Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento no Rio do Prado: Pippa + Josep

É com um animadíssimo casamento no Rio do Prado que fechamos esta semana em que o Outono se instalou.

É o mais bonito dos dias da Pippa + Josep, Portugal e Espanha de mãos dadas, captado por Little Joy e com animada pista de dança a cargo da Jukebox, ambos fornecedores seleccionados Simplesmente Branco.

Estes noivos queriam um dia solto, sem formalismos, muito emotivo e simbólico – conseguiram-no, encontrando o espaço certo, em redor do qual tudo o resto se foi encaixando na perfeição.

Vamos a isto? tenham um óptimo fim-de-semana!

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Acho que o imaginámos como foi, mas não tão tão bom, foi ainda melhor! Rodeado das pessoas que amamos, muito descontraído, bonito, sincero, muito autêntico e natural, com toda a gente na mesma onda, a divertir-se, sem formalismos nem momentos de “tem de ser”. Tudo completamente à vontade, e todos a desfrutarem de momentos óptimos.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Mais ou menos. Como a noiva não queria nada parecido com o típico casamento, os nervos foram alguns, mas trabalhámos com os parceiros certos que nos ajudaram muitíssimo ao longo dos preparativos.

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Encontrar o sítio ideal que fosse a nossa cara, para organizar a festa, já foi um primeiro momento de tranquilidade. Isso aconteceu assim que conheci o Telmo, do Rio do Prado. O conceito deles estava perfeitamente alinhado com o que pretendíamos.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Completamente fiel, apesar de muito ter sido criado e decidido ao longo dos preparativos. Mas o resultado foi muito além e precisamente alinhado com o que tínhamos imaginado.

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era ser descontraído, natural, sem exageros, com qualidade mas sem formalismos. Respeitar o meio ambiente o mais possível num cenário de natureza sem estragar nada, comida de boa qualidade, portuguesa com um twist, ingredientes de grande qualidade e tanto quanto possível de proveniência local, ou pelo menos com um significado que fizesse sentido (vinho dos pais da noiva, outro vinho de produção de amigos da Catalunha, presunto da terra do noivo).

Também na fotografia era fundamental que fosse natural, tudo autêntico tal como é, nada forçado, enfoque nos detalhes, pois muita coisa foi pensada ao pormenor para reflectir bem a nossa história (fotos penduradas de pessoas queridas que não puderam estar presentes, gifts de oliveirinhas-bebé colocadas junto a uma oliveira, mesas com nomes específicos e escritos a mão, tabuletas a contar a história dos vinhos e do presunto). Para nós não era importante enaltecer o nosso protagonismo (parece um comentário sem importância, mas normalmente nos casamentos a realidade é outra), não ter grande decoração e deixar tudo ao natural (o sitio em si já era lindo, acentuá-lo mais só iria causar o efeito oposto), não era também importante ter fotografias com toda a gente e toda a família, etc.

Optámos por deixar as coisas acontecerem e, por isso, preferimos ter tudo ao natural ainda que possam faltar registos fotográficos de algumas pessoas, do que despender muito tempo com filas e fotos posadas sem fim…

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Foi fácil o setup da festa excepto a cerimónia. Foi fácil escolher os fotógrafos e o DJ. Foi fácil também escolher o menu. Foi difícil definir o alinhamento da cerimónia pois queríamos realmente algo diferente, informal, com significado (o circulo, we are one, a conectividade sem hierarquias nem partidos). Foi difícil saber como iria ser o vestido da noiva. Foi difícil achar uma solução para o momento do bolo, pois a noiva não queria nada que lembrasse o típico casamento e é difícil fazer algo totalmente diferente em relação ao bolo que tantas pessoas valorizam… E foi muito trabalhoso decidir as mesas, exactamente onde sentar toda a gente. Mas no final este esforço foi reconhecido por muitos convidados, o que nos deixa radiantes.

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

O primeiro pico sentimental da noiva foi um presente oferecido enquanto se arranjava… Eram objectos dos avós paternos que já não não estão vivos. O anel de rubis acabou por ser usado pela noiva durante todo o casamento. Também, claro, a nossa chegada à cerimonia, sendo que os noivos chegaram ao mesmo tempo e acompanhados das três filhas (biologicamente só do noivo, daí também o grande significado de duas delas acompanharem a noiva). Ver a compilação de vídeos que o pai da noiva teve tanto trabalho e dedicação a criar e que gerou um monte de comentários divertidos por parte dos convidados.  A parte em que a noiva cantou foi outro pico sentimental para os dois e o terceiro pico foi quando uma nossa amiga cantou inesperadamente à capela.

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

E o pico de diversão?

