Created with Sketch.
Marta Ramos

Wise words: e se o tempo mudar de repente?

Estamos a dois dias do Verão e ainda há dois ou três dias parecia Inverno. Se há ano que nos põe a duvidar da estabilidade das estações, é este! O que levanta uma questão preocupante em relação ao vosso casamento: e se o tempo mudar de repente? Para ficarem descansados, falámos com a Joana Almeida, da Quinta da Quintã, que tem conselhos muito valiosos para vos dar – até porque a Quinta da Quintã tem um “plano de chuva” para que nenhuma surpresa climatérica possa estragar o brilho do vosso dia!

Hoje em dia, e cada vez mais, é complicado prever em antecipação o tempo que se vai fazer sentir na data escolhida com tanta antecedência para um evento. Mesmo os meses que costumavam ser garantia de dias de sol e noites agradáveis, já não são de fiar. – Joana Almeida

«O meu primeiro conselho para os noivos é que, na procura do local para a recepção, ponderem esta questão e escolham com alguma cautela um espaço que ofereça alternativas convenientes para um serviço ‘dentro de portas’, caso seja necessário. Espaços cobertos distintos para os vários momentos da festa, em que os convidados se sintam confortáveis, possam circular e mudar de cenário ao longo do dia (ou da noite, se for o caso), com boas condições térmicas e em que o espírito da festa que idealizaram seja penalizado o mínimo possível caso não possam depender do exterior.»

Assegurado este ponto, e se a previsão meteorológica não for favorável, Joana Almeida recomenda que se desenhe um plano B nas reuniões de planeamento do evento – «o que chamamos na Quinta da Quintã de “plano de chuva”» – para todos os momentos originalmente idealizados no exterior. O facto de se definir este plano com antecedência, e de se comunicar o mesmo aos intervenientes no evento, vai reduzir a tensão no dia e vai permitir que tudo se desenrole com a fluidez desejada. No caso de haver alguns serviços extra contratados exclusivamente para o exterior (como é o caso de fogo de artifício, sparklers, etc.), também é conveniente confirmar com antecedência quais as condições que os respectivos fornecedores oferecem para se alterarem ou até cancelarem os planos feitos. Assim, garante-se que não haverá dissabores no dia em que tudo se quer perfeito

«No caso de haver crianças na vossa lista de convidados, estas não deverão ser esquecidas no planeamento do dia. Pode ser desafiante organizar jogos, brincadeiras e dinâmicas que não necessitem de tanto espaço quanto o que as crianças, quando estão todas juntas, exigem. A melhor forma será contratar animadores infantis que ajudem nesta tarefa e que os orientem ao longo do dia, e pensar num recanto giro para os acomodar. Para os mais pequeninos recomendo um berçário onde os pais possam refugiar-se de vez em quando ao longo da festa e que permita aos mais novos dormir uma sesta longe da confusão.»

Outro ponto que Joana Almeida considera muito importante, senão o mais importante, é a atitude dos próprios noivos, os anfitriões da festa: «É essencial que se mentalizem de que o tempo é um factor que ninguém pode controlar e que não permitam que isso vos arruíne o dia. Antes pelo contrário, devem abusar da criatividade e boa disposição e tentar usá-lo como um ponto charneira para redefinir a festa e torná-la – porque não? – num casamento “de inverno” maravilhoso (os eventos de inverno são especialmente charmosos, acreditem!). Estou certa de que uma atitude positiva dos anfitriões perante a obrigatória mudança de planos vai ajudar e muito a que a festa seja um sucesso e a que os próprios convidados não sintam que se penalizou de alguma forma o plano original. Isto vai valer a recordação de uma festa fantástica, com uma excelente energia e algumas histórias divertidas de como o improviso tornou este e aquele momento ainda mais especial.»

 

Quinta da Quintã - espaço para casamentos

 

Quinta da Quintã - espaço para casamentos

 

 

Este improviso refere-se a alguns detalhes ou apontamentos que se podem acrescentar à última hora e que podem contribuir bastante para um evento inesquecível, como por exemplo:
– contratar hospedeiros para receberem e acompanharem os convidados com guarda-chuvas até ao interior. Este detalhe vai conferir um toque extra de requinte à festa e os convidados vão sentir-se especialmente mimados;
– oferecer guarda-chuvas giros aos convidados e fazer com eles uma fotografia fantástica de grupo à chuva, ou mesmo desafiá-los para um ou outro momento no exterior;
– disponibilizar mantinhas que ajudam a contornar o frio num momento especial que se queira no exterior (Joana Almeida assegura, por experiência própria, que os convidados gostam mais das mantinhas do que dos chinelos de praia para o baile!);
– prever alguns aquecedores de exterior junto a conjuntos de sofás ajuda a criar recantos confortáveis de esplanada e a alargar o leque de espaços possíveis nos dias em que não chove mas está frio;
– por último, não há nada como exagerar na quantidade de velas dos centros de mesa para enaltecer o charme de um jantar brindado com a chuva que cai lá fora.

