Created with Sketch.
Susana Pinto

Escapadinhas para uma lua-de-mel adiada

Neste ano de solavancos e imprevistos, é bem provável que alguns de vocês tenham posto a tão desejada viagem de lua-de-mel em suspenso até uma altura mais tranquila para retomar as grandes viagens.

 

Ora enquanto estamos neste compasso de espera, a I Go Travel sugere – e muito bem, um plano de escapadinhas de campo e praia. Uma bela ideia, não vos parece?

Se quiserem passear pelo campo, pelas serras, pelas lezírias, pelas praias ou por uma combinação de tudo isto, Portugal oferece de tudo um pouco e tem sítios muito especiais para vos receber.

 

Se são amantes da natureza e procuram sugestões de passeios ao ar livre,, todas as sugestões apontam para o norte de Portugal, mais especificamente para Ponte de Lima, com o fantástico Carmo’s Boutique Hotel. Intimista e elegante, este alojamento está estrategicamente localizado de forma a que possam partir à descoberta das tradições, do património cultural, da costa Atlântica, e da arquitectura da bela região do Porto e Norte de Portugal.

 

Carmo boutique Hotel Carmo boutique Hotel Carmo boutique Hotel

Rumamos a sul, e vamos até ao Alentejo, para a Herdade do Sobroso, nas margens do Alqueva. Rodeado da mais bonita paisagem alentejana e considerado um verdadeiro “retiro dos vinhos”, este alojamento tem tudo para proporcionar momentos inesquecíveis de prazer e descontracção.

Entre as diversas actividades, o safari fotográfico a dois vai permitir-vos descobrir a fauna e flora desta zona maravilhosa de Portugal. Se preferirem, um passeio a pé ou de bicicleta são também excelentes planos a dois para conhecer a herdade e contemplar as espetaculares paisagens alentejanas. E no Alentejo, come-se e bebe-se. Não percam a gastronomia tradicional e a renovada, das entradas até às sobremesas e partam à descoberta das novas propostas que têm aparecido neste território de que tanto gostamos.

 

Campo é muito bonito e tal, mas praia é que é a vossa cena?

Também temos sugestões: um fim-de-semana no Areias do Seixo, na zona oeste. Um lugar mágico a menos de uma hora de Lisboa, onde tudo foi escolhido de forma singular e com muito conforto. Aqui poderão desfrutar das coisas simples da vida, entre as dunas e a praia, e o aconchego de uma fogueira,.

 

Bem perto, em Santa Cruz, a I Go Travel sugere outro sítio fantástico para uma escapadinha a dois: Noah Surf Farm House, um lugar puro que celebra o mar. Criatividade, conforto, acolhimento e sustentabilidade são palavras de ordem num ambiente familiar e descontraído. É um lugar perfeito para escapar ao reboliço de todos os dias e partilhar momentos únicos e felizes. No restaurante da Noah Surf House cada prato é uma viagem que parte dos sabores mediterrânicos, passa pela Ásia e Médio-Oriente e regressa a Portugal: uma outra interpretação genial sloganvá para fora cá dentro“!

 

São indecisos e gostam mesmo de campo e praia? Também temos sugestões, claro!

Situado no coração do Parque Natural da Arrábida, o Hotel Casa Palmela fica na Quinta do Esteval, uma casa do século XVII. Serra da Arrábida de um lado, praias maravilhosas do outro, esta é uma combinação verdadeiramente ganhadora.

Sugerimos com entusiasmo um passeio pelo Sado para ver os golfinhos, meter a mão na massa e fazer pão de trigo no forno a lenha dos Moinhos Vivos ou simplesmente relaxar ao som das ondas do Portinho da Arrábida!

 

Hotel Casa Palmela Hotel Casa Palmela Praia de galapinhos

A I Go Travel tem ao vosso dispor os melhores alojamentos com as melhores ofertas para uma escapadinha romântica. O Natal está à porta, este pode ser um belo presente para a vossa cara metade ou até para os pais ou sogros, que bem merecem uns dias de descanso com vistas que enchem a alma.

Não deixem para a última da hora, com tempo encontramos as melhores ofertas e este ano devem ser ainda mais especiais!

 

Falem com a Andreia Augusto e ela vai planear-vos um fim-de-semana muito fantástico!

