Created with Sketch.
Susana Pinto

Bolo dos noivos, sapatos de noiva e um belo bouquet: um trio perfeito!

 

 

“Com um tom neutro, nunca me comprometo”.

Este podia ser o fio condutor para o meu trio de sapatos de noiva, bolo dos noivos e bouquet de noiva de hoje.

Começamos por estes maravilhosos sapatos de noiva Dune, em verniz nude e com tacão de cristal. Perfeitos para um momento Cinderela, e com tudo alinhado: biqueira redonda (que traz sempre mais conforto), cor neutra e acabamento sofisticado – casam tão bem com vestidos clássicos e mais tradicionais, e este tacão (novamente, mais um ponto a favor do conforto), que lhes dá um extra de graça e brilho inesperado.

Em sintonia, escolhi um bolo dos noivos igualmente clássico, com cobertura lisa de fondant e apenas uma sigela fita, igualmente nude, a marcar a “cintura”: feminino, delicado, minimalista, discreto. E ainda assim, tão elegante, não é?

Para extravasar um bocado, o bouquet de noiva será orgânico e ligeiramente desarrumado, para dar um ar de sua graça. Este é magnífico, sem deixar de lado o espírito singelo, dando espaçoe destaque às gloriosas anémonas.

Quem disse que neutro é aborrecido? Pois que não é, pois não?

 

Bolo dos noivos clássico, com cobertura de fondant e decorado com fita.

 

Sapatos de noiva nude, com tacão brilhante

 

Bouquet de noiva orgânico com anémonas.

 

Cremosa e delicada, esta combinação de hoje! E eu, que adoro cores fortes e combinações improváveis, sinto-me bastante tentada por esta paleta discreta e tão elegante!

De cima para baixo, bolo dos noivos clássico com cobertura de fondat e decorado com fita via Style me Pretty; sapatos de noiva em verniz nude com tacão brilhante, Dune London via Asos; bouquet de noiva orgânico com anémonas, rosas e ranúnculos, via Tinge Floral.

 

Para acompanhar estes nossos trios perfeitos que publicamos todos os domingos, basta que sigam as nossas etiquetas (a partir da homepage) ou aqui no topo do artigo: sapatos e sunday shoes; cake! e bolo; bouquet e um belo bouquet.

Bom domingo!

 

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Save

Susana Pinto

Tchim tchim!

Fechamos um ano em que fizémos muita coisa (novíssimos Simplesmente Branco e We are The Destination), mas que senti carregado de uma indiferença generalizada e transversal. Foi, em muitos sentidos, um ano esquisito, neutro, bege, sem grandes ligações ou emoções. Demasiado digital e pouco pessoal? Excesso de story telling e falta de life living? Certamente.

Nos últimos momentos do dia, façamos uma pausa para pensar, olhar para trás, ver o caminho feito e antever o caminho por fazer. Agradecer a quem nos fez companhia, relativizar o que não nos levou a lado nenhum. Um curto balanço, focado.

E a seguir, às doze badaladas, brindemos!

Olhos nos olhos, copo de espumante na mão, abraços apertados, beijos apaixonados, presentes no momento.

Bem-vindo, 2108!

 

 

Imagem via Design Love Fest.

Susana Pinto

À conversa com: Miguel RIbeiro Fernandes – fotógrafo de casamento

Ainda a meio das mudanças do novíssimo The Destination, sentámo-nos à conversa com o Miguel Ribeiro Fernandes, fotógrafo de casamento seleccionado no directório exigente do Simplesmente Branco.

Falámos sobre o seu caminho pela fotografia, sobre as influências e o que lhe interessa e o que lhe custa, numa conversa com detalhes e revelações interessantes: do preconceito com a fotografia de casamento até à satisfação que esta profissão lhe dá nos dias de hoje.

Quando percebemos como alguém vê o seu trabalho, como o verbaliza, ganhamos nós um novo ponto de vista mais interessado e sabedor sobre o resultado. Isso é incrivelmente valioso e sempre interessante, não acham?

