Created with Sketch.
Marta Ramos

Uma sessão de inspiração no feminino

Este artigo conjuga-se no feminino. Uma mão cheia de mulheres juntou-se para criar uma sessão de inspiração carregadinha de girl power e de feminilidade, e o resultado está aqui, à vossa vista. As fotografias são da Adriana Morais e a maquilhagem esteve a cargo da Kabuki Makeup by Rita Amorim, duas poderosas profissionais da nossa lista de fornecedores seleccionados. Consultem os créditos, no final do artigo, para ficarem a conhecer todas as participantes neste bonito trabalho.

Conta-nos a Rita: «Quando juntamos um grupo de fornecedoras na área de casamentos, é isto que recebemos em troca. Esta equipa é mais uma prova da fibra de que as mulheres são feitas! Mulheres que gostam de enfrentar desafios, com empenho, dedicação e profissionalismo.
A sessão demorou alguns meses a realizar, não só porque o nosso S. Pedro este ano tem andado um pouco inconstante, também porque foi um enorme desafio conciliar a disponibilidade de nove profissionais dedicadas e de agenda cheia.

Finalmente, o moodboard estava decidido, os noivos estavam entusiasmados, o sol voltou a brindar-nos com a sua glória e, de mangas arregaçadas, estávamos prontas para dar o melhor de nós.

O casal tinha a serenidade perfeita para aliar ao cenário escolhido. A silhueta da Sofia combina na perfeição com o vestido, o tom do cabelo e o rosto singelo são ideais para usar este toucado, o bouquet une as cores do ambiente e do espaço e a paisagem envolvente deu-nos lindas imagens, tão bem captadas!»

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Adriana Morais Fotografia

vídeo: Memories for Life

toucado e brincos: Cata Vassalo

vestido: Pureza Mello Breyner Atelier

maquilhagem: Kabuki Makeup by Rita Amorim

cabelo: Inês Salsinha – Hair Stylist

wedding planner e flores: Storyteller Boutique Events

espaço: Quinta do Peru Golf & Country Club

bolo: Bolinhos à Medida

Susana Pinto

Razão e coração: o destination wedding de Liza + Nick

O segundo casamento de Maio vem de fora: Liz + Nick, cidadãos do mundo, escolheram Portugal para casar e a sua dream team concretizou o mais épico dos dias.

Mostramos a versão curta desta festa belíssima e repleta de emoções, mas caso se apaixonem por tudo isto tanto quanto nós, peguem num lenço de papel e reservem 20 minutos para espreitar a versão completa, aqui.
O registo é de Hugo Sousa Films e a maquilhagem ficou a cargo de Kabuki Makeup by Rita Amorim.

Isto é tão, tão bom!

The most difficult was probably picking our venues without having been there in person. We never even visited Portugal before deciding to do our wedding there! We are easy going in some ways and with the Internet and photos, we were sure of everything when we booked. It’s the people that make the memories, not where you are. The easiest part was after we got there, met all our vendors, and visited the locations, we really knew everything was meant to be. Last minute we decided to live in Lisbon a month before the wedding and fell in love with Portugal even more, making us more sure about our decision to have our wedding there.

When the answer was “yes!”, how did you imagine your wedding day?
We got engaged in Bali. Travelling has become such a huge part of us as a couple, so we immediately knew we wanted a small and intimate destination wedding. We just didn’t know where, but we knew we wanted to be somewhere our friends and family would enjoy as well.

 

Did you feel prepared or was it a nerve-racking journey?
Planning something from far away is never easy (especially if it’s a wedding and you’ve never had to plan one before)! Once we had all the key vendors picked out we were able to relax for a bit until we had to start planning all the details right before.

 

At what point in the wedding planning did you feel, “this is for real”?
When we made deposits to venues and vendors and our friends started booking their flights!

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you have any help?

We couldn’t be happier with how everything turned out and represented us as a couple. We found an amazing wedding planner from Lisbon, Nikolina of SplendidaWeddings, who took our vision boards and made our wedding day look exactly how we wanted. She fully understands the needs of the bride and groom individually but also who they are as a couple. She never strayed from our vision and was able to recommend other local vendors that were perfect matches to our needs and style.