 

Susana Pinto

À conversa com: Lourenço Wedding Photography – fotografia de casamento

A conversa desta semana é com o João Lourenço, fotógrafo de casamento, que assina como Lourenço Wedding Photography.

Nestas imagens um sorriso contagiante, genuíno, muito feliz, está sempre presente É a fracção de segundo certa onde está fixado, para sempre, o amor palpável e contagiante que se vive no mais bonito dos dias. É esse o papel e a importância das fotografias e o que faz delas um assunto tão mágico.

Fiquem a conhecer melhor o trabalho de Lourenço Wedding Photography e, se gostarem, sentem-se também a conversar com o João. Vale sempre a pena!

 

Gosto de descrever a minha forma de trabalho como “emotional storytelling”. Penso que o casamento são as emoções, é definido por elas e, em última análise, são as emoções que dão sentido ao casamento. Como tal, o meu objectivo é contar a história do dia com base na captura dessas emoções e reacções.

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia

Conte-nos um pouco da sua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

Sempre fui um criativo, desde muito pequeno. Depois do desenho, a fotografia apareceu naturalmente e fiquei fascinado com as potencialidades. Na universidade estudei engenharia, o que me permitiu viajar por esse mundo fora em lazer e trabalho. A determinada altura, decidi comprar equipamento profissional para obter melhores resultados e comecei a dedicar-me à fotografia social e de viagem. Foi nessa altura que se deu o click de que podia fazer carreira na fotografia. Durante dois anos tentei conciliar a fotografia e a engenharia, até que tive que escolher uma área – a fotografia foi uma opção emocional e que nunca me arrependi de tomar. Hoje sinto que a fotografia me salvou de uma vida de escritório cinzenta e entediante!

 

Há quanto tempo fotografa? E porquê casamentos?

Profissionalmente, desde 2013. Gostava de fotografia social e de foto-reportagem, tinha também já fotografado o casamento de uns amigos, anos antes. Decidi experimentar a sério e adorei!

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vai buscar inspiração?

Precisamente à globalidade que nos rodeia. Inspira-me a forma como colegas fotógrafos de diferentes culturas captam as suas tradições de uma forma bonita e duradoura.

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia

Como construiu a sua assinatura, como a define?

Gosto de descrever a minha forma de trabalho como “emotional storytelling”. Penso que o casamento são as emoções, é definido por elas e, em última análise, são as emoções que dão sentido ao casamento. Como tal, o meu objectivo é contar a história do dia com base na captura dessas emoções e reacções.

 

Quando precisa de fazer reset, para onde olha, o que faz?

No dia-a-dia tento passar sempre um bocadinho de tempo com a família. Tenho uma filha pequena e quero passar o máximo de tempo possível com ela. Afasto-me de tudo o que tenha um ecrã e aprecio aqueles momentos únicos a três.

Também é importante para mim conseguir fazer, uma vez por ano, uma viagem que nunca tenha feito, com o objectivo de conhecer locais e culturas. Dá-me um prazer imenso a fotografia de viagem.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés-a-lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Gosto do tradicional casamento português e adoro casamentos de casais estrangeiros que se casam em Portugal. Gosto de variar, fotografar em locais novos e de ver cerimónias diferentes.

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia

Qual é o seu processo de trabalho, como acontece a ligação aos seus clientes?

A chave de uma reportagem íntima é um bom relacionamento com os casais que fotografo. Sou o primeiro a dizer-lhes que devem escolher o profissional com quem se dão melhor, porque isso se vai notar muito no resultado final. Também ofereço sempre uma sessão fotográfica de solteiros porque é a forma de passar tempo de qualidade com eles, é assim que me recebem no dia de casamento como um amigo.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gosta de fotografar?

De tudo um pouco, o importante é a química e cumplicidade do casal e dos amigos mais próximos. Já fotografei casamentos nacionais com muitos convidados e que adorei, assim como casamentos estrangeiros pequeninos que ficaram fantásticos. No entanto prefiro um pouco mais os casamentos pequenos e íntimos, em locais bonitos.

