiva usados é um assunto que não vos interessa? Pois talvez vos faça mudar de ideia!

Aqui há uns anos, acompanhava com entusiasmo uma série engraçada que passava na MTV. Chamava-se Plain Jane e tinha graça, para além da premissa, pela maravilhosa apresentadora e oh so very stylish Louise Roe. Britânica, com um admirável sentido de humor, atitude positiva, empatia a rodos e uma doçura impossível de esconder – tudo o que normalmente está ausente dos reality shows (se acompanham o MasterChef Australia, é igual, saímos comovidos e a torcer por aquelas pessoas, a cada episódio que passa).

Ora um destes dias, por acaso, tropecei no seu site em nome próprio, que vou seguindo com leveza e acabei por acompanhar o seu casamento, tão clássico como elegante, com um twist de modernidade (signature cocktails, anyone?)… perfeito, como se esperava de alguém com tanta graça e gosto.

Há umas semanas a Louise Roe comemorou o primeiro aniversário de casamento e escreveu sobre isso. Foi lá que descobri este projecto maravilhoso, Brides do good, a quem a Louise doou o seu Pronovias exclusivo.

 

Uma ideia brilhante e generosa. Passem os olhos pelo site e comovam-se com as histórias. Se o vosso maravilhoso vestido está guardado num armário longínquo e escuro, dêem-lhe uma nova vida, com muito amor.

Se estão à procura de um vestido de noiva, considerem a ideia de escolher um vestido em segunda mão, usado apenas uma vez durante algumas horas, num dia de absoluta felicidade.
Qualquer uma das opções é doce e valiosa.

 

A Brides do good é uma empresa social que vende vestidos de noiva usados, pre-loved, como lhes chamam, onde 1/3 do valor reverte a favor de quem vende – também podem ser doados integralmente, em vez de vendidos-, 1/3 do valor vai para os custos logísticos, recolha e entrega e o outro 1/3 reverte a favor da erradicação do casamento infantil, apoiando duas organizações sem fins lucrativos: Plan International e Too Young to Wed.

 

Esta é a sua missão:

Founded by Chantal Khoueiry, Brides do Good is a pioneering social enterprise that sells the world’s most beautiful pre-loved and sample designer wedding gowns. Our mission is to help the United Nations eradicate child marriage worldwide by 2030. A third of the sale of every dress sold through us goes to Plan International and Too Young To Wed – charities focused on protecting the world’s potential child brides. In time, we aim to launch our own life-changing employment and education initiatives.

This is a movement- by Brides for Girls. 

 

 

Vestidos de noiva usados - onde comprar? Vestidos de noiva usados - onde comprar? Vestidos de noiva usados - onde comprar?

Uma ideia brilhante e generosa. Passem os olhos pelo site e comovam-se com as histórias. Se o vosso maravilhoso vestido está guardado num armário longínquo e escuro, dêem-lhe uma nova vida, com muito amor.

 

Se estão à procura de um vestido de noiva, considerem a ideia de escolher um vestido em segunda mão, usado apenas uma vez durante algumas horas, num dia de absoluta felicidade.
Qualquer uma das opções é doce e valiosa.

 

Com estas opções, os vestidos de noiva usados ganham todo um outro encanto e valor!

 

Susana Pinto

Vestidos de noiva Otaduy chegam a Lisboa

Na próxima semana, a marca espanhola de vestidos de noiva irreverentes, Otaduy, chega finalmente a Lisboa, para uma curta estadia de dois dias em modo showroom.

A novíssima colecção para 2018 tem o delicado nome de Galactic Love, e apresenta-se desta forma:

“Galactic Love is the new collection from Carolina Otaduy, full of magic, shine and, like always, loads of personality. The wedding dresses are named after planets and constellations, creating a melting pot of messages and symbols associated with positive energy and good vibrations that gives this cosmic collection a very special aura.

Without a doubt, the newest concept from this wedding gown brand is to transport Otaduy brides to an unknown universe where love knows no limits and where they can feel free, empowered and very feminine.”

Achamos que são óptimas premissas e uma bela inspiração!

A Otaduy estará a apresentar a colecção Galactic Love em Lisboa na próxima semana, na Casa C’Alma, na Praça das Flores, 48, 1º, com marcação através do email lisboa@otaduy.co.

Nos preparativos deste evento, a equipa deu um pulinho a Lisboa e acabou apaixonada pela cidade – pois claro! – e conta tudo no blog da marca. Passem por lá para saber o que os maravilhou no passeio.