 

What was fundamental to you? And unimportant?
The most fundamental aspect was that all our friends would have the time of their lives (and they did)! We just wanted to have fun and create lasting memories with our best friends and immediate family. In choosing a country, we also wanted to make sure we would have a proper Catholic mass in English. We would probably say what was least important were all the small details, yet we seemed to have those easily executed as well.

 

 

What was easier? And what was more difficult?
The most difficult was probably picking our venues without having been there in person. We never even visited Portugal before deciding to do our wedding there! We are easy going in some ways and with the Internet and photos, we were sure of everything when we booked. It’s the people that make the memories, not where you are. The easiest part was after we got there, met all our vendors, and visited the locations, we really knew everything was meant to be. Last minute we decided to live in Lisbon a month before the wedding and fell in love with Portugal even more, making us more sure about our decision to have our wedding there.

 

What was the sentimental peak of your day?
We did a “first look” and as suggested by our photographer and videographer, we wrote letters to read to each other. It was so great to have that moment between us before the ceremony without anyone else around.

 

And the peak of fun?
All the dancing and speeches! We had asked some people to write notes to us that we randomly had some read throughout the dinner reception. We probably had a record of 15 guests making speeches throughout the night! Our friends and family really love to dance and so do we! That night was magical!

 

Now that it has happened, would you change anything?
Not really! We never thought of the things that went wrong or what we could have done instead. We didn’t have any bridesmaid or groomsmen since everyone we invited would have basically been part of the wedding in some way if we did! We wish we took more photos with specific groups of friends and family if anything, but you don’t think to stop and do that when you’re just trying to live in the moment. Guess we’ll do some re-dos at our celebration in Palm Springs and San Diego.

We’re having 2 other celebrations this coming October for more friends and family!

 

Some words of advice for upcoming brides …
Pick your dress, be happy with it and DON’T LOOK anymore (even if it’s just for fun). Don’t worry about all the little stuff. If you find a really good planner (like ours), they will handle it all. Especially if you’re thinking of doing a destination wedding, a planner who is local is essential.

 

We did a “first look” and as suggested by our photographer and videographer, we wrote letters to read to each other. It was so great to have that moment between us before the ceremony without anyone else around.

 

Our selected vendors:

invitations and graphic materials: Ramon Gomez-Rodriguez for The Prince & The Proper;

venue: ceremony at Church of St. Mary Magdalena Turcifal, reception at Noah Surf House Portugal;

catering and cake: provided by Noah Surf House Portugal;

groom apparel and accessories: suit Theory; shoes Hugo Boss;

wedding dress and shoes: dress Noel and Jean Collection by Katie May; shoes by Jimmy Choo;

makeup: Kabuki Makeup by Rita Amorim;

hair: Steven David Rodriguez;

bouquet: provided by Surf Noah House Portugal;

decoration: sourced and styled by Nikolina of Splendida Weddings; some props & florals also provided by Noah Surf House;

favours: place cards: Lenka Calligraphy;

photography: Golden Days Photography;

cinematography: Hugo Sousa Films;

lights, sound, and Dj: Paulo Rodrigues Work DJ.

 

Se gostaram do trabalho do Hugo Sousa, espreitem aqui o que já publicámos sobre ele. E se quiserem conhecer melhor o trabalho da Rita Amorim, dêem uma vista de olhos nas suas publicações mais recentes.

Bom fim-de-semana!

 

Susana Pinto

Casamento rústico em Alenquer: Alexandra + Francisco

A Alexandra + Francisco casaram em Alenquer em Setembro, esse mês da luz mágica e dourada.  Parceiros deste casamento bonito, foram uma boa meia dúzia de fornecedores seleccionados Simplesmente Branco: a fotografia e vídeo são do Miguel Ribeiro Fernandes, os convites e materiais gráficos são das meninas Amor e Lima  (assim como o bouquet de noiva) e da Molde Design Weddings, a maquilhagem ficou por conta da Kabuki Makeup by Rita Amorim, a decoração e catering são do Páteo Velho e a pista animada é da Jukebox.

