Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: D10Photo – fotografia de casamento

Hoje conversamos demoradamente com a dupla David Pereira e Sara Gomes, que assinam como D10Photo e fazem fotografia de casamento.

 

É o trabalho deles que ilustra o nosso outro site, We are The Destination, e as suas imagens são muito, muito bonitas e intemporais. Há sempre uma leveza permanente no seu registo, nada intrusivo, apenas muito orgânico e natural. Tudo flui, como uma brisa, e para isso é preciso talento e confiança no que se faz.

Fiquem a conhecê-los, e ao seu belo trabalho, um pouco melhor.

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico.

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O David formou-se como arquitecto, mas ainda não tinha acabado o curso quando decidiu aliar o gosto pela fotografia à oportunidade de ir trabalhar com um fotógrafo de arquitectura. Ficou-se pela fotografia de arquitectura durante uns anos, e, depois de ter trabalhado com outros fotógrafos em alguns casamentos, teve um convite para fotografar um casamento com 6 pessoas e foi aí que se apaixonou pelos casamentos.

 

A Sara formou-se em fisioterapia, mas sempre teve uma curiosidade aguçada e muito crítica relativamente ao que o David ia fazendo. Basta dizer que sempre que o David chegava após um dia de casamento, a Sara queria saber tudo e pedia para ir ver todas as fotografias. Mesmo hoje em dia, em que fotografamos quase sempre juntos, ela quer ver as fotos quando chegamos a casa, não importa a hora! Há cerca de três anos que ela decidiu arriscar no mundo da fotografia de casamento e, desde então, estamos nesta aventura a dois.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Desde 2010 que fotografamos, mas o tal casamento de 6 pessoas que iniciou esta jornada foi no final de 2014.

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico. Por muitos casamentos que já tenhamos feito, há sempre um borbulhar na barriga antes de começar.

 

Como o definem e como construíram essa assinatura?

Somos muito descontraídos e gostamos de passar despercebidos e isso reflecte-se na forma como fotografamos. O que nos caracteriza é mesmo isso, mostramos o nosso ponto de vista, o que vemos, da forma como somos.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

É principalmente às coisas boas do dia-a-dia e que nada têm a ver com casamentos, apesar de acompanharmos o que os nossos colegas vão fazendo e isso também nos inspirar.

Cinema, arquitectura e criativos são as nossas principais fontes de inspiração.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Viajar é a nossa fuga. É a forma que encontramos para restabelecer as energias e voltar a ver o mundo como crianças. Adoramos conhecer cidades novas, mas não dispensamos estar em contacto com a natureza.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Sim, é diferente, mas tende a ser cada vez menor essa diferença. Mesmo dentro de Portugal é diferente fotografar um casamento no Norte, Centro ou Sul, e isso é maravilhoso.

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Após o primeiro contacto, normalmente por email, o que mais nos interessa é conhecer o casal e tentar que eles nos conheçam. Nada melhor que uma boa conversa, relaxada e informal. Gostamos de chegar ao casamento e sentir que fazemos parte da festa.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa Casar no L'And Vinyards, no Alentejo: fotografia de D10Photo.

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

O mais importante é que se identifiquem com o nosso trabalho, isso é tudo para nós, mas temos um gosto especial por casamentos pequenos, em que seja uma festa constante.

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Diríamos que o melhor são as pessoas e as suas histórias, juntamente com todos os locais novos que conhecemos. Tal como dissemos no início, damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso, e isso é especial.

Desafiante é estarmos a registar um dia de festa que é único e que não se repete.

A mais difícil é tudo aquilo que fazemos para além de fotografar, e que passa maioritariamente despercebido, mas que nos ocupa muito tempo.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portefólio e contem-nos porquê:

Acho que todos devemos dizer o mesmo, mas é quase cruel ter de escolher uma imagem.

Não sei se é a nossa favorita, não é perfeita, mas foi feita num dos últimos casamentos, com uns noivos apaixonantes e que nos deixaram viver o dia deles.

 

D10 Photo - fotografia de casamento

 

Gosto mesmo muito da visão leve e feliz que o David e a Sara transportam para as suas imagens. Espreitem, o casamento da Beatriz + Rui, na Quinta do Vale, da Joana + André, na Quinta do Hespanhol, ou o da Lara + David, no Palácio Fronteira.

