Created with Sketch.
Joana Amaro

Sapatos para convidadas de casamento: as tendências mais cómodas e elegantes da estação

Para a grande maioria das convidadas, tal como acontece com as noivas, a sua maior preocupação é encontrar o vestido perfeito. Uma vez que esta missão tenha sido cumprida, um novo desafio chega: encontrar os sapatos para convidadas de casamento que fazem o match perfeito com o estilo do vestido eleito: um modelo elegante e versátil… Afinal, qual é a convidada que não adora apostar em sapatos e acessórios que possa usar noutros eventos futuros? No entanto, se acrescentarmos conforto a esta fórmula, quase que nos parece uma missão impossível, mas não tem que ser necessariamente assim!

De facto, as tendências que se preveem para esta estação joga a favor de todas as mulheres – que tal com eu – procuram sapatos confortáveis, mas sem renunciar à elegância e estilo. Nunca!

Anna Walker
Anna Walker

Sapatos com plataforma: a grande tendência para 2022

Os sapatos com plataforma são aquela tendência que podemos descrever em poucas palavras: veio para ficar! (Pelo menos, já alguns tempos que têm tido um lugar bastante especial no meu armário, tenho de confessar…).

Assim, e tal como seria de prever, as mulheres e, neste caso concreto, as convidadas de casamento que optarem por esta alternativa têm um garantia: um estilo de arrasar naquele casamento que se aproxima.

Este tipo de sapato é, deste modo, uma opção segura, glamorous e estilosa para looks de convidada de casamento, especialmente aqueles protagonizados por vestidos curtos com volume, modelos midi justos e fatos com casacos. Em todos estes casos, os sapatos com plataforma oferecem um alternativa aos sapatos mais convencionais e acabam por favorecer imenso qualquer mulher, por conferirem altura. Para além disso, as suas vantagens não se ficam por aqui… graças à sua plataforma, são compensados, o que acaba por proporcionar um conforto incomparável.

Sapatos com plataforma. Prada.
Sapatos com plataforma. Prada.
Sapatos com plataforma. Zara.
Sapatos com plataforma. Zara.
Sapatos com plataforma. Jimmy Choo.
Sapatos com plataforma. Jimmy Choo.
Sapatos com plataforma. Zara.
Sapatos com plataforma. Zara.

Sapatos com salto médio: Kitten Heels e sandálias apertadas no tornozelo

Os sapatos mule e os famosos kitten heels são duas das grandes apostas, por parte das mulheres, e as suas opções são, na realidade, infinitas.

No entanto, first things first, pois acredito que algumas pessoas não estejam 100% familiarizadas com o termo kitten heels. Se é o seu caso, não se preocupe, pois passo a explicar (e a ilustrar, com alguns dos mais elegantes exemplos mais abaixo). Portanto, kitten heels são os sapatos com um salto fino e baixo. E, por estas características, tornam-se alternativas bastante sofisticadas e lindíssimas para qualquer casamento. Para além disso, são também modelos super confortáveis. Win-win situation!

Sapatos Mule Gio Rodrigues
Sapatos Mule. Zara
Sapatos Mule. Zara
Sapatos Mule. Bimba y Lola.
Sapatos Mule. Bimba y Lola.
Sapatos Mule. Bimba y Lola.
Sapatos Mule. Bimba y Lola.
Sapatos Mule. Zara.
Sapatos Mule. Zara.

Neste campo, existe outra tendência que não pode passar sem ser mencionada: os sapatos com salto quadrado que contam com uma legião de fãs muito específica… Todas as mulheres que, acima de tudo, dão prioridade ao conforto. Este estilo de sapatos têm-se erguido como uma grande tendência entre as demais convidadas de casamentos. Contudo, para este 2022, este modelo apresenta um detalhe absolutamente diferenciador que confere um ponto bastante original aos clássicos sapatos. Estes sapatos surgem, agora, com tiras e pulseiras que apertam no tornozelo e tem conquistado as mais icónicas passarelas de grandes marcas como Chanel, Loewe e Moschino. Não obstante, também, marcas lowcost, como Zara e Mango têm oferecido o protagonismo que estes modelos tanto merecem.

Ambas as opções anteriormente mencionadas combinam na perfeição com saias e vestidos midi que exibem o tornozelo e, consequentemente, dar um toque elegante e sexy a qualquer outfit.

Sapatos Salto Quadrado. Mango.
Sapatos Salto Quadrado. Mango.
Sapatos Salto Quadrado. Bershka.
Sapatos Salto Quadrado. Bershka.
Sapatos Salto Quadrado. Alohas.
Sapatos Salto Quadrado. Alohas.

Sabrinas requintadas para as convidadas de casamento que fogem de saltos altos

Tal como as noivas, que são todas diferentes, também as convidadas são únicas. Por isso, as suas preferências e os seus gostos variam, igualmente, de mulher para mulher.