O resultado é, claro, muito bonito. Da energia sorridente e muito contagiante da Alexandra, aos inúmeros abraços apertados, passado pelo segundo vestido (o da mãe!) e os belos pastéis à saída da igreja, com o topo de bolo da Senhor de si, há aqui muitos detalhes para vos deliciar e inspirar.

Bom fim-de-semana!

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos um dia simples, descontraído em que conseguíssemos desfrutar tranquilamente de todos os momentos. Queríamos que tudo corresse da melhor forma possível, sem grandes preocupações e ter por perto as pessoas que nos são mais queridas, nunca faltando a boa disposição.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Preparadíssimos! Foi um caminho feito com calma, porque já tínhamos algumas ideias em mente, o que tornou tudo um pouco mais fácil. Contudo, há sempre momentos de maior ansiedade mas que conseguimos lidar e superar muito bem.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Fomos sentindo muitas vezes ao longo de todos os meses de preparação (9 meses), sempre que alguma coisa era escolhida definitivamente, ficávamos muito felizes, tendo a certeza que a escolha seria a perfeita. Mas foi no próprio dia do casamento, que ao longo do dia sentimos que tudo estava a acontecer como tínhamos idealizado,  superando até, todas as nossas expectativas.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Tínhamos uma ideia muito vincada sobre o estilo de casamento, queríamos um casamento simples, elegante e muito descontraído. Ao longo dos meses de preparação foram sempre surgindo novas ideias, algumas fomos nós próprios a concretizar e para outras pedimos ajuda. Todos os pormenores pensados fizeram a diferença, tornado o dia ainda mais nosso. Fizemos uns Santo Antónios para todas as solteiras que não ficaram com o bouquet, as letras da pista, o nosso próprio photobooth. Deu-nos imenso gozo fazer e adoramos a reacção de todos os convidados. Contámos também com a ajuda da Amor e Lima, que tratou de todos os materiais gráficos e da Molde Design Weddings, que fez o livro de honra, o quadro para todos os convidados pintarem a sua impressão digital e a medalhinha que levei no meu bouquet.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Tudo foi fundamental e importante, queríamos que todos vivessem o dia com a mesma intensidade que nós, que houvesse alegria e boa disposição.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi aproveitar e desfrutar ao máximo aquele dia maravilhoso, depois de tanta preparação, foi, sem dúvida, o mais fácil e delicioso. O mais difícil foi a escolha da quinta, uma vez que queríamos mesmo casar em Setembro, tornou-se complicado conciliar uma data, mas não podíamos ter escolhido melhor, um lugar lindo e muito acolhedor.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Foram vários os picos sentimentais sentidos ao longo do dia, mas a cerimónia é, sem dúvida, o momento mais marcante. A escolhermos um, foi o discurso feito pelo noivo no final da missa, que sensibilizou muito os convidados, deixando uma lágrima nos olhos da noiva.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

E o pico de diversão?

O dia foi todo vivido em grande diversão, mas a nossa entrada na sala foi muito animada, sem ensaios, saiu na perfeição. Entrámos ao som da música dos Earth, Wind & Fire, September, passando por todas as mesas com um selfie stick conseguimos fazer um vídeo que ainda hoje não nos cansámos de ver. Não esquecendo também que fizemos o corte do bolo à porta da igreja, sempre acompanhados por uma banda de gaiteiros, contagiando todos os convidados pela música e animação.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Um pormenor especial…

Contratámos um empregado falso, que com o seu ar cómico, desajeitado e descontraído se mistura com os convidados e faz-se passar por um verdadeiro empregado, servindo para além de refeições e cocktails, muito humor. Com ele a festa foi garantida.

Outro pormenor especial, após a nossa primeira dança, troquei o meu vestido pelo vestido de noiva da minha mãe numa versão curta, fez todo o sentido e adorei poder vestir o mesmo vestido dela no dia do nosso casamento.

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não mudava nada, correu tudo como tínhamos planeado e na perfeição. Passou ftudo tão rapidamente…

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Casamento rústico em Alenquer

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Desfrutem todos os momentos, porque passa a voar. Não tenham medo de arriscar em fugir das regras e em ter um dia que seja à vossa imagem. Deleguem tarefas no dia, preocupem-se apenas em aproveitar a companhia daqueles de que mais gostam. É uma fase que deixa muitas saudades, por isso aproveitem tudo ao máximo.

