Created with Sketch.
Ana Apolinario

Featured* O amor acontece… na Ilha Terceira

Imaginem um acordar feliz. O mais FELIZ. Envolvidos nos braços de alguém. Do vosso AMOR. Prontos para um dia maravilhoso. O vosso DIA. Em que assumem um compromisso a dois. Só os DOIS. Deslumbrados num cenário de sonho. O vosso SONHO.

 

É nesta onda de amor que vos espero envolvidos para experienciarem o que vos reservei hoje neste nosso Featured. Um editorial romântico e doce, mas também sensual, apaixonado e descomplicado, que vos irá certamente encantar pela beleza dos detalhes e as arrebatadoras paisagens de um lugar mágico, que encerra perfeição em cada pedaço de terra, de rocha, de mar e de céu.

 

Convido-vos, por isso, a deixarem-se encantar pela arte do Hugo Coelho, nas imagens que resultam de um trabalho conceptualizado em equipa, fotografado na maravilhosa Ilha Terceira, nos Açores. Uma inspiração perfeita para um eventual elopement wedding ou uma cerimónia mais intimista, mas que poderá, obviamente, servir de base para qualquer celebração que combine com uma desconstrução do que nos foi ensinado a ser inevitável. Porque no Simplesmente Branco sempre acreditámos que a diferença alimenta muito mais.

 

Felicidade é acordar todos os dias ao teu lado

A noite anterior ao casamento é muito especial. Muitos casais decidem vivê-la juntos e outros, seguindo a tradição, optam por vivê-la separados. Neste nosso editorial, os noivos dormem juntos e agarradinhos. Com maior tranquilidade. Aproveitam para namorar e ajudam a preparar-se para o grande dia que se anuncia. Porque o o presente já faz parte do futuro.

 

Para todo o sempre

A noiva & o noivo + um cenário de tirar o fôlego: o triplex necessário para um casamento a dois, num destino especial. Uma cerimónia mais livre, intimista, sem as amarras do protocolo, extremamente romântica, exclusiva e intensa. Aqui o foco é no casal. No seu amor.

 

O amor vai até onde quisermos

Num elopement wedding, e sendo o foco apenas nos noivos, não há nada que os impeça de trocarem juras de amor em locais “fora da caixa” ou sem uma estrutura montada para receber eventos. É uma solução linda, desalinhada do que normalmente nos induzem a querer e a gostar. Perfeita para fotografar.

 

36_editorialterceira_hugocoelhofotografia

É nos detalhes que a gente fica

Pode parecer cliché, mas não há como dizê-lo de outra forma: nos pequenos detalhes estão as grandes diferenças. E ainda mais quando se trata de um casamento, onde os detalhes ajudam imprimir o estilo dos noivos. Nesta nossa história, estamos a falar de um estilo contemporâneo com um toque urbano, mas repleto de autenticidade, intimo e aconchegante. Como no aconchego de casa, mas com todo o requinte próprio de uma grande celebração.

 

Maravilhoso editorial, não é?

A equipa que tornou tudo possível:

Styling, Produção & floral design: Flor de Laranjeira| Fotografia: Hugo Coelho Fotografia | Vídeo: FULLCUT | Assistência Styling: Plano A – Org. de Eventos | Cake designer: Sara Loureiro – Happy Life in The Kitchen | MUAH: Bruna Canale | Vestido de Noiva: Plissê | Ceramista: Adolfo Mendonça Atelier | Porta-Alianças: RAW DESIGN by Filipa Cabido | Casal: Bruna Canale & Igor Canale | Venue: Zenite Boutique Hotel & Spa

 

E até breve!

Ana Apolinario

Let SB Inspire You: 9 centros de mesa para casamento que… são árvores!