Por um lado, temos aquele grupo de mulheres que não nega um bom par de saltos. Por outro lado, temos as convidadas de casamento que apostam no conforto, aquando a sua busca pelos sapatos ideais. Assim e a pensar neste último grupo, a indústria da moda dá resposta a esta necessidade ao longo de várias estações. Os sapatos mule sem salto, as sandálias lisas com pormenores de tule e plumas ou sapatos com cunha são a prova de que cada vez são mais as convidadas que colocam de parte os sapatos com salto alto, no momento de definir um look para um casamento. Já no que toca a sapatos rasos, nesta estação, há uma tendência que tem vindo a re-erguerse: as sabrinas – minimalistas, confortáveis e em tons nude têm conquistado a esfera da moda.

Sabrinas modelo Quinn Badgley Mishka na Anna Walker

Sabrinas. & Other Stories
Sabrinas. & Other Stories
Sabrinas. Jimmy Choo.
Sabrinas. Jimmy Choo.

Qual o seu modelo e pares favoritos? Conte-me tudo!

 

Joana Amaro

O Vestido efeito lingerie de Victoria Beckham: um must have para os casamentos desta Primavera

Simples e elegante, foi assim que a estilista britânica Victoria Beckham marcou presença no 50º aniversário do amigo Edward Enninful.

Uma vez mais, a Victoria Beckham voltou a surpreender-me! Para o evento do quinquagésimo aniversário do seu amigo Edward Enninful, a estilista britânica não passou despercebida com o vestido estilo lingerie. Este vestido simples, mas bastante elegante recebeu muitas atenções e será certamente uma inspiração para muitas noivas.

Este vestido de cetim com detalhe em renda no decote em V até à cintura no mesmo tom do vestido é uma peça bastante delicada e requintada. Para o cabelo, Victoria apostou num apanhado desarrumado, transmitindo assim uma certa irreverência, em contraposição à delicadeza do vestido. Para arrematar este look, utilizou uma pulseira simples mas absolutamente sofisticada.

Se gostou da delicadeza deste vestido tanto como eu, não pode perder as novidades da secção de noivas da Zara, onde encontramos alguns modelos semelhantes. Faça scroll-down e inspire-se nos meus favoritos.

Vestido de noiva drapeado com alças finas

Este vestido longo com um decote fluído com alças finas vai realçar a elegância e a delicadeza da noiva. A escolha acertada para os casamentos deste ano. (Zara, 129€)

Vestido comprido acetinado

Elegância, irreverência e sensualidade é o que sinto quando olho para este vestido comprido com decote em bico. (Zara 59.95€)

Vestido comprido Alter (Zara 129€)

Todas as noivas merecem sentir-se bonitas e sexys no dia mais importante das suas vidas. Com este vestido comprido acetinado de decote halter, a noiva irá arrancar lágrimas de felicidade.

Um abraço e até breve!

Joana Amaro

O vestido de Jennifer Lopez que inspirará as noivas mais irreverentes

As boas ideias devem ser partilhadas e, por isso, gosto de me inspirar em modelos com essência, bom gosto e acima de tudo atitude e, um exemplo disso é a Jennifer Lopez!

Jennifer Lopez arrasa em tudo, especialmente nos outfits: quer sejam de street style ou looks mais casuais como também na passadeira vermelha. A cantora e atriz, na estreia do seu último filme Marry Me, surgiu elegantemente com um vestido branco curto da marca italiana Giambattista Valli, que promete inspirar as noivas que pretendem transparecer o seu lado mais irreverente.

A fotografia acima podia muito bem representar a cena de um casamento, em que um feliz casal decidiu dizer o grande Sim. Ben Affleck com um elegante smoking e Jennifer com o lindíssimo vestido branco rendado. Simplesmente lindos!

Este vestido com um design assimétrico rendado, digno de uma verdadeira princesa, será sem dúvida uma inspiração aos casamentos que pretendem fugir das opções mais clássicas. Para arrematar este brilhante outfit, a cantora usou umas lindíssimas sandálias Jimmy Choo e uma clutch estilo barroco.

O toque final foi dado com os seus cabelos longos, perfeitamente penteados com ondas suaves que combinam com a sua maquilhagem natural, realçando assim a sua beleza e os seus traços.

Espero ter-vos inspirado com mais esta opção. No grande dia, o importante é sentirem-se lindas!

 

Cristiana Simoes

Inês & João: depois de um dia mágico, um “to be continued…”

Considero-me uma mulher sonhadora e uma autêntica hopeless romantic. Por isso, trabalhar na área dos casamentos é mais do que um prazer para mim, especialmente quando me deparo com histórias de amor que nos torna impossível não esboçar um sorriso ao lê-las.

A paixão de Inês e João teve precisamente este efeito em mim e são a prova de que quando is really meant to be, os corações voltam a cruzar-se. Para além de toda a elegância e requinte deste casamento, aos quais não consegui ficar indiferente, o simbolismo, os laços de família de diferentes gerações e o amor são fatores que tornam esta história ainda mais especial.