 

Os contactos detalhados da dupla D10Photo estão na sua ficha de fornecedor. Vejam a galeria, feita de belas imagens, e contactem o David Pereira e a Sara Gomes directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Um casamento rústico e elegante: Joana + André, na Quinta do Hespanhol

Este é um dos casamentos que gosto muito, de um ponto de vista puramente estético. As cores, tão alinhadas com a nossa paleta da nossa assinatura, o sorriso da Joana, a pinta do André.

Durante muito tempo foram desles as imagens que ilustraram a nossa outra casa, o The Destination, como aquilo que de melhor representa casar em Portugal – a elegância, a qualidade e a singularidade do cenário que temos para oferecer!

 

Deliciem-se com o mais bonito dos dias da Joana + André, em 2017.

 

Fechamos a semana com um casamento rústico e elegante, acabadinho de celebrar! É a festa da Joana + André, que aconteceu no fim de Julho, na bonita Quinta do Hespanhol. As belíssimas fotografias são da dupla D10Photo, ambos fornecedores escolhidos aqui na nossa lista seleccionada.

A festa destes noivos queria-se rija, como os próprios a descrevem e só podemos imaginar o fantástico dia que foi: a energia dos sorrisos, desde as primeiras imagens até mesmo ao fim, é contagiante!

Fiquem com a história do mais bonitos dos dias, contada pela Joana + André. É tudo belíssimo…!

Bom fim-de-semana.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O nosso dia só começou a ser planeado e idealizado cerca de dois meses depois do “sim”. Creio que estávamos ainda a viver o facto de estarmos noivos, que é um “estado” que adorámos, principalmente a Joana, apanhada totalmente de surpresa!

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Retrato fine art do noivo, a preto e branco, por D10Photo

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentíamo-nos totalmente preparados para o casamento, ambos não tínhamos dúvidas que era um passo que nos faria muito felizes e que fazia sentido celebrar o amor e a união que ja tínhamos. Os preparativos trouxeram alguns nervos, muitos serões, muitas gargalhadas, momentos inesquecíveis e, não vou mentir, alguns arrufos.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Já depois de termos escolhido o espaço onde se iria realizar a festa, fomos ao showroom de decoração onde escolhemos o tema e vimos vários “corners” de diferentes decorações, todo o espaço arranjado e preparado para festa e ficámos completamente deslumbrados. Com o verdadeiro sentimento “é mesmo isto“.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Bouquet de noiva orgânico com ramos de oliveira, peónias e rosas de jardim

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

No dia seguinte ao casamento comentámos precisamente que o nosso dia superou, em tudo, quaisquer expectativas que tivéssemos. Correu tudo ainda melhor do que idealizámos.

As preciosas madrinhas e padrinhos dos dois ajudaram nas atividades e na logística das mesmas e as mães na bricolage dos presentes para os convidados, missais, cones de flores e afins.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era ser o que usualmente chamamos uma “festa rija”, os dois adoramos dançar, comer, beber, conversar sem pressa… E, principalmente, dividir o que nos une com a nossa família e amigos mais próximos. Queríamos uma festa onde nós e os convidados nos sentíssemos em casa e foi realmente isso que aconteceu.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Encontrar um espaço que preenchesse alguns requisitos que já tínhamos idealizado e adequar com critérios como disponibilidade e preço e também a escolha dos fotógrafos, mas quando encontrámos a Quinta do Hespanhol e a D10PHOTO foi uma escolha fácil que também nos facilitou a organização e, neste caso, a captura perfeita de tudo o que vivemos e organizámos.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Não conseguimos eleger um, a entrada na igreja é sempre um momento inesquecível e super intenso, envolve muitas emoções e um pai, uma filha e um genro com os nervos à flor da pele. Um misto de ansiedade, expectativa e felicidade que culmina com algumas palavras ao ouvido um do outro que guardamos para sempre.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Espanhol

E o pico de diversão?

Podemos dizer que tivemos muitos momentos divertidos mas, por unanimidade, o pico foi o “jogo do sapato” elaborado pela madrinha e pelo padrinho do André, as perguntas e a sincronização com que respondemos, segundo os convidados, foi hilariante.

