Created with Sketch.

Escolhi ser profissional de casamento porque...

adoramos viver rodeados por flores e pessoas apaixonadas!

Orgulho-me muito de...

poder olhar com carinho e saudade para todos os casamentos que florimos e as amizades que deles nasceram.

Vou procurar inspiração...

nos jardins involuntários que a natureza cria a cada oportunidade, nas texturas e cores de cada estação e em todas as espécies, da mais frondosa peónia ao trevo mais singelo.

Daqui a 5 anos vejo-me...

Tal como uma semente a vaguear, gostamos de nos entregar ao sabor do vento, mas seguramente a viver no campo e a ver crescer as flores que semeámos.

KCKliKO

Têm nome de papoila (do francês, coquelicot), o que sugere de imediato um misto de delicadeza e força, de natureza selvagem com sofisticação. É uma boa forma de descrever o trabalho da Albane e do Luís, o casal KCKliKO. Inspirados pelas estações do ano, concebem ramos de flores espontâneos e bravios, com ênfase em espécies singulares, valorizando os recursos naturais e locais. Respeitam sempre a sazonalidade das plantas. Gostam de misturar flores grandes com outras mais pequenas, flores de cultivo e silvestres, tanto abertas como em botão e por vezes carregadas das suas sementes, permitindo ao ramo continuar a evoluir. As sementes e algumas das plantas que usam podem ser semeadas ou plantadas mais tarde. Os ramos KCKliKO são abundantes em espécies diferentes mas é com cuidado que as recolhem: «Somos uma pequena empresa familiar. Somos respigadores. Procuramos uma forma delicada de tocar o mundo.»
Acompanhem os nossos posts acerca do trabalho da KCKliKO.

 

 

  • website: http://www.kckliko.com/
  • tel: +351 917 491 726 / +351 917 609 836
  • contacto: Albane / Luis
  • morada: Beato, Lisboa

Escolhi ser profissional de casamento porque...

adoramos viver rodeados por flores e pessoas apaixonadas!

Orgulho-me muito de...

poder olhar com carinho e saudade para todos os casamentos que florimos e as amizades que deles nasceram.

Vou procurar inspiração...

nos jardins involuntários que a natureza cria a cada oportunidade, nas texturas e cores de cada estação e em todas as espécies, da mais frondosa peónia ao trevo mais singelo.

Daqui a 5 anos vejo-me...

Tal como uma semente a vaguear, gostamos de nos entregar ao sabor do vento, mas seguramente a viver no campo e a ver crescer as flores que semeámos.