Created with Sketch.
Marta Ramos

Wise words: preparar a pele para o dia do casamento

Há uns meses, dedicámos as nossas wise words à maquilhagem da noiva, com assessoria da Kabuki Makeup by Rita Amorim. Houve uma observação da Rita que nos ficou na memória desde então: «Acima de tudo, a minha primeira preocupação é perceber em que estado se encontra a pele da noiva e caso possamos melhorá-la até há data da cerimónia, iniciamos um tratamento aconselhado e dedicado caso a caso.»

Foi com esta preocupação em mente que decidimos pedir ajuda à Ana Alexandre, autora do blogue The Skin Game. Licenciada em Farmácia, a Ana é formadora e trabalha actualmente na área da dermocosmética. Coincidentemente, está também a muito pouco tempo de dar o nó, pelo que sabe exactamente de que estamos a falar quando lhe pedimos que nos ajude a elucidar as noivas quanto aos cuidados essenciais que devem ter para conseguirem uma pele fabulosa no dia do casamento. E para começar, convém saber ao certo o tipo de pele que se tem.

«A primeira coisa a ter em conta é que o tipo de pele está relacionado com a produção natural de gordura/sebo pela pele, portanto é esse o factor que usamos para distinguir. Uma pele equilibrada é uma pele normal; uma pele que na sua totalidade produz excesso de sebo é oleosa (gordurosa ao toque e brilhante); e uma pele que produz gordura a menos é uma pele seca (geralmente há uma sensação de desconforto permanente na pele e de repuxamento). Contudo, podem coexistir no rosto vários tipo de pele, tratando-se então uma pele mista (geralmente é oleosa na zona T, que é composta pela testa, nariz e queixo).

Há que citar, no entanto, outras duas situações, que são ambas estados e não tipos de pele. Uma pele desidratada é uma pele com falta de água e pode ocorrer em qualquer tipo de pele, sendo até muito frequente nas peles oleosas por causa da tendência a remover toda a oleosidade do rosto. Isto significa que se têm alguma descamação na pele, pele baça e excesso de produção de oleosidade, têm provavelmente uma pele oleosa desidratada (faço só uma adenda de que se a descamação na pele oleosa for localizada às sobrancelhas, nariz e linha do cabelo, então muito provavelmente será dermatite seborreica). Pele sensível também não é um tipo de pele, mas sim um estado geralmente transitório.»

 

 

 

 

Para a Ana Alexandre, o único passo de uma rotina de cuidados que depende do tipo de pele é o hidratante que se usa. De uma forma geral, estes são os passos que aconselha:
1. Produto de limpeza não agressivo: «podem escolher a textura que mais vos agradar, mas devem remover sempre o produto do rosto, mesmo que o produto diga que não é necessário, como o caso das águas micelares, já que deixar resíduos de detergente na pele conduz a sensibilização. Não sou fã de produtos de limpeza de pele oleosa, pois são geralmente muito agressivos e acabam por promover a desidratação da pele.»<
2.
Tónico exfoliante: «usar duas a três vezes por semana, para uniformizar a textura da pele e remover as células mortas».
3. Sérum: «adequado àquilo que sintam que precisam de corrigir (sinais de envelhecimento, desidratação, manchas, falta de luminosidade, excesso de oleosidade, etc.), pois os séruns são mais concentrados e têm uma melhor penetração na pele, o que ajuda a que sejam mais eficazes.»
4. Creme de contorno de olhos: «também aqui, escolham o produto mais adequado àquilo que pretendam tratar – olheiras, papos, sensibilidade, rugas, rídulas, etc.»
5. Hidratante adequado ao tipo de pele: «as texturas gel ou gel-creme são ideais para quem tem pele mais oleosa; as texturas tipo creme rico ou bálsamo são perfeitas para pele seca. Peles oleosas podem dispensar o hidratante se o sérum já for nutritivo o suficiente e peles muito secas podem optar por um óleo rico em substituição do creme, especialmente à noite. Também há óleos para peles oleosas e podem usar sem problemas se for esse o caso, mas deverá ter essa indicação na embalagem.»
6. Protector solar: «usem diariamente, com um mínimo de protecção de FPS15, já que a radiação solar é responsável por cerca de 80% dos sinais de envelhecimento.»