 

E repetimos, agora em movimento, com o vídeo do Miguel Ribeiro Fernandes:

 


Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Amor e Lima e Molde Design Weddings;

local: Quinta das Rosas;

catering e decoração: Páteo Velho;

bolo dos noivos: pastéis de feijão regionais, da Pastelaria Serra da Vila em Torres Vedras;

fato do noivo e acessórios: Mister Man;

vestido de noiva e sapatos: vestido Pureza de Mello Breyner e sapatos Andiwonder;

maquilhagem: Kabuki make up by Rita Amorim;

cabelos: Lilia Costa;

bouquet: Amor e Lima;

ofertas aos convidados: saquinhos de linho com as inicias AF, feitos por uma costureira local de Torres Vedras com os típicos bolos de casamento da nossa região (bolo ferradura);

fotografia e vídeo: Miguel Ribeiro Fernandes;

luzes, som e Dj: Jukebox.

 

Marta Ramos

Um presente de Natal, por Kabuki Makeup by Rita Amorim

A Rita Amorim, da Kabuki Makeup, tem uma proposta muito engraçada e útil para resolverem algumas das prendas de Natal da vossa lista. Trata-se dos vales Workshop de Maquilhagem ao domicílio. É uma excelente ideia e tem uma grande vantagem – pode ser partilhada, já que os vales prevêem duas opções: um workshop a solo ou então a dois.

O rosto é uma tela, mas há que ter muita atenção à sua anatomia. Há diferentes tipos de rostos e o seu desenho depende do formato da face e da estrutura maxilo-facial. Em Portugal os tipo de rosto mais comum são o quadrado, redondo e triângulo invertido. E sobre cada tipo de rosto há que aplicar correctamente as tonalidades de base, blush, iluminador, de forma a tirar partido, da melhor forma, das suas características naturais. –  Rita Amorim

E o que é que podem aprender nestes Workshops?

. a anatomia da sobrancelha e a sua importância, identificando o formato de cada rosto;
. pontos de luz e como potenciar o formato dos olhos com a maquilhagem;
. quais os tons adequados para conjugar sombras e os que favorecem a cor dos vossos olhos – a Roda da Cores;
. os passos certos para uma maquilhagem de sucesso;
. técnicas para aplicar corrector, base, batom, blush, eyeliner/lápis e sombras;
. saber realçar o melhor do vosso rosto ;
. make up natural de dia e make up de noite.

O Vale Presente Para Ti tem o valor de 40 euros e é válido para uma pessoa. Já o Vale Presente para Nós é válido para duas pessoas e tem o valor de 60 euros.

 

Voucher Kabuki Makeup by Rita Amorim

 

Para adquirir os Vales Presente, contactem a Rita Amorim pelo email kabuki.ritamorim@gmail.com. Deverão dizer quantos pretendem e de que modalidade (uma ou duas pessoas); indicar a morada para a qual querem que os vales sejam enviados, fazer o pagamento por transferência bancária e enviar à Kabuki o comprovativo também por email.

Os Vales Presente são enviados num envelope premium com uma nota explicativa do conteúdo e de como deve ser feita a marcação. O envelope, que por si já é o embrulho de oferta, segue via correio azul. Poderão ser utilizados até Abril de 2018, na área da Grande Lisboa.

Aproveitem para colocar todas as vossas questões à Rita, ela terá muito gosto em explicar-vos tudo e em esclarecer todas as vossas dúvidas. E aproveitem bem!

Já leram a entrevista que a Rita Amorim nos deu? Não percam a oportunidade de conhecerem-na melhor – e, claro, naveguem por todos os artigos que já publicámos com a assinatura Kabuki.

