Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento no Areias do Seixo: Jamie + Brian

Nesta semana mais pausada, temos para vos mostrar um casamento no Areias do Seixo, fotografado por Hugo Coelho Fotografia, com video de Hugo Sousa Films e pista de dança por conta da Jukebox.

É o mais bonito dos dias de Jamie + Brian, vindos da Austrália com o seu grupo de amigos e família.

Há muitos pormenores que tornam este casamento épico e tão especial… Para mim, mostra a verdadeira essência de um destination wedding, onde o relevante é a presença das nossas pessoas e de todo esse amor, a experiência vivida durante três dias com todas essas pessoas, toda essa energia feliz e contagiante partilhada a tempo inteiro, focada, presente, o que lhes podemos proporcionar enquanto casal, como mensagem do que significam para nós, na nossa vida, e o que elas nos dão de volta, essa resposta de amor incondicional, generoso, autêntico.
A selecção de hoje mostra o dia anterior, esse início de festividades celebrado à volta de uma fogueira, com um fantástico pôr-do-sol, um churrasco e breves discursos por parte dos noivos. Não poderíamos deixar de fora este registo – quem não quer um dia assim?

O dia do casamento é simplesmente bonito. Há um vestido de noiva que me deixa a suspirar (tal como as capinhas das madrinhas, que adereço mais fantástico e cheio de estilo!), uma manhã passada a piscinar e com uns momentos de yoga, uma cerinónia feliz e fotografias a dois com a mais bonita luz do Atlântico. Há uma refeição num cenário perfeito, onde todas as palavras de amor convergem e tudo é emoção, e há uma festa até de manhã, com comida a preceito e pista de dança on fire

É isto.

Boa Páscoa!

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

When the answer was “yes!”, how did you imagine your day?

We got engaged in our hometown of Adelaide, Australia. We knew that we would go overseas to get married but as far as we knew the world was our oyster and it could have been anywhere!

 

Did you feel prepared or was it a nerve-racking journey?

We felt pretty prepared the whole way through. Because we were getting married overseas we just had to get ourselves and our outfits on the plane. We didn’t need to coordinate any decorations or little details and there was no set up for us to do before the ceremony so it meant that once the big jobs were ticked off (such as organising the photographer, videographer, hair/makeup and DJ) there wasn’t much left to be done. Mostly we were just so excited for it to happen!

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

At what point of the wedding planning did you feel, “this is for real”?

When we skyped with and met our various vendors it really made us excited that it was actually happening!

 

Is the result true to the initial ideas or is it very different? Did you have any help?

This is a hard question to answer because when we started looking for a venue for our wedding we didn’t have any set ideas of what it would look like, we were really guided by just finding a venue that felt right. Once we found the website for Areias Do Seixo we knew straight away that it was where we’d get married! We knew that it was what we’d been searching for! The image of what our wedding would be really came to life once we’d decided on the venue. Areias Do Seixo were amazing with tailoring the three-day experience to be exactly what we wanted.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

What was fundamental to you? And unimportant?

The most important part for us was finding the right wedding venue that was as easy as possible for our guests. We wanted to find somewhere that we could have the ceremony as well as accommodation so that guests could just check in one day and not have to worry about transport or logistics for the 3 days they were there. It was important that we all got to be together and holiday together (as people were travelling across the world to attend) so we wanted the venue to be small enough that we could book the whole place out so that it was just us and our guests there.

Little details were unimportant to us. I didn’t feel like I needed a bouquet and would have been ok with absolutely no decorations. We just wanted a beautiful venue that spoke for itself. As it turned out Areias Do Seixo have a talented team of stylists who took the utmost care in curating picturesque and personalised ceremony and reception spaces. The overgrown, candlelit, fairyland greenhouse that they styled for our reception was breathtaking and beyond anything I could have imagined.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

What was easier? And what was more difficult?