Para preparar um dia especial como o casamento, em que todas as atenções – e todas as câmaras – estarão focadas em vocês, o ideal será manter uma rotina adequada com pelo menos dois meses de antecedência. Mas, atenção: todos os dias contam. Por isso, se falta menos de dois meses para o vosso casamento, não vale desistir. Comecem já hoje e terão certamente benefícios. «Os dois passos que são completamente imprescindíveis são a exfoliação e a hidratação, porque vão fazer toda a diferença no dia do casamento. Uma pele exfoliada não só tem uma textura mais regular, que se torna perfeita para a maquilhagem assentar de forma uniforme, mas também ajuda a prevenir problemas como a acne e ajuda a potenciar os efeitos de todos os produtos que colocamos na pele. Uma pele hidratada não vai ter tendência de absorver toda a hidratação que a maquilhagem tem e faz com que dure mais tempo impecável, sem um acabamento seco ou poeirento. Recomendo sempre um tónico exfoliante com ácido glicólico ou ácido mandélico se a pele for sensível, e um sérum com ácido hialurónico. E, claro, nunca dispensar uma boa limpeza.»

E as noivas que preferem não usar maquilhagem? «Mais uma vez, uma pele exfoliada e hidratada faz logo toda a diferença. Além disso, aquilo que geralmente a maioria das pessoas procura é uma pele radiante. Aqui recomendo sempre que se use um bom sérum com Vitamina C, que é o melhor ingrediente em dermocosmética para deixar a pele com um ar luminoso e saudável. Ajuda sempre se se fizer uma máscara no dia anterior de forma a potenciar o melhor que a pele tem para dar, sendo que sou particularmente fã das máscaras de tecido ou de material equivalente, por permitirem uma aplicação uniforme e um momento mais zen antes de um dia que se prevê muito cheio.»

Perguntámos também à Ana Alexandre o que recomenda aos noivos, para que também eles estejam no seu melhor no grande dia: «Os noivos devem seguir os mesmos cuidados básicos – limpeza, exfoliação e hidratação – ou, de preferência, a rotina completa. Se tiverem barba, faz toda a diferença usarem um bom champô para a barba e um óleo de hidratação adequado para prevenir as pontas espigadas e deixar o pêlo mais luminoso.»

 

 

 

 

Já falámos sobre as principais coisas a fazer para preparar a pele para o dia do casamento. Mas também é importante sublinhar os erros mais comuns a evitar, segundo a Ana Alexandre:

– Achar que a maquilhagem resolve tudo: «por muito boa que seja a maquilhadora, se tiver de trabalhar com uma pele maltratada ao longo de anos, não vai sair dali um milagre. Uma maquilhagem precisa de uma pele com uma textura o mais lisa possível e o mais hidratada que se conseguir de forma a ter o efeito que se pretende e que se espera num dia tão importante»;

– Achar que bastam dois dias a usar um creme para a pele ir ao sítio: «dois dias ajudam sempre mais do que dia nenhum, mas o ciclo da pele dura 28 dias aos 20 anos e a partir daí só aumenta, por isso o melhor é começar com antecedência»;

– Usar produtos novos pouco tempo antes do casamento: «se houver uma reacção alérgica a um produto, a pele necessita de tempo para recuperar, por isso nunca aconselho a experimentarem produtos novos menos de duas semanas antes do casamento»;

– Fazer tratamentos estéticos pela primeira vez antes do casamento: «vejo sempre várias pessoas a investirem em limpezas de pele pela primeira vez antes do casamento. Isso pode ter maus resultados se nunca tiverem ido e não souberem o que podem esperar do tratamento – as extracções, por exemplo, podem deixar marca durante vários dias».

Então e depois de tantos cuidados pré-casamento, o que é que não deve faltar nos necessaires dela e dele para continuar a tratar bem da pele durante a lua de mel?

«Protector solar, sempre! Há imensas marcas que disponibilizam embalagens de protector com 100ml, por isso não há desculpas para não levar em viagem. Por hábito meu, sempre que viajo levo sempre um daqueles cremes que servem para tudo, a que na farmácia chamamos os “cica”, pelo facto de quase todos terem um nome começado por este conjunto de letras. Perdi a conta ao conjunto de situações em que já me ajudaram, desde picadas de insectos, queimaduras, pequenas feridas, pele “assada”, fricção de sapatos… É sem dúvida um indispensável em viagem no meu ponto de vista, porque resolve imensa coisa e poupa o trabalho e despesa de ter de comprar algo no local para resolver alguma destas situações.