 

Há realmente uma diferença, até no género de casamentos. Nós continuamos a ser mais tradicionais, nas roupas, cerimónias e na organização. Mas gosto de Portugal e dos portugueses, é tão bom correr o país de norte a sul, conhecer gente nova, criar novos laços. Acho que o nível de intimidade que crio com os noivos portugueses acaba por ser sempre superior, eu dou valor a isso.

 

 

Conta-nos um pouco da tua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

Comecei a fotografar para jornais e revistas, como fotojornalistas. A seguir, fui fazendo algumas reportagens em nome próprio, depois para empresas e apenas em 2013 comecei a fotografar casamentos. Fui convidado por um amigo para o ajudar em alguns casamentos, só aí venci o estigma do fotógrafo de casamento.

 

Há quanto tempo fotografas? E porquê casamentos?

Fotografo desde que me lembro. O presente mais precioso que o meu pai me ofereceu foi uma máquina fotográfica. Cresci a ver as suas imagens da guerra colonial, onde foi fotógrafo, e as férias eram passadas a fotografar. Quando acabei o secundário, tinha de dar um rumo à minha vida, queria fazer uma pausa nos estudos, mas o meu pai convenceu-me a ir estudar fotografia, para o Ar.Co e Cenjor. Assim foi em 1998, sendo que em 1999 já estava a estagiar na Agência Lusa, seguindo depois uma carreira de fotojornalista. Tinha realmente um preconceito em relação à fotografia de casamentos, que eram só aquelas fotos muito básicas dos convidados. Mas felizmente estava enganado.

Quando em 2013 o Pedro Vilela me convida a ser o seu segundo fotógrafo, apercebo-me da liberdade criativa da fotografia de casamentos. E que as pessoas valorizam o nosso trabalho de uma forma rara. Achei fantástico!

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vais buscar inspiração?

À música, cinema (menos do que gostava, o tempo não estica), alguma pintura (muito menos ainda do que gostava) e ainda à fotografia. Na minha educação fotográfica, estudei história de arte e fotográfica, ao longo dos anos fui continuando a seguir outros fotógrafos, através de reportagens e livros, mais recentemente conheci um mundo novo da fotografia de casamento. Aí, confesso que tento perceber mais a que clichés devo fugir, embora também acabe por os fazer, claro…

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento

 

Como construíste a tua assinatura, como a defines?

Como estava a dizer, tento fugir a clichés, sou um fotógrafo documental, que olha para todos os sujeitos da mesma forma, tendo em conta as suas circunstâncias e contexto. Gosto de fotografar emoções, gosto de me focar nos momentos e detalhes que constroem uma narrativa. Para mim não há um casamento igual.

 

Quando precisas de fazer reset, para onde olhas, o que fazes?

Estou a precisar de um agora! Olho para a minha família, para os meus animais, para mim. Acredito que só estamos bem com os outros se estivermos bem connosco. É importante saber parar, fazer um balanço do que está bem e o que precisamos de mudar.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Ambos, decididamente ambos. Há realmente uma diferença, até no género de casamentos. Nós continuamos a ser mais tradicionais, nas roupas, cerimónias e na organização. Mas gosto de Portugal e dos portugueses, é tão bom correr o país de norte a sul, conhecer gente nova, criar novos laços. Acho que o nível de intimidade que crio com os noivos portugueses acaba por ser sempre superior, eu dou valor a isso.

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento\

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotografia de casamento

 

Qual é o teu processo de trabalho, como acontece a ligação com os teus clientes?

Normalmente temos uma reunião após o primeiro contato, mesmo que por vídeo, é importante existir empatia. Depois seguimos, ou não, para uma sessão pré-casamento, que ajuda a criar a tal intimidade, a olharem para mim como mais um na festa. Gosto de passar o mais despercebido possível no dia. E muitas vezes ficam laços de amizade sincera, que perduram.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostas de fotografar?

Festas intimistas, que não têm de ser pequenas, nacionais ou estrangeiras e muito emotivas! Gosto de festas relaxadas onde posso andar totalmente focado no meu trabalho, com pessoas que confiam em mim.

