Created with Sketch.
Susana Pinto

Sessão de namoro em Londres, com João Terra Fotografia

Abrimos o dia com uma sessão de namoro namoro em Londres, esta cidade de que eu gosto tanto e que tem as melhores livrarias do mundo, a Foyles e a Waterstones (e o chá da Fortnun & Mason).

O João Terra passou o dia com a Tânia, portuguesa, e o Simon, o seu noivo inglês, a passear por cenários icónicos da cidade: Portobello Road e Camden Market, captando o ambiente urbano e tradicional da cidade, num belo e inesperado fim de tarde luminoso e dourado.

 

A Tânia é farmacêutica e aventurou-se profissionalmente em Londres. Conheceu o Simon, que partilhava o mesmo local de trabalho, logo no início da sua vida aqui.

Empurrados pelo Brexit e toda a incerteza que lhe está colada, empacotaram a sua vida e estão a instalar-se em Portugal, num regresso a casa, à procura de uma perspectiva de vida mais tranquila e sem tantas incertezas.

De casamento e mudança marcados, a Tânia e o Simon, que é arquitecto, estão prontíssimos para uma nova vida: nós desejamos o maior sucesso neste regresso e damos as boas vindas ao Simon!

 

Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia

Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia Sessão de namoro em Londres, com fotografia de João Terra Fotografia

As imagens doces são do João Terra, que adora poder eternizar momentos intensos e felizes em fotografia, mostrando num frame os casais tal como eles são, como determinado momento aconteceu, de forma genuína e fiel.

Não é bonito isso?

 

Falem com o João Terra, através do contacto na sua ficha de fornecedor. Na volta do correio, garantimos uma resposta simpática e trabalho de qualidade!

Susana Pinto

À conversa com: João Terra – fotografia de casamento

Hoje a conversa é com João Terra, que faz fotografia de casamento.

Falamos sobre a magia de fotografar casamentos, o que os torna tão relevantes e singulares como tema e o impacto que este registo tem sobre os noivos, família e amigos.

Costumo dizer que “o meu dever foi cumprido” quando os noivos se vêem e revêem na fotografia que produzo. Quando os noivos estão a ver uma imagem e se recordam, automaticamente, da emoção que foi aquele momento, do que efectivamente aconteceu ali, e do porquê de estarem assim naquela fotografia, é algo mágico, não acham? Eu acho que é.

Conte-nos um pouco da sua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

Posso dizer que já dei algumas voltas em relação ao que queria fazer como profissional. No secundário preparei-me para a área da engenharia informática. Quando chegou a altura da universidade, vi que não queria seguir aquilo e decidi embarcar no mundo da contabilidade e das finanças. Só depois, no final da faculdade, veio a fotografia. Em suma, acabo por ser mais um que está neste mundo com um background completamente diferente da área audiovisual.

O bichinho da fotografia esteve sempre presente, mas posso dizer que se intensificou quando, ainda no mundo universitário, conheci um grupo de fotógrafos amadores em Aveiro, a cidade onde estava a estudar. Agora até é interessante ver o crescimento profissional de algumas dessas pessoas, assim como a amizade que se cultivou desde então. Daí a começar a fotografar casamentos foi um pulinho, como se costuma dizer. Passados dois anos estava a fotografar como segundo fotógrafo e, pouco depois, iniciei-me a solo.

 

Há quanto tempo fotografa? E porquê casamentos?

Após um ano e meio a fazer trabalhos como segundo fotógrafo, comecei em 2015 a fotografar casamentos, em nome próprio. A fotografia de casamento tem algo de mágico e é extremamente gratificante, penso que muito se deve às sensações e às histórias por detrás de cada dia. O dia em si costuma ser uma loucura de emoções e sentimentos e eu adoro estar lá e presenciar isso. Depois o impacto que cada fotografia tem nos casais, nos familiares e amigos, é outra coisa fantástica. Tento sempre que a minha fotografia demonstre, de forma genuína e fiel, o dia como ele foi e as pessoas como elas são. Costumo dizer que “o meu dever foi cumprido” quando os noivos se vêem e revêem na fotografia que produzo. Quando os noivos estão a ver uma fotografia e se recordam, automaticamente, da emoção que foi aquele momento, do que efectivamente aconteceu ali, e do porquê de estarem assim naquela fotografia, é algo mágico, não acham? Eu acho que é.

Faço fotografia, essencialmente de casamento, porque é algo que realmente me apraz fazer. Já Confúcio dizia, Escolhe um trabalho de que gostes, e não terás que trabalhar nem um dia na tua vida.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vai buscar inspiração?

Estaria a mentir se dissesse que não acompanho trabalhos de outros profissionais. Acompanho alguns que são uma verdadeira fonte de inspiração para mim. Muitos deles nacionais. Há quem esteja a fazer um trabalho simplesmente fantástico.

Um bom filme e uma boa série também são boas fontes de inspiração. Para além disto, o simples dia-a-dia, as situações do quotidiano, as pessoas e locais que vamos conhecendo também trazem o seu contributo. Explorar e conhecer ajudam-me sempre a melhorar o meu trabalho.