Finding our various vendors was much easier than I thought it would be. I was worried to begin with that the language barrier would prove difficult when trying to find vendors but once I started searching there were so many options for photographers, videographers, hair and makeup and DJs whose websites were in English. The first person we locked in was our photographer Hugo Coelho. We knew he was exactly who we wanted when we saw his work and within 48 hours of first emailing him we’d skyped him, picked the package we were after and locked him in. It was a similar easy process with finding the rest of our vendors too.

The most difficult part of the process was navigating the Portuguese system to legalize our wedding.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

What was the sentimental peak of your day?

Waking up on the morning of the wedding day and having breakfast, doing yoga and hanging out with all of our friends and family was such a special and relaxed way to approach the day.

Walking down the aisle I had the most overwhelming sense of love for my husband to be and all of our friends and family, and I felt all of their love as they looked back at me. It was such a special moment for us where the reality of getting married really sunk in and there was nothing but joy and love in the air.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

And the peak of fun?

Dancing the night away with our friends until the early hours of the morning.

 

A special detail…

A big highlight for us and for many of our guests was the supper that they served at midnight. A staff member set up the barbeque and cooked strips of beef that the guests devoured with potato chips and hot chocolate. It was the exact sustenance needed the keep the party going for hours longer.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

Now that it has happened, would you change anything?

Not one thing! Planning from afar meant that we didn’t meet our vendors, visit the venue or try the menu until 2 weeks before the wedding when we arrived in Portugal. Because of this we had no expectations and it meant that the whole wedding completely exceeded anything we could have imagined.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografiav Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

Some words of advice for upcoming brides…

At the end of the day there’s only two key things needed to make the day perfect: that you get married and that you get to celebrate with your guests. Don’t sweat the small stuff on the day or in the lead up because when you know that nothing else truly matters you’ll never be let down and everything will be better than you could have imagined.

 

Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho FotografiaCasamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia  Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia Casamento Areias do Seixo: Hugo Coelho Fotografia

 

Our selected vendors:

 

stationary: Caroline Gliddon;

venue, catering, wedding cake, decor: Areias Do Seixo;

Groom apparel and accessories: Suit Supply suit, Ralph Lauren shirt, Meermin shoes and Rolex watch;

wedding dress and shoes: Alex Perry dress, Gucci shoes, Christie Nicolaides earrings, Cartier bracelet;

makeup and hair: Cati Beauty;

photography: Hugo Coelho Fotografia;

cinematography: Hugo Sousa Films;

lights, sound and Dj: Jukebox.

Marta Ramos

Lado B, por Diana Nobre

Hoje trago-vos o “lado B” de uma sessão protagonizada pela Cátia e pelo Miguel e fotografada pela Diana Nobreo lado A já mostrei aqui, quase precisamente há um mês:

Ao fim de 10 anos a fotografar, sinto cada vez mais vontade e liberdade para fazer arte. Quero que as minhas fotografias façam sentir algo, seja o que for, mas que façam sentir algo a quem as vê. Se nos transmite um sentimento, se nos leva para algum lado, é arte, e é nisso que me tenho focado. Cada vez mais. Em ser pura, genuína, verdadeira comigo mesma. É incrível como tudo parte de dentro e flui, simplesmente.

Sessão fotográfica por Diana NobreSessão fotográfica por Diana Nobre Sessão fotográfica por Diana Nobre Sessão fotográfica por Diana Nobre Sessão fotográfica por Diana NobreSessão fotográfica por Diana Nobre Sessão fotográfica por Diana NobreSessão fotográfica por Diana Nobre

Vejam também o lado A deste bonito dia no campo que, apesar de ter sido logisticamente desafiante, foi sobretudo descontraído, uma vez que todos os envolvidos estavam empenhados em divertir-se, em usufruir da liberdade criativa de estarem a criar algo de raiz, sem terem que cumprir expectativas de terceiros.

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado de Diana Nobre para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com ela,  contem-lhe as vossas ideias e aquilo que gostavam de ver imortalizado em imagens. Se há coisa de que a Diana gosta é de um bom desafio.