 

 

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

 

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

 

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

 

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

 

Vestido de noiva boho Otaduy 2018

 

Estes bonitos vestidos estão à vossa espera, não percam a oportunidade de os ver de perto, experimentar e conversar com a equipa que os desenhou – um luxo.

Não se esqueçam de marcar!

 

Marta Ramos

Wise words: Como escolher o vestido de noiva?

Este é um dos assuntos que mais espaço mental vos ocupa desde o dia do pedido – ou, muito possivelmente, desde antes disso. O vestido perfeito – eis aquilo com que todas as mulheres sonham para o dia do seu casamento. Mas como encontrá-lo? Hoje as nossas wise words são dedicadas a essa tarefa, e contamos com a assessoria de uma especialista na matéria, a Sara Silva, da Vestidus, fotografada em acção pela Raquel da Atmosfia nas imagens que ilustram este artigo.

Ora bem, mesmo que já tenham uma ideia do estilo de vestido que gostariam de usar, mesmo que até já tenham acompanhado uma amiga ou uma irmã ao longo do processo de escolha, das provas, etc, esta é a vossa hora da verdade. E, como em todas as rubricas contidas nos preparativos para o grande dia, o primeiro passo é tudo menos romântico – mas é incontornável: o orçamento. O custo do vestido de noiva não deve ultrapassar 10% do vosso orçamento total e deve ser definido desde o primeiro momento em que começaram a fazer contas. Sejam fiéis a esse valor e resistam à tentação de transgredir – por exemplo, procurando apenas vestidos dentro dos valores previstos.

Já têm o quanto; agora vamos ao quando: 9 meses de antecedência para vestidos de catálogo e de 6 a 8 quando se tratar de um vestido feito de raiz. O processo incluirá sempre várias provas (duas ou três, pelo menos), com a última nas semanas que antecedem o grande dia.

Quanto, quando… e como? Responde a Sara«Pesquisar imagens, inspiração. É importante que pesquisem de forma a se identificarem com um determinado estilo ou corte. Numa primeira fase, não importa saber se esse é o estilo que mais a valoriza. Esse momento fica guardado para quando visitarem uma loja e tiverem oportunidade de experimentar os vestidos. Identifiquem o estilo que mais gostam e quais as lojas que têm esse tipo de modelo que vai ao encontro do vosso gosto, localização e orçamento. Depois é o momento de agendar visitas.»

 

 

 

 

Tenham presente que as colecções chegam às lojas no fim do verão, sendo essa a melhor altura do ano para lançar a ‘operação vestido’. Bem, então e que tipo de informações devem fornecer quando marcarem um atendimento numa loja da especialidade? Na Vestidus, eis o que vos pedirão:
1. Que tenham confirmada a data do casamento.
Pode parecer óbvio, mas é o factor que pode determinar se um modelo está disponível ou não para entrega a tempo do grande dia.
2. Qual o orçamento máximo que definiram para o vestido de noiva.
3. Quais os modelos de que mais gostaram no site ou nas redes sociais da loja.
«O site e as páginas de Facebook ou Instagram são hoje o cartão de visita de um empresa e torna-se ainda mais importante no caso de uma loja de noivas. Pedimos sempre que nos enviem as imagens dos modelos que mais gostaram do nosso site e tentamos mantê-lo atualizado. Fazer essa pesquisa, mesmo no caso das lojas em que não lhe pedem essa informação, ajuda-a a ter uma ideia do tipo de modelo que vai encontrar e dessa forma seleccionar os modelos e as lojas com que mais se identifica», explica a Sara.

Quando chegar o dia da primeira ida à loja, levem mente aberta e disponível para experimentar as sugestões que vos apresentarem.

Temos muitas noivas que nos agradecem por sugerirmos vestidos que à partida não fariam parte da sua escolha, mas que acabam por ser os eleitos. – Sara Silva

Levem companhia, se quiserem partilhar a emoção e se precisarem de segundas opiniões: a mãe, a irmã, a melhor amiga ou quem mais sentido fizer para vocês. «Na Vestidus, não recomendamos mais do que 3 pessoas por prova. Partilhamos a opinião de várias lojas de vestidos de noiva internacionais, como a Kleinfeld Bridal do programa ‘Say yes to the dress’: “Bringing more than 3 others can take the focus off of you.”»