Dançar, entre os noivos, com as nossas filhas, amigos. Conversar, rir, fazer palhaçadas e estar com amigos que não víamos há muito tempo, que vivem do outro lado do mundo. A sessão fotográfica a dois foi também super divertida e uma desculpa para estarmos juntos. E, para a noiva, cantar foi também um pico de diversão.

 

Um pormenor especial…

Termos inesperadamente aparecido no princípio da festa com outra roupa e depois às escondidas trocar de roupa e ir para o meio do pomar sem que o noivo e a noiva se vissem. Os discursos dos nossos três queridos amigos e o partir do copo, parte da tradição judaica da família da noiva.

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nem por isso… Podíamos ter treinado a dinâmica da cerimónia, para saber melhor o que acontece e quando, entre a conservadora, os meninos das alianças, as músicas…

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

De um modo geral diria, escolham os parceiros certos, pelo feeling e menos por portefolios que possam ver. Trust your guts!

Encontrar o espaço certo, de acordo com o que imaginaram, é essencial e meio caminho andado para ser o vosso casamento de sonho.

 

Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy Casamento no Rio do Prado, com fotografia de Little Joy

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: tudo handmade pelos noivos, mas muito minimalista e prático;

espaço para casamento, catering, decoração e bolo dos noivos: Rio do Prado;

bolo dos noivos: Teresa de Óbidos;

vestido de noiva e sapatos: By Ana Menezes;

maquilhagem e cabelos: Milen Lopez & Carolina;

ofertas aos convidados: Planfor;

fotografia e vídeo: Little Joy;

música ao vivo: violino e toda a organização foi feita pela Maria da Rocha Gonçalves e a banda “Mary and the Freak Brothers”;

luzes, som e Dj: Jukebox.

Susana Pinto

The W Experience: Showcase of Unique and Creative Weddings

É em Fevereiro, o mês do amor, que se estreia The W Experience: Showcase of Unique and Creative Weddings.

Este evento para noivos e profissionais do mercado de casamento acontece nos dias 14, 15 e 16 de Fevereiro, na Lx Factory, em Lisboa, por isso reservem já esta data nas vossas agendas.

 

Pensado e organizado pela dupla Miguel Pintão e Raquel Pintão, da Love Stories Weddings, e com o nosso suporte e entusiasmo desde o primeiro minuto, apresenta-se como um showcase inovador e diferente, direccionado para o mercado dos casamentos em Portugal.

The W Experience é um evento criado para noivos e fornecedores que procuram e produzem casamentos personalizados, exclusivos e criativos. A organização promete um ambiente actual, moderno, cosmopolita, trendy e urbano.

 

Vão ser mostradas as tendências para o mercado dos casamentos 2020, haverá expositores escolhidos a dedo, num conjunto seleccionado e diversificado, e será um espaço de partilha de ideias, conceitos e, sobretudo, experiências para todos (noivos e profissionais). Haverá ainda concertos e workshops para ambos os públicos.

Dos três dias de evento, um (dia 14) é dedicado aos profissionais, com programação própria e muito espaço para networking, e dois (15 e 16) são dedicados integralmente aos noivos.

 

Evento para noivos: The W Experience Evento para noivos: The W Experience Evento para noivos: The W Experience

Este é o evento que todos (fornecedores e noivos) desejamos há muito tempo: moderno, vibrante, fresco.

Dou desde já os parabéns à dupla Love Stories Weddings pela visão e coragem de pôr de pé um evento deste calibre: depois de dez edições do showcase You + Us = Fun!, sei exactamente o que isto significa e o golpe de asa (e trabalho) que representa.

É obrigação nossa, como profissionais do mercado de casamento nacional, dar todo o suporte e apoio a este projecto: participando, visitando, partilhando a comunicação. Porque de facto fazia falta e alguém o está a criar para todos nós.

 

Anotem então na vossa agenda, 14 a 16 de Fevereiro, na Lx Factory, em Lisboa. Para acompanhar as novidades, consultar o programa e conhecer os participantes, visitem o site e acompanhem as contas do Facebook e Instagram.
Os fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, Design Events, Molde Design Weddings, A Pajarita, Rituais, Leds4Dance, Amor e Lima e Feel Creations estão já confirmados!

Vemo-nos lá?

Susana Pinto

À conversa com: FullCut, filmes de casamento

Hoje sentamo-nos com a dupla FullCut, que faz filmes de casamento e tem um tabalho muito bonito, como vão ver.

