Created with Sketch.
Mónica Aragão

Silvestre sensacional, por Bouquet de Liz

O sensacional Convento de Sandelgas foi o palco do casamento da Ana + José e as magníficas criações florais da Bouquet de Liz, os adereços que sobressaíam a cada virar de esquina, a cada olhar, a cada sorriso, a cada movimento. As flores silvestres, com grande ênfase na serena alfazema e nas bagas campestres (sem esquecer as rosas românticas e os verdes selvagens), foram a mais pura das inspirações para a criação do bouquet e coroa da noiva, do boutonniere do noivo e até da mini-coroa para a menina das alianças… suspiro!

 

E depois foi avistar delicados pés de alfazema subtilmente à espreita aqui e ali – no espanta-espíritos ao ar livre, nos cestos das lembranças e até no delicioso bolo dos noivos!

 

menina das alianças sentada na cama com coroa de flores silvestres

 

noiva a segurar bouquet de flores silvestres por trás das costas

 

bouquet de noiva com flores silvestres pousado sobre poltrona vermelha

 

noiva sorridente a segurar bouquet de flores silvestres

 

boutonniere do noivo com flores silvestres

 

noiva a arranjar as flores silvestres do boutonniere do noivo

 

noiva com coroa de flores silvestres a tocar no rosto do noivo

 

noivos de costas a caminhar com bouquet de flores silvestres

 

pormenor do véu da noiva e coroa de flores silvestres

espanta-espíritos com alfazema e outras flores silvestres

 

bolo dos noivos com framboesas mirtilos e alfazema

Flores silvestres, perfumadas e vibrantes, casamento lindo e apaixonante…

 

As fotografias são da Lemonview e o fantástico design floral do nosso fornecedor seleccionado Bouquet de Liz, cujos contactos têm à vossa disposição na sua ficha de fornecedor.

 

Save

Susana Pinto

Ana Luísa + Ricardo, do Brasil com amor

E regressamos alegremente aos nossos casamentos bonitos das sextas-feiras!

O de hoje, é da Ana Luísa + Ricardo, e chegou-nos pelas mãos da Bouquet de Liz, que tratou dos convites, do bouquet e de toda a decoração floral.

Do Brasil, com amor, fica a festa da Ana Luís + Ricardo.

Para terminar a semana, estamos já na recta final de um total makeover aqui do site, e juntamente com o lado visual, iremos também mudar alguns conteúdos. Este será um deles, que terá um novo questionário e será mais apurado: esperem para ver, porque será bonito!

Até lá, um óptimo fim-de-semana!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

O pedido de casamento foi incrível porque em nenhum momento eu desconfiei que ele ia acontecer. Foi no dia 19 de Julho, o dia em que a felicidade tomou conta de nós. Na altura vivíamos no Brasil, e o Ricardo convidou-me para fazer um passeio a cavalo pela praia com um casal amigo. Como esse casal desmarcou no momento, nós fomos na mesma. Quando íamos a passear pela praia deserta às 8h da manhã de um domingo, o nosso guia sugeriu que parássemos e fossemos até ao topo da duna ver as vistas que eram muito bonitas. Assim fomos nós, de mão dada. Quando de chegámos ao topo, dou conta que temos um pequeno-almoço surpresa. No inicio achei que era surpresa da organização do passeio, a seguir pensei que fossem coisas deixadas por outras pessoas e só depois dei conta que era a manta do meu sofá…! Nesse momento gelei, a ansiedade tomou conta de mim, será que esta surpresa vinha com um anel…? A verdade é que veio com um anel maravilho e um pedido que me encheu o coração. Foi um momento muito mágico. Com a ajuda dos nossos amigos Kellen e Ricardo que não foram ao passeio para ajudar o Ricardo a preparar toda esta surpresa!

 

 

 

 

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Como estávamos a viver no Brasil, mas já tínhamos o regresso a Portugal marcado, decidimos que só iriamos tratar do casamento quando chegássemos. Começámos a tratar das coisas em Setembro, quando regressámos.

Começámos por definir o mês do casamento. Julho era sem dúvida o nosso mês para casar. Foi quando começámos a namorar e quando o pedido foi feito.

A prioridade seguinte foi decidir a igreja e o espaço da festa, para poder marcar o dia.

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Nunca quisemos ter um tema no casamento nem uma cor específica que se repetisse em tudo. Preferíamos um ambiente elegante e sofisticado, intemporal e sempre romântico.

Tivemos muito cuidado na escolha de tudo: as cores e espécies de flores, a marcação das mesas, os atoalhados e mobiliário, queríamos que tudo estivesse em sintonia.

