Simplesmente Branco 

1 Comentário

Maria + Bruno, emoção muito à flor da pele!

Hoje trazemos a emocionante festa da Maria + Bruno, em Óbidos: um luxo de selecção, pois foram escolhidos para os acompanhar neste dia, o Pedro Vilela, nas fotografias, a Jukebox, na pista de dança, a In|Love Unique Weddings, nos convites e detalhes, Vintage Cake Company, no bolo, Sandra Senra na maquilhagem e The Emotion Wedding Films, no video.

E se foi uma selecção de sucesso, eu recebi o mais doce dos emails, enviado pela Maria, a contar-me como tinha sido um dia fantástico.

 

Belo!

 

 

 

 

Como foi o teu pedido de casamento?

Na cidade mais romântica do mundo: Paris, mesmo em frente à Torre Eiffel! Sempre lhe disse que quando me pedisse em casamento teria que ser ali! Disse-o a brincar mas ele levou aquilo a sério! O Bruno trazia o anel na bolsa do telemóvel, tirou o anel, ajoelhou-se, fez a pergunta mágica, e a resposta já sabemos qual foi. Foi emocionante e muito bonito.

 

Como te organizaste? Por onde começaste, com que antecedência?

Começámos mais ou menos um ano antes a procurar o local do casamento e isso foi o que nos tomou mais tempo e foi a escolha mais difícil. O facto de estarmos longe, também dificultou o processo, o Bruno estava em Munique, ia vendo as hipóteses na internet e eu, que estava em Portugal, ia fazendo as visitas. Depois de termos o local, contratámos o fotógrafo, que para nós era um dos elementos mais importantes no dia. Depois fomos contratando os outros fornecedores, com a ajuda do Simplesmente Branco, tendo em conta o que já sabíamos que queríamos para o dia.

 

 

 

 

Que ambiente quiseste criar? Como o fizeste?

O nosso tema era óbvio. Eu e o Bruno estamos juntos há 10 anos (com alguns desencontros pelo meio, porque a distância não é fácil), e 9 deles foram passados distantes um do outro, por isso os nossos encontros foram acontecendo por esse mundo fora. Assim, no nosso casamento queríamos retratar isso. E todo o casamento foi em torno das viagens e das cidades que visitámos juntos. A este tema procurámos associar um estilo ‘vintage’. Esses foram os elementos comuns de tudo: desde os convites, que eram uma passagem de avião, com um envelope ‘antigo’ com o contorno azul e vermelho que víamos antigamente e um mapa-mundo com as cidades que visitámos assinaladas; até ao sitting plan, que simulava um painel de partidas de um aeroporto, onde cada mesa era uma cidade de destino, e até ao bolo, que era uma mala de viagem e tinha uma torre Eiffel. Portanto, o dia do nosso casamento foi uma linda viagem pelo mundo.

 

 

 

 

A opção “feito por ti” surgiu porquê?

Nós sempre soubemos muito bem o que queríamos, tínhamos as ideias, só tínhamos de saber concretizá-las. E sempre que pensámos no dia do nosso casamento, pensámos num dia feito por nós e para nós. Por isso quisemos que tudo passasse por nós e que todas as escolhas refletissem o que queríamos que fosse o nosso dia. Foi também por isso que criámos o site do nosso casamento, com a nossa história, com os pormenores do dia, para que as pessoas pudessem saber mais sobre nós e sobre o dia, e que pudessem também partilhar o que quisessem. Aliás, esse site continua a ser atualizado, com fotografias da lua-de-mel, do casamento, dos convidados.

 

Tiveste ajuda?

Tivemos muitas ajudas. Os nossos pais estiveram sempre disponíveis para tudo. E a nossa maior ajuda foi a minha sogra. A Teresa foi a responsável por quase todos os pormenores decorativos que tivemos no casamento. Nós tínhamos a ideia e a Teresa concretizava. Ela foi incansável até ao dia do casamento! Claro que também comprámos muita coisa. Passámos um ano inteiro a comprar adereços decorativos, almofadas, quadros, velas, tudo o que pudesse funcionar bem naquele dia … até comprámos a mala de cartão com que estávamos a sonhar desde o início, em Paris, quando lá fomos em Maio. A Inês e a Rita, da In | Love Unique Weddings foram também uma ajuda preciosa na concretização dos convites, do photobooth, do sitting plan e de pequenos pormenores gráficos. Na escolha e concretização do vestido, a minha querida Maria Inês e a Bárbara Garrido (de O comité do vestido) foram essenciais e ajudaram-me a criar o meu vestido de sonho.