Marta Ramos

Uma festa memorável, com Rituais

Há casamentos com animação — e depois há festas memoráveis, com o equilíbrio exacto entre a emoção e a diversão, com momentos pensados para agradar a todos os convidados, com cor, com luz, com energia, com magia. Festas que nunca se esquecem e que deixam sempre um sorriso e uma sensação boa em quem as recorda.

A equipa Rituais sabe que o dia do vosso casamento é um daqueles dias que só acontecem uma vez na vida. Há já 15 anos que andam a transformar casamentos em festas inesquecíveis, e têm já uma sólida reputação pela qualidade e criatividade dos eventos que organizam. Os seus serviços abrangem todas as áreas do som, das luzes, da imagem e da animação: têm DJ e VJ, música para os diversos momentos, pistas de dança em vídeo LEDs, ecrã de LEDs, bandas e artistas, fadistas, karaoke, animadores diversos, caricaturistas, danças ao vivo, animações infantis, animações circenses, cómicos, mágicos, balões com LEDs… Enfim, aquilo que vos passar pela cabeça, a Rituais faz, acompanhando-vos passo a passo, para garantir resultados perfeitos.

Escolheram trabalhar na área dos casamentos porque sabem que este dia é único – e trabalham para que seja memorável. Orgulham- se de ser reconhecidos pela qualidade dos seus serviços e vão buscar inspiração aos valores da empresa, às parcerias, à equipa e a vocês, os seus nossos clientes.

 

Boas- vindas Rituais - animação para casamentos e DJRituais - Animação para casamentosRituais - animação para casamentos e DJ

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da Rituais para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho e toda a equipa. E falem com o Luís e o Pedro: eles estão à vossa espera para garantir que o dia do vosso casamento seja memorável.

Susana Pinto

À conversa com: Deambulando – fotografia de casamento

Aproveitamos o dia chuvoso para conversar de forma demorada com a dupla Deambulando, fotógrafos de casamento no Porto.

Sentamo-nos com a Elisa e o Paulo e ficamos a saber o que os trouxe até aqui, o que fizeram antes e porque gostam tanto de fotografar casamentos.

Estas são sempre as melhores conversas, descobrimos pequenos detalhes sobre as personalidades de cada um, o que os move, o que lhes interessa e como tudo isso soma  e se traduz no trabalho que fazem.

Vamos a isto?

Adoramos casamentos emotivos! Os abraços, os sorrisos, as lágrimas de alegria são para nós o mais bonito de uma festa em que se celebra o amor! Adoramos testemunhar casamentos cheios de emoções até porque nós normalmente nos emocionamos também por detrás das nossas câmaras!

 

Deambulando - Fotografia de Casamento Deambulando - Fotografia de Casamento

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O nosso percurso foi um pouco peculiar. A Elisa iniciou a sua actividade profissional numa área completamente distinta da fotografia, mas, entretanto, decidiu seguir o sonho, estudou fotografia e desde há quatro anos para cá que se dedica a 100% a fazer o que mais gosta. O Paulo estudou Som e Imagem na Universidade Católica e desde que iniciou a sua carreira que se dedica a esta área.

A Deambulando surgiu em 2015, inicialmente como um projeto pessoal, onde a Elisa expunha todo o seu trabalho de fotografia. Foi também nessa altura que começou a trabalhar para outros fotógrafos de casamento, maioritariamente como segunda fotógrafa. Com o crescimento da sua paixão pela fotografia de casamentos, decidiu dedicar a Deambulando exclusivamente a este tipo de fotografia.

Como já tínham vários projetos em comum, fez todo o sentido o Paulo juntar-se à equipa e acrescentar assim o serviço de vídeo.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Trabalhamos na área desde 2013. O que mais nos atrai na fotografia de casamentos é o facto de estarmos a marcar a vida das pessoas. Estamos a criar memórias que vão passar de geração em geração.

 

O vosso trabalho é feito a duas mãos. Como o definem e como construíram essa assinatura?