Apesar de saber que é prática comum e que até se vendem embalagens com esse propósito, aconselho sempre a não colocarem os produtos em embalagens de viagem, pois a fórmula pode interagir com a embalagem e acabam com um produto alterado e uma embalagem esburacada (acreditem, já me aconteceu). Optem por levar os tamanhos habituais se conseguirem, ou por comprar produtos em embalagem de viagem. Se quiserem a abordagem minimalista, aqui vai: gel de banho, loção de corpo, gel de limpeza de rosto, hidratante, protector solar e creme “cica”.»

E pronto. Se vos restar alguma questão, consultem o blogue The Skin Game e falem com a Ana Alexandre, que está sempre disponível para esclarecer as vossas questões, seja através de comentários, e-mail ou redes sociais. Bons preparativos!

 

Fotos:  Kabuki Makeup by Rita Amorim

Marta Ramos

Organic bridal inspiration, parte II

Lembram-se da primeira parte desta sessão? De imagens mais íntimas, passamos hoje às luzes da ribalta, à exaltação do vestido de noiva – que foi o ponto de partida deste trabalho – no cenário luxuriante da Casa Grande do Fontão, em Ponte de Lima. As imagens (e a ideia) pertencem à Lounge Fotografia, e a Histórias com Alma assina o styling e a decoração:

«A ideia era desenhar algo muito natural e orgânico, mas ao mesmo tempo elegante e simples, em concordância com os espaços naturais e intemporais da Casa Grande do Fontão. Optámos por uma paleta de cores intemporal e característica de 2017: verde e branco. Trouxemos a oliveira para o cenário indoor (para trazer o verde do exterior para o interior), e guardámos as flores mais delicadas e orgânicas (ranúnculos e helleborus) para a mesa. Introduzimos também elementos decorativos pretos e dourados, com linhas modernas e elegantes, de modo a contrastar com o rústico da mesa e cadeiras.»

O concelho de Ponte de Lima é rico em solares com histórias seculares. A Casa Grande do Fontão é um belo exemplo disso. Sabe-se que pertenceu à Casa de Bertiandos durante mais de duzentos anos, unindo-se ao Solar de Bertiandos através de um casamento que lá se celebrou, em 1763.

Hoje, o Solar da Casa Grande do Fontão, com os seus jardins românticos e tão inspiradores, é gerido pelas Histórias com Alma, voltando a ser cenário de celebrações e a fazer parte das memórias mais felizes de quem por lá passa.

Houve mais gente de bom gosto a contribuir para este belo resultado, como a equipa Jenny Makeup Land. Apreciem as fotos e não deixem de conferir os créditos listados no final do artigo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Lounge Fotografia

vídeo: Um dia de sonho

styling e decoração: Histórias com Alma

cabelo e maquilhagem: Jenny Makeup Land

headpiece: Wildwood flower

vestido: Manuela Noivas

espaço: Casa Grande do Fontão

modelo: Ailiny – Best Models

Marta Ramos

Organic bridal inspiration, parte I

Tudo começou com um vestido de noiva. A Marta e o Luís, o casal Lounge Fotografia, apaixonaram-se por um vestido muito delicado e quiseram trabalhar a partir dele. Desafiaram a Ana e o Francisco, o casal Histórias com Alma, a planear uma sessão fotográfica no seu belo espaço da Casa Grande do Fontão, em Ponte de Lima. Conta-nos a Ana:

«A ideia era desenhar algo muito natural e orgânico, mas ao mesmo tempo elegante e simples, em concordância com os espaços naturais e intemporais da Casa Grande do Fontão. Optámos por uma paleta de cores intemporal e característica de 2017: verde e branco. Trouxemos a oliveira para o cenário indoor (para trazer o verde do exterior para o interior), e guardámos as flores mais delicadas e orgânicas (ranúnculos e helleborus) para a mesa. Introduzimos também elementos decorativos pretos e dourados, com linhas modernas e elegantes, de modo a contrastar com o rústico da mesa e cadeiras.»