Para o Let SB Inspire You de hoje trago-vos uma ideia que, não sendo novidade, acho que vale a pena repescar: centros de mesa para casamento que são árvores. E se é verdade que há uma natural associação deste detalhe decorativo a casamentos demasiado ostensivos, que pecam pela falta de equilíbrio e simplicidade, a verdade é que não tem de ser assim! São muitas as opções para incorporar esta tendência e até mesmo as árvores de maiores dimensões podem estar longe de ser um exagero, constituindo apenas um apontamento para dar um toque mais chamativo no âmbito de um decor minimista. Porque, por vezes, um mero centro de mesa de flores tradicionais pode não chegar.

 

Tendo sempre em conta o “menos é mais” em dose certa, fiz uma seleção de 9 tipos de árvores para centros de mesa de casamento, cuja estética e resultado adorei. Vejam se concordam comigo!

1. A elegância da natureza indoor

Se é para trazer a natureza para dentro da sala, mais vale dar tudo! E aqui está o exemplo de uma árvore de grandes dimensões que é um verdadeiro statement, numa decoração de sala elegante, com um glamour que assenta na beleza da simplicidade dos tons brancos, com pinceladas de dourado e muito bom gosto.

 

PHOTOGRAPHY Sophie Kaye Photography FLORAL DESIGN Adam Leffel Productions PHOTOGRAPHY Sophie Kaye Photography FLORAL DESIGN Adam Leffel Productions

2. Alto & Baixo

Para quem aspira um look verdejante para a sua mesa, mas não quer abandonar a cor e a textura que os arranjos de flores frescas acrescentam, esta é a solução perfeita. Procurem combinar uma árvore de abundantes folhas verdes com um belo arranjo floral mais baixo e terão um impressionante centro de mesa.

 

centros de mesa casamento árvores

3. Centros de mesa de casamento árvores de fruto

Sozinhas ou em grupo, as árvores de fruto anãs dão um toque de charme rústico a qualquer mesa. Podem optar pelas laranjeiras, mas também limoeiros ou macieiras. A Citrus japónica, também conhecida por quincã, cunquate ou xinxim, é um exemplo perfeito. Se gostam da ideia, mais uma vez falem com o vosso fornecedor. Fica lindo, sobretudo em casamentos ao ar livre.

 

centros de mesa de casamento que são árvores

4. Love Pink | Cerejeiras em flor

Talvez uma das árvores mais usadas nos casamentos sejam as cerejeiras – ou os ramos e as flores de cerejeira – quer nos bouquets, nos altares, no décor da sala ou até mesmo em bolos de casamento. Como árvore são também usadas como centros de mesa, mas na maioria dos casos enquadradas em decorações que me parecem um exagero. No entanto, como disse lá atrás, não tem de ser necessariamente assim. Olhem este exemplo abaixo, não é lindo?

 

Cerejeira

5. Pequenas, mas (tão) “grandes”

Sim, são pequenas árvores, mas o resultado é “grande”. Incorporar mini topiarias em vasinhos como centros de mesa casamento árvores é a escolha perfeita para dar um toque de verdura a todo o decor, sem cair em exorbitâncias ou em algo excessivamente “rústico”.

 

mini topiarias em vasinhos como centro de mesa de casamento

topiária centro de mesa

6. Elegância branco & verde

E aqui fica mais um exemplo de verdadeiro statement numa mesa que em tudo exala simplicidade. Por seu turno,  com  uma intemporal palete de cores verde & branco, salpicada por um discreto dourado, o resultado é de uma elegância incrível.

 

centro de mesa casamento árvores

7. Intimo & Moderno

Apesar dos centros de mesa para casamentos que são árvores serem geralmente inseridos em designs de inspiração rústica, adorei este twist super moderno. Um ramo no meio da mesa proporciona o equilíbrio perfeito de textura a esta mesa ideal para casamentos íntimos indoor.

 

mesa ultra moderna

9. Árvores manzanita

Não tenho saudades nenhumas do frio (tempos houve, que já lá vão bem longe, em que nesta altura do ano sentia nostalgia do inverno…), mas este decor com árvores manzanita, que parecem crescer a partir dos centros de mesa, seria perfeito para um aconchegante  casamento de outono ou até de inverno, não concordam?