Nós trabalhamos sempre em conjunto, apesar de um fazer fotografia e o outro vídeo, tentamos sempre completar-nos um ao outro. Bebemos sempre das ideias um do outro e como já é hábito trabalharmos em conjunto, tudo flui muito naturalmente e muitas vezes nem precisamos de falar um com o outro para perceber o que vamos fazer a seguir.

 

Achas que o ponto de vista feminino, os detalhes que escolhes fotografar e como o fazes, a narrativa que constróis, é diferente das escolhas que o Paulo faz, do seu ponto de vista masculino? Como convergem?

Sim, sem dúvida, temos perspetivas muito diferentes. A Elisa é muito perfecionista e extremamente atenta ao detalhe no que se trata de pormenores. O Paulo é muito prático mas muito criativo e com ideias sempre frescas. Ajudamo-nos imenso um ao outro em todos os momentos e isso é evidente no resultado final.

 

Deambulando - Fotografia de Casamento Deambulando - Fotografia de Casamento Deambulando - Fotografia de Casamento

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

Adoramos cinema e este é uma grande fonte de inspiração para nós. Claro que alguns workshops e formações na área também nos ajudam muito.

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Viajar, viajar, viajar!!!

 

Do Norte para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais? É muito diferente sem dúvida. As culturas, os hábitos, as tradições, tudo é diferente de país para país, de cultura para cultura.

A diferença que assistimos de casamento para casamento é também aquilo que nos faz gostar tanto desta área. Todos eles trazem algo novo! Em cada casal aprendemos e conhecemos pessoas diferentes! É tão bom e inspirador!

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Tentamos conhecer os nossos noivos desde o primeiro contacto, gostamos de conversar, conhecê-los o melhor possível! A ligação que criamos com os noivos é para nós o mais importante para que tudo corra bem.

 

Deambulando - Fotografia de Casamento

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

Adoramos casamentos emotivos! Os abraços, os sorrisos, as lágrimas de alegria são para nós o mais bonito de uma festa em que se celebra o amor! Adoramos testemunhar casamentos cheios de emoções até porque nós normalmente nos emocionamos também por detrás das nossas câmaras!

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Nós vivemos estes dias de uma forma tão intensa, que é difícil destacar a melhor parte. Mas adoramos saber que estamos a criar memórias, sabemos que é uma responsabilidade enorme e esta é a parte mais desafiante mas o facto de sabermos que estamos a criar memórias que vão passar de geração em geração cria em nós um friozinho na barriga que nos faz ter motivação para continuar a fazer o nosso melhor!

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê.

Fotógrafo de casamento no Porto: Deambulando

Esta é uma fotografia que nos diz muito porque foi realizada no nosso primeiro ano de casamentos e foi a partir deste que muitos outros surgiram. Obrigada Joana a André!

 

 

Contactem a Elisa e o Paulo através da sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e entrem em contacto directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Marta Ramos

Aqui podemos ser tantas coisas – na Quinta da Quintã

No início de Fevereiro, a Quinta da Quintã acolheu o já habitual wedding weekend: dois dias de portas abertas para uma demonstração ao vivo do espaço mas também do trabalho do leque de fornecedores exclusivos da quinta. A anfitrião, Joana Coelho, aproveitou a oportunidade para dar asas à sua criatividade e ao seu bom gosto numa pequena sessão de inspiração, fotografada por João Almeida:
«A Quinta da Quintã é uma quinta que está na minha família há muitos anos. A quinta original foi totalmente restaurada e ampliada para acolher a realização de eventos, projeto encabeçado pela minha mãe durante os primeiros anos. A dada altura eu e o João, que vimos ambos de áreas criativas, fomos desafiados pelos meus pais a integrar a equipa, a trazermos eventualmente uma abordagem refrescante a um projeto grande, num mercado imenso e cada vez mais exigente. Na altura tínhamos um atelier de design e outros projetos paralelos, também relacionados com as nossas áreas de estudo – eu tenho formação em design nas Belas Artes e o João em marketing e publicidade.»