À festa juntou-se ainda a Jenny Makeup Land e uma mão cheia de outros parceiros com muita pinta (vejam os créditos no final do artigo). Conclusão: o Francisco vestiu duas camisolas em simultâneo, Histórias com Alma e Um dia de sonho, e filmou a sessão. Os Lounge fotografaram. E o resultado traduziu-se em tantas e tão belas imagens, que decidimos apresentar-vos este trabalho em duas partes.

Assim sendo, hoje apreciem o vídeo e a intimidade das fotografias boudoir do dia. E para a semana há mais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Lounge Fotografia

vídeo: Um dia de sonho

styling e decoração: Histórias com Alma

cabelo e maquilhagem: Jenny Makeup Land

headpiece: Wildwood flower

vestido: Manuela Noivas

espaço: Casa Grande do Fontão

modelo: Ailiny – Best Models

Susana Pinto

Summer fun, ou a manicure para as férias!

Segue o verão a todo o vapor, as férias estão mesmo quase a chegar e isso é sinónimo de liberdade absoluta: de espírito, de obrigações e até de códigos de indumentária.

No que toca a verniz das unhas e manicures, eu fujo dos extremos de cores esquisitas (verdes, amarelos, azuis) e das cores sem cor (nude, francesa, branco leitoso), e gosto mesmo é de todos os tons de vermelho, rosas, ocres, escuros e claros. Também tenho um fraquinho generoso por glitter e metálicos, é um facto, e por isso, estas são as minhas sugestões de manicure de verão ou de lua-de-mel: divertidas, bem cuidadas e sem qualquer seriedade, apenas design e uma certa sintonia com a silly season!

Ah, e combinam tão bem com cocktails gelados cheios de lima e hortelã! Espreitem aqui a nossa colecção e confirmem, são pares perfeitos!

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Manicure de verão, colorida

 

Girls just wanna have fun! De cima para baixo, versão moderna e colorida de manicure francesa, via Unistella; versão arte moderna, via Pinterest; versão pincelada a pastel, via Olive and June; versão meia lua e glitter, via Unistella; versão a cheio e glitter, via Pinterest; versão pintas coloridas, via Ink 361 (a minha favorita!); versão nude e ananás, super divertida, via Pinterest e versão Pollock, via Hillery Sproatt.

Inspiradas, meninas?

 

Save

Susana Pinto

À conversa com: Kabuki Makeup by Rita Amorim, maquilhagem para noivas

Hoje decidimos conversar sobre beleza da noiva, com a maquilhadora Rita Amorim, que assina como Kabuki Makeup by Rita Amorim.

A Rita é nossa fornecedora seleccionada há 4 anos, eu já tive a oportunidade de ser maquilhada por ela e, desde o primeiro momento, tem sido um genuíno prazer trabalharmos juntas. A prova disso, é o facto de a Kabuki Makeup by Rita Amorim ter recebido um dos nossos prémios internos, “It’s a pleasure doing business with you”, que atribuímos anualmente, de forma muito exclusiva (apenas 3 prémios, para uma centena de clientes), celebrando o entusiasmo, empenho e a contribuição para a discussão de assuntos relacionados com o mercado e o negócio de ambas as partes.

 

Vamos a isto?

 

Kabuki Makeup by Rita Amorim - maquilhagem para noiva

 

Como chegaste a este universo da beleza feminina?

O universo da cosmética esteve presente na minha vida, desde muito cedo, sendo um universo muito familiar lá em casa. A minha mãe sempre trabalhou nesta área e o contacto permanente com produtos, amostras, ofertas, formação, dossiers sobre pele, todos os cuidados a ter, como mantê-la saudável e bem tratada, sempre foi um mundo muito aliciante. A curiosidade engraçada no meio disto tudo, é que a minha mãe, mesmo lidando com cosmética durante mais de 30 anos, a maquilhagem nunca foi a sua praia. E até aos dias de hoje me pergunta: “Como é que ficaste tão fascinada com o mundo da maquilhagem?”

Mais tarde, trabalhei directamente com 2 marcas de cosmética, Helena Rubinstein e Biotherm, ambas distribuídas pelo grupo L’Óreal e desde aí o fascínio foi crescendo até aos dias de hoje.