Conheci o Hugo Teregeira e o João Ramos, pessoalmente, Há vários anos, quando lhes pedi que fizessem um pequeno vídeo do evento de lançamento do nosso livro “Queres casar comigo? – guia prático para um dia muito feliz”. Dei-lhes um briefing muito singelo, que apenas registassem o momento, da forma que entendessem. Era, para mim e para a Maria João Soares, uma ocasião de festa e de partilha, junto das nossas pessoas que nos acompanharam nesta aventura, mas também um momento profissional, que queríamos celebrar e mostrar a toda a gente. Chegaram com quase uma hora de avanço, apresentámo-nos, falámos um breve minuto sobre o que era preciso e o que se queria, e foram à sua vida, fazer a repérage do local. Não dei mais por eles, absorvida pelo momento e pela quantidade de amor na sala, engolida pelos abraços apertados dos amigos, da família, dos clientes. Uns dias depois, quando me chegou o pequeno vídeo, estava, tão só, perfeito. O Hugo e o João tinham captado a essência do momento, o que era valioso e especial, a energia da sala, os sorrisos contagiantes. Sem nos conhecermos, sem conhecerem o sítio, sem conhecerem a dinâmica da ocasião, sem conhecerem as pessoas. Esta foi a minha experiência com eles e foi óptima. E são simpáticos e tranquilos.

Estas são qualidades essenciais do e para o serviço que prestam. Fiquem agora a conhecê-los pelas suas próprias palavras (e imagens). Merecem, muito, o vosso tempo.

 

A melhor parte sobre ser um videógrafo de casamento é ser capaz de criar imagens que se tornarão heranças familiares para os outros, através da nossa visão. Sentimo-nos  realmente afortunados por fazer parte de um dos dias mais importantes para as pessoas e testemunhar tanta felicidade.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, ao video de casamento.

O Hugo tem o curso de edição de vídeo e composição de imagem da Etic e motion design da Restart, o João tirou pós-produção de vídeo na Restart e desenvolvimento de produtos multimédia no Iade, tal como música e novas tecnologias igualmente na Etic.

O engraçado disto tudo, é que não tivemos qualquer formação de como captar imagem, somos completamente autodidatas neste campo.

Trabalhámos em diversas empresas de ramos completamente distintos desde que acabámos os nossos cursos, sempre ligados ao audiovisual, até que finalmente os nossos caminhos acabaram por se cruzar, num dos sítios que ainda hoje guardamos com muito carinho por diversas razões, e foi lá que começámos a filmar, com muito  medo e nervosismo.

Nunca pensámos em filmar casamentos, até que um dia o Hugo recebeu uma proposta de trabalho de um estúdio de fotografia, para edição de fotos. Nessa altura, começámos a perceber que esta  área tinha muito potencial e que havia espaço para criar, desenvolver e, principalmente, explorar a nossa criatividade. Começámos assim a dar os primeiros passos e, naturalmente, nasce a Fullcut.

 

Há quanto tempo filmam? E porquê casamentos?

Filmamos há cerca de 6 anos. Achamos que  a vida ganha mais cor com desafios. E realmente começou por ser isso mesmo, um desafio que acabou por se transformar em algo muito maior.

Hoje em dia é algo muito mais profundo e como muito mais significado, podemos dizer que o prazer e oportunidade de estarmos presentes neste dia e, principalmente, fazer parte da magia do dia, significa tudo para nós.

 

 

O vosso trabalho junta os pontos de vista de cada um de vocês. Como convergem?

Trabalhar como dupla é sempre muito interessante, tal como conciliar formas diferentes de olhar as pessoas e o amor. Convergimos duma forma muito natural, gostamos muito de ir experimentando novos métodos e explorando diferentes formas de fazer as coisas, trazendo o máximo de ideias possível a bordo.

“Crescendo errando”- Somos apologistas de que devemos experimentar o máximo de coisas, mesmo que no final o resultado não funcione da forma que esperávamos.

 

Como construíram a vossa assinatura? Como é que a definem?

A assinatura é algo em que pensamos muito, é a razão de ser de todo o projecto. A nossa assinatura remete-nos para um cenário figurativo, se as nossas lentes fossem um convidado todo o seu movimento e a sua observação seriam orgânicos e reais, é desse estado que nos tentamos aproximar. Para que este lado orgânico transpareça,  exploramos  o conceito de simplicidade no que toca a recursos materiais,  usando o mínimo de equipamentos no dia.

Uma outra analogia que revela a nossa assinatura, é a forma como recordamos as memórias de momentos. Normalmente lembramo-nos de momentos de uma forma aleatória e não sequencial, e dessa forma tentamos também explorar esse conceito no vídeo.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

Ambos vemos muito cinema e documentários, para além disso,  o Vimeo é também uma óptima plataforma, onde  podemos encontrar  projectos muito  interessantes de variados campos. Não podemos esquecer a fotografia, que sempre foi uma grande inspiração para nós. Gostávamos também de salientar que  as melhores ideias vêm sempre de momentos inesperados, uma conversa, algo que acontece no caminho para o escritório, uma música, ou um momento de diversão.