 

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte é sem dúvida fazer o que gosto – estar de máquina na mão, a “caçar” emoções. É quase um desporto e muitas vezes ao longo do dia penso que adoro o que faço. A parte mais desafiante é lidar com os diferentes tipos de clientes e gerir o negócio, é a parte escondida de ter negócio próprio que pode ser tão frustrante.

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia  Fotógrafo de casamento em Lisboa: Lourenço Fotografia

 

Os contactos detalhados de Lourenço Wedding Photography estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o João Lourenço directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Susana Pinto

Um casamento moderno e minimalista, cheio de pinta: King-Wey + Louis

Londres é uma cidade que está no meu coração, muito mais que Nova York.

Um pouco pela escala mais humana, certamente pelas livrarias e, provavelmente, por ter sido o destino da minha primeira viagem de avião. Nos idos anos noventa, na primeira de muitas visitas, corri os mercados, as lojas, os museus – tudo absolutamente novo e inspirador, ainda tão distante da globalização que conhecemos hoje!

 

O casamento moderno que vos trago hoje aconteceu nesta Londres cheia de novas vidas e dinâmicas, novos circuitos e spots interessantes que fervilham de criatividade.

 

King-Wey + Louis casaram no coração de Shoreditch, num centro comunitário com um salão maravilhoso, que serve a comunidade com inúmeros projectos bonitos. Escolheram uma cerimónia civil, muito relaxada,  totalmente alinhada com as suas personalidades, mesmo que não fosse essa a expectativa de alguns convidados.

 

A noiva é designer floral, por isso estas decorações florais suspensas têm um papel de destaque no espaço. Parece que saíram directamente de um bosque inglês e aterraram ali, a planar sobre a sala e a bordejar o corredor e o altar civil.

 

E vamos falar do vestido de noiva moderno, em rosa blush, com flores 3d e salpicos de cor aqui e ali…? Acompanhado de um par de ténis e de um bouquet de dálias vermelhas (as minhas favoritas!)…? How cool is that? Muito, muito cool!

 

Aliança de casamento moderna Bouquet de noiva com dálias vermelhas Convite de casamento minimalista Decoração floral suspensa Cerimónia com decoração floral suspensa Cerimónia civil moderna Cerimónia civil moderna Casamento moderno com cerimónia civil Bouquet de noiva com dálias vermelhas Casamento moderno minimalista Casamento moderno minimalista Vestido de noiva rosa blush Vestido de noiva rosa blush

Um pormenor muito curioso: se repararam na primeira imagem, as alianças dos noivos são totalmente distintas. Isto é um hábito muito anglo-saxónico, ao contrário de nós, que adquirimos sempre um “par” de alianças.

Deixem-me que vos diga que acho muita graça a esta ideia, que reflecte a personalidade individual de cada um no símbolo universal do casamento. Não temos que ter os mesmos gostos para nos definirmos como um par perfeito!

 

O que me dizem: alianças iguais, obviamente, ou há espaço para a individualidade neste compromisso a dois?

 

Fotografia de Jessica Williams, via Green Wedding Shoes.

Susana Pinto

Festas gulosas: as sobremesas de natal da Iguarias do Tempo

Este novo contexto de pandemia obrigou muitos de nós, com projectos ligados aos eventos e à restauração, a improvisar, repensar, redireccionar.

E foi isso mesmo que a Iguarias do Tempo, que combina catering e espaço (com a Quinta das Silveiras, na zona centro, perto de Leiria), fez.

 

Para esta época festiva, prepararam um catálogo de sobremesas de Natal clássicas com a sua interpretação moderna, que também podem ser recolhidas em Lisboa.

As coisas boas que há aqui, nem vale a pena esperar pelo Natal!

 

Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo

E deixo-vos esta boa ideia – se o Natal é à distância, e as vossas pessoas queridas não partilham a mesa convosco, encomendem uma destas sobremesas maravilhosas e mandem entregar aos pais, aos sogros, aos primos, padrinhos, aos amigos, ao chefe espectacular, à professora querida, aos profissionais de saúde que estão a trabalhar em contínuo nos hospitais, lares e outros locais difíceis.

 

Neste catálogo de sobremesas de Natal Iguarias do Tempo, há bolos de fatia, ricos e aromáticos, com frutos secos, fios de ovos, doce de gila, maçã e canela, há bolachinhas e compotas, sonhos e fatias douradas, há lampreia de ovos, pudim e tartes gulosas e bonitas. E há opções vegan, também, tudo é feito de forma artesanal.