 

Retrato dos noivos fine art a preto e branco, por D10Photo

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Retrato dos noivos, por D10Photo

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Retrato fine art dos noivos a preto e branco, por D10Photo

Um pormenor especial…

Contratámos uma bailarina profissional para nos coreografar a dança de abertura que foi uma compilação de bachata e merengue, adorámos os ensaios e a construção do que foi um grande momento do nosso dia. Não podemos deixar de mencionar a emoção e surpresa ao ouvir o discurso e as músicas cantadas ao vivo por um grande e talentoso amigo, também.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não sabemos se não criámos grandes expectativas ou se tivemos tão atarefados a dividir-nos entre os nossos empregos e a organização de tudo que não nos deixou tempo para imaginar realmente como seria, que estamos até hoje com o sentimento “foi simplesmente fabuloso“.

 

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Casamento rústico e elegante na Quinta do Hespanhol

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Embora seja clichê, é mesmo verdade, tentem aproveitar cada momento desde o noivado, o 1º dia dos preparativos e escolhas até cada minuto do dia tão sonhado. Embora queiramos sempre agradar a toda a gente, devemos pensar nisso apenas até ao dia anterior ao casamento. No dia do casamento é importante desfrutarmos de todos os momentos e não pensar na logística, nos pormenores, nos horários. Uma organização minuciosa e as tarefas delegadas previamente, tornam o dia muito mais simples e os noivos vão estar muito tranquilos para viverem a festa.

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

local, catering, bolo e decoração: Quinta do Hespanhol;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss

vestido de noiva e sapatos: Pronovias; Ourivesaria Rolim;

maquilhagem: Miguel Stapleton;

cabelos: Esmeralda Roque;

bouquet: Flow by Marta Ivens Ferraz;

fotografia: D10PHOTO;

luzes, som e Dj: Gonçalo Ferro.

 

Save

Susana Pinto

Um vestido de noiva Jesus Peiró: Lauren + Nils no sul de França

O sul de França, tal como a Toscana italiana são muito parecidos com o nosso belo Alentejo: paisagem larga, vegetação seca, a mais bonita luz dourada e um calor que sobe, manso, do chão.

 

Hoje mostro-vos o casamento de Lauren + Nils, na Dordogne, com tudo o que há de mais bonito, íntimo e festivo!

 

Lauren partiu uma perna (de forma suficientemente séria para ter de ser operada e levar placas e parafusos), duas semanas antes do casamento. Já imaginaram o stress? Ainda para mais, com um destination wedding nas mãos e uma festa com muita gente…

Mas como em tudo, quando nos deparamos com a adversidade, reavaliamos as prioridades e a nossa perspectiva ganha novo foco, verdade?

 

Comecemos pelo vestido de noiva Jesus Peiró, clássico e contemporâneo ao mesmo tempo, que lhe assentou como uma luva e a fez sentir poderosa, como se fosse tão mais alta que o seu 1,60m:

“Nothing compared to the way this dress made me feel. It made me stand up tall and straight. It made me feel sexy and confident and strong. I love this dress for being the perfect balance of modern elegance and timeless classic. I am very petite and my husband is 6 ft 4, so I was conscious of not disappearing next to him. This dress is structured and dramatic, yet so feminine and romantic with its bows and satin and v-neck. I love it so much.”

 

Com um corpo clássico e estrturado, dois belos laços no topo dos ombros e uma saia volumosa, este vestido de noiva Jesus Peiró cumpriu o seu papel na perfeição – não é exactamente assim que nos devemos sentir no mais bonito dos dias?

 

Casamento no sul de França vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Convite de casamento em aguarela Casamento no sul de França vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Casamento no sul de França vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Bouquet de noiva com peónias e flores cor de rosa vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros

Damas de honor vestidas de azul claro

Casamento no sul de França Casamento no sul de França vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Vestido de niova jesus peiró com laços nos ombros vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros

“We wanted our wedding to be romantic and free flowing. We loved the idea of a party that went on into the night, rather than being constrained by set timings. We were definitely inspired by our love of festivals and being outdoors, and La Leotardie’s natural beauty.