 

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Somos ambos muito ligados às nossas famílias e ao convívio, e gostamos de passar o máximo tempo possível junto de quem mais gostamos. Fora isso, o João passa algum tempo, sempre que pode, a tocar guitarra ou a cozinhar, e o Hugo a pedalar ou a fazer yoga.  O facto de termos um escritório e de termos um horário, ajuda bastante na altura de desligar do trabalho.

 

De Lisboa para o mundo, ou o mundo em Lisboa: filmar fora do país é diferente de filmar cá dentro?

Não vamos negar que conhecer sítios novos é totalmente inspirador e revitalizante. Aliar isso ao nosso trabalho é fantástico, diferente e, sem dúvida, uma enriquecedora experiência, no entanto   gostamos muito  de voltar para o nosso abrigo, junto de quem gostamos.

Hoje em dia com tantos “ destination weddings “ em Portugal não sentimos assim tanta necessidade de filmar fora do país.

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

As ligações aos clientes são muito importantes, por isso achamos necessário que exista uma conversa inicial, para que possamos conhecer o casal e ajudá-lo no que precisa.

 

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

Gostamos de todos os tipos de casamentos, mas preferimos, realmente, os mais pequenos porque sentimos que conseguimos ter uma maior conexão com um maior número de pessoas, o que facilita bastante o nosso trabalho.

 

Qual é a melhor parte de ser videógrafo de casamentos? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte sobre ser um videógrafo de casamento é ser capaz de criar imagens que se tornarão heranças familiares para os outros, através da nossa visão. Sentimo-nos  realmente afortunados por fazer parte de um dos dias mais importantes para as pessoas e testemunhar tanta felicidade.

O mais desafiante é, sem dúvida, corresponder às expectativas do cliente na mesa de edição, e o mais difícil são as dores de pernas e costas ao final do dia!

 

 

Os contactos detalhados da FullCut Wedding & Lifestyle Films, estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, maravilhem-se com os seus filmes de casamento e contactem-nos directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Susana Pinto

Lua-de-mel: não deixem para depois!

Vamos falar de lua-de-mel?

A I go Travel é especialista nestes assuntos de viajar e a Andreia Augusto responde-nos a algumas questões com meia-dúzia de bons conselhos para começarem a preparar a vossa viagem de lua-de-mel.

 

Como se não bastasse ser uma agente de viagens profissional, a Andreia casou-se recentemente (e o seu bonito dia passou por aqui), conhece, por isso, os dois lados deste assunto!
Não há ninguém melhor do que ela para vos falar sobre a importância da lua-de-mel nesta nova vida a dois e a melhor forma de escolher um destino perfeito:

“A preparação de um casamento envolve muita logística, preocupações, stress e ansiedade. No meio de tudo isto – e das despesas envolvidas – há casais que deixam a lua-de-mel para segundo plano. Será que essa é a opção certa?

A nossa opinião é clara: não é!”

 

Viagem de lua-de-mel à Croácia, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel. Viagem de lua-de-mel a Itália, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel. Viagem de lua-de-mel ao Japão, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel.

Porque é que a viagem de lua-de-mel deve ser uma prioridade para os noivos?

Os meses longos que antecedem o mais bonito dos dias são marcados por inúmeras decisões que é preciso tomar: o orçamento, a data, o espaço, os fornecedores, os convidados, o vestido… independentemente do formato e tamanho do vosso casamento, há uma lista gigante (e que parece ser infinita!) de tarefas a resolver. O vosso tempo não estica, o cansaço dá sinais e é natural que haja uma dose de tensão no ar.

Com decisões tão importantes a tomar e cujo impacto financeiro é substancial, a lua-de-mel facilmente escorrega para o fim da lista.
Mas não tenham dúvidas: os noivos, enquanto casal, acabam por ser um pouco engolidos por toda esta agitação que tem o seu pico no dia do casamento, que passa a voar.

 

No caminho até este dia sobra pouco tempo para genuínos momentos a dois, em que tudo pára e ficam só vocês, envoltos na vossa bolha de amor. E a falta que isso faz, não é verdade? Essa oportunidade para nos reconectarmos, olharmos nos olhos, percebermos o que, no outro, nos levou até ali e viver, de forma plena e muito feliz, esta nova vida a dois que acabámos de escolher.

É por isso que a viagem de lua-de-mel é a pausa perfeita para estrear este novo capítulo da vossa vida. É durante esses dias, longe de tudo e de todos, que teraão oportunidade de celebrar realmente a vossa união. É uma comemoração a dois por terem conseguido superar os desafios que a preparação de um casamento traz, é uma oportunidade para conversarem e relembrarem um dos dias mais importantes das vossas vidas e um excelente momento para fazerem planos para o futuro. A dois.

 

O que ter em consideração para uma viagem de lua-de-mel perfeita?

