Wise_up Weddings

9 Comentários

Dora e Ricardo, Party time!


Hoje temos para vos mostrar o casamento da Dora (a nossa querida consultora da Blossom, para quem eu fiz o convite e restantes materiais gráficos) com o Ricardo, celebrado em Junho, na Penha Longa.



Como foi o teu pedido de casamento?

Foi um acordo amigável… e um ano e meio antes, ficou a data decidida!


Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Um ano e meio antes começámos a pensar e decidimos a data. Fizemos uma lista de convidados muito reduzida e pensámos logo que iria ser um fim de semana num monte alentejano com amigos…

Informámos os pais e os amigos com um ano de antecedência.

Eu queria um vestido curto, ele queria uma coisa descontraída também. Oito meses antes decidi ir ver um vestido… só para ter uma ideia. Dois dias depois fui fazer uma prova e o quarto vestido foi o eleito. Não precisei de ir a mais nenhum sítio…


Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Com a escolha deste vestido, os planos mudaram. Era um vestido que de campestre não tinha nada e abandonámos a ideia do monte alentejano. Começamos a ver alternativas na zona de Lisboa e assim que fomos à Penha Longa, ficou logo decidido.




Tiveste ajuda?

Contei com a ajuda preciosa da minha mãe para algumas escolhas e foi a única pessoa que me viu com o vestido, antes do dia.


O que era o mais importante para ti?

Que o meu noivo e eu estivéssemos felizes e que a família e os amigos se divertissem… e claro, que fosse inesquecível para todos, mas principalmente para nós!


 


Onde gastaste mais dinheiro?

No local… não porque fosse especialmente caro, mas reunia uma série de condições que outros sítios não tinham e era LINDO!! O serviço foi irrepreensível!


Onde gastaste menos?

Nas ofertas para os convidados! Segui o conselho da Susana e comprámos amêndoas… que a maior parte das pessoas nem viu… mas elas estavam lá, lindas, dentro de umas taças um bocadinho lamechas, em forma de cisne…!


 


O que foi mais fácil?

Deixar que a Penha Longa cuidasse da organização no local e do catering!


O que foi mais difícil?

O que poderia ter sido difícil acabou por não ser. Entregámos os convites, marcámos a data na Penha Longa e, só depois é que fomos ao Registo Civil… Para o dia 5 de Junho já estavam marcados na zona, 3 casamentos! Tivemos a sorte de ter encontrado pessoas muito simpáticas no Registo Civil de Sintra, que não se importaram de “encaixar” o quarto casamento do dia, para o dia que pedimos.


O que te deu mais prazer criar?

A lista de músicas para a festa. Pedimos ajuda aos amigos e quase todos contribuíram.


 


O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

Foi tudo como nós imaginámos, ou melhor!

A única cedência que fizemos foi trocar o monte no Alentejo pelo mosteiro em Sintra, na Penha Longa… mas teve mesmo que ser… assim ditava o vestido e os saltos de 12 cm que decidi usar! E não podia ter sido uma cedência melhor…


Um pormenor especial?

Quando cheguei ao jardim onde se ia realizar a cerimónia estava um vento terrível, os convidados estavam cheios de frio e não havia penteado que aguentasse… achei que ia chover. Assim que casámos apareceu o sol… é um detalhe, eu sei, e até pode parecer piroso, mas aconteceu e reparámos e, para nós teve muita graça!


 

 


Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

A única coisa que nos deixou tristes foi que não tivessem passado mais de 70% da lista de músicas que escolhemos com tanta dedicação!! Também teria engomado a gravata do noivo antes da festa…! Foi um pormenor que me escapou… e pelos vistos a toda a gente! Mas eu vi!!



Algumas words of advice para as próximas noivas?

Aproveitem bem todos os momentos em que estão a planear o vosso casamento! Guardem tudo e tirem muitas fotografias! Comprem um caderno para fazer colagens! Divirtam-se o mais que puderem no dia e contratem os nossos fotógrafos!