Levem também uns sapatos com a altura de salto que pretendem usar no dia do casamento, e lingerie confortável, de preferência cor de pele, sem alças e sem costuras. Nas últimas provas já deverão usar os acessórios definitivos, mas sobre isso receberão o devido aconselhamento na loja.

 

 

 

 

O que é que devem ter em conta, sempre? Aquilo que mais vos favorece, claro, e um bom especialista poderá aconselhar-vos mesmo antes de experimentarem seja o que for; o vosso conforto (afinal, vai ser um dia longo e muito activo); e aquilo que não vos transforme em algo que não são. Procurem ver no espelho, como canta tão bem a Fiona Apple, a better version of me.

Se não acertarem à primeira, nada de nervos, e essa ideia feita de que quando vestirem o vestido certo, saberão, é um mito: o vestido certo é tão só e apenas uma segunda pele. E isto significa que flui convosco e que vos deixa um sorriso e brilho no canto dos olhos. Se acontece à primeira, se precisa de 7 provas ou vários dias para decidir, não conta na equação e é apenas a vossa personalidade (e instinto!), a funcionar.

Ao reservarem o vestido, é-vos solicitado um depósito. A loja fará a encomenda ao fabricante e dir-vos-á a data estimada de chegada. Podem ser rápido ou demorar alguns meses, por isso não desesperem. Assim que o vestido chegar, serão contactadas para agendarem a prova, os ajustes e a entrega.

Chegaram aqui e esta conversa toda só vos cria anticorpos? Tules, rendas e vestidos de princesa não vos dizem nada…? Repetimos, nada de nervos! Este é um dia especial, e o que se quer, são as melhores versões de cada um dos envolvidos. – Queres casar comigo?

Se as lojas de vestidos de noiva não são a vossa cara, então têm aqui uma oportunidade de ouro para mergulhar nas colecções de pronto-a-vestir que sempre desejaram conhecer melhor. Escolham algumas marcas mais sofisticadas e materiais de qualidade superior, façam o vosso trabalho de campo e depois é só ir experimentar. Basta caprichar nos acessórios, poucos e bons, para que a magia aconteça!

 

Bem, e os acessórios são, claro, todo um assunto que abordaremos numa próxima oportunidade. Deixamos apenas uma nota: menos é mais! Se vão usar uma peça de cortar a respiração, deixem-na cumprir a sua função e brilhar, de forma singular e única, seja um par de brincos, uma tiara, um colar, uma pulseira, um travessão, os sapatos, o próprio vestido. Essa será a peça dominante, as outras apenas acompanham e dão suporte. Save

Susana Pinto

Vestidos de noiva: Marco & María ou inspiração mágica!

O mês de Abril terminou com mais uma edição da Barcelona Bridal Week, que marca o curso das tendências na Europa para o mercado de vestidos de noiva, na estação que se segue, 2018.

Nesta feira profissional participam mais de 300 marcas, espanholas e internacionais e para quem trabalha nesta área ou simplesmente gosta muito deste assunto, é o sítio para estar, ver de perto e encomendar para os seus pontos de venda.

Enquanto aguardamos o report da Sara Silva, da Vestidus, que nos contará com detalhe o que viu e o que vai trazer de novidades de vestidos de noiva para a loja, proponho 20 minutos de magia, com a dupla que é para mim, o ponto alto desta semana de moda nupcial: Marco & María.

Esta dupla das Canárias faz vestidos tão etéreos e complexos que parecem flutuar. Para esta colecção, a inspiração foi a personagem Ofélia, da peça Hamlet, de Shakespeare, que flutua sobre as águas, por entre flores e folhas…

É tudo magnífico – não me espantaria que alguns destes vestidos chegassem à próxima edição dos Óscares ou qualquer outra red carpet. Até a banda sonora do desfile é delicada e mágica, perfeita para os tules, transparências, crinolinas, flores e pássaros bordados.

São 20 minutos de beleza pura e muito talento!

 

 

Acredito que estes vestidos de noiva estejam fora do alcance dos orçamentos habituais, mas sonhar também é bom e ver coisas bonitas, é ainda melhor!

A razão, para mim, de vos mostrar estas peças inatingíveis (ou talvez não…), é servirem de inspiração, de uma forma genérica – podem ser as cores, os motivos bordados, os materiais, até a banda sonora… tudo tem o seu papel e pode gerar uma ideia, uma faísca que se liga a outras e dá início a um tema, um desenho. Como se fosse uma peça final do puzzle, que ao encaixar, revela uma imagem mais complexa, que não tínhamos visto antes.

Inspiração é isto, meninas!