Marta Ramos

Wise words: a maquilhagem da noiva

Olhem-se ao espelho, bem de perto. Foquem-se no vosso rosto. É ele a estrela das nossas wise words de hoje, compostas com o contributo da Kabuki Makeup by Rita Amorim, em palavras e imagens. 
A maquilhagem da noiva é assunto sério e deve ser abordado com cuidado e com tempo. A nossa primeira recomendação é que escolham um profissional. As razões são várias e simples: é um dia muito longo, muito emotivo e com muitos beijos, abraços e algumas lágrimas. É um dia com muitos nervos e pouco tempo. São as imagens deste dia que vão ficar guardadas para sempre.
Razões muito razoáveis, verdade?
Acreditamos muito na ideia de que a maquilhagem nos dá uma versão polida, apurada, de nós próprios – isso de “dar um jeitinho” não existe e um resultado bonito, orgânico, confortável e duradouro só é proporcionado por quem sabe o que faz: resulta de formação específica, horas de prática, produtos de qualidade, um sorriso pronto, atitude positiva e uma calma e tranquilidade a toda a prova, capazes de acalmar os nervos da noiva mais sensível.

«Quando falamos de dias tão importantes, como a cerimónia de um casamento, tanto noiva, como as convidadas prestam uma atenção redobrada e primordial à sua pele e maquilhagem. Contudo, para não correrem qualquer tipo de risco, é essencial que recorram a profissionais na área. Não só porque é um factor de confiança no serviço e na qualidade dos produtos utilizados, como também haverá maior garantia da sua correcta aplicação, e isso irá favorecê-las tornando-as ainda mais bonitas.»

Acima de tudo, a minha primeira preocupação é perceber em que estado se encontra a pele da noiva e caso possamos melhorá-la até há data da cerimónia, iniciamos um tratamento aconselhado e dedicado caso a caso. – Rita Amorim

Os melhores profissionais serão sempre os primeiros a ser contratados, e mesmo sendo possível acomodar mais do que um cliente no mesmo dia, a antecedência será sempre uma boa companheira nesta aventura: com data marcada, e ideias principais em ordem, a procura da equipa de maquilhagem e cabelo acompanham a do vestido.

Vejamos quais as recomendações da Rita acerca deste processo:

«Muitas vezes as noivas, ao criarem o seu calendário para a organização do seu casamento, deixam a marcação de maquilhagem e/ou penteado para mais tarde, convencidas de que facilmente conseguem contratar profissionais destas áreas, mais perto da sua data de casamento. E podem ter sorte, mas nem sempre é assim. Idealmente, entre 9 a 12 meses de antecedência é sem dúvida o timming perfeito, mas há excepções e por vezes temos sempre horários nas marcações, possíveis de conciliar.

Contactar os profissionais e pedir orçamentos com mais antecedência só traz vantagens (pelo menos, comigo):

. analisar os diferentes valores propostos;
. questionar cada fornecedor acerca da sua experiência e formação;
. analisar o portefólio de trabalhos de cada profissional com tempo; 
. esclarecer possíveis detalhes ou dúvidas com várias maquilhadoras até tomar uma decisão;
. fazer uma escolha consciente, com calma, sem pressão, sem dúvidas e sem o receio de terem recorrido à única pessoa que estava disponível;
. iniciar um tratamento de pele e ver resultados, pedindo à maquilhadora ajuda ou algum aconselhamento.»

 

Peçam conselhos às amigas que já passaram pelo processo e consultem os sites da especialidade, como o Simplesmente Branco. A partir daqui, presumo que já conheçam de cor e salteado o nosso road map: façam uma selecção de cinco fornecedores e consultem três, sem esquecer de especificar a data, local (cidade e onde a noiva se vai arranjar), horas e para quantas pessoas será o serviço (pode incluir, ou não, a mãe da noiva, a madrinha, a irmã, as amigas, e até o noivo – em caso de dúvidas sobre este assunto, basta perguntar, um tapa olheiras ou um hidratante podem fazer uma diferença substancial!).

 

Maquilhagem da noiva

 

Maquilhagem da noiva

 

Maquilhagem da noiva

 

Feita a escolha final, marca-se um teste, que é muito importante. É o primeiro contacto com o profissional que estará convosco umas boas horas, no início do processo, quando os nervos estão em crescendo.

É a oportunidade ideal para conversar um pouco, conhecer gostos, ficar a par de ansiedades e trabalhar pormenores mais técnicos: tipo de rosto, tipo de pele, tipo de cabelo, corte, cuidados necessários.

