Created with Sketch.
Susana Pinto

Dicas para casar: perguntas frequentes sobre a organização do casamento

Prontos para começar com a organização do casamento?

 

Na semana passada, nas dicas para casar, falámos sobre o conjunto largo de recursos que temos disponíveis para vos ajudar nesta bonita viagem. Entre os inúmeros artigos publicados, fontes de inspiração, entrevistas aos nossos fornecedores seleccionados e conversas com os noivos, temos resposta para quase tudo!

 

Para quem vai agora começar, isto pode parecer tudo muito. Tantas escolhas para fazer, tantas decisões para tomar, tantas contas para fazer… Mas na verdade, como diz e muito bem um querido amigo, “para comer um elefante é preciso parti-lo às fatias”,  e com calma e organização, tudo se resolve.  E para balizar um bocadinho a vossa lista, deixamos aqui 15 perguntas pertinentes para quem vai casar.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

1. Como escolher a data?

A resposta a esta pergunta será das mais fáceis, porque naturalmente haverá datas que são muito especiais na vossa história. Mas, com todos os imprevistos deste ano, com adiamentos e remarcações, esta questão deixa de ser tão natural. Deixamos então algumas sugestões menos habituais: se o dia em que se conheceram vai calhar, para o ano, a meio da semana, ou se é num mês dos mais frios, não se atrapalhem. Há muitas vantagens em casar fora de época, só terão que avaliar e decidir.

 

Outra sugestão ajustada ao momento, é casarem pelo civil, mantendo o dia gravado nas alianças, e festejarem quando fôr possível, num dia bonito, mas já sem o constrangimento da agenda. Alguns feriados podem ter graça adicional, como os santos populares, mas atenção aos fins-de-semana prolongados, que poderão oferecer a concorrência de uma escapadinha!

 

2. A quem o devemos anunciar primeiro?

Como dissemos já aqui, repetindo o sábio conselho da querida Filipa, guardem os primeiros dias para desfrutar este segredo só vosso. De seguida, é à família que devem comunicar as novidades primeiro. Organizem um jantar com o núcleo mais próximo de cada um – pais, avós e irmãos, e a partir daqui poderão alargar o leque de contactos. Aproveitem para espreitar o artigo que fizemos com A Pajarita, onde falamos sobre como entregar os convites de casamento.

 

3. Quais são os procedimentos burocráticos necessários?

Para casamentos civis, tudo começa na Conservatória do Registo Civil da zona onde pretendem casar. Marcam a data e definem o local.

 

Se também pretendem uma cerimónia católica, escolham a paróquia, marquem reunião com o padre e combinem data e hora. Habitualmente é a igreja que trata das burocracias com a Conservatória. Se não for esse o caso, logo vos informarão de que documentos terão que trazer da Conservatória para a Igreja. O importante é que o casamento civil é celebrado no mesmo dia do matrimónio, mediante umas assinaturas posteriores à cerimónia.

 

Esta ligação entre casamento civil e religioso (chama-se casamento civil sob a forma religiosa) estende-se também, desde 2007, a outros grupos religiosos radicados em Portugal: Comunidade Judaica de Lisboa, Comunidade Islâmica de Lisboa, Aliança Evangélica Portuguesa, Comunidade Bahá”í, União Adventista, Centro Cristão Vida Abundante e Assembleia de Deus de Viseu. Podem consultar o nosso artigo sobre os procedimentos legais para casar e, havendo ainda algumas dúvidas, o Portal do Cidadão esclarece com clareza.

 

4. Qual o papel dos padrinhos (na Igreja) e das testemunhas (no Registo Civil)?

É literal: testemunham a união. Em ambos os casos, apenas têm que estar presentes no dia marcado, com os respectivos documentos de identificação; não se esqueçam dos vossos cartões de cidadão!

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

5. Podemos casar onde quisermos?

No caso do casamento pelo Registo Civil, sim. Basta informar o Conservador da morada onde irá decorrer a cerimónia (e aqui incluímos a vossa própria casa, se for esse o plano). Não se esqueçam que as despesas de deslocação decorrem por vossa conta. Se quiserem casar numa Igreja fora da vossa zona de residência, terão que solicitar autorização ao padre da paróquia onde querem casar.