Portanto, introduções feitas, chegou o momento de conhecer toda esta bonita história de amor, que como se costuma dizer: to be continued… 

“Soube logo que era o João com quem queria passar a minha vida!” 

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Como se conheceram? 

Conhecemo-nos em Lisboa em 2016 e eu soube logo que era com o João que queria passar a minha vida. As coisas acabaram por não resultar logo e, no meio de muitos encontros e desencontros, voltámos a encontrar-nos em 2018 e não nos largámos mais.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Claro! O João tinha preparado tudo para que o pedido fosse em Paris em Maio de 2020, mas o Covid trocou-lhe as voltas e tivemos que desmarcar a viagem. Acabou por acontecer a 3 de Julho de 2020 numa viagem à Madeira.

Viajámos para a Madeira no dia em que, depois de todos os confinamentos iniciais, voltaram a existir voos e a Madeira abriu aos turistas, por isso ainda apanhámos muitos locais fechados. O João andava muito “nervoso” à procura de um restaurante, dizia que queria um jantar mais requintado e ia telefonando para vários, mas os que queria estavam fechados. Eu não percebia o porquê de ele querer um restaurante “especial” e disse que, se estavam fechados, não fazia mal e havíamos de voltar noutra altura. Ele insistia que em todas as viagens que fazíamos tínhamos pelo menos um jantar num restaurante mais especial e que na Madeira também tínhamos que ter. Inclusivamente, no dia do pedido, acordei muito cedo e o João já estava no telemóvel à procura de restaurantes. Achei estranho mas não dei grande importância, sei que ele é muito romântico e achei que fosse por isso que queria um jantar diferente. Acabou por conseguir marcar uma mesa na esplanada de um restaurante mesmo por cima do mar.

O jantar decorreu normalmente e, curiosamente, falámos de casamentos porque eu tinha visto no Instagram uma fotografia de uma rapariga que tinha sido pedida em casamento num restaurante e comentei com ele. O João respondeu logo que um restaurante não era um sítio apropriado para um pedido de casamento e que o local tinha que ser especial. Eu disse que não percebia e até comentei que ali, o sítio onde estávamos, tinha tudo para ser especial porque estávamos só os dois no restaurante e com uma vista linda sobre o mar. Ele não se desmanchou, repetiu que não achava apropriado e mudámos de assunto. Foi antes de chegar a sobremesa que fez o pedido. Fui completamente apanhada de surpresa, ainda para mais depois daquela conversa. Não estava mesmo nada à espera! Com o choque demorei um pouco a dizer que sim e chorei muito! Fiquei de tal maneira surpreendida que nem fui capaz de comer a sobremesa. Sorte a dele que comeu duas! Depois confessou-me que, com toda aquela conversa, achou que eu sabia de tudo e ficou nervosíssimo. Também teve medo que o anel apitasse no aeroporto e que eu tivesse reparado no tamanho da caixa do anel dentro do bolso naquela noite, mas eu estava completamente a leste e foi a melhor surpresa da minha vida!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Como definem o vosso amor, a vossa história? 

Em muitas coisas somos o oposto um do outro e isso faz com que nos completemos na perfeição. Ele puxa-me para a realidade quando eu sonho demasiado alto e eu mostro-lhe como é bom tirar os pés do chão de vez em quando. Acima de tudo, o nosso amor é feito de muito respeito e de muita cumplicidade.

Como correu a organização do casamento? 

No geral, correu bastante bem. Sabíamos que queríamos casar em Setembro e, sendo que o pedido foi em Julho e sobrava pouco tempo até Setembro, não casámos no mesmo ano, pelo que tivemos mais de um ano de noivado e muito tempo para pensar e organizar tudo com calma. Eu fiz questão de tratar de tudo, sempre sonhei organizar um casamento (o meu!), pelo que foi tudo pensado ao pormenor.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê? 

Talvez a escolha mais fácil tenha sido a Quinta. Eu já tinha pensado que gostava de casar naquela Quinta mas, ainda assim, visitámos mais duas. No entanto, não gostámos de nenhuma como gostámos da Quinta das Rosas, não há amor como o primeiro! E ainda bem, não podíamos ter feito melhor escolha.

O vestido foi a escolha que eu pensei que ia ser a mais difícil porque sou a pessoa mais indecisa do mundo, principalmente no que toca a roupa. Duas ou três semanas depois de ficar noiva fui logo experimentar vestidos, até porque cheguei a pensar em mandar fazer o vestido e queria ver quais os cortes que me ficavam melhor. Curiosamente, o primeiro vestido que experimentei na primeira loja a que fui, foi o escolhido! Experimentei aquele que acabou por ser o meu vestido e pensei logo que era exatamente o que queria! A minha mãe, que estava do lado de fora do provador, diz que, antes mesmo de ver o vestido, só me ouvia dizer “uaaau, é mesmo isto, é mesmo o que eu quero”. Acabei por sair da loja naquele dia, mais de um ano antes do casamento, com o vestido comprado. Tinha provas marcadas em mais duas lojas naquele dia e, mesmo com o vestido comprado, resolvi ir divertir-me a experimentar mais vestidos. Foi um dia muito engraçado. Felizmente não gostei de nenhum nas outras lojas como gostei do meu! Assim, aquela que achei que ia ser a escolha mais difícil, acabou por ser das mais fáceis. Voltava a escolher aquele vestido mil vezes!