Os nossos fornecedores:

Convites e materiais gráficos: Wise_Up Weddings, Lisboa

Local, catering, noite de núpcias: Penha Longa Hotel Spa & Golf Resort, Sintra

Fato do noivo e acessórios: Rosa e Teixeira, Lisboa

Vestido de noiva e sapatos: Rosa Clará, Lisboa

Anel de noivado, alianças e brincos: Joalharia do Carmo, Chiado

Travessa para o cabelo: Nardo Retrosaria na Rua da Conceição, Lisboa

Maquilhagem: Rita Fialho

Cabelos: Susana Bravo – Metro Studio, Chiado

Flores: Martins Alves

Fitas para o bouquet: Luís Fernandes Retroseiros, Rua da Conceição

Lembranças para os convidados: Amêndoas na Garrafeira Manuel Tavares, Praça da Figueira, Lisboa

Decoração extra: Molduras e suportes para as amêndoas (Zara Home)

Fotografia: Ido Photojournalism

Luzes, som e Dj – Damos Música


Eu acho que “Party on” resume bem este dia…! O vestido e os sapatos são gorgeous, o cabelo com a travessa, perfeito, ou não seria a Dora a nossa stylist favorita, e a amiga do cabelo tufado… digam lá se não está absolutamente fantástico…?


5 Comentários

Convites aparentemente luxuosos…

…é a Ideia Pronta sugerida esta semana pela Wise_up Weddings.

Um origami simples, a partir de uma folha A4, meia dúzia de dobras e voilá, convite e envelope num só, com um ar finíssimo e luxuoso…

Quem diria?



Arquivado no sítio do costume.



3 Comentários

Centros de mesa singelos…

…é a proposta da Wise_up Weddings esta semana, para nossa coluna Ideias Prontas!


Os centros de mesa não são um assunto demasiado fácil na decoração ( e no orçamento…!) de um casamento… ou porque as flores são muitas e portanto caríssimas ou porque são poucas  e se não se tem cuidado fica tudo despido  e pobrezinho, é verdade, é difícil!

Esta semana a Wise_up Weddings sugere  um centro de mesa singelo, delicado e ao contrário do que se podia esperar com tão pouco material, com bastante presença!


 

As cores são maravilhosas…!

Arquivado no sítio do costume.

 

0 Comentários

Centros de mesa singelos

Os centros de mesa não são um assunto demasiado fácil na decoração ( e no orçamento…!) de um casamento… ou porque as flores são muitas e portanto caríssimas ou porque são poucas  e se não se tem cuidado fica tudo despido  e pobrezinho, é verdade, é difícil!

Esta semana a Wise_up Weddings sugere  um centro de mesa singelo, delicado e ao contrário do que se podia esperar com tão pouco material, com bastante presença!

Ora vejam:



Para este centro de mesa que se faz em 5 minutos, escolha uma jarra cilíndrica, uma vela também cilíndrica e larga, flores robustas, e fitas a gosto.


 

Retire todas as folhas e pequenos ramos do pé da flor.

Corte-a com um tamanho ligeiramente maior do que a jarra (aproximadamente mais um terço).

Pode usar geribérias, rosas, margaridas, crisântemos, túlipas ou cravos, como este que escolhemos por ter uma cor tão suave e bonita. Escolha sempre flores que tenham um pé lisinho, sem folhas e sem ramos, já que fica à vista. Para que a flor não murche, tem duas opções – coloque um pequeno prato transparente com água por baixo da jarra ou depois de tirar a flor de dentro de água, seque bem com um guardanapo de papel e sele o pé com umas gotinhas de cera derretida, de modo a preservar a humidade absorvida. Evite escolher flores muito delicadas e sensíveis ao calor.



Coloque a vela no interior da jarra, segure a flor com um bocadinho de fita cola, de modo a poder colocar a fita, dar um nó e um laço sem que o cravo saia do sítio.

Retire a fita cola, após terminar o laço.