 

6. E a organização da festa, por onde devemos começar?

O primeiro passo deverá ser a definição do vosso orçamento. Estabeleçam o valor máximo a gastar e distribuam-no pelas diversas rubricas. E mantenham esse documento actualizado ao cêntimo!

São as opções que têm de adaptar-se ao orçamento e não o orçamento que se vai vergar às propostas! Leiam as palavras sábias da Design Events e da Wedwings sobre este assunto.

 

7. Como podemos ter a certeza de que não nos falta nada?

Estabelecer um orçamento e um cronograma é o método mais eficaz para estar em cima dos pormenores. Também podem optar por contratar um wedding planner. Na dúvida, peçam alguns orçamentos e recolham todas as informações que puderem acerca do seu trabalho. Se encontrarem um profissional que venha bem recomendado, com experiência, bom nome na praça e com quem tenham sentido sintonia, então estarão a um passo de poupar muita dor de cabeça, tempo e, muito provavelmente, dinheiro.

 

Em última instância, não se prendam à ideia de que devem ter o mesmo que os vossos amigos que casaram no verão passado. Só vos faz falta o que tem a ver convosco!

 

8. Gostávamos de convidar todos os nosso amigos e colegas, mas o orçamento não o permite. O que podemos fazer?

Descarrilar nas contas é que nem pensar, até porque esta é a parcela maior do vosso orçamento. Convidem os mais próximos e para os restantes enviem uma participação casamento e convidem-nos para um almoço ou jantar em vossa casa. A Pajarita conta-nos tudo sobre este assunto!

 

9. E se não nos conseguirmos decidir acerca do espaço, por exemplo?

São duas cabeças, pelo menos, e tudo se decide com uma boa lista de prós e contras. Respirem fundo, durmam sobre o assunto, ouçam o vosso instinto. Peçam ajuda a alguém experiente e da vossa confiança. Deixamos aqui uma lista de ideias para encontrar o espaço perfeito!

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

10. É obrigatório haver entretenimento na festa?

Depende da festa que planearam, da faixa etária dos vossos convidados, do horário alinhavado, etc. Se houver crianças na lista, não descurem o apoio de um serviço próprio: ficam os miúdos mais felizes e os pais deles também! Pensem nos vossos convidados, na duração prevista da festa, no encadeamento dos acontecimentos (cocktail, fotografias, refeição, corte do bolo, discursos e brindes, etc.). Este exercício dir-vos-á se precisam de completar os intervalos com algo mais especial e atractivo.

 

11. Os nossos pais é que pagam. Temos mesmo que deixá-los decidir tudo?

As palavras-chave aqui são as do título do clássico de Jane Austen: sensibilidade e bom-senso. Se encontrarem resistência, mostrem alguns exemplos do que será o resultado final, nada como umas belas imagens para explicar uma ideia.

 

Percebam o que é acessório e o que é fundamental: este equilíbrio será o vosso melhor amigo e pequenas cedências poderão fazer alguém muito feliz.

E podem inclusivamente poupar – sempre de modo inteligente, como tanto gostamos. Sigam as nossas dicas aqui.

 

12. Não percebo nada de flores. Há algumas que sejam erradas para casamentos? De que tamanho deve ser o bouquet?

Flores são flores e serão sempre bonitas, podem no entanto ser mais ou menos adequadas, tendo em conta a sazonalidade, robustez e outras características pertinentes.

Na dúvida (esta ou outras), trabalhem sempre com profissionais e confiem no seu serviço Aqui deixamos algumas sugestões, muito bem acompanhadas por quem sabe, para escolherem o vosso bouquet de noiva. Estas preocupações não vos fazem falta!

 

13. É de mau tom se os noivos deixarem a festa antes do fim?

Se organizaram a vossa festa de sonho, não vão querer sair antes do fim! Mas se tiverem hora marcada para apanhar um avião ou, simplesmente, se estiverem felizes mas esgotados, é totalmente aceitável que se retirem. Façam-no em grande, despeçam-se com simpatia dos vossos convivas e peçam aos vossos pais e padrinhos que façam as honras da casa para os mais noctívagos. Em caso de dúvida, explicamos tudo aqui.