 

Obrigada, Joana! Sentem-se mais bem preparados agora? Claro que sim! Lembrem-se disto: se correr alguma coisa mal no vosso dia – ou se acontecer alguma coisa fora dos planos, como chuva, por exemplo – não é isso que vai definir as memórias que ficarão. O que as definirá será a forma como vocês lidarão com isso! Um pouco de preparação e muita boa disposição farão milagres.

Não deixem de consultar os nossos restantes artigos de wise wordsque vos ajudarão a sentir-se os anfitriões mais prevenidos do mundo! E se tiverem alguma dúvida, falem com a Quinta da Quintã. Eles são especialistas em fazer com que tudo corra maravilhosamente bem.

Susana Pinto

Bolo dos noivos, sapatos de noiva e um belo bouquet: um trio perfeito!

Por norma, começo sempre o meu trio de sapatos de noiva, bolo dos noivos e bouquet de noiva, pelos sapatos, um assunto muito favorito.

Às vezes navego por sites mais robustos, como o Net-a-Porter para uma dose de inspiração absoluta, mas também gosto de descobrir pequenas pérolas locais e acessíveis – voltamos ao mote smart saver, de que tanto falo por aqui.

Desta vez, fiquei de olho nestas novíssimas sandálias de cetim cinza creme, com um certo ar de Gatsby, que acabaram de chegar à H&M… Podiam pertencer à Ginger Rogers, não são lindas?

Para o bolo dos noivos, mantendo esta linha romântica e muito feminina, escolhi um naked cake de três andares, coberto de flores naturais. Simples, orgânico, delicado e tão fotogénico, sem deixar de ser apetitoso.

A fechar, um bouquet de noiva muito romântico, feito de rosas em tons de blush e ranúnculos marfim. Este ar suave é acentuado pelas folhas de orelha de cordeiro, quase cinzentas, aveludadas. O resultado desta mistura é completamente delicado e muito romântico.

 

Naked cake dos noivos decorado com flores naturais

 

Sandálias de noiva em cetim

 

Bouquet de noiva com rosas blush

 

Muito bonita esta combinação, não acham? Suave, delicada, feminina, subtil. Adoro!

 

De cima para baixo, bolo dos noivos em versão naked com decoração com flores naturais, de Tickety Boo Cakes, via Rock my Wedding; sandálias de noiva em cetim cinza creme, na H&M, por 29,99 euros; bouquet de noiva com rosas em tom blush, ranúnculos e orelha de cordeiro, de Sue Gallo Designs, via Chic Vintage Brides.

 

Para acompanhar estes nossos trios perfeitos que publicamos todos os domingos, basta que sigam as nossas etiquetas (a partir da homepage) ou aqui no topo do artigo: sapatos e sunday shoes; cake! e bolo; bouquet e um belo bouquet.

Bom domingo!

 

Susana Pinto

Casamento molhado, casamento abençoado: Marina + Ricardo

Parece que andamos às avessas: contrariamos uma primavera cheia de nuvens e alguma chuva com casamentos cheios de luz dourada e dias longos, esta semana que nos traz um assomo de verão, publicamos um casamento molhado!
No entanto, não pensem que esse pequeno (enorme!) pormenor fez alguma diferença no mais bonito dos dias da Marina + Ricardo, antes pelo contrário, e os noivos assumem isso mesmo – e é um facto, se não podes vencer, junta-te a eles!

O casamento da Marina + Ricardo aconteceu em Abril, num dia acinzentado e indeciso, com um pouco de tudo, e foi uma festa maravilhosa e cheia de emoções – tal como imaginaram e fizeram acontecer. O cuidado na escolha dos fornecedores contribuíu e muito para o sucesso da festa, e para a sua equipa de sonho escolheram dois fornecedores seleccionados Simplesmente Branco: Lounge Fotografia e Aqueduto Eventos.

Este foi um dia luminoso e muito feliz. Venham ver!

 

 

 

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Bem, confesso que quando disse o “sim” todo o planeamento do casamento já estava feito na minha cabeça. Era um sonho de menina, e todos os detalhes já tinham percorrido os meus pensamentos vezes e vezes sem conta. Queríamos que nada acontecesse ao acaso. Tudo tinha que ter significado, e, acima de tudo, queríamos muita emoção, que não fosse apenas mais um casamento. Queríamos ouvir dos convidados “foi o melhor casamento a que já fui”! Não pela ostentação ou luxo, mas sim pelo sentimento que se respirava. Imaginávamos, como alguém depois disse, “muitos sorrisos, muitas lágrimas e muitos abraços!