 

 

 

 

 

O que era o mais importante para ti?

Para nós, a decoração foi uma aposta muito forte e na qual gastámos muito tempo. Queríamos recriar a nossa história e queríamos que todos os pormenores contassem um bocadinho dessa história. A fotografia era também um dos elementos mais importantes no casamento. Queríamos também que a fotografia contasse a história daquele dia de um modo espontâneo, descontraído e feliz. E conseguimos!

 

E secundário?

Acho que não houve nada secundário. Todas as escolhas, todos os fornecedores, todos os pormenores de decoração, o sítio, tudo foi pensado até mais ao pequeno pormenor. Foi muito cansativo, mas muito emocionante criar aquele dia.

 

 

 

 

Onde gastaste mais dinheiro?

O mais caro foi o local. Gastámos também bastante dinheiro na decoração, que ficou totalmente à nossa responsabilidade … as pequenas coisas somaram uma quantia grande, maior do que pensámos inicialmente. Mas também fizemos muita coisa, ou melhor, a Teresa fez e nós, juntamente com os meus pais, ajudámos! Serrámos madeira para fazer placas, fomos ao rio buscar pedras para colocar nos cubos que estavam nos centros de mesa, fomos à floresta apanhar paus e troncos, reciclámos, aproveitámos tudo o que tínhamos e que podia servir para o dia! Depois também investimos muito na fotografia, no vídeo e em todo o trabalho de produção gráfica.

 

Onde gastaste menos?

No fato do noivo e no vestido da noiva! O Bruno conseguiu um fato muito bonito e uns sapatos estonteantes a um preço muito simpático. O meu vestido, tendo sido feito à medida, ficou mais económico do que um vestido comprado em loja. E o mesmo se passou com os sapatos. E nunca equacionei comprar um vestido numa loja. Tinha uma ideia muito clara do que queria, e por isso só precisava das pessoas certas para me ajudarem a concretizar essa ideia! E é um processo muito intenso, no que isso pode ter de bom e de mau! Há muito stress e suspense, mas é um processo criativo muito envolvente e, no final, compensador!

 

 

 

 

O que foi mais fácil?

Saber o que queríamos para o nosso dia. Estivemos sempre em sintonia, por isso foi muito fácil imaginar o nosso dia e o que precisávamos para que ele acontecesse.

 

O que foi mais difícil?

A escolha do local foi o mais difícil.

 

 

 

 

 

O que te deu mais prazer criar?

Todos os pormenores de decoração foram muito cansativos, mas também a melhor parte. Era muito bom andar nas lojas de decoração à procura de inspiração e das peças de que precisámos. E depois era mágico quando as ideias que estavam na cabeça se tornavam reais!

 

O casamento que planeaste, é a vossa cara, ou foste fazendo cedências pelo caminho?

O casamento foi a nossa cara e contou a nossa história. Felizmente, conseguimos que tudo o que imaginámos naquele dia fosse possível. Tivemos muita sorte em ter as pessoas certas ao nosso lado para nos ajudarem nesse processo!

 

 

 

 

 

Um pormenor especial?

Toda a cerimónia… com uma amiga especial como ‘celebrante’, com a Mel (a minha cadela) como ‘menina das alianças’, com a troca dos votos, a leitura dos poemas pelos padrinhos e a cerimónia da areia.

 

Agora que já aconteceu, mudavas alguma coisa?

No dia seguinte, falámos sobre isso, e ambos dissemos o mesmo: devíamos ter estado mais tempo com as pessoas! Devíamos ter aproveitado mais as pessoas que estavam ali connosco. Podíamos ter aproveitado mais alguns momentos que preparámos com os convidados! Na festa do nosso primeiro aniversário de casamento vamos colmatar as falhas!

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas?

São as palavras comuns, mas são as que realmente importam: aproveitem o dia, os momentos, as pessoas, porque aquele dia passa a voar! E façam com o que o vosso casamento conte a vossa história. Não escolham isto ou aquilo porque está na moda, ou porque fica bem, escolham porque diz alguma coisa sobre vocês! E depois, claro, o Simplesmente Branco passa a ser 0 vosso melhor amigo, dando-vos inspiração, ideias e os melhores fornecedores!

