Created with Sketch.
Susana Pinto

Tânia + Joonas: um amor que veio do frio!

Hoje terminamos a semana com o belíssimo casamento da portuguesa Tânia com o finlandês Joonas, fotografado pela Kerry e Luís.

E se gostam destas imagens (tenho a certeza…!), passem também no blog dos Piteira Photography para ver a e-session na praia… Vão adorar!

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Depois de regressar do duche fui surpreendida ao encontrar a casa iluminada por muitas velas espalhadas, formando um caminho. Ao segui-las vi o Joonas ajoelhado com um ar muito nervoso, depois de algumas palavras doces e o meu “sim” recebi um bonito anel de noivado.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

No início foi muito difícil decidir o que queríamos para o nosso casamento porque haviam tantas opções que nós gostávamos…

Decidimos então começar por escolher a igreja e onde fazer a recepção já que nos pareciam escolhas mais limitadas e, por isso, mais fáceis de fazer.

A ideia original era casarmos cerca de um ano após o pedido de casamento mas quando começámos a ver o tempo que tudo demora a fazer mudamos de ideias e “adiámos” a data por um ano de forma podermos tratar das coisas com calma.

O facto de vivermos na Finlândia e o casamento ser em Portugal dificultou e atrasou a organização imenso, para além de todo o trabalho que implica organizar um casamento com duas pessoas de nacionalidades, religiões e culturas diferentes.

Eu diria que o período de Setembro a Julho foi bastante intenso, foi nesta altura que arregaçámos as mangas sem receios e começámos a trabalhar com ideias cada vez mais claras.

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Nós quisemos criar um ambiente descontraído, romântico, acolhedor e fresco. Começámos por escolher cores que nos transmitissem romantismo, acabamos por apostar no cor de rosa e no branco por ser uma cor que “acalma” o rosa. Fomos muito influenciados pela decoração que escolhemos para a nossa casa, os dois processos acabaram por acontecer simultaneamente e foram também a nossa primeira experiência de escolher em conjunto.

O casamento também deu uma ideia aos convidados do ambiente em que vivemos já que, vivendo longe de grande parte deles, é única maneira de o fazer.

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

A opção de fazer muitas das decorações, as prendas dos convidados e muitas outras coisas foi por querer um casamento à nossa medida, em que nós tivéssemos exactamente o que idealizáramos. Também quisemos que os convidados sentissem que o que ali estava tinha sido preparado por nós, para eles. O facto de eu gostar muito de fazer este tipo de coisas (adoro tricot, costura, decoração) ajudou muito ao longo de toda a preparação do nosso casamento.

E claro que esta foi uma opção muito “budget friendly”.

 

 

Tiveste  ajuda?
Nós tivemos alguma ajuda por parte da minha família mais próxima mas quase tudo foi feito por nós, o Joonas foi incansável, mesmo quando chegou a altura de fazer lacinhos.

 

O que era o mais importante para ti?

O nosso objectivo maior era que o nosso casamento fosse um dia feliz para nós e para os nossos convidados.

Falando em termos práticos, queríamos fazer o melhor que pudéssemos para criar um casamento lindo e que mostrasse um pouco o que nós somos, os nossos gostos, a nossa vida. Para isso tentámos manter a coerência entre todos os detalhes do casamento, começando nos convites e acabando no último detalhe.

Tivemos a preocupação de escolher os serviços de fotografia e vídeo de empresas que partilhassem do mesmo gosto que nós porque estas são as memórias físicas que ficam sempre connosco.

 

 

 

E secundário?

Não considerámos nenhum aspecto do casamento secundário, demos atenção a todos os detalhes, pelo menos a todos os nos lembrámos.

 

Onde gastaste mais dinheiro?

A maior despesa foi o copo de água, como é normal, é um serviço que é pago por cada convidado, por isso, implica sempre uma quantia jeitosa. Apesar de ter sido o seviço mais dispendioso escolhemos uma empresa para este serviço com um preço muito razoável.

O que eu considero que foram os nossos luxos foram os convites, a fotografia e o vídeo (o meu pequeno luxo foi também a maquilhagem e o penteado). Para mim, luxo é quando escolhemos exactamente o que queremos, o que de melhor encontrámos apesar de não ser o mais económico, foi com base nisto que nomeei os serviços acima.

 

 

 

Onde gastaste menos? 

