Created with Sketch.

Escolhi ser profissional de casamento porque...

amo de paixão aquilo que faço e não o encaro como trabalho. Para mim, fotografar casamentos é ir à procura do momento, do inesperado, do sorriso pronto, da gargalhada e da lágrima de alegria. Registar estes momentos é, de facto, um prazer.

Orgulho-me muito de...

ter um sorriso em cada fotografia que faço porque sou, realmente, muito feliz a fazê-lo!

Vou procurar inspiração...

nas pequenas coisas e nos momentos simples da vida. Na realidade dos momentos, dos gestos e das emoções.

Daqui a 5 anos vejo-me...

a fotografar com o mesmo sorriso, com a mesma vontade de registar histórias únicas, com a mesma emoção e aquela excitação no coração que tanto me caracteriza.

Ana Wedding Photography

A Ana Afonso, que assina como Ana Wedding Photography, sempre soube que fotografar casamentos era, para si, um género documental, fotografando o que acontece, sem interferência artificial na composição. Este é o tipo de fotografia que a tem cativado e a que se dedica: “quando estou com a máquina na mão, há algo dentro de mim que me faz querer o momento, congelar aquela gargalhada, congelar aquele cabelo no ar durante a dança, que me faz querer captar o que não está muitas vezes à vista de todos. Cada casamento é único, é especial e tem uma diversidade de histórias para contar.”

Não podíamos estar mais de acordo!

 

Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da Ana Wedding Photography.

 

  • contacto: Ana Afonso
  • morada: Santarém

Escolhi ser profissional de casamento porque...

amo de paixão aquilo que faço e não o encaro como trabalho. Para mim, fotografar casamentos é ir à procura do momento, do inesperado, do sorriso pronto, da gargalhada e da lágrima de alegria. Registar estes momentos é, de facto, um prazer.

Orgulho-me muito de...

ter um sorriso em cada fotografia que faço porque sou, realmente, muito feliz a fazê-lo!

Vou procurar inspiração...

nas pequenas coisas e nos momentos simples da vida. Na realidade dos momentos, dos gestos e das emoções.

Daqui a 5 anos vejo-me...

a fotografar com o mesmo sorriso, com a mesma vontade de registar histórias únicas, com a mesma emoção e aquela excitação no coração que tanto me caracteriza.