 

Qual é a importância da maquilhagem, num dia tão especial? E nos dias comuns?

A maquilhagem está na moda. E é notório o aumento de interesse, ao longo dos últimos anos. Não me lembro de ser dada tanta importância a este assunto como agora. Basta estarmos atentas e vermos a explosão de marcas, 100% dedicadas a maquilhagem que abrem lojas em Portugal, como nunca antes visto. É sinal que há mercado, há procura, há interesse e há maior preocupação com a imagem. Agora é comum vermos jovens e jovens adultas, maquilhadas. E maquilharem-se passou a fazer parte da sua rotina diária, quer seja apenas para uma ida à escola ou para trabalhar. Usar maquilhagem só para ir a festas é coisa do passado. Agora o acto de maquilhar é tão rotineiro, como o de vestir ou calçar.

Por isto tudo e como imaginam, quando falamos de dias tão importantes, como a cerimónia de um casamento, tanto noiva, como as convidadas prestam uma atenção redobrada e primordial à sua pele e maquilhagem. Contudo, para não correrem qualquer tipo de risco, é essencial que recorram a profissionais na área. Não só porque é um factor de confiança no serviço e na qualidade dos produtos utilizados, como também haverá maior garantia da sua correcta aplicação, e isso irá favorecê-las tornando-as ainda mais bonitas.

Acima de tudo, a minha primeira preocupação é perceber em que estado se encontra a pele da noiva e caso possamos melhorá-la até há data da cerimónia, iniciamos um tratamento aconselhado e dedicado caso a caso.

 

Um rosto é uma tela ou há todo um conjunto de regras firmes sobre este assunto? Depende da ocasião?

Sim, o rosto é uma tela, mas há que ter muita atenção à sua anatomia. Há diferentes tipos de rostos e o seu desenho depende do formato da face e da estrutura maxilo-facial. Em Portugal os tipo de rosto mais comum são o quadrado, redondo e triângulo invertido. E sobre cada tipo de rosto há que aplicar correctamente as tonalidades de base, blush, iluminador, de forma a tirar partido, da melhor forma, das suas características naturais.

 

Kabuki Makeup by Rita Amorim - maquilhagem para noiva

 

Kabuki Makeup by Rita Amorim - maquilhagem para noiva

 

As tendências da estação são importantes, ou não contam para a maquilhagem de noiva?

Sim, as tendências são importantes, mas não são de todo mandatórias. Estou e devo estar atenta às tendências (é imprescindível estar actualizada no mundo da maquilhagem, porque está em constante evolução), mas os factores decisores são o tom dos olhos, do cabelo e da pele, pois o equilíbrio e harmonia dos tons irão beneficiar o resultado final.

Há que ter bom senso, não faz sentido sujeitar  uma noiva à tendência do momento, se isso não a favorece. As ideias servem como ponto de partida para uma boa conversa, cujo objectivo é elevar a beleza natural.

É essencial que haja esta conversa, de forma sensata, saudável e frutuosa.

 

Onde buscas inspiração para o teu trabalho de makeup artist?

Em muitos locais: em revistas da especialidade, com outras makeup artists, em sites das marcas ou blogs, nas lojas de maquilhagem, em conversas inspiradoras, em espaços, em passeios ao ar livre, em acessórios, em decoração, em desenhos… tudo o que sirva para alimentar a minha imaginação e deixar a inspiração mais rica.

 

E nos momentos de fadiga criativa, como refrescas a mente e o espírito?

Saio de casa, junto-me com amigos, apanho ar puro e passeio pela praia, nada como oxigenar o corpo e a mente para tudo fluir com muito mais nitidez e clareza de espirito. A minha pratica de yoga também me ajuda a equilibrar o meu bem-estar.

 

Também dás formação regular, com os teus workshops de auto-maquilhagem. Sentes que fazes diferença no quotidiano de quem te procura?