A viagem de lua-de-mel não precisa de ser longa. A sua duração poderá variar em função dos desejos de cada casal e da sua disponibilidade. também não precisa de ser uma viagem para um paraíso longínquo. É essencial, apenas, que seja um momento de desconexão do resto do mundo e de conexão emocional entre si. Marca a transição entre a vida que viviam antes e a vida em comum que assumiram com o casamento.

A I go Travel oferece um serviço completamente à medida de cada casal: ouve os noivos e toma nota das suas expectativas, sonhos e orçamento, para que o planeamento desta viagem tão especial e cheia de significados não seja mais uma daquelas tarefas difíxeis da lista infinita.

 

Escolher o nosso par profissional perfeito, como falámos ontem, é uma garantia de que tudo irá correr bem: alguém que ouve o que queremos, reflecte sobre isso e nos propõe a melhor solução – aquela que é a nossa cara e à nossa medida.

Para a melhor viagem possível, a Andreia recomenda que iniciem este processo com bastante antecedência, escolhendo o destino, de acordo com os vossos gostos, personalidades, orçamento e tempo disponível. À volta desta decisão e dos factores da equação, a I go Travel orienta os noivos, auxiliando-os na tomada de decisão consciente e alinhada com as suas aspirações. Afinal, a viagem de lua-de-mel não tem de – nem deve – ser mais um motivo de stress!

 

Viagem de lua-de-mel à Islândia, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel. Viagem de lua-de-mel a Bali, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel. Viagem de lua-de-mel à Austrália, com a I Go Travel, especialistas em viagens de lua-de-mel.

A viagem de lua-de-mel é a concretização de um sonho!

Esta viagem quer-se um período de relaxamento e tranquilidade emocional, em que os noivos possam esquecer os problemas e focarem-se um no outro, no futuro e nos planos que têm a dois.

É a concretização de um sonho, não só pela viagem para um destino tão desejado, mas também porque é o culminar da celebração da união enquanto casal. Vivam este momento intensamente a dois e coleccionem memórias dos vossos primeiros dias de vida como casal, de aliança no dedo.

 

O melhor de tudo? Viajarem juntos vai contribuir para que se conheçam ainda melhor, para estreitar laços e fortalecer a relação, por isso todas as oportunidades são boas para uma escapadinha. A cada aniversário, a cada data especial, a Andreia Augusto sugere que os casais partam em viagem.

A celebração da vida a dois é sempre um bom motivo, não acham?

 

 

Passem pela galeria da I go Travel e ponham-se a sonhar com estes fantásticos destinos de lua-de-mel. Com a decisão tomada ou ainda cheios de dúvidas, sentem-se a conversar com a Andreia Augusto – a vossa fada madrinha das viagens!

Susana Pinto

Dicas para casar: escolher os melhores fornecedores para o casamento

Como escolher os melhores fornecedores para para o casamento? Pois esta é a questão a que respondemos esta semana!

Depois do “Sim!”, depois de anunciada a grande novidade, depois de escolhida a data, depois de termos um valor redondinho no nosso orçamento, o que se segue?

A busca dessa equipa de sonho que são os vossos fornecedores seleccionados para o mais bonito dos dias, que se quer doce, feliz e sem solavancos.

 

O mercado nacional é vibrante, está repleto de novos talentos cheios de ideias frescas e também de profissionais maduros, experientes, que atravessaram todo o tipo de cenários. Uns comunicam melhor que outros, uns estão mais à vista do que outros, e nem toda esta informação visual – ou a sua ausência –  é um reflexo literal das suas capacidades profissionais. Há que olhar para as redes sociais com uma certa leveza a corroborar com uma visita e reunião ao vivo, e nunca como garantia absoluta, única e suficiente.

 

O vosso plano é encontrar bons fornecedores e, do outro lado, saibam que também se apreciam e procuram bons clientes, por isso, a procura deste par perfeito deve ser cuidada, inteligente e simpática.

Os casamentos são uma área de negócio muito exigente, com desgaste físico e grande investimento financeiro, sempre com nervos e emoções à flor da pele. Estamos a tomar decisões que afetam um grupo alargado de pessoas que são importantes para nós, cujo custo pode representar meses largos de poupanças e cujo resultado está num horizonte ainda distante.

Proporcionar, com gosto e competência, uma bela festa (da parte do fornecedor) e respeitar o custo e profissionalismo de quem executa (da parte dos noivos) são as duas faces da mesma moeda; quanto melhor e mais saudável for esta relação, mais perfeito será o dia, para todos.

 

Boutique Wedding by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa

Vamos a isto?

 

Consultar sites especializados e amigos recentemente casados são os passos a dar e o caminho mais curto para perguntas e respostas consistentes.