Aqui podemos ser tantas coisas, podemos desenhar, esculpir, ilustrar, criar, conhecer pessoas, inspirar, concretizar visões e sonhos, sempre no plano do Amor. E assim foi: viemos já há 11 anos e foi-nos impossível não ficar.

 

Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida Quinta da Quintã - Fotografia de João Almeida

 

Créditos:

 

espaço, styling e flores: Quinta da Quintã
fotografia: João Almeida Fotografia
vestido: Gio Rodrigues
maquilhagem e cabelo: Estefânia Genovese
modelo: Ana Jorge

 

Para saberem mais sobre este belo espaço, o que por lá se faz e como se faz, ACOMPANHEM OS NOSSOS POSTS acerca do trabalho sempre impecável da Quinta da Quintã.Save

Marta Ramos

Damos as boas-vindas: Butter Fly

As boas-vindas de hoje são dadas à Sandra Moreira e à sua Butter Fly!

 

A Sandra Moreira nasceu em França e a patisserie française encantou-a desde muito cedo. Acresce a essa fonte de inspiração uma mãe com mãos de fada que sempre partilhou consigo os segredos deste mundo maravilhoso de deslumbrar paladares. Licenciada em Enfermagem mas apaixonada pela pastelaria e pela arte, obteve certificação em Cake Design para consolidar os conhecimentos apreendidos ao longo de muitos anos e criou a Butter Fly, assente na produção artesanal e na qualidade e frescura dos ingredientes:

«Este é o nosso projecto de vida. Queremos com os nossos bolos proporcionar-vos uma experiência muito especial, estimulando todos os vossos sentidos. Para nós, todos os detalhes são importantes, desde a qualidade dos materiais à estação do ano. Digam-nos os vossos gostos pessoais, o que pretendem, e em conjunto criaremos uma peça única.»

A partir de agora, acompanhem também os nossos posts acerca do trabalho da Butter Fly.

 

Bolo dos noivos no Porto: Butter Fly Bolo dos noivos no Porto: Butter Fly Bolo dos noivos no Porto: Butter Fly

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Butter Fly para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com a Sandra: ela está à vossa espera para, convosco, criar uma obra de arte única, especial e, claro, deliciosa!

 

Sandra, bem-vinda ao Simplesmente Branco!

Susana Pinto

Casamento a dois no Alentejo: Inês + Bernardo

Fechamos esta semana com um casamento a dois no Alentejo, que é doce, doce.

É o mais bonito dos dias da Inês + Bernardo, captado pela Adriana Morais Photography. E que dia bonito e tão singular, este.

A Inês e o Bernardo escolheram casar sem convidados e sem confusão: apenas os dois, a conservadora do Registo Civil e a Adriana Morais a captar o dia e as memórias para mais tarde.

Não foi uma escolha impulsiva, mas uma decisão ponderada e muito apoiada pela família e amigos, o que é fantástico!

As imagens são belíssimas – a intimidade, o foco, os sorrisos, o toque-, e toda esta energia borbulhante é visível e contagiante.
Esta ideia de casar a dois pode ser muito doce e especial, verdade? A Inês + Bernardo estavam seguros disso e as imagens da Adriana Morais são a melhor prova deste grande plano.

Que dia bonito e que casal tão especial!

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Desejámos e imaginámos um dia perfeito a dois, só nós os dois. Podia ser um dia todo ao ar livre, em plena natureza, cheio de sorrisos e ataques de riso entre nós. Podia ser um dia de praia com o pôr-do-sol alentejano todo para nós. No fundo, queríamos apenas um dia de comemoração a dois, num espaço nosso, num tempo nosso e sem nada que nos pudesse distrair de nós.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

A decisão de casar sem convidados não é, nem foi, uma decisão fácil. Implica privarmos as pessoas de quem mais gostamos deste nosso momento, que poderia ser também um momento delas. Contudo em todo este caminho sentimos uma grande generosidade da família e amigos e, de uma forma muito bonita, recebemos muito amor nesta nossa decisão. Sentimo-nos por isso sempre muito preparados e muito apoiados, com o coração quente e cheio de gente. Os poucos nervos, que fomos sentido mais perto do dia, foram passageiros e acalmados com a serenidade de saber que seria apenas mais um dia de namoro, que tudo tinha para ser feliz.