 

O que era o mais importante para ti?

Demos bastante importância à escolha da quinta, do catering, da decoração e às pessoas que iam eternizar os momentos como o fotógrafo e o videógrafo.

 

 

 

 

E secundário?

Não houve nada secundário.

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No catering. Para nós era muito importante garantir que a comida servida seria de alta qualidade. Outro aspecto muito importante, foi o investimento em decoração no que toca aos detalhes e à criação de ambientes agradáveis.

 

 

 

 

Onde gastaste menos?

Os missais, os cones de arroz, os lenços de lágrimas de alegria, as argolas de guardanapos, as caixinhas de higiene que colocámos nas casas-de-banho, tudo foi criado e preparado por nós e por pessoas das nossas famílias, o que nos permitiu dar um toque pessoal e poupar algum dinheiro.

 

O que foi mais fácil?

Escolher a pessoa que nos iria ajudar a concretizar os ambientes que queríamos criar. Os detalhes que vimos no trabalho da Bouquet de Liz e a sua paixão pelo pormenor fez com que não tivéssemos dúvidas de quem queríamos ao nosso lado.

 

 

 

 

 

O que foi mais difícil?

Uma escolha muito difícil foi a quinta. Queríamos uma quinta com alma, com um jardim encantador e uma sala com personalidade. Visitámos cerca de 20 espaços e, por incrível que pareça, escolhemos o primeiro que vimos.

 

O que te deu mais prazer criar?

Como sou designer de interiores, certamente todas a opções que fizemos no que toca à decoração. Foi muito prazeroso definir as decorações na igreja e na quinta. Os convites foi outro ponto que amámos, pois ficaram exatamente como nós queríamos.

 

 

 

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

É a nossa cara, foi exatamente o que nós queríamos! A única cedência que fizemos, foi na pista de led que realmente tivemos de abdicar, porque tudo o resto foi como sonhámos.

 

Um pormenor especial?

Somos pessoas de detalhes, por isso tivemos muitos pormenores no nosso casamento. Os lenços das lágrimas de alegria que oferecemos na entrada da igreja tinham renda que foi feita pela minha avó. O bouquet tinha duas medalhas com as fotografias dos meus avós. O vinho tinto do casamento e o azeite das lembranças são produção dos avós do Ricardo. Além disso colocámos uma mesa na sala do copo de água com as fotos do casamento dos nossos pais e dos nossos avós.

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

A única coisa mais difícil de coordenar durante o dia, foi a sequência durante o copo de água, tendo algumas coisas sido atrasadas e não realizadas com a ordem que tínhamos pensado. Por isso, e vendo agora, teria sido bastante útil termos contratado uma cerimonialista durante o copo de água, uma vez que durante a cerimónia na igreja tivemos uma pessoa a ajudar-nos.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

Para os noivos com muitos convidados, como foi no nosso caso, aconselhamos que deixem bastante tempo de intervalo entre as várias etapas do dia do casamento, de forma a conseguirem recuperar eventuais atrasos. Outro ponto importante em casamentos com muitos convidados é terem uma pessoa a ajudar na distribuição das ofertas.

 

 

Os nossos fornecedores:

 

convites, materiais gráficos, flores e decoração: Bouquet de Liz;

local: Quinta da Memória;

catering: Encontrus;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido Rosa Clará, sapatos Unisa;

maquilhagem e cabelos: cabelo: Sónia Pereira; maquilhagem: Catarina Ferreira;

ofertas aos convidados: havaianas, Bia Rasteirinhas; Garrafa de azeite feito pelos noivos e espetadas de gomas, Entresorrisos;

fotografia: José Raposo;

vídeo: 2 Play+;

Dj: Raul Lemos Saxofonista: Gabriel Neves;

animação: EntreSorrisos.

 

Save

Mónica Aragão

Bouquet de Liz, um fornecedor Simplesmente Branco

A Maria do Rosário Pinho herdou da mãe o amor às flores, e com ela aprendeu as técnicas da arte floral. Hoje, juntamente com o marido, lidera uma equipa que presta uma ampla variedade de serviços, que inclui concepção gráfica, iluminação e concepção integral de eventos: a Bouquet de Liz.

 

Para a Bouquet de Liz, uma festa memorável é a soma de todos os detalhes depositados em cada pormenor, feitos com todo o seu saber: não têm preferências de estilo nem impõem um gosto pessoal. O que concretizam resulta do diálogo com cada um dos seus clientes. Mais do que um trabalho apenas, o resultado é a sua paixão.