Optámos por gastar menos dinheiro nas flores, prendas para os convidados e todas as decorações extra usadas no copo de água. EStes detalhes, porque foi tudo feito por nós, não contando com as horas de trabalho, saíram muito em conta.

 

O que foi mais fácil?

O mais fácil foi fazer o plano das mesas, estava a contar com um longo e penoso processo mas correu surpreendentemente bem, escolher os convites porque encontrámos um que era exactamente o que queríamos e nos inspirou para o resto das decorações, e escolher os fotógrafos.

 

O que foi mais difícil?

O mais difícil foi, sem dúvida, planear um casamento a 3500 km de distância, a internet foi a nossa salvação!

O processo religioso foi muito complicado por termos religiões diferentes e também por precisarmos de um padre que celebrasse o casamento em inglês (extremamente difícil de encontrar), uma verdadeira luta!

 

 

 

O que te deu mais prazer criar?

Gostei muito de criar todos as pequenas decorações, desde bandeirinhas às lanternas, o livro de visitas, a almofada para as alianças, o quadro com o plano das mesas, o concurso entre os convidados que se baseou em afirmações sobre nós… é difícil encontrar um favorito.

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

O casamento foi a nossa cara, fizemos as coisas como gostávamos e tentamos ao máximo que o casamento reflectisse a nossa vida como casal. Haviam muitos convidados que só conheciam um de nós, por isso, quisemos mostrar-lhes um bocadinho da nossa vida como casal.

No final, o melhor de tudo foi ver os convidados a interagir, a divertir-se e a participar em tudo o que foi acontecendo durante o dia, foi isto que fez do casamento um dia tão feliz para nós. Ficámos mesmo muito surpreendidos por todos os convidados se relacionarem como um todo, não houve qualquer tipo de problemas por metade ser finlandesa e outra metade portuguesa.

Abdicámos de ter centros de mesa florais em todas as mesas como tinha pensado, o orçamento não o permitiu. Acabamos por tê-los na mesa dos noivos, na mesa de recepção que tinha o plano das mesas e na mesa do livro de visitas, no final não senti falta delas.

 

 

 

 

Um pormenor especial?

Tem que ser a companhia do nosso cão no casamento, o Meeko, o yorkie mais mimado de todos. O Meeko é uma parte fundamental da nossa vida, por isso, tinha que estar, num dia tão importante como este, devidamente apresentável.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

O dia passou a correr, tentamos ao máximo dar atenção a todos os convidados e isso tomou muito do nosso tempo, os discursos acabaram por não acontecer.

Preparámos uma área para fotografias mais descontraídas, fizemos acessórios, comprámos chapéus, enfim…mas acabou por não ser usada porque estava afastada da sala principal.

Estas são as duas coisas que mudaria.

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

O mais importante é começar a preparar as coisas com tempo para evitar andar a tratar de tudo sob pressão.

No início demorem o tempo que for necessário até terem a certeza do que querem, encontrem algo que vos inspire, que seja mesmo o que vocês adoram e usem isso como bússula para o resto das escolhas.

A minha maior fonte de inspiração foram os blogs, é uma forma fácil e económica de ver o casamento de imensas perspectivas diferentes. Para além de tudo isto, leva-nos além fronteiras, o que nos abre muito os horizontes para diferentes formas de celebrar o evento. Usei várias horas por semana (quase diariamente) para me manter a par dos blogs que considerei fundamentais e para descobrir mais uns quantos.

O que me manteve feliz e despreocupada foi ter seguido o orçamento que fizemos no início, durante o tempo de preparação do casamento descobri que é muito fácil gastar pequenas fortunas em qualquer ínfimo detalhe. A palavra casamento faz qualquer orçamento multiplicar umas quantas vezes, é preciso manter a noção do que é razoável para nós sem nos sentirmos tristes por isso.

No final, quando o grande dia chegar, gozem cada minutinho e sejam felizes!

 

 

Para terminar, a combinação perfeita: o video “Same Day Edit”, filmado pelos nossos fornecedores Vip Weddings.

 


Os  nossos fornecedores:

Convites: Wise_up Weddings

Fotografia:  Piteita Photography

Video: VIP Weddings Films

 

Susana Pinto

Coração e génio!

Fechamos Agosto em beleza, não tenham dúvidas!