E o packaging dos pequenos cabazes para as ofertas é lindo de morrer, e são encomendas que podem seguir por correio, com segurança e bom resultado!

 

Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo Sobremesas de Natal Iguarias do Tempo

Esta é a época para dar muito, para que outros possam receber um pouco. É o fim de um ano horrível, pesado, com uma luz lá ao fundo mas ainda um caminho longuíssimo para lá chegar. E de pequenas fatias fazemos um bolo inteiro!

Pensem nisto com gulodice e carinho, juntem umas palavras simples e bonitas ao cartão de Natal que pode ser incluído na vossa encomenda e preparem o vosso Natal à distância, com segurança e intenção. E se fecharmos os olhos, isto até podia ser um daqueles anúncios da época, que nos deixam comovidos e de coração quentinho.

 

Folheiem o catálogo completo das sobremesas de Natal Iguarias do Tempo, escolham o que vos piscar o olho e entrem em contacto com a Joana Bastos, por e-mail ou por telefone (244 802 761). Façam as vossas encomendas com antecedência: uma para provar e outra para oferecer!

Susana Pinto

À conversa com Gustavo Simões Photography – fotografia de casamento

Hoje sentamo-nos à conversa com Gustavo Simões Photography, fotógrafo de casamentos e caçador de instantes mágicos.

Conheci o Gustavo no Luzo Workshop. A organização convidou-me para falar um pouco sobre a publicação de conteúdos e aproveitei para assistir a algumas apresentações e conversar com quem lá estava, durante os intervalos.

 

Uns meses depois, o Gustavo ligou-me para nos encontrarmos e para me mostrar o trabalho que tinha feito entretanto, a solo. Pouco, na altura, mas ao correr umas imagens atrás das outras, era claro: o que ali estava registado era mesmo bom. O Gustavo é um caçador de imagens: olha à sua volta, espera e dispara a sua máquina no instante certo. Isso é intuição e um talento!

 

Passaram mais uns meses e damos as boas-vindas a Gustavo Simões Photography como fornecedor seleccionado Simplesmente Branco. Fiquem a conhecê-lo melhor, vão gostar de certeza!

É com grande prazer que conto a história daquele dia através de fotografias, contar a verdade daquelas pessoas naquele dia para mim é tudo. O mais desafiante para mim é trazer os meus casais de volta ao dia do seu casamento quando entrego a foto-reportagem e isso vai muito para além das típicas fotos bonitas, é tentar procurar aquelas imagens menos óbvias mas que fazem toda a diferença.

Conta-nos um pouco da tua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

A fotografia de casamento aconteceu por acaso. Antes de ter entrado no mundo da fotografia trabalhei numa empresa durante sete anos, num trabalho que não me satisfazia, até que decidi ganhar coragem e simplesmente parar para pensar o que fazer da minha vida. Decidi explorar as minhas paixões que eram o surf, viajar e fotografar.

A fotografia começou desde logo a ganhar muito da minha atenção porque percebi que podia ser uma alternativa viável para não ter de voltar à minha vida antiga de escritório. A partir daí comecei a fotografar tudo e a agarrar todas as oportunidades que apareciam, mas foi após fotografar o casamento do irmão da minha namorada na Áustria que percebi que queria ser fotógrafo de casamentos, foi a primeira vez que a fotografia me fez realmente sentido e me deixou orgulhoso do meu trabalho.

 

Há quanto tempo fotografas? E porquê casamentos?

Fotografo mais a sério desde Dezembro de 2017, mas foi em Abril de 2018, após ter fotografado o casamento na Áustria, que me apaixonei pela fotografia de casamentos. Foi naquele dia que percebi que a fotografia me diz mais quando estou a fotografar pessoas – as suas emoções, os risos, as lágrimas e todas as mini-historias que vão decorrendo ao longo desse dia.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vais buscar inspiração?

Gosto muito de seguir o trabalho dos colegas que trabalham na área. Mas no dia do casamento tento sempre ouvir o que o meu lado criativo me diz para fazer.

 

Como construíste essa tua assinatura, como a defines?