 

Bouquet de Liz é fornecedor seleccionado Simplesmente Branco. Pode encontrar mais informação e os contactos detalhados da Maria do Rosário na sua ficha de fornecedor, arquivada em Decoração e Flores.

 

Mónica Aragão

Amor ao ar livre, por Bouquet de Liz

Romanticamente rústica e pintada de verde esperança, branco puro e azul serenidade, tudo nesta festa foi pensado ao pormenor pela Bouquet de Liz, que idealizou e concretizou uma celebração ao ar livre inesquecível. São tantos os pormenores que saltam à vista: a cerimónia campestre, o lustre rodeado de tulipas, a troca de pulseiras em vez de alianças, a mesa rústica à luz de vela, o bonito bolo, as lembranças carinhosas, a pista de dança estilo arraial a iluminar a noite e os corações…

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O amor esteve e está definitivamente no ar…

 

Local: Quinta S. José

Styling, Decoração e Design Gráfico: Bouquet de Liz

Fotografia: Yes Photography

Jóias: Baião & Baião Jewellery

 

Mónica Aragão

Vintage Affair, por Bouquet de Liz

Inspirada na casa Chanel, na irreverência de Karl Lagerfeld e na elegância que só o preto consegue transmitir, a Bouquet de Liz imaginou e produziu uma sessão onde o preto fosse o mote para um casamento com atitude e espírito vintage. O casal que deu vida a estes noivos irreverentes, gosta de piscar o olho à provocação, gosta de arriscar na vida e no amor… só assim faz sentido.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Afinal de contas, já Coco Chanel dizia: “Uma mulher precisa de apenas duas coisas na vida: um vestido preto e um homem que a ame.”

 

Styling: Rosário Pinho para Bouquet de Liz

Flores, acessórios e mobiliário: Bouquet de Liz
Fotografia: PC Fotógrafos
Cabelo & Maquilhagem: Sandra Braguez

Design Gráfico: Bouquet de Liz

Ela: Ana Gil
Camisa + Saia: Zara + Sahoco
Véu: Bouquet de Liz

Ele: Tiago Baião
Calça, Blazer + Laço: Zara
Camisa + Suspensórios: Massimo Dutti + Levis

Jóias:  Baião & Baião – Jewellery, Lda

 

 

Susana Pinto

Damos as boas-vindas: Bouquet de Liz

Hoje damos as boas-vindas à Bouquet de Liz.

A Maria do Rosário Pinho herdou da mãe o amor às flores, e com ela aprendeu as técnicas da arte floral. Hoje, juntamente com o marido, lidera uma equipa que presta uma ampla variedade de serviços, que inclui concepção gráfica, iluminação e concepção integral de eventos.

Para a Bouquet de Liz, uma festa memorável é soma de todos os detalhes depositados em cada pormenor, feitos com todo o seu saber: não têm preferências de estilo nem impõem um gosto pessoal. O que concretizam resulta do diálogo com cada um dos seus clientes.

Mais do que apenas um trabalho, o resultado é a sua paixão.

 

BoasVindas-BouquetdeLiz

 

Visitem o site da Bouquet de Liz para conhecerem melhor o seu bonito trabalho. Sigam a página de Facebook, o Instagram e o Pinterest. Para todos os detalhes e contactos, consultem a ficha de fornecedor.

 

Bem-vindo ao Simplesmente Branco, Bouquet de Liz!

 

Susana Pinto

Vanessa+David, uma festa feita de luz e elegância

Fechamos o verão de S. Martinho e damos as boas vindas ao inverno que se instala no fim de semana. Para que não haja sequer um relance de desconsolo, trazemos hoje a festa da Vanessa + David, fotografada gloriosamente pela Matilde Alçada.

Foi em Coimbra, no Palácio de São Marcos e estreamos a presença de um novo fornecedor, a talentosa equipa Bouquet de Liz.

Ora venham comnnosco!

 

 

 

 

VD-143

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Não houve um pedido oficial de casamento. O David e eu namoramos desde os 18 anos e após algumas conversas onde refletimos sobre a possibilidade de casar, tomámos essa decisão durante uma viagem a Nova Iorque, em Setembro de 2014. O anel de noivado surgiu 2 meses depois.

A decisão de casar foi muito bem recebida por todos.

 

 

 

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Começámos a organizar o casamento com cerca de 10 meses de antecedência.

Tentámos definir primeiro o local e depois daí os restantes fornecedores.

Pensámos no Palácio de São Marcos, que fica a cerca e 20 minutos de Coimbra e marcámos uma visita. Ficou logo decidido nesse dia.