 

14. Precisamos mesmo de oferecer alguma coisa aos convidados?

Não, já lhes estão a proporcionar uma festa e pêras, refeição e baile incluídos. No entanto, agradecer a gentileza da presença é sempre simpático e há maneiras bonitas e simples de o fazer: a mais directa ao coração, é escolherem uma instituição e fazerem um donativo em nome dos convidados.

Podem mencioná-lo num pequeno cartão que acompanha um bombom, ou na altura do brinde. Conheçam as instituições parceiras do Simplesmente Branco aqui.

 

15. Ainda se usa o envio de cartões de agradecimento?

A boa educação e a gentileza usam-se sempre. Têm tempo, mas quando regressarem da lua-de-mel ficar-vos-á bem agradecer os presente, a presença dos convidados e a belíssima prestação dos vossos fornecedores, todos em sintonia no vosso dia.

Juntem uma bonita fotografia, relembrem-se de alguns momentos especiais e inspirem-se para umas palavras bonitas.

 

Mais esclarecidos e prontos para tratar da organização do vosso casamento? Espero que sim!

 

As imagens bonitas são do Gustavo Simões Photography, que captou a mágica sessão de namoro de Anaisa + Matherus, na Praia da Ursa, em Sintra.

Não deixem de passar pela sua ficha de fornecedor para ver o portefólio actualizado e entrar em contacto com o Gustavo Simões.

 

Sobram dúvidas? Falem connosco! E não deixem de acompanhar todas as dicas para casar que vamos publicando, sempre à segunda-feira, que vos ajudarão a trilhar este caminho até ao mais bonito dos dias, de forma sabedora e tranquila!

Susana Pinto

Decoração de casamento no Alentejo: Design Events & Mar d’Ar

E vamos à segunda volta de inspiração com decoração de casamento no Alentejo!

Agora damos um pulinho até ao Mar d’Ar, um belíssimo hotel no coração de Évora. A equipa é a mesma: Joana Duarte, da Molde Design Weddings, Alexandra Barbosa, de A Pajarita, Gustavo Simões, fotógrafo, e Diogo Figueiredo, da Dicoração Casamentos, sob a batuta e direcção criativa da Maria João Soares, da Design Events, porque quando se junta competência e talento deste calibre, não vale a pena mexer muito, certo?

 

Deixo-vos com as palavras da Maria João Soares, sobre este belo exercício criativo:

 

“Apesar de tudo o que se passou nos últimos tempos e do que ainda temos para penar, a Design Events não deixa cair os braços. Porque o presente está cheio de novas situações totalmente desconhecidas, achamos que este trabalho não pode ficar na gaveta!

 

Há umas semanas festejámos o décimo aniversário do Simplesmente Branco, é bem possível, que esta seja a última submissão que faço, mas a verdade é que tem uma relevância para nós, e só faz sentido ser mostrada aqui. Na única casa onde sabemos que o nosso trabalho vai ser visto pelo cliente que nos interessa e que valoriza o que fazemos, e como o fazemos.

 

Trabalhámos com uma equipa cooperante e cheia de vontade de fazer bem. Séniores e júniores, como tanto gostamos. Uns desafiam os outros e tudo se ajusta com simplicidade para um objectivo partilhado por todos: fazer bem, divertirmo-nos e cada um seguir com o seu trabalho. Foi isto que fizemos e que mostrámos aos nossos noivos, aqui no Simplesmente Branco, onde se acostumaram a procurar o mais bonito que se faz  e onde estão os melhores fornecedores de sempre.

Um obrigado a esta equipa tão disponível!”

 

Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events

Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no hotel Mar d'Ar, com Design Events

E fechamos esta dose dupla de inspiração para decoração de casamento no Alentejo: primeiro, um espaço tradicional e um ambiente campestre elegante, muito inspirado nos tons quentes e dourados dos maravilhosos fins de tarde desta região, e este segundo exercício, num espaço moderno e mais clean, com foco no bonito azul dos lambris alentejanos.

Qual é o vosso favorito?

 

Conceito, styling e design floral de Design Events, estacionários maravilhosos de A PajaritaMolde Design Weddings, fotografia de Gustavo Simões Photography.

Execução e flores de DiCoração, no Mar d’Ar Hotel.

 

Passem pelo nosso directório de fornecedores seleccionados, para espreitar com a devida atenção, o portefólio de cada um destes profissionais. Garanto que se vão regalar com tatas imagens bonitas do trabalho que fazem, todos os dias!