Não sinto que tenho uma assinatura vincada, mas os clientes que vêm ter comigo referem sempre que consigo capturar de uma forma específica as emoções e sentimentos das pessoas. Se isso acontece, é porque me deixo levar por aquilo que o meu olho fotográfico se sente atraído.

 

Quando precisas de fazer reset, para onde olhas, o que fazes?

O surf, o surf para mim é terapêutico e faz com que me esqueça de tudo. Depois adoro viajar, tal como no surf, tento fugir tanto quanto possível ao crowd. Então tento sempre visitar os sítios menos turísticos possíveis, e normalmente nestes sítios que encontro pessoas mais verdadeiras, e são esses os sítios e pessoas que gosto de fotografar.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Para mim o que torna os casamentos diferentes não é a nacionalidade ou fotografar no norte ou no sul de Portugal. Pode parecer clichê mas eu continuo a achar que são as pessoas que fazem o casamento, podemos estar no melhor sítio do mundo mas se não houver emoção não há casamento.

 

Qual é o teu processo de trabalho, como acontece a ligação com os teus clientes?

Gosto sempre de falar com os meus clientes, às vezes em vez de responder via email prefiro até ligar e estar a conversa um pouco com o cliente, dá logo para perceber um pouco melhor quem são e o que precisam. Após este primeiro contacto tento sempre conhecer o casal pessoalmente, temos uma conversa tranquila, normalmente começamos por falar sobre tudo menos o casamento e é uma boa forma de os ir conhecendo e eles a mim. Quero que os meus clientes vejam e conheçam também a pessoa que vai estar por detrás das fotos do seu casamento.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostas de fotografar?

Gosto de casamentos mais pequenos e intimistas, confesso que tenho particular gosto por cerimónias onde as pessoas não escondem o que sentem e se deixam levar pelas suas emoções, acho que é um dia para se baixar a guarda.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

É com grande prazer que conto a história daquele dia através de fotografias, contar a verdade daquelas pessoas naquele dia para mim é tudo. O mais desafiante para mim é trazer os meus casais de volta ao dia do seu casamento quando entrego a foto-reportagem e isso vai muito para além das típicas fotos bonitas, é tentar procurar aquelas imagens menos óbvias mas que fazem toda a diferença.

 

Escolhe uma imagem favorita do teu portefólio e conta-nos porquê:

Foi a foto da capa do primeiro casamento que fiz. O casal estava perto de um lago, não havia vento nenhum e o céu estava nublado o que proporcionou um excelente reflexo do casal no lago dando a ilusão que estão num topo de uma montanha. Assim que tirei a foto soube imediatamente que iria ser a principal do casamento, sinto que é uma das minhas melhores fotos tiradas até hoje.

 

Gustavo Simões, fotógrafo de casamento em Lisboa

 

Os contactos detalhados de Gustavo Simões Photography estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem-o directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Anel de noivado em ouro branco, um presente de Natal Romantis

A época das festas parece ser uma das altura preferidas para os pedidos de casamento, sabiam?

Talvez porque a família se encontre reunida, quem está fora regressa para o Natal, e há todo um espírito de encontros, reencontros e carinho que paira na atmosfera.

 

Fiel a estes hábitos e tradições, a Romantis lança dois novos anéis de noivado, em ouro branco e diamantes (com uma variante em cristais Swarowski).

São modelos clássicos, intemporais, e com personalidade suficiente para agradar a quase todas as noivas.

Nesta nova colecção de anéis de noivado em ouro branco, destacam-se os dois modelos que vos mostramos hoje.

 

Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis

O primeiro anel de noivado em ouro branco é mais vistoso, tem uma forma de coroa onde encaixam diamantes ou cristais Swarowski. Esta opção da Romantis, criando peças idênticas com dois tipos de pedras – gemas e cristais -, permite que a beleza e qualidade do design sejam acessíveis a todos os bolsos. Afinal, mais do que o valor material, o gesto e significado que um anel de noivado captura de forma permanente, são a sua riqueza maior.

 

O preço para a versão Swarowski, a mais acessível, é a partir de 400 euros.