Combine com fitas largas do mesmo tom, ou a contrastar – por exemplo, uma túlipa amarela, com uma vela branca e fita de bolinhas amarela e branca, ou uma geribéria vermelha, com vela vermelha e fita vermelha, para um ambiente bem intenso. Experimente e escolha a opção que vai de encontro à sua decoração, ou simplesmente, a que gostar mais…

Entretenha-se a experimentar cores e texturas e verá o resultado a aparecer!


A Wise_up Weddings é um fornecedor seleccionado (convites e álbuns) do Simplesmente Branco.



5 Comentários

Marcador de mesa, simples, simples…

É a Ideia Pronta de hoje, tão simples e com um resultado tão elegante!

Wise_up Weddings no seu melhor, como nos tem vindo a habituar.



Arquivado no sítio do costume!

0 Comentários

Marcador de mesa, tão simples…

Ideia Pronta desta semana, é um passo-a-passo para fazer um marcador de mesa clássico, elegante e com potencial extra.

Por norma extravasa-se um bocado com os marcadores de mesa e os temas, criando peças demasiado complexas. A nossa opção simplifica (mesas numeradas!!!), acrescenta elegância e compõe a decoração da mesa, e ainda lhe dá uma solução para as molduras que sobram!

Ora vejam como, uma sugestão Wise_up Weddings:



Escolhi umas molduras das lojas Bagatela, com um perfil simples, mas pode usar uma versão mais barroca e elaborada, que vai ficar igualmente bonita!

Pegue na sua moldura e desmonte-a, ficando apenas com a parte da frente.



Escolha um local arejado, proteja a sua superfície de trabalho, e pinte a moldura com tinta de spray, seguindo as instruções da lata. Deixe secar completamente e dê uma segunda camada de tinta, de modo a obter uma superfície uniforme.



Abra um documento de Word na horizontal e componha o texto em duas colunas largas (use as medidas do interior da moldura, aproximadamente 10x15cm).

Escolha uma fonte do seu agrado, mas com boa leitura, e as cores que quer utilizar e componha a totalidade dos seus marcadores. Eu escolhi a Dorchester em preto (a paleta de cores que escolhi é composta por dourado, branco e preto), e optei por centrar o texto, combinando vários tamanhos para uma boa visibilidade.



Escolhido o papel (corrente ou “fine paper”), pode optar por imprimir na sua impressora ou ir a um centro de cópias para impressões a laser. Enquanto o papel corrente funciona bem em qualquer das opções, um papel metalizado ou espesso será mais difícil de imprimir numa impressora a jacto de tinta.



Corte os marcadores de mesa e termine a decoração a seu gosto. Pode usar fitas de cetim sobrepostas (uma mais larga e uma mais fina), um pequeno cristal, vidrilhos, flores de papel ou tecido, recortes de papel, conchas e estrelas do mar, ou deixar brilhar a simplicidade e elegância das letras e combinação de cores – “menos” pode ser de facto “mais”.



Monte a moldura, sem utilizar o vidro. Se necessário, corte uma cartolina ou cartão mais espesso do mesmo tamanho e coloque entre o marcador e a parte de trás (como retirou o vidro, é possível que a folha fique um pouco solta e precise de ser “entalada”).



Voilá! Picture perfect e de uma elegância a toda a prova!


Não tenha medo de usar cores… Em vez de dourado, combine com as flores da decoração – pinte as molduras de rosa, verde, branco, até de amarelo. Use cinza escuro na tipografia para um ar mais elegante, ou cores fortes para um efeito mais festivo.

Experimente também vários detalhes de acabamento. Desde que haja um fio condutor, através das cores e formas, até pode fazer um marcador diferente para cada mesa. O importante é que aprecie o processo e sobretudo, o resultado final!


No fim, escolha uma bela fotografia, e ofereça as molduras aos convidados mais especiais, como agradecimento, ou simplesmente, como um simpático presente de Natal!.