 

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

A liberdade criativa que referi anteriormente, estou ali com a minha visão a dar tudo por tudo, sabendo que o resultado é o que vai criar memória para aquela nova família. Isso é fantástico. O mais desafiante talvez seja não cair no cliché, na receita para cada situação, no fazer algo que faz sentido fotograficamente, sem pensar no que se espera ou que sabemos resultar facilmente. Difícil, o número de horas. A minha média deve ser, no mínimo, 14 horas de trabalho no dia do casamento. É demasiado.

 

Escolhe uma imagem favorita do teu portfolio e conta-nos porquê:

 

Miguel Ribeiro Fernandes - fotógrafo de casamento

 

Uma das minhas imagens preferidas de 2017, a Eliana no momento de colocação do véu. Para mim trata-se de uma fotografia com sentimento, onde a luz, o enquadramento e os sujeitos tornam a emoção quase palpável. É isso que eu gosto.

 

Os contactos detalhados do Miguel Ribeiro Fernandes estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, vejam as imagens bonitas e contactem-no directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Susana Pinto

Um casamento simples e elegante: Sofia + Paulo

Esta semana é fechada em modo singelo: com o casamento simples e elegante da Sofia + Paulo, em Coimbra.

Sabedores do que desejavam (e do que não queriam), prepararam um dia à sua medida: “o mais natural possível, rodeados dos amigos e família mais próximos”.

Escolheram os seus fornecedores com o mesmo foco e, entre eles, estava a Bouquet de Liz, fornecedora seleccionada Simplesmente Branco, que se esmerou na decoração e bouquet da Sofia.

Sem mais demoras, fiquem com o casamento simples e elegante da Sofia + Paulo e tenham um óptimo fim-de-semana.

 

Um aviso nosso: na próxima semana, estaremos em modo adormecido: vamos estar a arrumar a nova casa The Destination, com toda atenção e entusiasmo.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Não imaginámos propriamente o dia, mas sim uma vida inteira.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentíamo-nos preparados porque tínhamos bem presentes que queríamos um dia o mais natural possível, rodeados dos amigos e família mais próximos.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

No decorrer de todo o dia, foi tudo perfeito. Mas o sentimento de satisfação no final do dia foi especial.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado correspondeu 100% às expectativas que fomos construindo. Desde o início sabíamos bem aquilo que não queríamos, o que tornou muito mais fácil perceber o que queríamos.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental para nós era sem dúvida que o dia fosse à nossa imagem, de forma simples mas elegante. As coisas que valorizamos teriam de estar presentes, que eram na verdade muito poucas – amigos, família, um espaço agradável e um excelente serviço. Tudo o resto considerámos desde sempre acessório.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi a escolha do espaço e dos fornecedores que nos entenderam perfeitamente e com quem gostámos muito de trabalhar. O mais difícil foi perceber que o dia passava tão rapidamente e que iria terminar.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A despedida

 

E o pico de diversão?

Um questionário surpresa que os nossos padrinhos e madrinhas organizaram para todos os convidados.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Um pormenor especial…

Não conseguimos individualizar um pormenor especial, porque todo o dia foi um pormenor. Mas o facto de ter sido um casamento muito jovem e simples, foi algo muito apreciado por todos.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Não complicar. Perceber o que é realmente importante e imprescindível nesse dia. Nos pontos em que há dúvidas, não há dúvida.

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Casamento simples e elegante em Coimbra, com decoração Bouquet de Liz

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Markate;

catering e bolo: Encontrus;

vestido de noiva e sapatos: UHMA;

maquilhagem: Vanessa Kuzer Makeup;

bouquet e decoração: Bouquet de Liz;

fotografia: Luís Ala;

luzes, som e Dj: Dj Xico.

 

Susana Pinto

20 convidados e um casamento: Valérie + Vincent, na Quinta de Sant’Ana

Valérie + Vincent casaram em pleno Agosto na Quinta de Sant’Ana e foram fotografados com muito carinho e foco pela dupla Menino conhece Menina.

Este casamento rústico foi totalmente singular: um grupo mínimo e muito especial de 20 pessoas, e a filhota do noivos a fazer parte da sessão fotográfica do casal, num registo intimista, atento e cheio de doçura – características possíveis nesta escala tão personalizada, um luxo muito bem aproveitado por esta dupla de talentosos fotógrafos.