Susana Pinto

Decoração de casamento no Alentejo: Design Events & Convento do Espinheiro

Alguém está à procura de decoração de casamento no Alentejo?

 

Noites longas e estreladas, calor que vibra e sobe do chão e a mais bonita luz dourada a cair na paisagem sem fim, são razões mais do que suficientes para escolher o Alentejo para casar, como tantas vezes dizemos por aqui.

Mas saibam que há muitos desafios para quem trabalha nesta zona: a oferta de produtos e serviços é reduzida e quase tudo acaba por vir da capital!

 

No entanto, a Design Events encontrou a melhor solução: tem um pé cá e outro pé lá, e know-how a rodos para criar as melhores soluções para todos os cenários. Conhece o terreno, domina a logística, tem uma bela selecção de peças de aluguer (no seu armazém em Estremoz) e um gosto impecável no que toca à decoração floral e de ambientes,  sempre a tirar partido de cores, texturas e estilos, num equilíbrio feliz e inesperado.

 

No início da estação, juntou uma pequena equipa, constituída pela Joana Duarte, da Molde Design Weddings, a Alexandra Barbosa, de A Pajarita, o Gustavo Simões, fotógrafo, e o Diogo Figueiredo, da Dicoração Casamentos, para um exercício criativo e de estilo, explorando as ideias, tons, flores e decoração que pretende pôr em prática.

Espreitem lá este trabalho bonito! Se estão á procura de decoração de casamento no Alentejo, esta é uma equipa vencedora.

 

Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events

Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events Decoração de casamento no Alentejo, no Convento do Espinheiro, por Design Events

Estas cores douradas e quentes são sempre maravilhosas.

Este primeiro conjunto de imagens foi feito no incrível Convento do Espinheiro, nos arredores de Évora.

Daqui a pouco, já vos mostro a segunda parte deste exercício, desta vez produzido no moderno Mar d’Ar Muralhas, também em Évora.

 

Conceito, styling e design floral de Design Events, estacionários maravilhosos de A PajaritaMolde Design Weddings, fotografia de Gustavo Simões Photography.

Execução e flores de DiCoração, no Convento do Espinheiro.

 

Passem pelo nosso directório de fornecedores seleccionados, para espreitar com a devida atenção, o portefólio de cada um destes profissionais. Garanto que se vão regalar com tatas imagens bonitas do trabalho que fazem, todos os dias!

Susana Pinto

Uma sessão de namoro com vista para o Atlântico

Quem, como eu, adora a praia e o mar?

Seja verão, inverno, ou qualquer outra estação, esta paisagem atlântica é um escape para os sentidos e um imenso prazer.

 

As imagens que vos trago hoje são da sessão de namoro da Anaisa + Matheus, fotografados pelo Gustavo Simões, que os levou a passear pela incrível praia da Ursa, perto de Sintra:

“Anaisa e Matheus, uma mineira e um goiano, conheceram-se em Minas Gerais, no Brasil, e são inseparáveis desde esse primeiro encontro.

Em 2019, a Anaisa veio estudar para Portugal. Ao fim de quatro meses separados pelo Atlântico, o Matheus  aterrou em Portugal e o primeiro fim-de-semana juntos por cá, foi celebrado com uma sessão fotográfica neste cenário místico e intimista.”

 

Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography

Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography Sessão de namoro na Praia da Ursa, em Sintra, com fotografia de Gustavo Simões Photography

A Praia da Ursa, com o seu acesso difícil e ainda selvagem, foi considerada pelo Guia Michelin uma das praias mais bonitas do mundo, e ao ver estas incríveis imagens do Gustavo Simões, não há como discordar! Com estas cores, quentes como o caramelo e frias como o cinzento, texturas e natureza no seu estado mais puro, é um cenário ainda mais épico num dia nebuloso como este, de mar selvagem e vento livre.

 

O Gustavo Simões é um caçador de imagens. Observa, espera e capta o frame certeiro: o que contém as emoções, os sorrisos, as mãos que se tocam, a essência das pessoas.  Inspira-se no que o rodeia, mas, sobretudo, no que vem de dentro de si, não tira fotografias porque sim, mas porque são a extenção viível de uma emoção, de algo transformador e que o toca.