(…) The style we had in mind was quite whimsical– think pale blue silk ribbons, damask roses, pink peonies, candlelight and white paper lanterns and strawberries and cream under the stars. We were always adamant that our wedding would be open to children and babies, as we wanted our friends and family to feel relaxed and at home.

We knew immediately we wanted a wedding celebration which felt a bit like a festival – something organic and a bit wild, and naturally beautiful.”

 

Casamento no sul de França

Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Vestido de noiva Jesus peiró com laços nos ombros Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França Casamento no sul de França

Um repasto bem francês, rosé a acompanhar os canapés, uma tarde de calor intenso que se prolongou pela noite fora, o mais bonito dos dias celebrado com a família e amigos durante um fim-de-semana inteiro e um desacelerar para desfrutar, porque uma perna partida pede pausa e menos agitação.

Ainda assim, digam-me lá se este dia não é simplesmente ferfeito?

 

Fotografia de The Georges, via Love my Dress.

Susana Pinto

À conversa com: Wedwings – wedding planner

Hoje conversamos com a Rita Soares-Alves, wedding planner que assina como Wedwings.

Falamos sobre o seu percurso e sobre a importância e valências de um wedding planner, no grande esquema que compõe o mais bonito dos dias.

Juntem-se a nós e fiquem a conhecer o trabalho bonito da Rita Soares-Alves!

Tenho como premissa que o casamento é um acto privado entre os noivos, mas a festa de casamento é um dia de partilha, entre familiares e amigos próximos e mais queridos que, em conjunto, celebram o nascimento de uma nova família.

Conte-nos um como começou esta aventura de ser wedding planner:

Já lá vão bastantes anos… o gosto pela área começou nos meus early 20s – sim, faço parte de uma geração que casava logo após o final da faculdade, bastante antes dos 30 anos – com a tradicional ajuda e disponibilidade a casais amigos, na organização dos seus casamentos.

Fui durante anos a amiga que os acompanhava às feiras de casamentos, às provas dos vestidos, tinha as ideias para os temas das mesas, muito em voga, nessa altura, fazia noitada na véspera do casamento para apoiar nos momentos de maior ansiedade… a vocação confirmou-se quando os amigos começaram a oferecer-me revistas e livros da especialidade trazidos de viagens internacionais!

 

Claro que o meu percurso profissional passou, durante alguns anos pela área de eventos, embora corporativos, mas os casamentos sempre foram o meu crush: desde já muito que tenho cadernos com ideias, livros sobre wedding planning, recortes de revistas e jornais, já para não falar de diversas edições de revistas nacionais e internacionais, das quais sou incapaz de me desfazer.

Em 2012, comecei a organizar o casamento da minha irmã, que residia fora do país, e decidi que este seria o meu grande teste. Estava na hora de dar vida a este projecto e de lançar o que viria a ser a Wedwings, que aconteceu em finais de 2014.

 

Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves

Organizar um casamento é coordenar tarefas e um orçamento, mas também gerir emoções e expectativas. Um destes lados pesa mais ou no meio está a virtude?

É um pouco de tudo! Trabalhamos ao lado dos noivos cerca de um ano, tornamo-nos muito próximos e acabamos por assumir os papéis que são mais convenientes a cada casal.

Considero-me uma pessoa bastante analítica, sou uma Excel-addicted, tenho templates e processos desenhados para quase todas as minhas actividades, mas o grande desafio é, sem dúvida, a gestão de emoções e de expectativas!

A maioria dos noivos nunca passou por este processo, normalmente, é um ano muito intenso e de grande pressão; e claro que há sempre situações em que, naturalmente, somos os conselheiros, os apaziguadores, os gestores de emoções e, em muitos casos, acabamos por mediar tensões entre os casais ou até com as famílias.

 

Tem uma perspectiva perfeccionista sobre o resultado ou é o prazer de acompanhar o processo que é o factor dominante?

Bom, é certo que estou permanentemente a visualizar o resultado, ou seja, a visualizar o dia do casamento em si. E isso atira-me um pouco para tendência para o perfeccionismo do resultado.

Mas o que é o perfeito hoje, não tem de ser o perfeito de amanhã; e o processo é essencial para fazer essa evolução, sempre com o foco no que é o perfeito para aqueles noivos.

 

Ainda há alguma resistência à figura do wedding planner, que é vista mais como um custo adicional do que um genuíno valor acrescentado. Quais são as claras vantagens em contratá-la?