 

Árvores manzanita

Até breve!

 

Créditos das imagens, por ordem de aparição – Fotos: Sophie Kaye Photography & Floral design Adam Leffel Productions | Foto: Jordan Mobley Photography & Design Crooked Roots | LISA POGGI | Victoria Amrose | Foto 1: Lauren Gabrielle – Foto 2: Thanassis Kaiafas PhotographerClay Austin Photography | Ash Haase | Jennifer Martin Photography

Ana Apolinario

Casava-me assim: sugestão smart saver com chapéu!

Para o Casava-me assim trago-vos hoje uma sugestão para um casamento de estilo campestre moderno. O ponto de partida é um vestido comprido branco, que me parece perfeito para o efeito, embora seja bastante versátil, pelo que com acessórios diferentes se poderá adaptar a qualquer outro estilo. É uma peça de marca portuguesa – a Mauî – que se inspira na mulher atual, cosmopolita e independente. Na sua simplicidade, o vestido é lindo, com um decote acentuado que dá um toque extra de romantismo e favorece a silhueta. 

 

Para complementar, em vez das habituais tiaras ou coroas de flores, surgiu-me logo à ideia utilizar um chapéu, uma tendência que tem vindo a captar cada vez mais a atenção da noiva moderna e proporciona um estilo bem fashion a todo o visual. Aliás, desde os estilosos chapéus fedoras a chapéus de palha, passando pelos panamás, abas largas ou chapéus tradicionais estilo provençal, duvido que não tenham ainda visto esta tendência no vosso feed do Instagram, já que muitos dos principais estilistas de moda têm vindo a utilizar os chapéus nos seus lookbooks de coleção de vestidos de noiva.

 

Gio Rodrigues é um deles, por exemplo. Digam lá se não fica fantástico?

 

noiva gio rodrigues com chapéu abas largas e véu sobreposto

Para este estilo campestre, em particular, eu considerei um chapéu mais simples, de palha e abas largas. No caso do Gio Rodrigues , o chapéu é da marca Chapeauxik  – também portuguesa e com peças absolutamente fantásticas – mas andei a pesquisar e na perspetiva smart saver encontrei um chapéu da Asos bem giro e com um preço bem simpático.

 

Inspirei-me na espanhola Carmen García Puertas, que recentemente fez um furor enorme pela escolha que fez para o visual do seu casamento – e que foi publicado, inclusive, na VOGUE espanhola.

 

carmen garcia puertas Vogue

carmen garcia puertas Vogue

O chapéu da Carmen é forrado, a combinar com o vestido, pelo que o véu é liso. No nosso caso, e dado que o vestido é liso, achei melhor usar um véu com apontamentos. Ainda na perspetiva smart saver, encontrei um de tule de seda liso, com acabamento em renda e feito à medida, na Vestidus.

 

A ideia é colocar o véu como nos exemplos acima. No entanto, como fiquei bastante indecisa na escolha, deixo também aqui a sugestão de colocar o véu (liso) preso em baixo do chapéu, para um resultado algo semelhante a este:

 

Enfim, voltando ao look de hoje, para finalizar gostei imenso de uns sapatos da and i wonder e uns brincos pérola da TOUS em ouro.

Vestido: €145 | Chapéu de palha: 14,99€ | Véu: 350€ (desde) |  Brincos: 110€ |  Sapatos Bouquet: 310€ = 929,99€

 

brincos de pérolas TOUS

Se gostaram das ideias, encontrem o vestido longo branco aqui ; o véu Sofia  aqui; o chapéu de palha aqui; os brincos aqui; e os sapatos Bouquet aqui.

 

E até breve!