«Há diferentes tipos de rostos e o seu desenho depende do formato da face e da estrutura maxilo-facial. Em Portugal os tipo de rosto mais comum são o quadrado, redondo e triângulo invertido. E sobre cada tipo de rosto há que aplicar correctamente as tonalidades de base, blush, iluminador, de forma a tirar partido, da melhor forma, das suas características naturaisRita Amorim
Vai falar-se de intimidades e delicadezas, de sonhos, de vestidos, de bouquets, da visão para o grande dia. Vão ser dados bons conselhos e instruções. Há espaço para experimentar e corrigir, e mostra-se (com garantias), o que será o resultado final.

«As tendências são importantes, mas não são de todo mandatórias. Estou e devo estar atenta às tendências (é imprescindível estar actualizada no mundo da maquilhagem, porque está em constante evolução), mas os factores decisores são o tom dos olhos, do cabelo e da pele, pois o equilíbrio e harmonia dos tons irão beneficiar o resultado final. Há que ter bom senso, não faz sentido sujeitar  uma noiva à tendência do momento, se isso não a favorece. As ideias servem como ponto de partida para uma boa conversa, cujo objectivo é elevar a beleza natural. É essencial que haja esta conversa, de forma sensata, saudável e frutuosa.

Ouvir e estar atenta às minhas clientes é fundamental para perceber os seus anseios. Saber interpretar o que pretendem requer este cuidado. Saber ouvir é fundamental. – Rita Amorim

Se a disponibilidade ou a distância não permitem este breve encontro, uma conversa séria e calma, com muitas perguntas e respostas, irá gerar a confiança necessária para que tudo corra como deve.
Portem-se bem e sigam as sugestões dadas, no que toca a cuidados de beleza: um bom produto faz magia, mas uma pele e um cabelo cuidados são a melhor matéria prima que se pode ter, o tempo para os tratar, cuidar e preparar pode ser muito relevante, com consequências visíveis no resultado e durabilidade da sua aplicação. Nas palavras da Rita:

«O aspecto mais desafiante, mas nem por isso difícil, é quando alguma noiva, logo no primeiro contacto, tem uma pele complicada a precisar de alguns cuidados. A solução é iniciarmos um tratamento ao longo dos meses que antecedem a data e aguardar o seu feedback e a satisfação ao ver que a pele responde com um aspecto mais saudável e equilibrada. Cuidar da pele é garantia de sucesso para uma maquilhagem magnífica no dia do casamento.»

Nas semanas anteriores, deliciem-se com um SPA integral num sítio com pinta (é meio caminho andado para se sentirem muito especiais, e é digno da ocasião): esfoliação corporal, limpeza de rosto, tratamento para o cabelo, tudo a que têm direito, seguindo as instruções dos vossos profissionais seleccionados. Mimem-se.
Nas vésperas, pés e mãos fecham o processo de beleza. Guardem tempo para uma massagem relaxante, fará diferença e é maravilhoso! Para fechar a lista, no dia, peçam à vossa melhor amiga que zele por vocês, relembrando, se for caso disso, para retocar o batom.

 

Relembramos a importância das sinergias bem sintonizadas: no dia, há vários profissionais a trabalhar em simultâneo, em espaços pequenos e muita emoção no ar. Recebam todas as partes, apresentem-nas, criem bom ambiente para que tudo flua e ninguém se atropele. Acertem os detalhes previamente, troquem horários, moradas, dicas de acesso e contactos entre as várias equipas. Tenham a vossa (fada) madrinha por perto (que poderá fazer as honras da casa), disponível, atenta e tranquila.

E, como na prova do vestido, mais do que três companhias durante os preparativos da noiva é uma multidão. Os profissionais precisam de estar concentrados – e vocês, de relaxar e dominar os nervos. Isolem-se numa divisão confortável e espaçosa da casa (ou do sítio escolhido para o efeito), escolham uma música simpática e gozem o momento. São vocês a estrela!