 

Em Portugal, nos últimos anos, a figura do wedding planner tem vindo a modificar-se e, cada vez mais, os casais portugueses começam também a reconhecer a necessidade e a conveniência de contratar os seus serviços. O tempo consumido pela organização de um casamento, a relevância do investimento bem como a eficiência de ter apenas um interlocutor, conhecedor das soluções mais adequadas e com uma visão 360º do evento, são factores decisivos no reconhecimento do valor acrescentado que podemos trazer para a organização da festa do casamento.

Em suma, a contratação de um wedding planner é, para muitos noivos, uma boa decisão: contratar alguém que gira, de forma profissional, as suas expectativas, dê vida às suas ideias e que invista adequadamente o seu orçamento disponível!

 

Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves Wedding Planner em Lisboa: Wedwings, by Rita Soares Alves

Como é o seu processo de trabalho, como cria uma ligação com os seus clientes?

Lido diariamente com emoções, sonhos (muitas vezes, de uma vida), relações familiares. Gosto muito de conhecer a história dos meus noivos – como se conheceram, como foi o pedido de casamento, o que gostam de fazer, qual o seu clube de futebol favorito -, das suas famílias – se existem tradições familiares, como se relacionam … Faço girar todo o processo em torno dessas histórias.

No dia, uso as toalhas bordadas pela avó ou pela tia mais querida na mesa da cerimónia, “obrigo” o pai da noiva a escrever um discurso ou um postal para oferecer à filha no dia do casamento, contrato, de surpresa, o grupo coral de cante alentejano da terra do noivo ou recebo os noivos, que são de origem irlandesa, com um Bag Pipe Player.

Tenho como premissa que o casamento é um acto privado entre os noivos, mas a festa de casamento é um dia de partilha, entre familiares e amigos próximos e mais queridos que, em conjunto, celebram o nascimento de uma nova família.

 

As tendências da estação… são um assunto de trabalho ou apenas fait divers?

Definitivamente, são um assunto de trabalho. São guias das nossas noivas (normalmente, é assunto mais feminino) e há uma enorme expectativa que o seu casamento reflicta a tendência do momento.

Compete-nos a nós fazer uma primeira análise dessas tendências, perceber se e como se adequam aquele casamento específico, equilibrar e incorporar da melhor forma essa tendência.

 

Onde busca inspiração para cada nova temporada de trabalho?

Antes de mais, na época anterior: fazer o balanço do que resultou, do que pode ser melhorado é talvez uma das maiores inspirações para o nosso trabalho. Enquanto profissionais, crescemos com a nossa experiência e com as diferentes realidades que vivemos e esta é um enorme valor acrescentado para os casamentos seguintes.

Fomento também bastante o networking com outros profissionais da área, quer em Portugal quer internacionalmente, o que me permite absorver novas e diferentes abordagens e conceitos.

E dedico particular atenção às tendências do momento, não só as específicas de casamentos, mas também em áreas como a moda, o design, a arquitectura, o cinema, entre outros.

 

Wedding planner em Lisboa: Wedwings ecoração da mesa de doces, com Wedwings Wedding Planner Decoração da cerimónia civil com arco de flores

E nos momentos de fadiga criativa, como refresca a mente e o olhar?

Acima de tudo, a minha fadiga criativa é gerada pelo foco e concentração apenas no trabalho.

Quando chego a esse ponto, o melhor mesmo é ligar o Out-of-the-office, desligar o computador e dar espaço à vida pessoal. No meu caso, o meu Algarve, o cheiro a mar e a citrinos. Passear a minha querida Biki, a minha cadela Labrador. Pôr o cinema em dia. Aproveitar os finais de tarde num qualquer terraço de Lisboa.

 

Qual é a melhor parte de organizar um casamento? E o mais desafiante e difícil?

Sabem aquele momento em que já têm o espaço e catering contrato, o DJ escolhido e o fotografo reservado? É a partir daqui que, para mim, começa a melhor parte! Juntar as peças do puzzle, começar a escrever a história desta festa. Pensar nos detalhes e dar corpo às ideias. E, claro, o dia em si! Ver acontecer, viver resultado e as emoções que geram.