A Wise_up Weddings é um fornecedor seleccionado (Convites e Álbuns) do Simplesmente Branco.


0 Comentários

Para as pétalas!

Ideia Pronta desta semana, é um passo-a-passo para fazer um cone de papel, para as pétalas.

Isto de atirar arroz “contra” os noivos (em vez de ser para o alto…!), tem muito pouca graça… porque não ficarmo-nos pelas pétalas e eventualmente, sementinhas para os pássaros (que é mais simpático…)?


Uma sugestão (ou duas!), cortesia Wise_up Weddings.



Escolha um papel de embrulho e corte quadrados com 20x20cm.Pode usar um padrão, vários, ou papel de uma só cor e texturado.



Cole um quadradinho de fita cola dupla num dos cantos, no avesso, e enrole formando um cone. Também pode usar cola UHU.



Ao enrolar, certifique-se que fica com o canto que tem a fita cola no fundo do cone.



Repita as vezes necessárias. Uma folha com 50×70 cm deverá dar para 12 cones.

É mesmo assim tão simples!



Para um toque extra, corte  papel de seda na mesma medida, enrole e enfie dentro do cone. Não é necessário colar. Aproveite e tire partidos da combinação de cores!



Para este cone,  corte o naperon de papel ao meio, seja quadrado, rectangular ou redondo.



Repita os mesmos passos para o naperon de papel. Pode usar papel de seda para fazer algum contraste ou deixar que a renda recortada faça o efeito, que é bem bonito.



Voilá…!

A minha sugestão vai para pétalas coloridas em tons fortes – vermelhos e rosas e amarelos. Usei cravos e rosas, porque são flores com muitas pétalas, mas dependendo da altura do ano, pode usar crisântemos ou geribérias, ou qualquer flor farfalhuda, para que consiga algum rendimento…!


Experimente comprar em molho num mercado ou praça, e dizer que são para desmanchar – assim provavelmente poderá levar flores menos frescas – mas com as pétalas em condições, e mais baratas.


Brinque com os padrões de papel… use apenas um, ou vários, desde que consiga manter uma harmonia na paleta de cores. Junte papel de seda para um toque mais colorido e para que não se veja o avesso do papel de embrulho.


Para uma versão mais sofisticada, experimente papel dourado, com pétalas brancas, ou papel marfim, com pétalas vermelho escuro. Para um momento mais descontraído, papel branco (vegetal, por exemplo) e pétalas de várias cores… Divirta-se a combinar estes pormenores e sobretudo, não tenha medo de experimentar!

Tenha apenas atenção a este pormenor, escolha sempre um papel fino, não mais de 90gr, para que se enrole com facilidade e não fique em tensão.


A Wise_up Weddings é um fornecedor seleccionado (Convites e Álbuns) do Simplesmente Branco.


A Wise_up Weddings é um fornecedor seleccionado (convites e álbuns) do Simplesmente Branco.


Pagine 3 ementas por folha, com 8cm de largura. Escolha as suas fontes cuidadosamente: nós usámos a Cicle para o corpo do texto e a Beautifull, com a variante Beautiful Caps para as maiúsculas.

Aproveitámos a Beautifull Caps, mais encaracolada e volumosa, para as iniciais de cada palavra, como o J em Jantar.

Com dois pontinhos, marque o sítio onde vai fazer os furos.

Com o furador (tipo alicate, ou dos normais), faça 2 furos em cada ementa. Os nossos estão separados por 4cm e a 1,5cm do topo.

Corte a fita de cetim ou organza com o comprimento necessário, deixando uma margem para o remate final, caso queira cortar as pontas em viés ou em V.

Passe a fita ou fitas pelos dois furinhos e centre. Vire e volte a passar a fita pelos furinhos, para a parte da frente. Deve usar sempre uma fita sem avesso, idêntica de ambos os lados.

Remate as pontas como preferir. Se usar 2 fitas sobrepostas, deixe a de baixo ligeiramente mais comprida que a de cima.

Voilá…!