Susana Pinto

Casamento rústico na Quinta de Sant’Ana: Emily + Nuno

Um casamento rústico é sempre perfeito neste cenário de outono gentil e quentinho. A festa da Emily + Nuno, vindos de Londres para a Quinta de Santana, juntou uma mão cheia de fornecedores seleccionados do Simplesmente Branco e o resultado é, claro, impecável.

As fotografias são do Rui Gaiola, que assina como Golden Days Wedding Photography, a maquilhagem da noiva ficou por conta da Kabuki Makeup by Rita Amorim e o bouquet orgânico é a GreenPic’k.

Segue a festa, e uma ideia para pensar: o discurso, um hábito tão formalmente anglo-saxónico e emotivo, que nos passa ao lado a nós, calorosos latinos de gema. Uma curiosa contradição, que este casal de ambas as origens resolveu na perfeição, de forma memorável e muito especial!

Vamos espreitar?

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

When the answer was “yes!”, how did you imagine your day?

I saw Quinta de Sant’ Ana on Pinterest right around the time we got engaged, and knew right away it was the place. Wedding plans got put on hold for a year as we went backpacking around Asia, but as soon as we got home I contacted the venue and straight away booked it. We didn’t look at any other venues as I couldn’t imagine it taking place anywhere else. The lush green vineyards, vibrant yellow walls, white doves and endless wine were hard to beat – luckily Nuno agreed!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Did you feel prepared or was it a nerve-racking journey?

I was quite relaxed throughout the planning process. Ann and everyone was wonderful and made everything super easy. There was a lot of updating and sending back and fourth of excel spreadsheets, but it all came together smoothly.

 

At what point in the wedding planning did you feet, “this is for real”?

I always felt I was planning someone else’s wedding up until the night before, when all our friends and family arrived together in the beach town of Ericeira – where we decided to be based. We were lucky to have those who love us come from all over the world, so it was a surreal experience to finally see everyone’s faces all in one place!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you have any help?

We didn’t go into the planning with any specific vision, but the end result was better than we could have every imagined. So many people remarked that it was the best wedding they had every attended. From the celebratory chapel bells, wine tasting in the cellar, exceptional waiter service and beautiful organic floral arrangements, it was all a dream come true.

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

What was fundamental to you? And unimportant?

It was really important to me that everyone had a great time – so an open bar was necessary! Coming from two different cultures, there were some differences in expectations for the day – but the food and drinks were always priority for us both. We were not so worried about a particular colour scheme or theme and chose mostly neutral/natural tones to keep things clean and fresh. It was important for me to have soft candle lighting during the dinner, which the venue achieved well with interwoven greenery.

 

What was the easiest? And what was more difficult?

Deciding we wanted to get married in Portugal was definitely the easiest decision, as we couldn’t chance the London rain and you can’t beat the Portuguese sun! However, on the day, an unexpected heat wave and 40 degree temperature made the outside ceremony quite a challenge…!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

What was the sentimental peak of your day?

The speeches were undeniably the peak for me. It was the first moment I felt as though I was able to sit back, relax and take in the day. My father passed away when I was very young and my brother made an incredible speech in his place – acknowledging the fact that we had chosen to marry on father’s day. The Portuguese do not traditionally do speeches like we do in England, and as a surprise my brother did half of the speech in Portuguese. It was such an amazing moment that bridged the two cultures – everyone was crying, standing and clapping by the end!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

And the peak of fun?

I really loved the cake cutting. The fireworks and champagne really signified the start of the party!

 

Now that it has happened, would you change anything?

I would ensure to make more time for myself in the lead up to the day. It is so important to be relaxed and calm so you can really take everything in and remember it all. Our favours could have been better – we left it until the last minute, and although the tequilla bottles were a hit, due to the extreme heat all of the chocolate Portuguese tiles melted and turned into liquid!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Some words of advice for upcoming brides …

Don’t stress over the small details!! Someone gave this advice to me before the day, and having now gone through the experience I couldn’t agree more. The day flies by and you will hardly notice them – and neither will anyone else!