O mais difícil, definitivamente, é gerir os constrangimentos, sejam eles financeiros ou de outra natureza. São sempre quebras no entusiasmo, geram frustrações e o processo de adaptação à realidade requer um cuidado especial.

Mas é aqui que tento fazer a diferença: seja através de soluções alternativas, dando-lhes tempo para reflectir, avaliando, em conjunto, o impacto da situação…

 

Qual foi o casamento em que mais gostou de trabalhar? Porquê?

Foi um casamento de clientes americanos que se realizou no Palácio Marquês da Fronteira.

Mais do que pela a parte cénica e criativa – sim, foi um dos casamentos mais bonitos que organizei –, pelo processo e pela relação com os clientes.

Estávamos com oito horas de diferença horária, foi tudo tratado por email ou por Facetime – foi assim que fecharam a escolha do espaço – e nem o noivo nem nenhum convidado tinham estado alguma vez em Portugal, até dois dias antes do casamento. E nada disto foi um problema.

O objectivo deste casal era ter uma festa bonita, com muita inspiração portuguesa, uma festa de arromba e três dias fora de série com a família e os amigos. E foi isso que aconteceu e que foi inesquecível para todos os que viajaram do outro lado do mundo!

O segredo: confiaram e mantiveram o foco no essencial- o resultado e ser feliz!

 

Escolha uma imagem favorita do seu portefolio e conte-nos porquê:

Para além de considerar que visualmente é uma grande fotografia, esta imagem reflecte muito do ADN da Wedwings: representa um destination wedding, muito autêntico, com um cunho muito português e que contou com alguns dos meus parceiros mais queridos; representa também a cumplicidade familiar e a sua força num dia tão importante com o dia do casamento. Estão aqui muitos dos valores da Wedwings e é uma fotografia que me acompanhará sempre.

 

Casamento no Palácio Marquês da Fronteira

Contactem a Wedwings, através da sua ficha de fornecedor. Espreitem as galerias e entrem em contacto com a Rita Soares-Alves, directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem e, na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

À conversa com: D10Photo – fotografia de casamento

Hoje conversamos demoradamente com a dupla David Pereira e Sara Gomes, que assinam como D10Photo e fazem fotografia de casamento.

É o trabalho deles que ilustra o nosso outro site, We are The Destination, e as suas imagens são muito, muito bonitas e intemporais. Há sempre uma leveza permanente no seu registo, nada intrusivo, apenas muito orgânico e natural. Tudo flui, como uma brisa, e para isso é preciso talento e confiança no que se faz.

Fiquem a conhecê-los, e ao seu belo trabalho, um pouco melhor.

 

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O David formou-se como arquitecto, mas ainda não tinha acabado o curso quando decidiu aliar o gosto pela fotografia à oportunidade de ir trabalhar com um fotógrafo de arquitectura. Ficou-se pela fotografia de arquitectura durante uns anos, e, depois de ter trabalhado com outros fotógrafos em alguns casamentos, teve um convite para fotografar um casamento com 6 pessoas e foi aí que se apaixonou pelos casamentos.

A Sara formou-se em fisioterapia, mas sempre teve uma curiosidade aguçada e muito crítica relativamente ao que o David ia fazendo. Basta dizer que sempre que o David chegava após um dia de casamento, a Sara queria saber tudo e pedia para ir ver todas as fotografias. Mesmo hoje em dia, em que fotografamos quase sempre juntos, ela quer ver as fotos quando chegamos a casa, não importa a hora! Há cerca de três anos que ela decidiu arriscar no mundo da fotografia de casamento e, desde então, estamos nesta aventura a dois.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Desde 2010 que fotografamos, mas o tal casamento de 6 pessoas que iniciou esta jornada foi no final de 2014.

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico. Por muitos casamentos que já tenhamos feito, há sempre um borbulhar na barriga antes de começar.

 

Como o definem e como construíram essa assinatura?

Somos muito descontraídos e gostamos de passar despercebidos e isso reflecte-se na forma como fotografamos. O que nos caracteriza é mesmo isso, mostramos o nosso ponto de vista, o que vemos, da forma como somos.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

É principalmente às coisas boas do dia-a-dia e que nada têm a ver com casamentos, apesar de acompanharmos o que os nossos colegas vão fazendo e isso também nos inspirar.

