2 Comentários

Daniela + Marco, sempre juntos!

Chegam devagarinho os dias bonitos e o estado de espírito muda logo. Celebremos então os raios de sol, tão bem-vindos, com a festa da Daniela + Marco, igualmente luminosa e feliz!

Foi na Sertã, em Setembro, e “sempre juntos” prepararam o mais bonito dos dias, sempre focados no que os faz felizes, deixando que isso os guiasse em todas as escolhas que foram fazendo.

O belo vestido – e perfeito na escolha, composto por um crop top e uma saia com volume foi comprado na Vestidus e as imagens foram captadas pela dupla Lounge Fotografia.

O carinho e entusiasmo, contagioso, com que prepararam este dia é simplesmente doce. Os detalhes, divertidos, pessoais e especiais, e os conselhos da Daniela, spot on! Conforto e confiança são as palavras-chave e o resultado floresce…

 

Muito bonito, este dia, caros leitores, muito bonito mesmo!

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O casamento é por si só algo muito especial e essa foi sempre a ideia que ambos partilhámos deste momento único. Desde o instante em que o pedido foi feito, juntos preparámos tudo ao pormenor, com empenho, orgulho e ambição de tornar o dia do nosso casamento um momento inesquecível, tanto para nós como para os nossos convidados. Sempre quisémos que tudo fosse imaginado e criado por nós… tanto os pormenores da decoração da capela ou da quinta, como nas dinâmicas com os nossos convidados, familiares e amigos. Quem corre por gosto não cansa e todo o empenho e horas que dispendemos na preparação do grande dia foi duplamente recompensado! Foi um dia memorável!

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Desde o primeiro momento que ambos sabíamos o que queríamos e sempre estivemos preparados para dar este passo. A nossa relação sempre evoluiu de forma natural, espontânea e única… o pedido de casamento foi apenas mais um dos muitos momentos mágicos que tivemos e que, com certeza, continuaremos a ter. Curiosamente, os nervos foram muito generosos connosco! Talvez devido ao facto de termos estado sempre tão entusiasmados e absorvidos na preparação do nosso dia! Sinceramente, não nos recordamos de grandes nervos… é claro que a ansiedade esteve presente naqueles minutos antes da saída para a capela… ou quando aquele familiar próximo nos abraçou, sussurrou ao ouvido e nos disse aquelas palavras que nos fazem emocionar e morder os lábios como forma de contenção… mais que não seja para não estragar a maquilhagem!

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

A questão nem foi essa… Desde o dia que nos beijámos pela primeira vez que sentimos “é mesmo isto”! Quanto à organização do casamento, todas as ideias que surgiam tanto da minha parte como do Marco, eram do agrado dos dois e a nossa cara, por isso sentimos “é isso mesmo” logo nas primeiras escolhas e durante toda a organização.

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado foi bastante fiel às ideias iniciais e até ao dia antes do “grande dia” continuavam a surgir ideias…! Ao longo da organização íamos pedindo ajuda a familiares e amigos que nunca a negaram e foram ajudas imprescindíveis! Envolver alguns amigos e familiares na preparação do casamento ou atribuir algumas tarefas aos mesmos no próprio dia fez parte, e sem dúvida que nos tranquilizou.

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era importante que a nossa festa, o nosso dia, não fosse apenas mais um casamento! Colocarmo-nos no papel dos convidados é fundamental na organização do grande dia. Tudo deve ser pensado ao pormenor. É impossível agradar a todos mas poder causar o efeito surpresa está também do lado dos noivos. Ainda hoje os nossos amigos e família recordam muitos dos momentos e elogiam como tudo estava preparado. Mas fundamental mesmo é sentirmo-nos felizes! Menos importante não fez parte do nosso vocabulário matrimonial! Neste dia tudo é importante, senão não fazia parte…

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi mesmo manter um sorriso nos lábios todo o dia! Mais complicado foi “conter as lágrimas quando vi a Daniela (lindíssima) a entrar na Capela… que emoção!”, diz o Marco. Logicamente que o que mais nos custa (mas a vida é mesmo assim…) é não podermos ter por perto algumas das pessoas mais importantes da nossa vida… as que estão e as que infelizmente já deixaram de estar. Esperamos e acreditamos que, independentemente da forma, todas essas pessoas nos tenham acompanhado nesse dia.

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

As emoções foram constantes e estiveram sempre à flor da pele… mas a troca de alianças, de olhares, as leituras e o sim são momentos inesquecíveis… parece que deixamos de estar ali fisicamente por ser tudo tão intenso e tão esperado, ainda para mais na presença de Deus e numa capela onde sempre sonhei casar.

 

E o pico de diversão?

Foram sem dúvida as dinâmicas que criámos e sobretudo as surpresas que os convidados e até não convidados nos proporcionaram. E foram muitas! As minhas alunas de Zumba e atividade física foram inexcedíveis e preparam-me grandes partidas, esperava algumas mas fui largamente surpreendida! Os meus irmãos e cunhadas escreveram uma letra divertidíssima sobre nós e cantaram-na ao vivo, foi top!

 

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

Existiram muitos pormenores especiais, não conseguimos mencionar apenas um! O tema do nosso casamento foi “Sempre Juntos” porque devido à nossa actividade profissional (trabalhamos a 200kms de distância um do outro) só conseguimos estar juntos aos fins de semana, mas o amor é e foi mais forte, sabemos que vamos conseguir superar esta distância e ao fim e ao cabo estamos “Sempre Juntos”! Outro pormenor, o meu vestido (top crop), era a minha cara, ir para a capela conduzida num side-car pelos meus dois irmãos, surpresa deles, o corte do bolo ter sido imediatamente a seguir à cerimónia com uma paisagem linda à nossa volta, o livro de honra e o quadro que fizemos para os convidados nos deixarem as suas mensagens, o porta-alianças feito à mão pelo meu padrinho, as lembranças feitas, também elas, todas à mão, entre muitos outros…

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Felizmente podemos dizer que não mudaríamos nada daquilo que fizemos, preparámos ou que idealizámos. O tempo que queremos estar com os convidados e não conseguimos será sempre uma “questão” levantada por todos os noivos… mas é sinal que tudo passou a uma velocidade alucinante… e bem sabemos que isso só acontece quando vivemos momentos saudáveis e felizes!

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

No dia do nosso casamento não podemos deixar de ser nós mesmos! E como tal, o que vestimos, a forma como nos maquilhamos e os nossos acessórios (ou a falta deles) fazem com que nos possamos sentir mais confiantes, mais naturais, mais felizes! O dia é para desfrutar, confortáveis e sem preocupações!

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: desenhados por Eva Latado, com acabamentos nossos;

espaço: Capela de São Macário, em Cernache do Bonjardim e Quinta de Santa Teresinha, na Sertã;

catering e bolo: Santos & Marçal;

fato do noivo e acessórios: fato Hugo Boss; suspensórios e laço Dielmar e sapatos Aldo;

vestido de noiva e sapatos: vestido comprado na Vestidus e sapatos Guess;

maquilhagem: Susy Fernandes – Makeup Artist;

cabelos: Amélia, Salão Bonjardim;

bouquet e coroa: O Jardim da Patrícia;

decoração: feita em grande parte por nós, com ajuda de Santos & Marçal na quinta;

ofertas aos convidados: feitas por nós e familiares;

fotografia: Lounge Fotografia;

vídeo: Para Sempre Wedding Art;

luzes, som e Dj: Nuno Santos.

 

Comentários

  1. Inês Vale

    Foi sim um dia inesquecível! ❤

  2. Susana

    Visto daqui, é o que sentimos!

Submeter um Comentário