 

Espreitem o portefólio do Gustavo Simões Photography e entrem em contacto através do formulário, o Gustavo vai gostar de vos conhecer!

 

Susana Pinto

À conversa com Gustavo Simões Photography – fotografia de casamento

Hoje sentamo-nos à conversa com Gustavo Simões Photography, fotógrafo de casamentos e caçador de instantes mágicos.

Conheci o Gustavo no Luzo Workshop, há pouco mais de um ano. A organização convidou-me para falar um pouco sobre a publicação de conteúdos e aproveitei para assistir a algumas apresentações e conversar com quem lá estava, durante os intervalos.

 

Uns meses depois, o Gustavo ligou-me para nos encontrarmos e para me mostrar o trabalho que tinha feito entretanto, a solo. Pouco, na altura, mas ao correr umas imagens atrás das outras, era claro: o que ali estava registado era mesmo bom. O Gustavo é um caçador de imagens: olha à sua volta, espera e dispara a sua máquina no instante certo. Isso é intuição e um talento!

 

Passaram mais uns meses e damos as boas-vindas ao Gustavo Simões como fornecedor seleccionado Simplesmente Branco. Fiquem a conhecê-lo melhor, vão gostar de certeza!

É com grande prazer que conto a história daquele dia através de fotografias, contar a verdade daquelas pessoas naquele dia para mim é tudo. O mais desafiante para mim é trazer os meus casais de volta ao dia do seu casamento quando entrego a fotoreportagem e isso vai muito para além das típicas fotos bonitas, é tentar procurar aquelas imagens menos óbvias mas que fazem toda a diferença.

Conta-nos um pouco da tua viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

A fotografia de casamento aconteceu por acaso. Antes de ter entrado no mundo da fotografia trabalhei numa empresa durante sete anos, num trabalho que não me satisfazia, até que decidi ganhar coragem e simplesmente parar para pensar o que fazer da minha vida. Decidi explorar as minhas paixões que eram o surf, viajar e fotografar.

A fotografia começou desde logo a ganhar muito da minha atenção porque percebi que podia ser uma alternativa viável para não ter de voltar à minha vida antiga de escritório. A partir daí comecei a fotografar tudo e a agarrar todas as oportunidades que apareciam, mas foi após fotografar o casamento do irmão da minha namorada na Áustria que percebi que queria ser fotógrafo de casamentos, foi a primeira vez que a fotografia me fez realmente sentido e me deixou orgulhoso do meu trabalho.

 

Há quanto tempo fotografas? E porquê casamentos?

Fotografo mais a sério desde Dezembro de 2017, mas foi em Abril de 2018, após ter fotografado o casamento na Áustria, que me apaixonei pela fotografia de casamentos. Foi naquele dia que percebi que a fotografia me diz mais quando estou a fotografar pessoas – as suas emoções, os risos, as lágrimas e todas as mini-historias que vão decorrendo ao longo desse dia.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vais buscar inspiração?

Gosto muito de seguir o trabalho dos colegas que trabalham na área. Mas no dia do casamento tento sempre ouvir o que o meu lado criativo me diz para fazer.

 

Como construíste essa tua assinatura, como a defines?

Não sinto que tenho uma assinatura vincada, mas os clientes que vêm ter comigo referem sempre que consigo capturar de uma forma específica as emoções e sentimentos das pessoas. Se isso acontece, é porque me deixo levar por aquilo que o meu olho fotográfico se sente atraído.

 

Quando precisas de fazer reset, para onde olhas, o que fazes?

O surf, o surf para mim é terapêutico e faz com que me esqueça de tudo. Depois adoro viajar, tal como no surf, tento fugir tanto quanto possível ao crowd. Então tento sempre visitar os sítios menos turísticos possíveis, e normalmente nestes sítios que encontro pessoas mais verdadeiras, e são esses os sítios e pessoas que gosto de fotografar.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Para mim o que torna os casamentos diferentes não é a nacionalidade ou fotografar no norte ou no sul de Portugal. Pode parecer clichê mas eu continuo a achar que são as pessoas que fazem o casamento, podemos estar no melhor sítio do mundo mas se não houver emoção não há casamento.

 

Qual é o teu processo de trabalho, como acontece a ligação com os teus clientes?