Fechamos desta forma muito especial a nossa saison de real weddings. Vamos a banhos e retomamos a agenda, fresquíssimas, dia 1 de Setembro.

Até já!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

When the answer was “yes!”, how did you imagine your day?

We both imagined a day with closest friends and family. A tiny, intimate yet beautiful wedding. We absolutely wanted to make this day, our day. Since we really wanted to travel to Portugal, we decided to have a destination wedding.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Did you feel prepared or was it a nerve-racking path?

The organization from Canada was somewhat a complicated path at moments, especially at the beginning because it was difficult to find local contacts, venue, addresses… We were close to simply cancel the wedding.

After months of looking at blogs, Pinterest and admiring Quinta de Sant’Ana weddings we finally decided to communicate with them and from there everything went smoothly. We trusted them with our day. Everything was organized within a few weeks.

We felt prepared thanks to all the staff from Quinta de Sant’Ana. They were simply wonderful from the start and made our special, perfect. After being in contact with the team, I then found the great make-up artist Joana Moreira and then Raquel and Daniel from Menino Conhece Menina. Everyone helped us to finalize our wedding day without stress and a lot of professionalism. Everyone was simply lovely.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

At what point in the marriage organization did you feel, “this is for real”?

When we started planning with the team of Quinta de Sant’Ana, our dream to make our wedding on Portugal became real. The arrival at the Quinta was a moment we will never forget, it was picturesque.

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you have any help?

It was more than we anticipated, it was a dream come true!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

What was fundamental to you? And unimportant?

Vincent: For me, it was essential to have my best friends at the weeding. Valerie and myself are only-child, our friends are family.

Valérie: I simply wanted a beautiful and intimate wedding surrounded by loved ones. Sadly my mother was unable to travel to Portugal due to her health but the Quinta de Sant’Ana team and Nelson dos Santos made sure the internet connection worked throughout the day, so that my mother and other family members from Canada could be part of this day.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

What was easier? And what was more difficult?

It was difficult to have everyone coming to Portugal. Our guests were traveling from several locations in Canada and France, so it was a lot of coordination for us.

We arrived first in the Quinta with some family members, then everything became much easier!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

What was the sentimental peak of your day?

Saying yes in the vineyard.

At the beautiful heartwarming speeches from family and friends filled with sentimental moments.

The video our friends and family that Virginie, a good friend of ours, edited to surprise us during the reception.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

And the peak of fun?

Our friend Mick mixing with DJ Bully was great!

Vincent: I had a nice time before I got dressed. We had a lunch in a small restaurant in Gradil, then we went to the swimming pool. It was relaxing.

Valérie: Well, the preparation was not as fun and stress free as the boys but still filled with beautiful moments. I had so many peaks of fun. From walking the aisle with my father and daughter, to seeing so many people we love sharing this day with us in Portugal, to the cocktails after the ceremony, to dancing the night away.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

A special detail …

There are so many of them…

 

Now that it has happened, would you have changed anything?

We would change absolutely nothing! It was an amazing day and week for us and our guests. From the venue, the housing, the friendly team and wonderful Ann Frost to the delicious food that every guest still talks about, to the cake and midnight lunch, to the fun and friendly DJ Nelson. And let’s not forget the dog, chickens and doves that also participated in our special day.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Some words of advice for upcoming brides …

Remember to soak in the moment. This is your day but also the day of your significant other. Make it yours!

Surround yourself with love and people that will remind you to eat and laugh. Really look around at everyone and think how much they mean to you and tell them. Whether it’s a personalized letter or simply a hug. Feel every moment and eat!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana, fotografado por Menino conhece Menina

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites: Virginie Laumaillier;

local, catering, bolo, decoração, bouquet e materiais gráficos: Quinta de Sant’Ana;

fato do noivo e acessórios: fato Tiger of Sweden; sapatos FilipaK;

vestido de noiva e sapatos: vestido Cassie Wedding Dress, sapatos Floral Nine West;

maquilhagem: Joana Moreira;

cabelo: Daniel Neron, o pai do noivo, que é hairstylist;

lembranças para os noivos: biscoitos  em forma de azulejo, T Bakes;

fotografia: Menino conhece Menina;

video: filmado por Virginie Laumaillier e editado pela noiva, Valérie Néron;

luzes, som e DJ: DJ Bully, Nelson Dos Santos.