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Como construiu a sua assinatura, como a define?

Penso que isso será sempre algo que irei construíndo ao longo do tempo. Gosto da ideia de abordar o dia como uma reportagem jornalística. Como disse há pouco, tento sempre que a minha fotografia demonstre, de forma genuína e fiel, o dia como ele aconteceu e as pessoas como elas são. Procuro que as fotografias se tornem intemporais e que o casal, mesmo que as veja passado um ano, vinte ou quarenta, seja sempre “transportado” para aquele dia e viva aquelas emoções.

 

Quando precisa de fazer reset, para onde olha, o que faz?

Fazendo o que gosto não tenho propriamente motivos para fazer um reset. Mas posso dizer que, quando o preciso fazer, para mim é muito simples. A minha família. Não há nada que me faça melhor do que estar simplesmente a desfrutar da companhia da minha família. Se for possível, a explorar locais novos ou simplesmente a passear.

 

Do Norte para o mundo, ou Portugal de lés-a-lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

É diferente, mas igualmente gratificante. Podemos presenciar uma cultura, uma religião, um local e pessoas diferentes, mas no final, o dia é definido pelo mesmo, a união de duas pessoas que têm um sentimento muito forte entre elas. E isso é o mote para tudo o resto.

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Qual é o seu processo de trabalho, como acontece a ligação com os seus clientes?

Penso que, hoje em dia, o primeiro contacto será transversal a qualquer profissional, e seja via email. Após o primeiro contacto, gosto de poder reunir presencialmente para permitir que nos conheçamos melhor e, a partir daí, ir construindo uma relação de confiança. Acho, por isso, importante irmos sempre mantendo o contacto. Não digo que seja esta a forma correta para todos, mas é a mais correta, para mim.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gosta de fotografar?

Sou adepto de casamentos pequenos. No entanto, mais que uma questão do número de convidados, o que mais gosto de fotografar são dias emotivos e divertidos.

 

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

Poder ter o voto de confiança dos noivos na minha capacidade de passar para a fotografia um dos melhores dias da vida deles e, com isso, conhecer novos locais e pessoas. Encaro isso como um privilégio muito grande.

Há várias coisas desafiantes neste mundo da fotografia de casamento. Posso enumerar duas, a criatividade com o puxar os meus limites e tentar sempre melhorar e  o acompanhar os avanços tecnológicos que estão sempre a aparecer relacionados com as ferramentas de trabalho.

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Escolha uma imagem favorita do seu portfolio e conte-nos porquê.

Escolhi uma das fotografias que fiz este ano que mostrou muito a emoção e a força dos sentimentos que adoro captar. Sempre que olho para esta fotografia sinto bem o que foi aquele momento. O pai da noiva tentou sempre guardar a emoção que estava a sentir, mas quando chegou a altura de passar a mão da filha ao noivo, agarrou-se a ela com uma força e deixou que todo aquele sentimento viesse ao de cima. Foi ali um minuto ou dois em que parece que só existiam eles os dois,  o amor de pai e filha que sentem um pelo outro. Deu mesmo para arrepiar um bocadinho.

 

 

Contactem o João Terra através da sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o João directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Marta Ramos

Damos as boas-vindas: João Terra Fotografia!

As boas-vindas de hoje são dadas ao João Terra Fotografia!

 

João Terra é um fotógrafo descontraído, e é esta sua característica que faz com que as suas fotografias sejam verdadeiras, porque contagia quem está do outro lado da câmara com a sua naturalidade. Desaparecem os nervos e as inseguranças e tudo o que resta para registar em imagem é o essencial: «Com as minhas fotografias procuro retratar a essência de cada casal, transmitir o sentimento que nutrem um pelo outro, de forma natural e descontraída. No fundo, captar em fotografias o que são, o que sentem e o que estão a viver no momento.»

Fascinado pela possibilidade que a fotografia nos dá de recordar locais, vivências e emoções, aprecia também muito o processo de conhecer novas pessoas e novos lugares e de fotografá-los com autenticidade. E terá muito gosto em conhecer-vos e saber um pouco da vossa história.

Escolheu trabalhar na área dos casamentos porque adora poder eternizar momentos intensos e felizes em fotografia.

Gosta de conseguir mostrar numa imagem como os casais realmente são, como determinado momento aconteceu, de forma genuína e fiel.

Orgulha-se de merecer a confiança dos casais para estar num dos momentos mais felizes da sua vida. E vai buscar inspiração ao simples dia-a-dia, às pessoas com quem se cruza e que conhece, aos locais que visita. E, sobretudo, aos filmes, às boas séries e à música, presença constante na sua vida.

 

A partir de agora, acompanhem também os nossos posts acerca do trabalho de João Terra Fotografia.

 

João Terra Fotografia - um fornecedor seleccionado Simplesmente Branco

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Joao Terra Fotografia_fotografia de casamento

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado João Terra Fotografia para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com o João, ele está à espera de vos conhecer e de contar a vossa história.

João, bem-vindo ao Simplesmente Branco!