 

Ana Apolinario

Joana & Guilherme: “O Universo alinhou-se para que tudo fosse perfeito… e foi”

O caminho estava traçado, ainda eles não o sabiam. Um amor “destinado a ser”, de dois miúdos “cheios de sonhos e expectativas”, que se desencontraram nos instantes da vida, numa ausência que se prolongou por vinte anos no tempo. O momento certo, contudo, chegou, e as almas gémeas reconheceram-se, trilhando hoje um caminho a dois que teve no casamento o ponto de partida para uma nova etapa. Uma bonita história, a de Joana e Guilherme. que hoje partilhamos convosco, assim como o seu dia lindo, eternizado nas fotografias por Pedro Filipe Fotografia.

 

Entre almas gémeas, o amor acontece

Quisemos, então, conhecer a história da Joana e do Guilherme na primeira pessoa. E às palavras que nos contam como tudo começou, juntámos aqui as imagens de luz, sol, calor e AMOR que resultaram de uma irresistível sessão pré-casamento, fotografada na praia da Costa da Caparica, onde depois casaram. Noivos felizes, de sorrisos rasgados, envoltos na liberdade de uma praia deserta, na ânsia de um dia que se veio a tornar único e inesquecível, como só um casamento consegue ser.

Como se conheceram?

No primeiro dia de aulas, do 5° C. Éramos dois miúdos, de mochilões às costas, cheios de sonhos e expectativas.

Como foi o pedido de casamento?

Na madrugada do primeiro de maio de 2020, resultado de uma troca de olhares e risos ensonados. Saiu meio que a trambolhão, a vontade mútua de casar.

Como definem o vosso amor?

Destinado a ser. Um amor de criança, vivido 20 anos depois de nos conhecermos e nos desencontrarmos.

 

casamento Joana e Guilherme Pedro Filipe Fotografia casamento Joana e Guilherme Pedro Filipe Fotografia casamento Joana e Guilherme Pedro Filipe Fotografia casamento Joana e Guilherme Pedro Filipe Fotografia

Depois do primeiro “Sim”

Antes do “Sim” que sela as juras de amor eterno tem de haver um outro, que permite que tudo venha a acontecer. Um momento único e indescritível que fica, igualmente, guardado nas memórias dos dias felizes: o pedido de casamento. Passado, no entanto, o período inebriado pelo “estado de graça”, há que por mãos à obra e organizar o casamento. Com a Joana e o Guilherme não foi diferente. Por isso, fomos saber como correu esta fase. E a seguir, deixamos-vos com a ternura e a ansiedade dos momentos antes do grande SIM.

Como correu a organização do casamento?

Bastante bem, tendo em conta as vicissitudes de casarmos numa fase pandémica.

Qual a escolha mais difícil? E a mais fácil?

O mais difícil foi o vestido de noiva e as flores. A mais fácil foi o espaço e o fotógrafo. Não tivemos qualquer dúvida de que queríamos casar no Leblon e sermos fotografados pelo Pedro. E desde já gostaríamos de fazer um agradecimento especial à Ana e à Maria do Céu, do Que Bem Fica, ao Rui, ao Ricardo e a todo o staff do Leblon, ao Pedro do Pedro Filipe Fotografia e à Sparkl pelo carinho e profissionalismo com que se dedicaram ao nosso dia. Foram amorosos e incansáveis.

Tiveram ajuda na organização do casamento?

Sim, os nossos padrinhos, o irmão e cunhada da noiva e pais do noivo. Foram absolutamente fantásticos e disponíveis. Sem eles não teria sido perfeito.

 

Estilo boho de espírito livre

Após a decisão de dar o grande passo, há que seguir o sonho e fazer do casamento um dia ainda mais especial, em consonância com o estilo e personalidade do casal. A Joana e o Guilherme beberam, entre outros, da nossa inspiração e viveram, assim, um casamento boho lindo na praia, de estilo rústico e vibe contemporânea. De espírito livre,

Onde foram buscar inspiração?