 

O casamento de hoje, além de obviamente sofisticado, tem detalhes tão geniais e especiais que nem sei do que gosto mais…!

Amy + Michael casaram em Brooklyn, criaram um logotipo e aplicaram-nos em várias peças… normal, nos dias que correm, mas nem sempre tão moderno e gráfico como este!

Escolheram um armazém e fizeram a cerimónia e a recepção no mesmo local.

 

Agora os detalhes especiais…

A música foi escolhida a dedo (mesmo…!) para cada momento.

As flores usadas na decoração (500 túlipas maravilhosas), são todas caseiras, plantadas por ambas as famílias no Outono anterior, de modo a estarem perfeitas para serem colhidas para a ocasião (que bonito…!)

O catering foi servido por 2 ou 3 “roulottes” de comida (Brooklyn terá um bocadinho mais de oferta que por cá…!), estacionadas à porta do local, criando um ambiente muito descontraído e festivo…

 

O plano era proporcionar uma festa fabulosa e momentos realmente especiais a todos, e claro, confere!

É o que acontece quando se põe o coração no que se faz!

Prova mais do que superada, não vos parece? E budget “oh so friendly”…!

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia de Oak Street Studio, via 100 Layer Cake.

 

Terminamos hoje a nossa maratona de real weddings saborosos e inspiradores, espero que tenham gostado.

Amanhã começa um novo mês e a nova saison… Tanta coisa boa que aí vem…

 

Estão preparadas?

 

Susana Pinto

Feito com o coração e cheio de estilo!

Hoje, Angie + Tyson , estilista e artista plástico, logo, só pode ser muito bom!

 

Este casamento está recheado de detalhes fabulosos, surpreendentes e muito intimistas, a começar pelo vestido da noiva, que custou a módica quantia de 5 dólares (pois!), numa loja de artigos em segunda mão, vendidos ao peso, o bouquet com flores do campo e do jardim da mãe, os convidados “medalhados” com peças de madeira, cada uma com o seu próprio nome, atoalhados e vestidos feitos à mão com tecidos vintage…

Tudo isto, no jardim das traseiras da casa dos pais da Angie, celebrado pelo irmão do Tyson.

 

Amor é isto, só pode ser!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As fotografias são dos Kamp Photography, via Green Wedding Shoes

 

Susana Pinto

Muito estilo…!

Fabuloso…!

Devo dizer-vos que deliro com noivas tatuadas, que conseguem combinar desenhos intensos com um vestido tão delicado e penteado a condizer (já para não falar no belíssimo par de sapatinhos Kate Spade!)… Aprecio a personalidade, o estilo e a alegria, porque afinal, a beleza está nos olhos de quem a vê, verdade?

 

Hoje deixo-vos com este par de noivos giros, para ver cada imagem devagarinho e saborear todos os detalhes.

As flores e cores são fantásticas e o vestido… uff!

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia de Jennifer Hogan, Ever Whim Photographs, via Grey Likes Weddings.

 

Susana Pinto

Wow!

 

Fabuloso! Wonder Woman e noivo chic, convidam amigos rockstar para um casamento de inspiração vintage kitch

 

Intensíssimo, é verdade, mas tão cool…!

 

 

 

 

 

 

Via W.D.

 

Susana Pinto

Casar em… casa?

Hollin+ Eric casaram num sítio incrível… nada mais nada menos que uma autêntica casa na árvore… e a completar, serviram um pequeno almoço a preceito, com tostas, donuts, coisas boas e café saboroso…! Como se não bastasse, são giros que se fartam e escolheram uns acessórios deliciosos (adoro as meias e os sapatos da noiva!)

 

As fotografias são giras e vale a pena ver todinhas… Um gramofone no meio da floresta é algo de memorável!. Passem por aqui para ver o resto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia de Ben Blood, via Bridal Musings.

 

Susana Pinto

Um casamento ecofriendly, vintage, e tudo e tudo!

Kristen + Louie decidiram simplificar e poupar (orçamento e recursos!) e a opção lógica foi um casamento eco/budget friendly com uma vibe vintage.

E  que detalhes…! Vestidos e acessórios feitos pela noiva e pela melhor amiga (e sócia), convites impressos em papel reciclado e tecido, sem cola e muitas peças cosidas à mão!

Giros!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fotografia de Tiffany Bolk Photography, via Ruffled.