O que acabou por ser mais difícil, ainda que não tenha sido uma escolha, foi a “gestão” do Covid. Em primeiro lugar, começámos por ter que mudar de Igreja porque a Igreja do Peral, onde eu sempre sonhei casar, que fica em frente a casa dos meus avós e para a qual eu iria a pé, é muito pequena e, com o distanciamento entre as pessoas, apenas caberiam menos de 30 pessoas. Em segundo lugar, o medo que um de nós ficasse infetado quando partíamos em lua-de-mel um dia depois. Acabámos por pedir a todos os convidados que fizessem um teste antigénio antes do casamento. Todos concordaram e disseram que até se sentiam mais seguros estando todos os convidados testados. Acabou por correr super bem e ninguém ficou infetado. Em terceiro lugar e mais difícil ainda, foi o facto de termos percebido, a poucos dias do casamento, que o Padre que nos ia casar queria que os noivos também usassem máscara na igreja. Foi um balde de água fria e não conseguíamos imaginar o facto de não conseguirmos ver a expressão um do outro no momento do casamento e apenas ficarmos com fotografias e o vídeo do nosso casamento com máscara. Dois dias antes do casamento, conseguimos convencer o Padre a deixar os noivos não usarem máscara. Foi um grande alívio! Mas foi uma situação que me tirou muitas noites de sono e me fez emagrecer dois quilos na semana antes do casamento.

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Apenas a ajuda da nossa família e amigos. Como referi, fiz questão que fôssemos nós a tratar de tudo. Claro que a família e os amigos foram incansáveis, ajudaram a decorar a igreja, a engarrafar o azeite e o piri-piri que oferecemos aos convidados, a colocar as etiquetas nos sparklers, etc. Mas acabaram por ser momentos muito divertidos que passámos juntos. No dia do casamento as madrinhas também foram incansáveis, estiveram atentas a todos os pormenores e fizeram com que pudéssemos desfrutar do nosso dia sem nos preocuparmos que alguma coisa pudesse ser esquecida ou correr menos bem.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Passámos horas no Pinterest, em páginas de Instagram, em blogs sobre casamentos, portugueses e espanhóis, a pesquisar ideias, a ler comentários… e claro que o Simplesmente Branco foi uma grande ajuda!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Qual foi o tema do casamento?

Não sentimos necessidade de ter um tema. Acabou por ser um casamento muito ao nosso estilo, muito “a nossa cara” e foi o casamento com que sempre sonhámos!

Como foi o grande dia?

Foi mágico e maravilhoso! Para além de todo o significado que o casamento tem para nós, foi um dia super divertido e feliz. Divertimo-nos mesmo muito. Por outro lado, sentimos que passou demasiado rápido e que não conseguimos aproveitar tanto como gostávamos. Mas não é o que sentem todos os noivos?

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Talvez antecipássemos a hora da missa. Sempre soubemos que queríamos casar “tarde”, inicialmente até pensámos marcar para as 17h, mas como casámos no final de Setembro e já anoitecia mais cedo, decidimos antecipar para as 15:30h. No entanto, sentimos que o dia passou a voar e gostávamos de ter tido mais tempo para aproveitar. De resto não mudávamos nada. Foi o dia mágico com que sempre sonhámos!

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

A lua-de-mel foi nas Maldivas. Estávamos um pouco receosos por fazer uma viagem tão grande em plena pandemia mas a Cláudia da Agência Abreu do Saldanha foi incrível, organizou tudo ao pormenor e transmitiu-nos a segurança que precisávamos. Foi uma experiência única que recomendamos muito. O azul daquele mar deixa muitas saudades e todos os dias queremos voltar!

Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha
Casamento de Inês e João. Fotografia: Francisca Noronha

Que fornecedores contrataram? Recomendam?

Não há nenhum que não recomendássemos, mas temos um carinho muito especial pelas duas Filipas que nos ajudaram a tornar o nosso dia ainda mais especial e aquilo que sempre sonhámos. A Filipa da Quinta das Rosas, com o seu gosto irrepreensível e a sua enorme disponibilidade para nos aconselhar e nos ajudar em todos os pormenores. Graças à Filipa a decoração e a sala estavam magníficas e muito melhor do que alguma vez imaginámos. E a Filipa da Prime Catering que foi uma querida, fez com que tudo corresse bem no nosso dia e nos ajudou muito para além do catering, ajudando-nos, até, a encontrar um DJ quando ficámos sem DJ a pouco mais de uma semana antes do casamento.

Agora digam-me: quantos sorrisos esboçaram ao longo deste artigo?