À nossa família e amigos, ao Pinterest e ao Simplesmente Branco.

Qual foi o tema do casamento?

Beach boho wedding.

 

O concretizar do sonho

Há muitos clichés incontornáveis. “O dia passa a correr” é um daqueles que se associa ao casamento e que é do mais verdadeiro que há. Porque tudo o que é bom… enfim, todos sabemos que acaba depressa. E no caso de um casamento feliz, depressa demais!

Como foi o grande dia?

Maravilhoso e abençoado.

Se pudessem, mudavam alguma coisa?

Acrescentaríamos mais horas ao dia.

 

E depois?

E depois, como diz a música de Seu Jorge:  “A  gente vai passear. E aí, a gente vai namorar”. Primeiro na lua-de-mel e, imediatamente, na vida. Porque no “depois” estão oficialmente casados, felizes e a caminhar, juntos, na mesma direção. 

Onde foi a lua-de-mel? Recomendam?

Foi nas Maldivas, em Kudafushi. Super recomendamos.

 

The End…

… desta “reportagem”, claro. Porque este “fim” é, claramente, mais um início. 

Se pudéssemos pedir desejos, pediríamos ao tempo para rebobinar e nos deixar viver tudo outra vez. Foi um dia abençoado, o universo alinhou-se para que tudo fosse perfeito. E foi. – Joana & Guilherme

Fornecedores

Espaço e catering:  Leblon São João | Fotógrafo: Pedro Filipe Fotografia | Flores: Que Bem Fica | Vestido de noiva: Pronovias | Fato do Noivo: Sacoor Brothers | Decoração feita pelos noivos e mãe/ madrinha da noiva | Sapatos: Calçado Guimarães | Acessórios Claire’s | Maquilhagem e penteado da noiva: Sparkl | DJ: Di Venitto | Bolo dos Noivos: Bago de Amora

 

Ana Apolinario

Trends Station: Casamento Ecológico

No nosso Trends Station de hoje vamos abordar os casamentos sustentáveis. Não porque a ecologia está na moda, mas porque é um conceito que deve estar sempre presente na vida em sociedade. E se é verdade que já começamos a incluir uma série de hábitos sustentáveis no nosso quotidiano, então porque não aplicá-los ao dia tão especial e apostar num casamento ecológico?

 

Aproveitemos a consciência social que parece vir a crescer, sobretudo na sequência desta interminável pandemia, que nos deu tempo para refletir sobre o nosso papel no mundo e, no caso dos casamentos, permitiu aos casais pensarem no que realmente querem de uma celebração, levando-os também a optarem por casamentos mais ecológicos e com menos desperdício.

 

Foto: Quinta Nova Eventos

Casamento ecológico, mas «em bom», claro!

Sustentabilidade é, então, a palavra de ordem. Mas atenção: que não se confunda o conceito eco-friendly com avareza, com o escolher o mais barato. Um casamento ecológico não perde, necessariamente, toda a beleza e sofisticação que a ocasião exige. É preciso, apenas, tomar decisões que façam sentido. Afinal, a ideia é contribuir para um mundo melhor (salvá-lo!) e não poupar (apesar, de por vezes, os dois termos se cruzarem). E podemos fazê-lo em todos os aspetos do casamento: desde a decoração, ao estacionário, passando pelas lembranças, até ao catering.

 

Para combater os desperdícios de comida, por exemplo, os noivos podem escolher uma instituição para, no final, recolher os restos da refeição. O uso de produtos locais e de época é também de considerar, assim como oferecer plantas em vasos nas lembranças de casamento, receber como prenda de casamento uma contribuição para uma associação ou causa solidária, etc. Tudo excelentes estratégias sustentáveis que contribuem para fazer do mundo um lugar melhor!