 

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Preparadíssimos! Foi um caminho muito tranquilo. Como sabíamos bem o que queríamos, tudo foi planeando com bastante antecedência e serenidade. A parte mais stressante foi mesmo a última semana, em que tudo o que havia para ultimar não podia ter sido feito antes. Mas mesmo assim havia apenas a ansiedade de chegar ao dia, nervosismo não.

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Desde o início! Como dissemos anteriormente, sabíamos bem o queríamos. Foi mesmo só por em prática todas as nossas ideias.

 

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado é exatamente igual às ideias iniciais, em todos os pormenores. Nós podemos dizer que somos uns felizardos, porque estamos rodeados de pessoas que estavam tão ou mais felizes do que nós com o nosso casamento e foram uma ajuda preciosa. Desde a família aos amigos (família do coração). A ajuda começou com a mãe do Ricardo a fazer uma pintura que serviu de base a toda a parte gráfica, passando pelos amigos (Isabel e Helder) que nos ajudaram na composição grafica do convite e afins, e por aí fora… Nós também fizemos questão de fazer com que todas estas pessoas mais próximas se sentissem integradas em todo o processo.

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era fundamental que estivessem presentes as pessoas mais importantes na nossa vida e que se divertissem ao máximo. Não fizemos convites por conveniência ou porque ficava bem, daí não terem tido importância as opiniões alheias.

 

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

A escolha dos fornecedores. Desde o espaço ao fotógrafo, o vídeo, a florista, o Dj… foram todos primeiras escolhas. Difícil???!!!!!! Acho que nada foi difícil no nosso casamento. À excepção da escolha das fotos para elaboração do álbum. Isso sim, foi muito díficil!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A entrada da Marina na Igreja. Ela entrou a cantar e foi surpresa para TODOS. Foi, sem dúvida, um momento inesquecível.

 

E o pico de diversão?

Acho que, sem dúvida, foi a dança do noivo com os restantes homens. Foi hilariante. Nós preparámos, para além da nossa, danças separadas com os homens e com as mulheres, e o resultado só foi revelado no dia. Sem dúvida que eles deram mil a zero ao grupo feminino, no que concerne à diversão.

 

 

 

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

A bicileta em que o Ricardo me ensinou a andar e que o meu pai orgulhosamente restaurou. No dia do casamento esteve à entrada da Igreja, com os cones do arroz, e depois foi para a quinta fazer parte da decoração e da festa. Fez um sucesso, para além de todo o valor sentimental!

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não, nada. Depois do casamento pensámos que mudaríamoss o fato de ter estado a chover durante praticamente todo dia, mas se não fosse isso não podíamos ter usado os guarda-chuvas personalizados que mandámos fazer e não tínhamos as fotos magnificas que temos!

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

APROVEITEM O DIA!!! É um pouco cliché, mas é tão verdade!! Não fiquem presas a pensar que tudo tem de correr milimetricamente como tinham planeado, ou se os convidados estão satisfeitos com as vossas escolhas. Riam muito, chorem muito, dancem muito. Façam o que diz o vosso coração. Há coisas que fogem ao nosso controlo e temos de saber lidar com isso de uma forma positiva, de forma ao nosso dia ser único e inesquecível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: feitos pelos noivos e composição gráfica por amigos dos noivos;

espaço, catering e bolo dos noivos: Aqueduto Eventos;

fato do noivo e acessórios: fatoAvelino Dias, sapatos El Corte Inglês e botões de punho The Cufflinks Store;

vestido de noiva e sapatos: vestido Pronovias e sapatos Menbur;

maquilhagem: Diana Teixeira;

cabelos: Luzia Pires Cabeleiros;

bouquet de noiva: Clívia Arte Floral;

decoração: Marco Morgado; Roseiral; Cristina Macedo – Aqueduto Eventos;

ofertas aos convidados: Suspiros (Tia Lena) e Guarda-Chuvas PontoMarc;

fotografia: Lounge Fotografia;

vídeo: João Vieira Filmes;

luzes, som e Dj: Ricardo Figueiredo.

 

Querem conhecer melhor o trabalho da Lounge Fotografia? Acompanhem aqui as suas bonitas reportagens de casamento.

Susana Pinto

Quatro madrinhas e uma noiva!

várias vezes falei aqui da marca Needle & Thread, e já uma das nossas queridas noivas se casou com um belo vestido destes… São lindos de morrer, muito românticos e esvoaçantes, com este pormenor curioso – o preço é interessante.

Ora esta semana entram em saldos (uns razoáveis 40%), e escolhi por lá quatro gloriosos vestidos para madrinhas (ou convidadas!) e um vestido de noiva pelo joelho – sempre tão especiais.

Querem ver?