 

 

Os nossos fornecedores:

convites e materiais gráficos: In|love Unique Moments

local e catering: Hotel Vila d’Óbidos

bolo: Vintage Cake Company

fato do noivo e acessórios: Mundo dos Fatos, sapatos Eureka

vestido de noiva e sapatos: Maria Inês e Bárbara Garrido, de O Comité do vestido), sapatos Atelier Fátima Alves e acessórios Pedra Dura

cabelos e maquilhagem: Mood4Makeup by Sandra Senra

flores: Pequeno Jardim (Chiado)

ofertas aos convidados: feitas por nós

fotografia: Pedro Vilela

vídeo: The Emotion Wedding Films

Luzes, som e DJ: Jukebox

 

0 Comentários

Papéis bonitos

Este fim de semana, no dia 25 de Outubro, para as bandas de Sintra, em Colares, é a primeira edição do Paper & Crafts. Mais do que um simples mercado, o Coolares Paper & Crafts é um espaço de animação e de troca de experiências, onde o design, o estacionário, a ilustração, o origami e o mundo do papel se fundem num ambiente jovem e familiar, ideal para passar um dia de Outono muito cool.

 

 

Organizado pela Ana Coelho Duarte, do Save The Date, e a Rita Sevilha, do blog Clementina, o Coolares Paper & Crafts apresenta-se como uma experiência, onde os visitantes poderão conhecer algumas das melhores e mais originais marcas nacionais de design, aprender num dos workshops que terão o papel e as artes manuais como temas principais, escolher os convites para o próximo evento da família ou descobrir o mundo fantástico do papel nas suas mais diferentes formas e feitios. A tudo isso, juntam ainda um ambiente jovem e familiar, algumas iguarias gastronómicas, música, animação e a paisagem linda da serra de Sintra.

 

Papéis, design, estacionário, ilustrações, notebooks, agendas e origamis são alguns dos produtos que podem ainda encontrar por lá.

E quem lá vai estar é a doce Susana Almeida, com o seu lindo projecto «Feliz é quem diz», de quem gostamos tanto e com quem temos sempre encontros felizes.

 

10

 

16

 

Não deixem de ir, até porque também a simpática Rita Rodrigues, da deliciosa e sempre muito bem recheada loja online, Made in paper, vai lá estar: washi tape, etiquetas, carimbos, sacos e saquinhos, baker’s twine de fabrico nacional, e todo um universo de artigos de papelaria apetecíveis e cobiçáveis!

 

 

 

0 Comentários

Um casamento em ponto de Caramelo

Caramelo traz-nos hoje um casamento com a sua marca de uma ponta à outra. Conta-nos a Liliana:

 

«A Joana e o Hugo chegaram até nós com imagens românticas, delicadas, enternecedoras. A juventude e frescura deste casal é proporcional ao seu sentido estético, por isso foi muito fácil chegar ao lugar onde moram os sonhos dos dois (em um).

A Caramelo assina todo o material gráfico e também o vídeo do dia mágico deste conto de encantar!»

 

 

 

 

 

 

0 Comentários

Quinta da Quintã, um fornecedor Simplesmente Branco

Com localização privilegiada entre Porto e Santa Maria da Feira, a Quinta da Quintã oferece à realização de eventos um espaço elegante e versátil, aliado à prestação de um leque de serviços seleccionados. Uma equipa que promove um acompanhamento positivo, pontuando com ideias frescas e originais o planeamento de cada evento, irá certamente contribuir para personalizar todos os detalhes da vossa festa.

Para saber mais sobre este belo espaço, o que por lá se faz e como se faz, façam-lhes uma visita.

 

Afinal, aqui é um lugar onde as histórias começam…

 

Quinta da Quinta_SBaprova

 

Para conhecer melhor os serviços prestados pela Quinta da Quintã, basta falar com o João Carvalho de Almeida, por email, ou ligando para +351 227 647 131 ou +351 939 740 605.

 

A Quinta da Quintã é fornecedor seleccionado Simplesmente Branco. Para mais detalhes, consultem a ficha de fornecedor, arquivada em Catering, Decoração e Espaços.

 

0 Comentários

Acessórios populares

Depois de uma voltinha pela Asos, parece que as tiaras e acessórios de cabeça/cabelo são tendência da estação.

Escolhi estes, delicados e moderninhos, não são bonitos?

 

 

 

 

1. travessão, por 50 euros; 2. bandelete elástica, por 21,43 euros; 3. bandelete de cristais, por 17,14 euros; 4. travessão de cristais, por 17,14 euros; 5. bandelete, 7,14 euros e 6. gancho, por 11,43 euros.

 

0 Comentários

Silhueta preciosa

Giro, não?

Nem só com diamantes se deixa uma miúda feliz, sabiam?


Visto aqui.