 

casamento ao ar livre

Foto: Hugo Coelho Fotografia

Repensar os materiais do estacionário

Um dos aspetos do casamento onde é possível reduzir a pegada ecológico é no estacionário. Dos convites de casamento, aos menus e etiquetas das lembranças de casamento, a quantidade de produtos de papel que utilizamos num casamento é muito grande. Por isso, será importante optar por materiais reciclados ou alternativos, em linha com o que nos diz a Sukses Design, que na sua “busca pela simbiose perfeita entre materiais de qualidade e a elegância” criou “um conceito onde o artesanal e a natureza coexistem”

No vosso casamento não pode faltar sustentabilidade. Optar por materiais artesanais, tingidos com corantes naturais e com todo um processo de reduzida ou inexistente intervenção mecânica. Assim terá não só um bonito impacto no ambiente, como tornará os vossos convites ou estacionário, numa recordação intemporal – Joana R. Bastos, Sukses Design
convite de casamento ecológico sukses design

Decoração floral para um casamento sustentável

Nesta questão do desperdício, há também a considerar as flores. Aqui, o caminho para a sustentabilidade pode passar por optar por plantas de vasos, apostar na decoração complementar, procurar dar «uma segunda vida» aos arranjos… Mas a grande regra é o consumo local – tem menos pegada e investe na economia interna e da comunidade. Assim, as recomendações para uma decoração eco-friendly passam por usar flores de cultivo local e da estação.

 

É o que nos diz a Bosque Conceitos Florais.

Caros noivos, deste lado, Gustavo Camacho e Tiago Bettencourt. As quatro mãos por de trás deste Bosque.
Enquanto cuidadores do que nos move – a natureza – temos vindo a mostrar a todos os nossos casais, que o uso pontual ou assumido de espécies silvestres ou de jardim, como parte integral da nossa arte, é e será sempre a nossa tendência.

Seja num casamento romântico e clássico ou num casamento intimista e minimal, caso optem por esta imagem que tanto nos define, para além de conseguida a simbiose entre a componente natural e a componente festa, é também propagada a palavra sustentabilidade no setor dos casamentos. Reduzir a nossa pegada enquanto floristas, começa exatamente nesta linha de raciocínio. Não basta banir o uso de esponjas florais – prejudicais ao meio ambiente – mas também primar pela escolha de flores nacionais, silvestres e de jardim de pequenos produtores locais. Casar todas as espécies de flores, paletas e texturas, torna-se para nós um maior desafio criativo, mas acreditamos, que para vocês noivos, o alcance de um ambiente de festa distinto, personalizado, consciente e com história, é o melhor que temos para vos oferecer.

Mais do que uma tendência, é o nosso preceito, para quem procura um dia leve e bonito. Um dia mais ou menos silvestre. Um dia romântico e cheio de amor.

bouquet casamento ecológico

mesa de casamento

Sim ao conceito «verde»

Um casamento ecológico e sustentável é, então, um casamento pensado para que o impacto no meio ambiente seja o menor possível, sem perder a elegância e o charme de toda a celebração. Por isso, se a ideia é celebrar “hoje”, a pensar no “futuro”, aqui ficam mais algumas dicas para «reduzir, reutilizar e reciclar»:

 

  • Optem por alianças de casamento de metais reciclados ou um anel vintage (ou de algum familiar, por exemplo, com uma peça que alie simbolismo da união à importância dessa pessoa na sua vida)
  • Porque não adaptar o vestido de noiva da mãe ou da avó (ou alugar)?
  • Antes de comprar um fato, o noivo que olhe primeiro para o seu armário. A maioria dos homens já tem um ou dois fatos que podem ser perfeitos para o casamento, quando combinados com sapatos e acessórios novos. Se não tiver, pode também optar por alugar ou comprar algo que dê para usar depois.
  • Utilizem elementos pessoais para a decoração (livros, quadros, móveis, etc.).
  • Para além das plantas em vasos que já falamos para as lembranças de casamento, as lembranças comestíveis são também uma boa opção. De barras de chocolate artesanal, passando por doces caseiros ou azeite, esta é uma ideia que vai ficar na memória de todos.
  • Palhinhas, copos, embalagens para bolas de sabão, balões, kits para casa de banho, acessórios para o photobooto plástico está presente em muito mais coisas do que imaginam. Sempre que possível, descartem o plástico e usem opções de vidro e outros materiais reutilizáveis.