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de noiva para casamento no Registo Civil

 

Vestido de noiva para casamento no Registo Civil

 

Vestido de noiva para casamento no Registo Civil

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Vestido de cerimónia para madrinhas

 

Não são épicos?

Vamos a nomes, preços e ligações.

De cima para baixo, 1. Sunburst Gown, que existe nesta versão comprida, numa versão curta e numa versão de decote subido, 280 euros; 2. Prism Ditsy Gown, em lilás, 380 euros; 3. Rainbow Gown, que existe nesta versão comprida, numa versão curta e em saia (adoro!), 226 euros; 4. Layered Lace Dress (o giríssimo vestido de noiva perfeito para um casamento no registo civil), 275 euros; e 5. Iris Cami Dress, o curto, 260 euros.

Interessante, não? Esqueçam o low cost – o mindset certo, neste assunto de casar, é sempre o modo smart saving – comprar bom e bem, e este é um perfeito exemplo disso.

Passem pelo site e deliciem-se com as peças bordadas. Se estão para casar e o vestido ainda não está decidido, maravilhem-se com a secção Bridal. É uma tentação!

 

 

Marta Ramos

A vossa história, contada por Bertha Enxoval

«Depois de tardes passadas em casa da avó, a vasculhar arcas e gavetas, surgiu a ideia de recuperar a tradição do enxoval bordado. As peças bordadas têm mais significado, contam uma história, acho isso muito valioso.» Foi assim que nasceu a Bertha Enxoval: do desejo de Joana Figeirôa de que todos possam usufruir do luxo de um enxoval bordado como no tempo dos nossos avós. Daí a recuperação desta tradição, com a oferta de enxovais personalizados, produzidos com têxteis de qualidade superior, feitos para durar uma vida. Com peças de roupa de casa de design exclusivo e um toque especial, a Bertha Enxoval quer ajudar-vos a contar a vossa história.

Para contar a vossa história, tal como em todas as histórias, há que começar pelo início. A equipa criativa da Bertha Enxoval dedica-se ao desenvolvimento conceptual de uma identidade gráfica que se aplique a vocês e àquilo que pretendem transmitir. A partir do momento em que está afinado o monograma, passa-se para as suas aplicações várias – no enxoval, claro, com todas as variações de que já aqui vos falámos, mas também no convite e em todo o estacionário do vosso casamento.

Encaramos a preparação do casamento como um todo. Como designer gráfica, essa vertente de criação dá-me muito gozo e acrescenta valor aos nossos produtos, tornando-os únicos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma vez criado o vosso monograma, ele fará para sempre parte da vossa história. É uma ideia tão bonita, não acham?
Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Bertha Enxoval para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com a Joana, que vos ajudará a dar forma aos projectos que tenham em mente.

Marta Ramos

As flores da Primavera, por KCKliKO

Têm nome de papoila (do francês, coquelicot), o que sugere de imediato um misto de delicadeza e força, de natureza selvagem com sofisticação. É uma boa forma de descrever o trabalho da Albane e do Luís, o casal KCKliKO. Inspirados pelas estações do ano, concebem ramos de flores espontâneos e bravios, com ênfase em espécies singulares, valorizando os recursos naturais e locais. Respeitam sempre a sazonalidade das plantas. Gostam de misturar flores grandes com outras mais pequenas, flores de cultivo e silvestres, tanto abertas como em botão e por vezes carregadas das suas sementes, permitindo ao ramo continuar a evoluir. As sementes e algumas das plantas que usam podem ser semeadas ou plantadas mais tarde.

Agora que a Primavera nos dá um ar de sua graça, apesar de estarmos mesmo quase no Verão, fomos saber quais são as flores desta primeira estação do ano:

«A Primavera, com a sua exuberância de flores traz cores e perfumes que nos enchem de alegria. A papoila, de aparência frágil que perde rapidamente as suas pétalas se a colhermos, regala os olhos salpicando do seu carmim os campos!As ervilhas-de-cheiro violáceas, as papoilas-da-califórnia laranjas, o jasmim e os trevos, tal como as anémonas, as frésias e os ranúnculos multicores misturam-se com os milhares de pequenos detalhes verdes das gramíneas. A dramática e fascinante nigella também faz parte da paisagem desta estação. As esplêndidas peónias despertam só durante um mês debaixo de uma chuva de pétalas de rosas cor-de-rosa.»

Inspirem-se nas bonitas fotografias de arranjos primaveris da KCKliKO.

 

 

 

 

 

 

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado da KCKliKO para ficarem a conhecer melhor a Albane, o Luís e o seu trabalho. E falem com eles, aconselhem-se acerca das melhores flores para usar na época do vosso casamento.
Acompanhem também os artigos que vamos publicando acerca do trabalho magnífico da KCKliKO. Só coisas espantosas!