No Simplesmente Branco, a lista de fornecedores é seleccionada em função da qualidade do portefólio e da prestação do serviço, mas também da presença online, organizada, profissional e clara. São factores que consideramos importantes e fundamentais para que a confiança exista: identificação do profissional e do serviço prestado, contactos detalhados e conteúdos actualizados. Quando alguém não investe no seu negócio e não o comunica com gosto, brio e profissionalismo, será que o vai fazer com a vossa festa? Temos dúvidas e não recomendamos.

 

Naveguem com calma, de forma organizada e alguma demora pelas listas de fornecedores seleccionados, procurem sinais do que mais se identifica com o vosso gosto e com o que estão à procura, e escolham até cinco candidatos (mais do que isso só vos trará confusão, angústias e perda de tempo). Feitas as listas de contactos, vamos iniciar a conversa.

E é mesmo disto que se trata, não de uma consulta anónima, curta e pouco simpática, mas do início de uma boa conversa, com a formalidade necessária e um belo sorriso… como quando apertamos a mão a alguém que acabámos de conhecer.

 

Peguem na vossa selecção de cinco fornecedores e contactem os três do topo. Preparem um email bem construído, com textos curtos e claros, algum detalhe e uma dose certa de simpatia – quem o receber terá gosto em responder e em conhecer-vos, garantidamente.

Apresentem-se de forma sucinta, indiquem a data e o local (geográfico), e listem, detalhadamente, o que procuram. Dêem o máximo de informações pertinentes (mas sem necessidade de se exporem em demasia), que ajudarão o outro lado a ter uma ideia mais clara do que pretendem, o que conduz a um orçamento mais rápido e menos abstracto. Poupar tempo a ambas as partes é um bónus valioso!

Escrevam um email-tipo, mas personalizem o envio. Se fizeram o vosso trabalho de casa, saberão os nomes dos profissionais que estão a contactar e o que gostaram no seu trabalho. Essa é uma óptima forma de entrar no assunto, sem esquecer uma despedida simpática e um agradecimento pelo tempo despendido (sem custos para vocês!). Inquéritos de grupo não são simpáticos. Quem passa dias a receber pedidos de cotação e a elaborar orçamentos com detalhe, aprecia saber que foi escolhido e que o seu trabalho está a ser valorizado.

 

Estas boas práticas não são devidas apenas aos noivos, do outro lado também há preceitos e factores relevantes a ter em conta e expectativas a cumprir. Que tipo de respostas vos deram? A informação foi pouco clara ou evasiva, ficaram com mais dúvidas? Demoraram demasiado tempo a responder? Precisaram de colocar a mesma questão várias vezes? Contactaram por telefone para o único número indicado e ninguém vos atendeu ou ligou de volta? Existe apenas uma página de Facebook e um email impessoal? Pedem-vos para responder a um inquérito com detalhes pessoais de preenchimento obrigatório antes do envio de uma proposta com números? Se a resposta é sim a qualquer uma destas questões, é mau sinal.

Não vale a pena andar atrás de informação cruzada quando os sinais estão à vista e a natureza do negócio não é clara, pode resultar de uma ocupação temporária ou de uma postura pouco séria. Considerem o dinheiro que estão a investir e ouçam o vosso instinto, se detectam alguns sinais de alerta, encerrem o contacto. Se, por outro lado, a experiência foi positiva em todos os aspectos e a conversa agradável, então terão encontrado um bom fornecedor.

 

Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa

Organização de casamentos em Lisboa: Boutique Weddings by Very Cool

Recebidos os orçamentos, organizem-nos no vosso arquivo de contas (acreditem, a organização é vossa aliada neste processo longo e cheio de informação!) e adicionem as vossas notas e dúvidas. Passada a primeira impressão e se os orçamentos são do vosso agrado e estão em linha com o budget, peguem nestas vossas questões e marquem uma reunião.

 

A probabilidade de terem uma boa dúzia de reuniões pela frente é grande, mas não marquem mais do que duas visitas de cada vez!

O que pode aparentar uma poupança de tempo, revela-se uma péssima ideia: o processo de selecção é cansativo, a informação é muita e a pressão é sempre má conselheira na negociação. Estejam disponíveis para ouvir, apresentem com simpatia e clareza as vossas questões, não fiquem com dúvidas, sejam objectivos. Não tenham receio de fazer perguntas, afinal de contas tudo isto é uma imensa novidade para vocês, enquanto que as respostas fazem parte da rotina do profissional que vos recebe. Prevejam um plano B para as escolhas que fizerem, sobretudo para as que dependerem das condições atmosféricas, aconselhando-se com os vossos profissionais.

Negociar faz parte do processo, assim como avaliar, perguntar, esmiuçar e afinar. Este é o momento de se ser firme, mas com mãos de veludo e uma educação à prova de bala. Um sorriso amável e um discurso assertivo são fundamentais para um bom negócio, mas lembrem-se de que as transacções terão que ser sérias, justas e trazer valor acrescentado para todas as partes. Peçam e sugiram alternativas, ofereçam e exijam flexibilidade; se alguma das partes se sentir a única ganhadora, não estão num bom caminho.