 

Marta Ramos

Girl power, por My Frame

Quando recebi estas fotos da My Frame, veio-me à memória um artigo publicado há uns tempos no New York Times (fui pesquisar e já lá vai mais de um ano!). A temática interessa-me, como me interessam todas as histórias em que se ponham em causa os papéis de género estereotipados. Perguntava, então, a jornalista Alix Strauss: «Porque é ainda é tão raro serem as mulheres a fazer o pedido de casamento?» E uma das mulheres referidas no artigo contava:

Women always believe in the fairy tale, that prince charming is coming to sweep you off your feet. That still happened to me. I still had the white dress, the destination wedding, the great honeymoon. I had what any person would have had if he had asked me first. The fact that asking him took his breath away, and that I was the one to do that, was an amazing feeling.

Ora bem, estas palavras podiam ter sido ditas pela Marta, que pediu o Renato em casamento. Ele disse que sim e escolheram a Ângela e a Flávia para registar esta bonita fase das suas vidas – começando por uma e-session nos magníficos Jardins Românticos do Palácio de Cristal. «Em cada imagem sentimos o romantismo e a cumplicidade que os une», dizem-nos as fotógrafas.

Conhecem este lugar? São oito hectares em pleno centro da cidade do Porto, desenhados no séc. XIX. Uma maravilha. Do projecto original, ainda existem hoje o Jardim Émille David, a Avenida das Tílias, o bosque e as varandas sobre o Douro. E, como se não bastasse, há miradouros estrategicamente colocados para que apreciemos diferentes perspectivas do rio e da cidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vejam também outros trabalhos da My Frame já publicados por nós e contem a vossa história à Ângela e à Flávia. Elas terão muito gosto em traduzi-la para imagens.

Susana Pinto

Sejam muito bem-vindos ao novíssimo Simplesmente Branco

E abrimos oficialmente a porta para o novíssimo Simplesmente Branco: uma casa espaçosa e bem arrumada, cheia de luz e cor, à medida do nosso lema “menos é mais” e da nossa missão: juntar as caras-metades fornecedores/noivos.

Para festejarmos e agradecermos a quem de direito, escrevemos este post inaugural a duas mãos, partilhado entre mim e a Marta Ramos.

 

Começo eu!

Não foi fácil chegar aqui. Foi penoso, foi complexo e foi muito mais demorado do que o desejado. O processo matou muita da alegria da chegada, que acabou trocada por uma imensa sensação de alívio – não é pior, é apenas diferente-, e assim que tudo assentar e entrarmos na nossa rotina normal, o imenso orgulho que tenho por esta casa será contagiante. É ainda o cansaço a falar, por isso, não se preocupem!

Fechámos de facto uma porta, um ciclo, uma vida. Com esta mudança, tão desejada, não é apenas a casa que toma outra forma, serão também os conteúdos e a nossa forma de abordar o assunto “casamento”. Saímos do nosso caminho que estava a perder horizonte e passamos para um outro menos trilhado, mais contemplativo, às arrecuas do momento, até. Slow editing for slow reading. Encolhemos a agenda e optámos por ter conteúdos mais longos, assentes nos bons conselhos que a experiência nos dá. Eu passarei a escrever um artigo de opinião às quartas-feiras, intercalado com boas entrevistas aos nossos fornecedores, e as sextas-feiras continuarão com os belíssimos casamentos que publicamos desde o primeiro dia online. Sábados e domingos continuam dedicados as nossos prazeres pessoais: poesia, para a Marta, sapatos, flores e bolo, para mim.

Temos muitas outras novidades, a Marta irá comentar algumas e, durante a semana, falaremos com detalhe das ideias que implementámos e que acreditamos que serão pilares num futuro próximo: queremos muito saber a vossa opinião sobre elas!