Cinema, arquitectura e criativos são as nossas principais fontes de inspiração.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Viajar é a nossa fuga. É a forma que encontramos para restabelecer as energias e voltar a ver o mundo como crianças. Adoramos conhecer cidades novas, mas não dispensamos estar em contacto com a natureza.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Sim, é diferente, mas tende a ser cada vez menor essa diferença. Mesmo dentro de Portugal é diferente fotografar um casamento no Norte, Centro ou Sul, e isso é maravilhoso.

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Após o primeiro contacto, normalmente por email, o que mais nos interessa é conhecer o casal e tentar que eles nos conheçam. Nada melhor que uma boa conversa, relaxada e informal. Gostamos de chegar ao casamento e sentir que fazemos parte da festa.

 

D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa D10Photo: fotografia de casamento em Lisboa Casar no L'And Vinyards, no Alentejo: fotografia de D10Photo.

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

O mais importante é que se identifiquem com o nosso trabalho, isso é tudo para nós, mas temos um gosto especial por casamentos pequenos, em que seja uma festa constante.

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Diríamos que o melhor são as pessoas e as suas histórias, juntamente com todos os locais novos que conhecemos. Tal como dissemos no início, damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso, e isso é especial.

Desafiante é estarmos a registar um dia de festa que é único e que não se repete.

A mais difícil é tudo aquilo que fazemos para além de fotografar, e que passa maioritariamente despercebido, mas que nos ocupa muito tempo.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portefólio e contem-nos porquê:

Acho que todos devemos dizer o mesmo, mas é quase cruel ter de escolher uma imagem.

Não sei se é a nossa favorita, não é perfeita, mas foi feita num dos últimos casamentos, com uns noivos apaixonantes e que nos deixaram viver o dia deles.

 

D10 Photo - fotografia de casamento

 

Os contactos detalhados da dupla D10Photo estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o David Pereira e a Sara Gomes directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Um pedido de casamento em viagem? Claro que Sim!

Que o casamento começa muito antes do grande dia já não é segredo para vocês, e todos os noivos sabem que planear com antecedência traz grandes vantagens à preparação de um verdadeiro dia de sonho.

Ora, vamos ao primeiro capítulo desta viagem – o pedido! É aqui que a magia começa e é com este momento que a fasquia do romantismo é elevada ao máximo. Começámos a semana a falar de anéis de noivado, metais preciosos e diamantes, e validámos a importância do pedido. Vamos então dar-vos algumas ideias com charme para esse momento!

 

Idealizar um casamento e uma vida a dois é também sonhar com aquele momento especial em que a pergunta surge: “Queres casar comigo?”

O sonho e promessa de futuro que estas três palavras mágicas contêm não pode ser deixado ao acaso ou à mercê do improviso, por isso pedimos ajuda à I Go Travel para preparar um pedido de casamento com viagem incluída, a transbordar de romance e surpresa – parece-vos bem?

 

Proposta de casamento em viagem Pedido de casamento em viagem por Lisboa

Pedido de casamento em viagem por Lisboa Pedido de casamento em viagem em Lisboa

Programem uns dias de férias a dois ou uma escapadinha de fim-de-semana pela Europa – algo normal e totalmente insuspeito.

O destino pode ser Paris, a capital do amor, com vista para a Torre Eiffel e um romântico passeio de bateaux mouche pelo Sena. Ou a não menos romântica Itália, onde não faltam cidades perfeitas para celebrar o amor – Florença ou Verona são a escolha óbvia, mas um pedido a bordo de uma gôndola num canal em Veneza, é igualmente mágico.

Se ambicionam um momento mais extraordinário e singular, viajar para um destino paradisíaco ou exótico é uma excelente opção, com um mar turquesa como cenário ou um céu estrelado sem fim.

Para os casais aventureiros, a I Go Travel sugere-nos um passeio de balão de ar quente – na Capadócia, no coração da Turquia – e, lá no alto, façam a tão desejada pergunta. Não se esqueçam de segurar bem o anel para que, no meio de tanta emoção, ele não se escape das mãos!