Fornecedores:

Fotografia: Francisca Noronha | Filme:  Tiago Costa AudiovisuaisQuinta:  Quinta das Rosas, Alenquer |  Catering:  Prime Catering & Events | Bem Casados: Muguet | Bolo dos Noivos: Charlotte{Carolina dos Bolos}| Vestido da Noiva:Vestidus | Sapatos da Noiva: Crème Caviarm | Bouquet da Noiva e Toucado de Flores:  Catarina Sampaio Soares FloresBrincos da Noiva:  Ourivesaria EstorilMaquilhagem da Noiva: Filipa Pereira – MUACoro da Cerimónia:  Nó Direito  Design Gráfico: Água D’Arte Noivos DJ:Tomás Barradas Carro dos Noivos:  Carocha – Casamentos e Eventos

Joana Amaro

Vestidos de noiva minimalistas: quando a elegância se alia à frescura

Com a chegada da Primavera, é impossível não falar sobre esta poderosa e exquisite aliança entre as características que mais emanam frescura, minimalismo, mas, também requinte. Como se costuma dizer, “menos é mais” e, hoje em dia, acredito cada vez mais neste motto, que tem vindo a ganhar cada vez mais terreno na esfera nupcial. 

Plissê Atelier

Quem acredita que os vestidos de noiva devem ser exuberantes e repletos de detalhes, desenganem-se… Hoje, é precisamente esta a minha missão: conquistar-vos com opções simples, mas sofisticadas. Opções minimalistas, mas absolutamente trendy. 

No entanto, first things first e por falar em tendências… O mundo dos casamentos, todas as temporadas, dá as boas-vindas a novos pormenores que surgem e muitos deles vêm mesmo para ficar. Assim e para 2022, várias são as bonitas tendências que posso destacar como: plumas; mangas balão, que conferem um volume sofisticado ao look; laços que proporcionam um ar extremamente feminino; e, por fim, vestidos com capa, que nos brindam com aquele twist irreverente e, acima de tudo, elegantes.

Assim e sem mais demoras, apresento-vos o meu TOP de vestidos de noiva minimalistas que vão, igualmente, ao encontro das tendências que mencionei anteriormente. 

Plissê Atelier

Vestido de noiva com transparências: um must! 

Trans-pa-rên-cias! Isso mesmo, as transparências são um autêntico must se a sua vontade é estar radiante no seu grande dia de casamento. Quer seja nas mangas, nas costas, nos ombros ou no peito, estes pormenores são sempre um dos grandes protagonistas dos looks e Plissê Atelier estão bem conscientes do seu poder!

Plissê Atelier

Vestido de noiva com manga balão e uma vibe vintage

O conceituadíssimo estilista português, Gio Rodrigues, brinda-nos com uma opção que brinca com a elegância, minimalismo e jovialidade. As suas mangas transparentes e com efeito balão conferem um ar gracioso ao look. No entanto, sensual silhueta e glamour correspondem, também, à melhor forma de descrever este incrível vestido de noiva. Já o toque vintage é conseguido através dos acabamentos das suas mangas, nas quais os botões têm destaque. Assim é o modelo Judi de Gio Rodrigues.

Gio Rodrigues

Vestido de noiva com capa: um toque inesperado!

No que toca a vestidos de noiva com capas, Pureza Mello Breyner – um nome, também, bastante conhecido no mundo nupcial português – assume o pódio, com as opções mais out of the box… Contudo, muito, mas muito elegantes. Eu estou rendida e, seguramente, as noivas mais minimalistas mas que buscam um detalhe de irreverência, também, se vão deixar conquistar! 

Pureza Mello Breyner Atelier
Pureza Mello Breyner Atelier

Vestidos de noiva com silhueta anos 30

Apesar de nos remontar ao anos 30, é uma silhueta absolutamente intemporal e sensual. Este vestido de Joana Montez, da sua incrível coleção Flowing, deixam transparecer toda a naturalidade da noiva, assim como o seu estilo mais casual e minimalista. Os seus pormenores e a sua saia fluida, que combina vários padrões, é o que me tem completamente cativada!

Joana Montez

Vestidos de noiva com plumas

Plumas é sinónimo de brilho e Rosa Clará, com o seu modelo Oren, vem comprová-lo. Os seus detalhes de strass no corpete bordado do modelo que conferem um estilo muito sensual e encantador, simultaneamente. Diz “Sim, aceito!” a este vestido?

Rosa Clará

Qual o seu modelo e estilo favoritos?

Cristiana Simoes

Quando um sonho se torna realidade

Conheci a história da Liliana e do Ricardo e não consigo ficar indiferente ao amor, à amizade e à cumplicidade deste casal que nos ensina que o amor é algo simples, leve e que deve ser vivido com a maior intensidade possível.

Um clima de paixão, a atenção ao pormenor, o cuidado com os detalhes e a presença dos amigos e familiares são alguns dos ingredientes necessários para a concretização de um casamento perfeito e memorável. A Liliana e o Ricardo sonhavam com um dia digno de um conto de fadas e tornaram-no realidade!