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Em todas as fases fomos sempre sentindo que era realmente isto que (nos) fazia sentido. Um dia a dois é bem mais fácil de organizar. Estivemos no Alentejo um mês antes e escolhemos um sítio para ficar (Herdade do Reguenguinho), uma zona da Costa Alentejana para casar (Cabo Sardão) e a nossa praia (secreta!) para namorar à vontade. Tínhamos a certeza que teria que ser nestes sítios. Escolhemos ainda a nossa fotógrafa (Adriana Morais) para registar todos os momentos com este mesmo sentido de simplicidade e de verdade. Depois uns dias antes cada um escreveu os seus votos e este, sim, foi o momento! O momento em que, sentimos que era real, especial, importante e que era exactamente isto que queríamos para nós.

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

No fim, sentimos que tudo correu como imaginávamos. Felizmente, apesar de muito poucas coisas para tratar, tivemos toda a ajuda de amigos e familiares em algumas escolhas de pormenores (o vestido, o ramo, a camisa, o ambiente…). Engraçado como até as coisas mais simples requerem tanta decisão! Hoje, ao rever as nossas fotografias, todas tão bonitas, sabemos que não podíamos ter feito melhores escolhas em relação a tudo.

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Para nós, era fundamental que tudo neste dia tivesse a ver connosco e que estivéssemos os dois confortáveis e em sintonia. Tudo o resto: a excessiva preocupação com a imagem, com decorações, tradições, com os outros, tudo isso era completamente secundário para nós.

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

No geral foi tudo fácil: as decisões, as escolhas, o consenso. A única dificuldade foi apenas, no próprio dia, termos de tratar nós de toda a logística por sermos apenas os dois. De qualquer forma, até isso acabou por ser divertido!

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

O momento mais sentimental foi talvez logo o início, com a chegada da Adriana, a nossa fotógrafa, que trazia um colete de máquinas fotográficas e um sorriso de orelha a orelha. Foi aqui neste momento que olhámos um para o outro super nervosos, bebemos um copo de champanhe e pensámos “é agora!”. Depois ao som das nossas músicas e com uma vista incrível para a planície alentejana, vestimo-nos um ao outro e sentimos que o mundo inteiro estava prestes a começar naquele momento.

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

E o pico de diversão?

O pico de diversão foi a chegada à praia. Num areal deserto e com um sol maravilhoso, tomámos logo um banho de champanhe e acabou-se logo ali a maquilhagem e os cabelos lisos! Todos molhados e entre muitas fotos, fartámo-nos de rir e curtir o resto do dia sempre ao natural, com corridas na praia e mergulhos no mar até ao anoitecer.

 

Um pormenor especial…

O maior detalhe do nosso dia foi, sem dúvida, termos a Adriana ao nosso lado. Num momento tão nosso e tão íntimo a dois, fez toda a diferença termos ao nosso lado alguém com uma grande sensibilidade que não nos retira qualquer privacidade, mas sim, pelo contrário, que acrescenta. Que acrescenta carinho, alegria, diversão, ideias loucas, romantismo e, tal como nós, muita vontade de viver este dia por inteiro.

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Repetiríamos tudo, exactamente igual.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Pensar só em “nós os dois” é o maior segredo para um dia de casamento. Pensar o que somos, o que nos faz felizes, o que nos diverte, o que nos apaixona. Escolher tudo isto, sem nunca nos distrairmos de que isso é a única coisa que importa, é fundamental para que seja um dia feliz.

 

Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography Casamento a dois, na Costa Alentejana, por Adriana Morais Photography

 

Os fornecedores envolvidos:

 

local: Herdade do Reguenguinho

fotografia: Adriana Morais Photography