 

Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis Anel de noivado em ouro branco e diamantes, na Romantis

O segundo modelo de anel de noivado em ouro branco é mais delicado e subtil, com uma pedra quadrada ao centro, abraçada por duas mais pequenas nas laterais. De inspiração vintage, é o tipo de anel que parece ter passado por várias gerações de mulheres de outros tempos, até chegar ao dedo da noiva de hoje.

 

Também este modelo de anel de noivado em ouro branco existe na versão mais rica, com diamantes, e mais acessível, com cristais Swaroski. Podem encontrá-lo no mercado, nesta última tipologia, a partir de 200 euros.

 

 

Prontos para fazer a pergunta mais especial do ano?

Não deixem de visitar a Romantis para descobrir a oferta de anéis de noivado em ouro branco e toda a colecção de alianças de casamento.

 

Nas dicas para casar, que publicamos aqui sempre às segundas-feiras, já deixámos algumas recomendações para que possam fazer a compra do anel de noivado de forma a que seja uma surpresa, incluindo algumas sugestões para planear o momento.

 

As imagens belíssimas foram captadas pelo Hugo Esteves Photography e o styling é da Alexandra Barbosa.

Susana Pinto

Viagens de sonho I Go Travel: Cuba, com a Sofia Simão

Resolvemos perguntar à equipa simpática da I Go Travel quais eram as suas viagens de sonho: que destinos são esses e o que mais gostaram por lá. Afinal, os melhores embaixadores de qualquer assunto, seja um destino, um produto ou um serviço, são os seus fãs, quem os consumiu, adorou a experiência e partilha com entusiasmo contagiante essa experiência.

 

Hoje a Sofia Simão leva-nos até ao calor de Cuba, com um passeio pela colorida Havana e pelas praias paradisíacas de Cayo Coco!

 

Viagem a Cuba com a I Go Travel Viagem a Cuba com a I Go Travel Viagem a Cuba com a I Go Travel

Cuba sempre foi um destino presente na minha lista de viagens, tanto pela sua história como pelas suas praias.

Quando pensamos em Cuba, a primeira coisa que nos vem à cabeça são charutos, carros antigos coloridos e praias paradisíacas. Na minha viagem conseguimos encontrar tudo isto.

 

Conhecer este bonito país é uma experiência incrível. Cuba parece que parou no tempo: casas com as mínimas condições, wi-fi fraco e uma população feliz. Claramente repensamos o que nos faz falta para sermos felizes e concluímos que é preciso muito pouco.

 

Nesta bela ilha é verão o ano inteiro. É um destino seguro para visitar e conhecer com tranquilidade, a cada esquina existe polícia presente e à vista, na praia e nas ruas. O país vive do turismo e essa segurança visível é mais uma das razões para entrar também para a vossa lista de destinos a visitar.

 

Havana é paragem obrigatória. Ir a Cuba e não ir a Havana, é como ir a Roma e não ver o Papa! Ao chegar A esta bela cidade é como se recuássemos no tempo, ficamos rodeados de carros antigos com cores de rebuçado, tão apelativos que não resistimos a dar uma voltinha num deles. As praças estão sempre animadas com muita música, e é impossível não dar um pézinho de dança. As ruas estão cheias de vida e de cheiros tão característicos. Visitar uma fábrica de charutos é paragem obrigatória, tal como visitar a La Bodeguita del Medio e beber um refrescante mojito.

 

Viagem a Cuba com a I Go Travel Viagem a Cuba com a I Go Travel Viagem a Cuba com a I Go Travel

Depois de uns belos dias (e animadas noites) em Havana, terminei a minha viagem a Cuba nas praias paradisíacas de Cayo Coco, que é, sem dúvida, uma das praias mais bonitas que conheço, com água morna e cristalina. Um autêntico paraíso, de uma paz tranquilizante, devidamente embalado com a presença assídua dos melhor mojitos e música cubana.

 

Cuba é um dos destinos mais singulares, é muito raro encontrarmos esta mistura histórica tão intensa combinada com uma cultura exótica e tão especial.

Neste momento o país tem as suas fronteiras abertas para quem viaja a partir de Portugal.

 

Inspirados por este relato de dias mornos, embalados pelas cores fortes e frescos mojitos ao som de música feliz? Vão I Go Travel conversar com a Sofia Simão, ela trata da vossa viagem a Cuba com o entusiasmo de um apreciador!

 

Imagens via Unsplash.