 

glamping wedding foto hugo coelho

Foto: Hugo Coelho Fotografia

Uma nova forma de viver um dos dias mais especiais

É bom saber que, apesar do longo caminho a percorrer, cada vez mais repensamos nos nossos valores, focamo-nos no que realmente importa e refletimos sobre a nossa missão neste mundo em que vivemos, nomeadamente  no que irá ser o nosso futuro e que legado estamos a deixar para as futuras gerações. Cada vez mais optamos por viver a vida mediante escolhas mais inteligentes, conscientes, a pensar mais no coletivo e menos no individual. E esta visão da vida é cada vez mais também uma visão dos noivos para o seu casamento e, por isso, este conceito de casamento ecológico e sustentável faz hoje parte das tendências de casamento.

 

Só um alerta: assim como não há casamentos perfeitos (e sim dias perfeitos, com todas as suas imperfeições), também não há casamentos 100% sustentáveis e ecológicos. Por isso, não se sintam pressionados a seguir rigorosamente todas as regras. Pensem: só por estarem a ler este post já significa que têm consciência ambiental!

 

noivos beijo casamento campo

Foto: Quinta da Quintã

 

Para facilitar a organização do vosso casamento, optem por fornecedores eco-conscientes e que vos ajudem a viver um casamento inesquecível, sem gerar um impacto negativo no meio ambiente. Espreitem os nossos fornecedores selecionados e encontrem os vossos parceiros.

 

Até breve!

Ana Apolinario

Anita & Pedro: «um com o outro, fluindo com o vento»

Em tantos anos de escrita sobre casamentos, continuo a suspirar com as histórias que me chegam e a apaixonar-me pelos momentos, detalhes e emoções que a arte da fotografia me consegue transmitir. Sejam Real Weddings ou Editoriais, não me canso da beleza dos dias e dos trabalhos que me elevam ao sonho de um evento de vida que eu até já vivi, mas que, perante aquilo que vejo, conheço e inspiro, certamente mudaria se o vivesse agora. Adoro este lado real da perfeição e consigo perceber-vos a vocês, aí desse lado, no entusiasmo de virem a concretizar um ideal de casamento. O vosso casamento.

 

Por isso, trago-vos mais uma inspiração real que, creio fervorosamente, também vos irá cativar. Um casamento fotografado pela Lovati Photography, que imprimiu na sua reportagem o carinho que tem pelos noivos, que são seus “verdadeiros amigos”.

 

Anita & Pedro são os seus nomes. E é a sua história que hoje vamos contar, bebendo das palavras escritas pela equipa de fotógrafos, que tão bem retratou as personalidades dos noivos, sentimentos e – claro – o grande dia.

 

O noivo

Começamos pelo noivo. O Pedro. Boa onda. Com sentido de humor. Preparou-se em casa, onde já vive com a Anita e 3 gatos, ao som do vinil que ele mais gosta, o álbum Chet, 1959 de Chet Baker. Estava descontraído, feliz e sorridente.

Ele tem uma sensibilidade especial e inspira-nos a sermos exatamente quem somos.

gato

A noiva

A noiva optou por se arranjar com as primas e as amigas, na Quinta do Avesso, onde decorreu o casamento. Em contraste ao ambiente tranquilo do Pedro, ali o clima era agitado, combinando na perfeição com a energia intensa da noiva e a sua alegria contagiante, “num jeito único de estar e viver, que complementa o Pedro, que com a calma vive intensamente do lado de dentro”. Curiosamente, Anita estava calma. A mais calma de todas! E a desfrutar de cada momento.