” O dia do nosso casamento refletiu precisamente isso: duas pessoas que se amam e desejavam trocar votos junto de todos os seus amigos e familiares num dia mágico e simplesmente memorável para todos!”

Apesar de todos os constrangimentos que estes tempos de pandemia trouxeram, este casal disse o grande “Sim” numa cerimónia marcada por lágrimas e muita felicidade, tornando-se num dia memorável não só para eles, mas para todos os que celebraram o dia mais feliz das suas vidas.

Deixem-se inspirar nesta história de amor que nos mostra que com a pessoa certa tudo faz sentido.

Falem-me um bocadinho sobre vocês

Desde pequena que sempre sonhei com um casamento de conto de fadas! Fiquei muito feliz quando conheci o Ricardo e percebi que também partilhava do mesmo desejo que eu, o de construir uma história de amor com alguém especial e casar.

Pensamos que o dia do nosso casamento refletiu precisamente isso: duas pessoas que se amam e desejavam trocar votos junto de todos os seus amigos e familiares num dia mágico e simplesmente memorável para todos! O facto de termos dado atenção a cada detalhe do nosso grande dia, tornou cada momento muito íntimo. Sabíamos que apesar de ser um dia longo não conseguiríamos passar muito tempo com cada convidado, por isso surpreendemos alguns amigos e familiares com pequenas cartas debaixo dos seus guardanapos, onde escrevemos palavras muito pessoais e especiais.

No decorrer do dia percebemos que foi uma surpresa muito bem recebida e acima de tudo muito emotiva! Houve até algumas lágrimas! No fundo, queríamos que os nossos convidados sentissem o quão especial foi para nós termos cada um deles presente no nosso dia de conto de fadas!

Como se conheceram?

Conhecemo-nos em 2016, o Ricardo era o médico veterinário do Charlie, o meu gatinho (da noiva) resgatado.

Houve pedido de casamento? Quando e como foi?

Houve sim! O pedido de casamento foi no dia 6 de Setembro de 2019, a data de aniversário do noivo! Na véspera foi a casa dos meus pais (da noiva), em segredo, pedir oficialmente a minha mão em casamento! Depois do jantar de aniversário em nossa casa, o Ricardo esperou que os convidados saíssem, pôs a nossa música a tocar e pediu-me que dançasse com ele. E foi assim, ao som da nossa música especial, entre palavras de amor, que se ajoelhou e me pediu para passar o resto da vida ao seu lado! Marcámos a data para Setembro de 2020, mas devido à pandemia tivemos de adiar, primeiro para Maio de 2021 e mais tarde para a data final de Setembro de 2021.

Como definem o vosso amor/a vossa história?

Costumamos dizer que o nosso amor é muito leve! O Ricardo é uma pessoa extremamente divertida, a alma de qualquer festa! Temos uma relação de cumplicidade e de companheirismo e parece que cada dia que passa crescemos um pouco mais um com o outro.

Como correu a organização do casamento?

Apesar de vivermos em tempos de pandemia, a organização do casamento foi relativamente tranquila uma vez que já tínhamos uma ideia definida do que queríamos para o grande dia.

Visitámos apenas três quintas e apaixonámo-nos perdidamente pela nossa! Inicialmente queríamos um casamento religioso no exterior, mas como a Diocese de Lisboa não o permitia, encontrámos uma Igreja bem próxima de casa muito simples e bonita! Na verdade, emocionei-me assim que a vi pela primeira vez e, soubemos os dois que seria ali que a nossa cerimónia iria ter lugar.

O mais difícil foi contactar todos os nossos fornecedores em cada reagendamento e, torcer para que cada um deles tivesse ainda a nova data disponível. Felizmente conseguimos manter praticamente todos os fornecedores iniciais, que foram uns queridos e nos mantiveram otimistas para a nova data. Agradecemos todos os dias à equipa fantástica que escolhemos ter ao nosso lado, pois, sem eles, nada do que sonhámos podia tornar-se realidade!

Qual a escolha mais difícil e a mais fácil? Porquê?

O mais difícil foi tomar a decisão de adiar a data inicial que tínhamos escolhido com tanto carinho. O mais fácil foi a escolha do espaço para o copo de água. O meu irmão (da noiva) já tinha casado nessa mesma Quinta e sabíamos que lá tudo se iria concretizar como sonhámos.

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Tivemos muita ajuda da família e amigos. Os meus padrinhos (da noiva) foram incansáveis em todo o processo e ficámos mais tarde a saber que tiveram muito trabalho de backstage no dia do casamento para que tudo corresse como idealizámos.

Onde foram buscar inspiração? Consultaram blogues, revistas…?