Durante a preparação do casamento fizemos uma webpage de apoio aos convidados e íamos tratando da lua de mel para desanuviar. Frequentámos eventos para casamentos e íamos vendo ideias para o nosso casamento por toda a web. Apenas a decoração e o vídeo ficaram para o último mês. Correram ambas muito bem, mas desaconselhamos totalmente deixar estas questões para tão perto do grande dia, pois a ansiedade tende a aumentar.

 

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

Tendo em conta o local e o nosso gosto, quisemos criar um ambiente simples, delicado e com um toque clássico. Para além de termos uma ideia em traços gerais do que queríamos, acima de tudo sabíamos muito bem o que não queríamos. Por exemplo, não quisemos ter um tema específico para o casamento, mas tivemos um monograma desenhado pela Tia Isabel com uma guitarra de fado de Coimbra, que simboliza a serenata que o David me fez quando começámos a namorar, há 10 anos. Este monograma esteve presente em quase todos os detalhes que criámos.

 

VD-351

 

 

 

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Quisemos dar um toque pessoal à nossa festa, e inovar e apresentar surpresas aos nossos convidados ao longo do dia. Por conseguinte, houve muito trabalho manual.

Fizemos muitas compras no eBay e quase tudo foi personalizado por nós. Desde os leques para as senhoras, as bolinhas de sabão à saída da igreja, os cones para as pétalas, os acessórios de photobooth, os chinelos de dança…

Foram muito dias a fazer recortes, lacinhos, carimbos…

Os convites, missais, ementas e cartões de agradecimento foram todos idealizados por nós, com a ajuda da Tia Isabel.

 

Tiveste ajuda?
Muita e foi fundamental. As damas de honor, em especial as minhas primas, as tias e os pais foram incansáveis. Ajudaram não só na tomada de algumas decisões, como a tornar realidade diversos conceitos que idealizámos para o nosso dia.

 

 

 

 

O que era o mais importante para ti?

Ter as pessoas mais significativas comigo e proporcionar-lhes um dia fantástico.

 

E secundário?

Os presentes para os convidados.

Decidimos ter apenas pequenos pormenores ao longo do dia, como os leques para as senhoras antes de entrarem na igreja, a Polaroid para tirarem fotografias que podiam colocar no nosso álbum e deixar uma mensagem ou levar para casa como recordação. E os chinelos de dança. Eram pequenas coisas, mas não encaradas como uma lembrança no sentido que habitualmente é atribuído.

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

No espaço e no catering.

 

Onde gastaste menos?

Na maquilhadora porque é uma grande amiga, além de excelente profissional!

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil?

Decidir o local, sem dúvida.

 

O que foi mais difícil?

A decoração. Eram muitas opiniões…

Foi escolhida com menos de um mês e não me arrependo absolutamente nada. Estava tudo perfeito!

 

 

 

 

 

O que te deu mais prazer criar?

Os pequenos pormenores. Deram muito trabalho mas, na minha opinião, marcaram a diferença.

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

O casamento foi a nossa cara. Tivemos o cuidado de estar os dois envolvidos em todas as decisões e a nossa prioridade foi proporcionar uma festa que nos fizesse felizes para recordar este dia para sempre, e ao mesmo tempo agradasse aos nossos convidados. Logicamente, com o apertar do tempo tivemos de fazer cedências. Não só porque inicialmente tínhamos demasiadas ideias para o dia e foi necessário descartar algumas com o tempo, como também tivemos de ceder em algumas questões por influência da família.

 

 

 

 

 

Um pormenor especial?

A dança surpresa com as damas de honor.

Era muito complicado conseguirmo-nos encontrar as 7 ao mesmo tempo, com uma delas a viver em Londres, mas adorei os ensaios e o resultado final!

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

Eu queria começar a cerimónia às 15h mas acabou por ser às 16h. Se fosse agora, tendo em conta que foi no final de Setembro, tinha insistido para começar mesmo uma hora mais cedo para termos mais tempo com luz nos fantásticos jardins do Palácio.

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

São muitas pessoas a quererem dar opinião. Não dá para agradar a todos, por isso não se deixem influenciar. O dia é vosso!

 

Os nossos fornecedores:

 

convites e materiais gráficos: feitos por nós, com a ajuda de uma tia

decoração e bouquet: Bouquet de Liz

local: Palácio de São Marcos

catering e bolo dos noivos: Encontrus

fato do noivo e acessórios: Purificacion Garcia

vestido de noiva e acessórios: vestido Pronovias, sapatos Michael Kors

maquilhagem: FaceStudio Coimbra

cabelos: cabeleireira local, a de sempre

fotografia: Matilde Alçada

video: Freemotion

luzes, som e Dj: DJ Chico