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Casamento rústico na Quinta de Sant'Ana

 

Our selected vendors:

 

invitations, graphic materials and favors: bride & groom;

venue, decor, catering and cake: Quinta de Sant’Ana;

groom apparel and accessories: Hugo Boss;

wedding dress and shoes:  dress by Vera Wang and shoes ASOS;

makeup: Kabuki Makeup by Rita Amorim;

hair: Kerry Forster, the bride’s aunt;

bouquet: GreenPic’k;

photography: Golden Days Wedding Photography;

cinematography: Bruno Costarelli;

lights, sound and Dj: Rui Franjas.

 

Save

Save

Marta Ramos

Real makeup, por Kabuki makeup by Rita Amorim

A Filipa Saleiro casou no dia 27 Maio e escolheu a Kabuki makeup by Rita Amorim para maquilhá-la no grande dia: «Sem dúvida a melhor maquilhadora que podia ter escolhido! Sempre preocupada com todos os pormenores, uma querida! Deixa-nos super à vontade, parecia que já nos conhecíamos há anos!
Desde pequenina que tenho problemas de pele e raramente coloco maquilhagem mas a Rita conseguiu fazer magia e dar um toque especial à minha pele no meu dia de casamento! Super leve, alegre e acreditem, a maquilhagem durou o dia todo, impecável! Além disso ainda maquilhou a minha mãe, sogra, madrinha e cunhada, que ficaram lindas, lindas, lindas! Só posso agradecer toda a sua dedicação!»

Quando recebemos este feedback tão positivo da Filipa, resolvemos pedir à Rita Amorim que nos contasse o seu lado da história – como se desenrolaram as coisas para chegar a um resultado tão perfeito:

«O primeiro contacto da Filipa Saleiro foi através de mensagem no Facebook. Contactou-me em Setembro de 2016, com casamento marcado para Maio de 2017. Perfeito, 9 meses de antecedência! Pode até parecer exagerado, mas garanto: não é.

Muitas vezes as noivas, ao criarem o seu calendário para a organização do seu casamento, deixam a marcação de maquilhagem e/ou penteado para mais tarde, convencidas de que facilmente conseguem contratar profissionais destas áreas, mais perto da sua data de casamento. E podem ter sorte, mas nem sempre é assim. Idealmente, entre 9 a 12 meses de antecedência é sem dúvida o timming perfeito, mas há excepções e por vezes temos sempre horários nas marcações, possíveis de conciliar.

Contactar os profissionais e pedir orçamentos com mais antecedência só traz vantagens (pelo menos, comigo):

. terão tempo de recorrer a vários pedidos de orçamento e analisar os diferentes orçamentos;
. terão tempo para perguntar sobre a formação da profissional;
. terão  para analisar o portefólio de trabalhos de cada profissional e escolher através das fotos, qual o género que mais se adequa aos seus gostos e personalidade;
. poderão manter contacto com todas as maquilhadoras contactadas, para esclarecer possíveis detalhes ou dúvidas;
. farão uma escolha consciente da sua decisão, com calma, sem pressão, sem dúvidas e sem o receio de terem recorrido à única pessoa que estava disponível;
. poderão iniciar um tratamento de pele e ver resultados, pedindo à maquilhadora ajuda ou algum aconselhamento (aproveitem, meninas!);
. ficam com um dos assuntos da organização do casamento resolvido e com menos uma tarefa por cumprir na longa lista. 

A Filipa foi exemplo disto e os 9 meses de antecedência permitiram-nos ter todo o tempo de que precisámos, sem qualquer pressão. O teste correu muito bem – até a sogra da Filipa quis fazer um teste por ter imenso receio de usar maquilhagem. O resultado de ambas deixou-as muito satisfeitas e para mim essa é sempre a maior alegria. 

Ouvir e estar atenta às minhas clientes é fundamental para perceber os seus anseios. Saber interpretar o que pretendem requer este cuidado. Saber ouvir é fundamental.

 

Vejam agora a Rita Amorim em acção, fotografada por Aguiam Wedding Photography:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Já leram a entrevista que a Rita Amorim nos deu? Não percam a oportunidade de conhecerem-na melhor – e, claro, naveguem por todos os artigos que já publicámos com a assinatura Kabuki.  E falem com a Rita, ela terá todo o prazer em vos esclarecer quaisquer dúvidas.