Inspirámo-nos muito em sites ligados a casamentos, como é o caso do Simplesmente Branco e sobretudo no Pinterest! A ferramenta ajudou-nos a fazer um moodboard para o grande dia, tornando-se mais fácil de visualizar o resultado final. Houve muito, muito muito DIY: os convites foram elaborados pela madrinha da noiva, os envelopes recortados e colados à mão e os marcadores de mesa e de lugares feitos pelos noivos. Acreditamos que tudo isto se refletiu no grande dia, uma vez que os nossos amigos e familiares notaram a atenção que colocámos em cada pormenor.

Qual foi o tema do casamento?

Não escolhemos propriamente um tema, mas quisemos que o dia refletisse um estilo campestre/romântico com um toque vintage.

Como foi o grande dia?

Simplesmente mágico! Ainda hoje fechamos os olhos e conseguimos sentir a enorme bolha de amor que foi o nosso dia! Foram tempos difíceis os que antecederam o nosso dia especial, por isso o dia foi vivido ainda mais intensamente.

Recordo-me (noiva) da enorme felicidade que sentimos por podermos finalmente abraçar e beijar aqueles que nos amam neste dia tão importante. Decidimos testar todos os convidados para que todos se sentissem seguros e pudessem usufruir de um dia cheio de luz, depois dos meses difíceis que todos passámos. Foi um dia muito feliz e acima de tudo muito, mas muito emotivo.

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Não! Foi o dia mais especial das nossas vidas e vamos lembrá-lo para sempre com muito amor no coração!

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

A nossa lua-de-mel foi nas Maldivas e adorámos! Foi uma viagem muito bem organizada pela nossa querida Paula da Malagueta Viagens e não podia ter corrido melhor. Não temos por hábito viajar muito e, o facto de ser longe e de estarmos em pandemia deixou-nos um pouco receosos. No entanto, a organização e o acompanhamento por parte da agência foi simplesmente fantástica, o que nos permitiu desfrutar também da viagem e não apenas do destino! Toda aquela natureza e a água quente e azul faz-nos desejar voltar daqui a uns anos para partilhar uma vez mais aquele nascer do sol maravilhoso!

Que fornecedores contrataram? Recomendam?

Recomendamos muito todos os nossos fornecedores! Tivemos a sorte de ter escolhido uma equipa fantástica que fez de tudo para tornar o nosso dia realidade!

Fotografia: I HEART YOU | Video: Make me feel wedding | Quinta: Herdade do Monte Novo | Organização: Impaccto cattering | Vestido de Noiva e Fato de Noivo: Queen House Noivas | Make-up: Mariana Daehnhardt | Ramos de Noiva: Pé de Flor | Dueto de Violino e Violencelo: Inversus Duo | Alianças: Eternis (Dara) | Sapatos de Noiva : Creme Caviar | Hotel: Evidência Belverde | Joias: Martins Handmade Jewellery | Vestido mãe da noiva: Noivas Dálma | Robe de Noiva: Mira | Agencia de viagens : Malagueta | Lembranças para os convidados: Mia Luzia Suculentas

Um abraço e até breve!

Cristiana Simoes

Gio Rodrigues desvenda as respostas às questões que invadem tantas noivas curiosas!

Um dos maiores sonhos enquanto noivas? Sem dúvida, o vestido de noiva com que vamos arrasar e brilhar no nosso dia de casamento. Muitas são as questões que nos invadem quando nos deparamos com o momento em que começamos a planear o nosso grande dia de casamento e, em particular, quando iniciamos a busca pelo vestido de noiva.

Assim e para responder a algumas questões, o Simplesmente Branco esteve à conversa com um dos maiores e mais conceituados designers nupciais do panorama nupcial português: Gio Rodrigues – que dispensa quaisquer tipos de apresentações.

“A minha maior paixão são as noivas, as minhas clientes (…)”, confidencia Gio Rodrigues

Gio Rodrigues - Foto: Momento Cativo
Gio Rodrigues – Foto: Momento Cativo

Simplesmente Branco: Os vestidos de noiva são a sua paixão?

Gio Rodrigues: A minha maior paixão são as noivas, as minhas clientes, e a oportunidade que me confiam em realizar os seus sonhos. Para além disso, sou também apaixonado por aquele sentimento “eu fiz parte de um dos dias mais especiais destas duas pessoas“. É um sentimento absolutamente recompensador.

SB: E para todas essas noivas que ambicionam um vestido de noiva à medida do seu casamento, qual a antecedência ideal para o começar a fazer?

GR: Diria que para fazer um vestido à medida, o mais recomendável é começar a planeá-lo com pelo menos 6 a 9 meses de antecedência. Contudo e caso a noiva já tenha uma ideia concreta daquilo que deseja, ambiciona e pretende para o seu dia de casamento, temos as condições para iniciar o processo de confecção do seu vestido e fazê-lo em menos tempo.

Não existe uma resposta clara, nem correta, pois todos os processos acabam por depender da complexidade do vestido de noiva solicitado. No entanto, gosto de o executar o mais rápido possível, para que tudo se desenrole de um modo tranquilo, acabando por ser uma experiência agradável e boa para a cliente.