São esses momentos que ficam na memória para sempre e o que mais gostamos de fotografar.

First Look

A Anita e o Pedro optaram pelo first look, isto é, encontraram-se antes da cerimónia, para poderem ter um momento só deles. E o conceito faz todo o sentido no contexto da sua história, já que viveram juntos durante algum tempo longe da família e dos amigos, na Escócia, onde o seu amor amadureceu. E assim, juntos, estão “em casa”.

A frase que nos faz lembrar deles e desse momento é “You are my sense of home”, a frase do título dos votos da Anita.

Cerimónia & Décor

Se quisermos classificar o estilo do casamento da Anita e do Pedro, diria que estaria entre o Boho Chic e o Rústico Chic, com elementos bem orgânicos inseridos numa decoração moderna. Os arranjos das mesas originais tinham as flores preferidas da noiva, e a área externa, onde decorreu a cerimónia, tinha muito verde, oliveiras e outras árvores, numa estrutura de quinta que permitiu a todos sentirem-se em casa.

Toda a decoração e o mobiliário eram bem modernos, tinham tantas luzinhas que parecia tudo encantado.



A festa

A festa foi repleta de boa energia. E o ambiente familiar permaneceu, com todos os presentes a serem genuínos na sua felicidade e na hora de dançar.

As fotografias desse dia mostram essas sensações. O calor do amor, a espontaneidade, a alegria e a verdade. After all, fake is boring!

Fornecedores

Quinta: Quinta do Avesso | Fotografia: Lovati Photography | Maquilhagem: Elisa Almeida | Cabelo: Vanessa Campos | Flores: Terrarea | Decoração: Quinta do Avesso | DJ: Bloom Eventos | Fato Noivo: Massimo Dutti | Vestido Noiva: Amour Glamour

 

 

 

Ana Apolinario

Bon Appétit! My Candy Beach: «Pretty in Pink & Ready to Drink»

Ora cá estou eu para partilhar convosco mais uma sugestão inserida na nossa rúbrica Bon Appétit, dedicada aos apreciadores de uma boa experiência não só à mesa, mas também em ambientes diferenciadores. E se temos vindo a fazer uma viagem aos restaurantes portugueses agraciados por uma das classificações mais importantes do mundo da gastronomia – a estrelas Michelin -, hoje apeteceu-me falar de algo diferente, que servirá, certamente, para descontrair um pouco desta realidade cinzenta que assombra os nossos dias há quase dois anos. Assim, e já que estamos em pleno verão, trago-vos aquela que parece ser nova sensação de Vilamoura: o My Candy Beach. O novo spot é inspirado nos famosos bares de praia de Miami e nos Cafés mais trendy e pink de Londres. Uma experiência diferente para quem está no Algarve!

 

My Candy Beach Vilamoura novo spot de verão

Inserido num verdadeiro oásis de cor – com um lounge de areia cor-de-rosa! – este espaço criativo tem 500 metros quadrados, 50 lugares sentados e funciona apenas como um espaço exterior. É decorado com elementos de Art Déco, incluindo gelados gigantes, um carrossel de chupa-chupas ou gummy bears, tudo peças que estiveram nos vários espaços do The Sweet Art Museum, também conhecido como museus dos doces, que lançou este projeto em parceria com o restaurante japonês Doma.

 

My Candy Beach

Para saborear enquanto se encontram envolvidos pela atmosfera trendy têm à vossa escolha gelados artesanais da Pozzetti Gelato e cocktails de assinatura. Já aos almoços e jantares encontram uma carta exclusiva criada pelo Doma, sempre dedicada aos sabores asiáticos.

 

sushi Vilamoura novo spot de verão

O My Candy Beach” é Pet Friendly e poderá ser usado como espaço para eventos e festas privadas.

 

Interessante, não acham? Se estiverem a sul, porque não experimentar este mundo colorido?

 

Até breve!