Gosto sempre de falar com os meus clientes, às vezes em vez de responder via email prefiro até ligar e estar a conversa um pouco com o cliente, dá logo para perceber um pouco melhor quem são e o que precisam. Após este primeiro contacto tento sempre conhecer o casal pessoalmente, temos uma conversa tranquila, normalmente começamos por falar sobre tudo menos o casamento e é uma boa forma de os ir conhecendo e eles a mim. Quero que os meus clientes vejam e conheçam também a pessoa que vai estar por detrás das fotos do seu casamento.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostas de fotografar?

Gosto de casamentos mais pequenos e intimistas, confesso que tenho particular gosto por cerimónias onde as pessoas não escondem o que sentem e se deixam levar pelas suas emoções, acho que é um dia para se baixar a guarda.

 

Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

É com grande prazer que conto a história daquele dia através de fotografias, contar a verdade daquelas pessoas naquele dia para mim é tudo. O mais desafiante para mim é trazer os meus casais de volta ao dia do seu casamento quando entrego a fotoreportagem e isso vai muito para além das típicas fotos bonitas, é tentar procurar aquelas imagens menos óbvias mas que fazem toda a diferença.

 

Escolhe uma imagem favorita do teu portefólio e conta-nos porquê:

Foi a foto da capa do primeiro casamento que fiz. O casal estava perto de um lago, não havia vento nenhum e o céu estava nublado o que proporcionou um excelente reflexo do casal no lago dando a ilusão que estão num topo de uma montanha. Assim que tirei a foto soube imediatamente que iria ser a principal do casamento, sinto que é uma das minhas melhores fotos tiradas até hoje.

 

Gustavo Simões, fotógrafo de casamento em Lisboa

 

Os contactos detalhados do Gustavo Simões estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem-o directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

Susana Pinto

Gustavo Simões Photography: novo fornecedor Simplesmente Branco

Abrimos 2020 com mais um fantástico fornecedor seleccionado Simplesmente Branco: Gustavo Simões Photography, fotografia de casamento.

 

Conheci o Gustavo Simões na última edição do Luzo Workshop, onde estive a convite do Hugo Coelho, para falar um pouco sobre a importância de publicar em blogues e a melhor forma de o fazer. Conversámos sobre muitas coisas, espreitámos o trabalho de cada um e mantivémos o contacto.

No fim do verão encontrámo-nos para um café e o Gustavo mostrou-me o que andara a fotografar entretanto: um casamento mágico nos Alpes, tão diferente daquilo que conhecemos enquanto tradições, hábitos e costumes. Já o amor, os laços  e a alegria são universais e estavam lá, reconhecíveis, palpáveis, em cada imagem.

 

O Gustavo Simões é um caçador de imagens. Observa, espera e capta o frame certeiro: o que contém as emoções, os sorrisos, as mãos que se tocam, a essência das pessoas.

 

Se 2020 trouxe a surpresa de um pedido de casamento, passem pelo seu portefólio e entrem em contacto!

 

Fotógrafo de casamento em Lisboa - Gustavo Simões Photography Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa Gustavo Simões Photography: fotografia de casamento em Lisboa

“Sim, acredito em histórias de amor e é por isso que as quero documentar.

Curiosos? Bom, se nos encontrarmos, posso contar-vos como me despedi do meu emprego em busca de uma vida diferente e mais feliz. Que a encontrei através da fotografia e o quanto assustador e desafiante isso foi. E como acabei por perceber o que me atrai e a fotografia que gosto de fazer: captar pessoas e as suas emoções, sem filtro, tal como existem e acontecem, sem poses ou artifícios.

A verdade de cada um, de dentro para fora, nesse momento singular, tal como canta o Al Green, “good or bad, happy or sad”.

 

O Gustavo inspira-se no que o rodeia, gosta de viajar e surfar, o que para ele é terapêutico. Mas, acima de tudo, acredita que a sua maior inspiração vem de dentro, não tira fotografias só porque sim, cada imagem tem de lhe transmitir uma emoção, algo que o toque e faça vibrar.

É isso que procura transmitir, sempre, no seu trabalho.

 

Se é este olhar e intuição que procuram para a vossa fotografia de casamento, passem pela ficha de fornecedor  do Gustavo Simões Photography, vejam o portefólio e entrem em contacto com o Gustavo Simões.

 

Ele vai adorar conversar convosco!