0 Comentários

3 mãos cheias de flores e palavras sábias

Há dias encontrei este artigo bastante pertinente, porque explica e desmistifica esta coisa do preço das flores (transversal e aplicável a muitos outros itens da festa!).

Neste caso, fala-se de bouquets e as meninas do Snippet & Ink, juntamente com a Twig & Twine, contam como é que são feitos, porque variam de valor – e onde se vêem as diferenças, e tudo o resto que influencia o valor final. São muitos os factores, alguns deles, aposto que absoluta novidade para vocês (eu já tive o meu a ha moment, cortesia de uma das nossas simpáticas floristas).

A quantidade de flores que é necessário comprar ser substancialmente superior às usadas de facto no próprio ramo, para garantir que no dia tudo está impecável e no estado de maturação exacto, por exemplo, foi uma das surpresas… As espécies usadas, exóticas ou comuns, de onde vêm, quanto viajaram, quanto foi consumido com transporte e portes, a competência, arte e conhecimento da florista, o que custa e vale a sua mão de obra e experiência, para além do próprio produto e claro, os acabamentos e fitas, que também entram na equação.

Os detalhes são muitos e interessantes, fiquem com as imagens bonitas e leiam o artigo na íntegra!

 

 

 

 

 

Fotografia de Christina McNeill.

 

Submeter um Comentário