 

Com os detalhes devidamente afinados, é altura de assinar um contrato (sempre!), que servirá para definir as responsabilidades e certificar o que está a ser acordado. Esta assinatura nunca deve ser feita no momento. Peçam o envio da minuta por email, revejam com cuidado todos os itens incluídos e, caso esteja a faltar algo previamente conversado ou falte clareza, peçam por escrito que o texto seja revisto e acrescentado.

Quando se sentirem confortáveis com o que leram, assinem e devolvam uma cópia. Na ausência deste documento, comuniquem todas as vossas adjudicações por escrito, de modo detalhado: descriminem os fornecimentos item a item e descrevam o tipo de serviço que estão a escolher e a forma como o estão a pagar.

E, muito importante e igualmente simpático: comuniquem aos vossos fornecedores não seleccionados – os que apenas contactaram para solicitar um orçamento e aqueles com quem reuniram – que optaram por outro profissional, agradecendo o seu tempo e a atenção.

Este recadinho simples e atencioso serve para libertar a agenda de quem reservou previamente a data para trabalhar convosco.

 

Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa Boutique Weddings by Very Cool - organização de casamentos em Lisboa

Sejam cordiais e gentis, do princípio ao fim: não deixem um contacto sem resposta, mesmo que negativa; alguém se disponibilizou, consumindo tempo e esforço, sem custos para vocês, para pensar, calcular e dar uma resposta – agradeçam a disponibilidade e interesse, sempre. Se o orçamento proposto é acima das vossas contas, não deixem o fornecedor sem resposta. Comuniquem-lhe isso mesmo, e perguntem se vos pode apresentar uma proposta mais em conformidade com o valor de que dispõem. Não fechem portas: um contacto simpático será sempre uma mais valia, e ter um plano B é fundamental.

Evitem o contacto telefónico aos fins de semana. São dias de reuniões e de eventos, os profissionais estão no terreno de quinta a domingo (com uma habitual pausa à segunda-feira) e, quando não é o caso, os serviços estarão encerrados para um merecido descanso.

Sintam-se à vontade para encerrar contactos que não vos transmitam confiança, que sejam demorados na resposta (mais de 48h sem razão aparente), ou menos correctos de uma forma geral. Da mesma forma, não se atrasem nas vossas respostas e decisões. 

 

O vosso casamento pode ser sofisticado e rico, como este que mostramos aqui, no Convento do Beato, singelo e caseiro como publicámos há dias, ou descontraído e ao ar livre como o da última sexta-feira – não importa o seu formato, espaço ou número de convidados. Importa que seja a vossa cara, à vossa imagem e como sempre sonharam. E o mercado está bem servido de profissionais capazes de acomodar desejos, sonhos e vontades, não tenham receio. O vosso par (profissional!) perfeito existe e vão encontrá-lo!

Com preparação, organização e cortesia, tudo correrá sobre rodas. Dizemos sempre aqui que conhecimento é poder: pois recolham toda a informação recebida, aconselhem-se junto de quem seja sabedor e durmam sobre o assunto, preparados para tomar decisões informadas.

 

Ainda sobram dúvidas? Falem connosco! E não deixem de acompanhar todas dicas para casar que vamos publicando, sempre à segunda-feira.

 

As imagens bonitas são da Boutique Weddings by Very Cool. Espreitem o seu portefólio e conversem com a Vanda Chibeles.

Susana Pinto

Casamento na Quinta da Quintã: Bruna + Diogo, de mãos dadas

Regressamos a Mozelos, para mais um belíssimo casamento na Quinta da Quintã: é o mais bonito dos dias da Bruna + Diogo, sonhado e projectado à sua imagem.

 

Com uma escolha criteriosa de fornecedores, entre eles o nosso fornecedor seleccionado Quinta da Quintã, e com a ajuda da família e amigos próximos, pensaram no que era mais fundamental e importante, no que era secundário, naquilo que são como casal e reflectiram tudo isso nas suas escolhas.

O resultado é um dia mais que perfeito, genuinamente feliz e muito coeso, onde tudo flui, tudo tem o seu lugar e o seu momento. Esta é a soma das partes e o caminho para o mais bonito dos dias, sem dúvida!

Venham espreitar!

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Desde sempre imaginámos que seria um dia à nossa imagem, com muito amor e cumplicidade, mantendo as tradições que considerávamos relevantes, rodeados dos nossos amigos e familiares, felizes e apaixonados!