 

Termino com os agradecimentos ao girl power que nos proporcionou esta casa tão maravilhosa, tão à nossa medida, tão aquilo que eu tinha na cabeça e que tão bem foi interpretado por este conjunto de mulheres.

Começámos pelo telhado: o logotipo. Como ponto de partida, decidi regressar à paleta de cores inicial (regressa sempre onde foste feliz, certo?): rosa blush e todas as variantes do tom até ao vermelho cereja, passando pelo coral, uma combinação vibrante e feliz. Juntei um descritivo e deixei nas mãos da Filipa Simões Freitas, da Lance Collective, que cumpriu o objectivo soberbamente.

Seguiu-se a criação dos ícones, feitos à medida, pela ilustradora Rita Antunes: delicados, modernos, elegantes. Perfeitos.

A Carmen Dias juntou tudo e desenhou o mais bonito site de sempre. Para quem não sabe, é a Carmen que desenha as nossas revistas S Magazine e The Destination, criou o logotipo da conferência “The Destination – international wedding conference – Lisboa 2016” e paginou o livro “Queres casar comigo? – guia prático para um dia muito feliz”. É a minha alma gémea designer, com uma doçura, humildade e disponibilidade que já não se usam hoje em dia. E um talento imenso.

 

Cocktail de gin para casamento

 

Façam o favor de entrar, sejam muito bem-vindos, todos os dias: tchim tchim!

Gin tónico de laranja sanguínea, com receita incluída, via White on Rice Couple.

 

Agora eu:

Quando a Susana me falou na ideia dela para a remodelação do SB, em Outubro do ano passado, eu fiquei super entusiasmada. Tinha voltado a trabalhar nesta casa após um ano sabático e começava logo da melhor maneira, com novidades que representam ideias vanguardistas, como sempre foram as ideias da Susana. Vanguardistas no sentido de resultarem de uma reflexão cuidada acerca do status quo; de se traduzirem na delineação de um caminho cuja linha de partida é muito lá mais à frente. Para onde é que queremos ir? De que é que precisamos para lá chegar?

Passado este tempo (muito mais do que desejaríamos) conseguimos agora ver plasmado no ecrã o resultado, com ajudas preciosas de muita gente cheia de talento. E a primeira coisa que vos saltará à vista será a mudança na nossa ‘porta da frente’: porque somos muito mais do que apenas um blog, queremos que tenham uma visão completa sobre a totalidade dos nossos conteúdos assim que chegam a www.simplesmentebranco.com.

Mas as novidades não ficam por aqui. Reforçámos a presença nas redes sociais, para vos acompanharmos não só no Facebook mas também no Pinterest, no Instagram e no Spotify. É verdade, até música vos damos! Também acrescentámos uma área destinada a parcerias de carácter solidário, com o objectivo de vos ajudar a transformar as lembranças dos convidados em actos de bem-fazer. E destacamos as ofertas e as promoções especiais que os nossos fornecedores tenham pontualmente para vos comunicar. Ah, e quanto aos nossos fornecedores, reparem que abrimos uma nova janela aberta a talentos emergentes e tornámos as fichas individuais mais bonitas e mais completas.

Há uma realidade neste meio: são vários os fornecedores de serviços para casamentos que decidem abraçar a carreira após eles próprios terem dado o nó. Se for esse o vosso caso, se se divertiram tanto a criar o vosso dia feliz que querem fazê-lo para outros, então mantenham-se atentos à nossa bolsa de emprego – e usem-na também para se apresentarem a potenciais empregadores. As melhores oportunidades são aquelas que nós próprios criamos!

 

Por fim, reparem que adicionámos um slider à homepage com testemunhos vossos. Difícil foi escolhê-los! Temos muito orgulho no feedback que recebemos dos nossos leitores e trabalharemos sempre para isto, para sermos verdadeiramente úteis nesta fase das vossas vidas e para ficarmos a fazer parte das vossas leituras mesmo após o casamento, simplesmente porque vos faz bem regressar a este lugar que vos apresenta coisas bonitas e bem feitas e, sobretudo, que vos respeita.

Espero que gostem tanto das novidades quanto nós. E agora, venha de lá esse gin, Susana: tchim tchim!Save

Save