Vestido de noiva Gio Rodrigues à medida – Foto: Momento Cativo

SB: Na sua opinião, qual é a maior vantagem de fazer um vestido à medida?

GRPara mim, um vestido à medida é necessariamente sinónimo de “realizar um sonho”. Ou seja, o vestido é desenhado e feito exatamente como a noiva o idealizou, com todos os aspetos pensamentos aos mais ínfimos pormenores.

Outro ponto que considero extremamente importante é o fitting e o modo como o vestido assenta no corpo e vai realçar a silhueta da noiva. Enaltecer os seus pontos mais fortes e até disfarçar aqueles que consideramos menos bons (o que na maioria dos casos é apenas psicológico, mas inseguranças quem não as tem?…). Mas, é para isso mesmo que aqui estamos, para fazer com que todas as noivas se sintam 100% confortáveis. Para além de que estamos a falar de uma peça única, que irá ficar para sempre na memória da noiva… e não só!

Vestido de noiva Gio Rodrigues à medida – Foto: Momento Cativo

SB: Quantas provas consideras necessárias? E quantas horas investes num vestido de noiva até que fique pronto e no ponto?

GR: Tal como referi anteriormente, a resposta depende fortemente da complexidade do vestido de que estamos a falar. Há vestidos de noiva que demoram 100 horas a serem produzidos e outros que poderão demorar 1000horas. Portanto, a complexidade e o design do modelos são aspetos chaves.

E, para um fitting perfeito, por regra, são necessárias pelo menos três provas. 

SB: Qual o valor médio de um vestido de noiva assinado por Gio Rodrigues?

GR: O valor dos nossos vestidos de noiva rondam os 1500€-2000€. No entanto, nos nossos ateliers, as noivas podem encontrar vestidos fora de temporada ou com pouco stock relativamente mais económicos, bem como, vestidos mais trabalhados com valores mais exclusivos. Tudo depende do tipo de materiais e da exclusividade do vestido. A única certeza e garantia que posso dar a todas as noivas é que no Atelier Gio Rodrigues irão encontrar a solução adequado ao que pretende e sonha. 

Gio Rodrigues - Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues – Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues - Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues – Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues - Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues – Foto: Edgar Dias Photography

SB: Já no que toca à própria confeção e produção do vestido de noiva, as noivas podem levar o material que preferem ou idealmente deve ser material do atelier do designer?

GR: Normalmente os materiais são adquiridos pelo atelier, mas se existir algum tecido em especial que a cliente faça questão de utilizar ou a incorporação de algum acessório, claro que aceito que a cliente o traga. Contudo, não posso deixar de salientar que preferimos que a escolha seja feita por nós para podermos oferecer garantia da qualidade e excelência do tecido… Já trabalhamos no mercado nupcial há mais de 20 anos, pelo que acabamos por ter um know-how e conhecimento mais vasto, no que toca aos melhores tecidos, assim como os melhores fornecedores.

Gio Rodrigues - Foto: Momento Cativo
Gio Rodrigues – Foto: Momento Cativo

SB: Enquanto um dos mais conceituados designers portugueses, a sua opinião é um factor extremamente influenciador no que toca à decisão final. Por isso, a questão que lhe colocamos e que muitas noivas desejam saber: sai mais caro comprar um vestido ou fazer à medida?

GR: Caro é uma palavra bastante relativa e difícil de classificar, pois o que para alguns noivos pode ser caro, para outros pode corresponder a uma opção mais económica. Acredito que existem peças e vestidos de noiva que não têm preço. Contudo, se compararmos os preços de um vestido de Atelier, com um vestido de loja, há vestidos com preços equivalentes, mas não podemos comparar o conforto, o fitting e a exclusividade de um vestido feito à medida da pessoa.

“… acima de tudo, cada cliente é única, por isso cada uma dita a sua moda” 

Gio Rodrigues - Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues – Foto: Edgar Dias Photography
Gio Rodrigues – Foto: Hélder Couto

SB: E para terminar: quais as últimas tendências no que toca a vestidos de noiva feitos à medida?

GR: Esta é uma pergunta que pode ter duas respostas… Primeiramente, um vestido feito à medida está sempre na moda, pois é o sonho da noiva e se há algo intemporal é precisamente isso. Por outro lado e tendo em conta aquilo que mais me têm solicitado recentemente é verdadeiramente transversal. Desenhamos e confecionamos os mais variados modelos: desde os mais clássicos com mangas em rena e com corte de princesa a vestidos super sexys. Acima de tudo, gosto de ter em mente que cada cliente é ímpar, pelo que cada uma acaba por ditar as suas próprias modas. 

Gio Rodrigues – Foto: Hélder Couto

E assim foi a conversa que a Simplesmente Branco teve com o famoso e talentoso Gio Rodrigues: o estilista que fará o seu vestido de noiva à medida (dos seus sonhos).

Já sabe como quer o seu vestido? Conte-nos tudo!

Até breve e um abraço,