Sim sem dúvida, os workshops fazem toda a diferença. As principais conclusões a que chego, com todas as participantes que já tive ao longo destes anos, assentam em 3 pontos:

1º o workshop ajuda muito a desmistificar que a maquilhagem não é um bicho de 7 cabeças. Em poucos gestos aprendem quais os pontos essenciais do nosso rosto onde a maquilhagem só as beneficia;

2º com os workshops perdem o receio de se maquilharem de forma errada, sabendo que o seu maior objectivo é aprender os passos certos;

3º depois da participação, o entusiasmo pelo resultado final faz com que as rotinas mudeme a maquilhagem passa a fazer parte do quotidiana. Makeup só em ocasiões especiais já era!

 

Kabuki Makeup by Rita Amorim - maquilhagem para noiva

 

Qual é o teu processo de trabalho, como crias uma ligação com as tuas clientes?

Esse é um ponto que faz parte do meu segredo profissional! Mas adianto que sou muito atenta às preocupações e receios naturais que as noivas ou outras clientes demonstram. Estar por perto é essencial e tento criar uma relação de proximidade, para criar laços que permitam existir confiança mútua.

 

Qual é a melhor parte de ser responsável pela beleza da noiva no seu dia? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte, é poder superar as expectativas. Quando as noivas se olham ao espelho, abrem aquele sorriso satisfeito e trocam um olhar cúmplice a revelar o seu agrado, é muito especial. Só este gesto vale mais que 1000 palavras.

O aspecto mais desafiante, mas nem por isso difícil, é quando alguma noiva, logo no primeiro contacto, tem uma pele complicada a precisar de alguns cuidados. A solução é iniciarmos um tratamento ao longo dos meses que antecedem a data e aguardar o seu feedback e a satisfação ao ver que a pele responde com um aspecto mais saudável e equilibrada. Cuidar da pele é garantia de sucesso para uma maquilhagem magnífica no dia do casamento.

 

Quem gostarias de maquilhar? E por quem gostarias de ser maquilhada?

Gostava de maquilhar a Kelly Bailey e a Cara Delevingne. E gostava de ser maquilhada pela Joana Moreira, e pela Path McGrath.

 

Kabuki Makeup by Rita Amorim - maquilhagem para noiva

 

O trabalho impecável da Kabuki Makeup by Rita Amorim pode ser visto com detalhe na galeria da sua ficha de fornecedor e por lá têm também o contacto directo, num formulário bem bonito. É só prencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão resposta atenciosa da Rita Amorim.

 

Save

Susana Pinto

Acessórios para madrinhas e convidadas: flower power!

A agenda de casamentos já corre a todo o vapor e o artigo de hoje é para as meninas que receberam convites para a saison!.

Escolhemos como assunto acessórios vistosos – aqueles que valem o investimento e elevam qualquer modelito comum e menos exclusivo e caro, a um patamar especialíssimo de singularidade e muito estilo.

Andei a fazer window shopping pela Uterqüe e Zara, com uma saltada final à Mango, e encontrei estes acessórios fantásticos e muito versáteis. Adoro laivos de cor e peças com personalidade, este conjunto junta tudo isso, não fosse a tendência da estação esta explosão de cores e motivos tropicais e floridos!

 

 

 

 

 

 

Fantásticos, não? Podem combiná-los, de forma segura, em formato color block – peças de roupa de uma só cor, ou de forma audaz, juntando os padrões da estação (digamos que eu iria por este lado!). Ainda outra opção, meio/meio, uma peça lisa e uma peça estampada, que não compromete ninguém.

De cima para baixo: colar peitoral com flores de cerâmica, por 89 euros; gargantilha com beijo, por 69 euros, ambos da Uterqüe; colar floral de edição limitada, por 25,95 euros, da Zara; brincos de pingentes com flor, por 9,99 euros e brincos com pingentes de flor cor-de-rosa, por 9,99 euros, ambos da Mango.

 

Marta Ramos

Open Day na Jenny Makeup Land, por Lounge Fotografia

Dia 11 de Março foi Open Day na casa da Jenny Makeup Land, que recebeu clientes e amigos com muitos miminhos e muita boa disposição. A Ana Jordão, da Pinga Amor, também ‘mora’ naquela casa e, assim sendo, é claro que ajudou a tornar o espaço ainda mais acolhedor com a sua ferramenta de eleição: flores!

E o Luís Mateus, da Lounge Fotografia, apareceu por lá para registar os melhores momentos do dia… e, claro, para brindar ao sucesso da Jennifer Miranda e da sua equipa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tchim tchim, Jenny!