 

Pedido de casamento em viagem em Lisboa

Se as vossas viagens costumam incluir caminhadas por trilhos com paisagens naturais de cortar a respiração, os Açores são um destino de eleição, mas se quiserem um cenário mais dramático, aproveitando a neve e o frio, rumem aos Alpes!

Se são mais urbanos, que tal Nova Iorque? Um pedido em plena Brooklyn Bridge, no topo do Empire State Building ou um pleno Central Park com as folhas de outono a cair, são cenários de filme!

E para os mais arrojados, Thaiti, Indonésia, Ilha Fernando de Noronha, no Brasil, Costa Rica ou Lanzarote, têm sítios incríveis para a prática de mergulho. Um pedido de casamento no fundo do mar será inesquecível!

 

 

Seja qual for o destino para um pedido de casamento mágico e tão romântico, deixamos alguns bons conselhos, para que o sucesso da aventura seja total.

Contactem um fotógrafo local, detalhem o vosso plano (espreitem, por exemplo, o site Flytographer) ou, no pior cenário, recrutem um cúmplice (um transeunte, alguém do hotel ou café onde estão), façam de conta que estão a pedir indicações e, em vez de fazerem uma pose para a fotografia, agarrem o momento, dobrem o joelho e façam a pergunta.

Acondicionem devidamente o anel de noivado durante a viagem – na bagagem de mão e sem embrulho, não vão os serviços de segurança pedir para abrir um objecto não identificado e lá se vai a surpresa à frente da cara metade e dos outros viajantes.

Esperem pelo momento certo, mas não pelo último dia! E, como em tantas coisas, tenham um plano B, para o caso de alguma coisa não estar a correr como planeado.

 

A cereja no topo do bolo, é quando tudo isto é surpresa, incluíndo a viagem! Se é esta a ideia, a I Go Travel sugere que peçam ajuda a dois ou três cúmplices entre amigos, família e colegas de trabalho, de forma a gerir gostos e logística. A complexidade é maior, mas planeando com a devida antecedência e com a ajuda desta equipa profissional, o resultado será estrondoso!

 

As fotografias que acompanham este artigo são da Cláudia Martins, da I Heart You (e fotógrafa listada no Flytographer), e registam o pedido de casamento do Jamil à Meryem, no primeiro dia do ano, em viagem por Lisboa. Épico e mágico, e com este cenário luminoso da Torre de Belém, só pode ter sido inesquecível.

Passem pelo We are The Destination para saber a história deste pedido de casamento!

 

Susana Pinto

Um casamento moderno e um vestido de noiva curto!

Um casamento moderno e um vestido de noiva curto são logo dois musts para mim!
Quando me cruzei com o mais bonito dos dias de Amara + Ruben, parei tudo o que estava a fazer e fui meter o nariz.
Por onde começar… Talvez pelo vestido curto (abaixo do joelho, vá), e de corte super clean e moderno e tão sexy… e as sandálias forradas a seda selvagem rosa fúcsia… e o noivo, também tão cool e fresco…

Ou o cenário, um resort em Bali, com um edifício moderno e minimalista, com longas paredes em cimento cru, vegetação luxuriante e vista sobre a praia.

 

Por estarem todos deslocados  (isto foi um destination wedding, depois de já terem casado numa cerimónia hindu), os noivos organizaram o dia de forma a maximizarem o seu tempo com a família e os amigos. Inverteram a ordem do programa e fizeram a maior parte das fotografias antes da cerimónia deixando apenas algumas mais especiais com todos para depois.

A hora do cocktail, sob o tão apropriado tema tema luxo tropical, normalmente reservada para esta escapadinha fotográfica, foi passada na companhia de todos, entre conversas boas e bebidas frescas – esta é uma óptima ideia para ser anotada no caderninho de inspiração!

Para fechar, anotem também estapaleta de cores vibrante: rosa fúsia, azul petróleo, uma pitada de amarelo, muitos neutros e muita folhagem. É fresquíssima!

 

Noivo muito cool. Noivo muito cool. Sapatos d enoiva cor de rosa. Bouquet de noiva com flores cor de rosa. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.

We had most of our photos before the ceremony and just a few done later at sunset. This meant we got to spend almost all of the cocktail hour with our guests which we loved. We would have had the worst FOMO missing out on our own wedding!

Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.

Fotografia de Jess Nicholls, via Nouba.