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Estávamos ansiosos, mas super preparados. É um dia com muita responsabilidade, mas tínhamos consciência de que este era o nosso maior desejo.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Bouquet de noiva com hortênsias brancas. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Penteado de noiva com cabelo apanhado Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

O primeiro momento em que sentimos que tudo era real aconteceu já quando reservámos o espaço. Depois seguiu-se a entrega dos convites, a troca de ideias com os familiares… aqui o entusiasmo e ansiedade de organizar a festa dos nossos sonhos foram aumentando.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado foi fiel àquilo que sempre imaginámos! Claro que há sempre alguns ajustes e pormenores a afinar durante o processo, mas sempre fiéis às nossas raízes.

Contámos sempre com a ajuda dos nossos familiares e amigos mais próximos, e dos fornecedores, claro, mas essencialmente contámos com a ajuda um do outro, só assim conseguimos fazer um casamento à nossa imagem.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamentalíssimo era desfrutarmos do nosso dia, divertirmo-nos, dançarmos, namorarmos… e assim foi! Por exemplo, achávamos que as fotografias tradicionais com cada um dos convidados poderiam por em causa esta nossa expectativa, o usufruto do nosso casamento, por isso mesmo abdicámos de as fazer…

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

A escolha do espaço foi sem dúvida a decisão mais fácil. Quando falámos com o João Almeida percebemos de imediato que era ali que nos queríamos casar.

O mais demorado – não podemos dizer difícil – foi a escolha dos fotógrafos e da equipa de animação, pois para nós são dois pontos fundamentais de uma festa e queríamos mesmo que fossem de acordo com as nossas expectativas.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A igreja, sem dúvida. A entrada na igreja, a troca das alianças, o discurso dos nossos padrinhos…

 

E o pico de diversão?

A guerra dos sexos! Foi um jogo organizado pela animação que consistia na “competição” entre homens e mulheres. Foi a loucura!

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Um pormenor especial…

Um pormenor e momento especial aconteceu na igreja, quando o Padre Filipe, ao rezar o “Pai Nosso” pediu que subíssemos ao altar e com a igreja cheia pediu para todos darem as mãos. Uma imagem de união que jamais sairá da nossa memória e que fez daquele momento o mais especial de todos.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não, o nosso dia superou as nossas expectativas. Foi um dia perfeito que deixa muita saudade e vontade de repetir.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Noivas e noivos, desfrutem do vosso dia, façam todas as escolhas de acordo com os vossos gostos e criem um dia à vossa imagem.

Sejam felizes neste dia tão especial! Ah, e escolham um bom fotógrafo: as fotografias são a extensão da memória, as recordações que ficam e que vos vão permitir revisitar vezes sem conta o dia mais feliz das vossas vidas.

 

Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto. Casamento na Quinta da Quintã, um espaço para casamentos no Porto.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Rita Correia Designer;

espaço de casamento, decoração, catering e bolo dos noivos: Quinta da Quintã;

fato do noivo e acessórios: fato, camisa e botões de punho Hugo Boss na Karisma Store; sapatos Luis Onofre, relógio Longines;

vestido de noiva e sapatos: vestido Rosa Clará, sapatos Sunel, acessórios Alquimia;

maquilhagem: Vânia Freitas Makeup;

cabelos: João Gaspar;

ofertas aos convidados: foto personalizada em photobooth;

fotografia e video: Profoto – Hélio;

luzes, som e Dj: Music Beats.

Susana Pinto

Hugo Coelho Fotografia: nova galeria

O Hugo Coelho Fotografia tem novas imagens na sua galeria… e que imagens bonitas estas!

 

Deste lado, aguardamos sempre o fim da época de casamentos com imensa expectativa. Sabemos que passado o cansaço acumulado durante os duros meses de verão, a nossa caixa de correio se vai encher de dezenas de fotografias belíssimas.

 

E são belas, não apenas porque o trabalho dos profissionais que cuidadosamente seleccionamos e recomendamos aqui todos os dias é realmente bom, mas também porque são registos do mais bonito dos dias, cheios de amor palpável, de sorrisos contagiantes, de abraços apertados, de algumas lágrimas felizes e de uma imensa alegria que transparece em todas as imagens.

A soma destes dois factores é imbatível e o trabalho do Hugo Coelho demonstra isso mesmo.

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa: Hugo Coelho Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Hugo Coelho Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Hugo Coelho Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Hugo Coelho Fotografia Fotógrafo de casamento em Lisboa: Hugo Coelho Fotografia

Estão de casamento marcado? São de Lisboa – ou de qualquer parte do mundo, na verdade -? Procuram o vosso fotógrafo de casamento?

Então a minha sugestão é que vão espreitar a novíssima galeria do Hugo Coelho Fotografia e deixem-se emocionar. Passem os olhos pelas publicações do seu trabalho e, a seguir, contactem-no.

Garanto que vão gostar de o conhecer!