Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: Retractus – fotografia de casamento

Hoje conversamos com a Retractus, que faz fotografia de casamento.

A sua assinatura é delicada e intimista, o que resulta num trabalho sempre muito especial. Fiquem a conhecê-los melhor: o modo como fazem as suas escolhas, para onde olham, e como registam o mais bonitos dos dias – o vosso!

Receber o feedback dos nossos clientes e saber que será através do nosso olho que irão recordar aquele momento especial, é algo absolutamente incrível.

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O início da nossa história profissional está bastante longe da área da fotografia, mas foi a paixão por esta arte que nos trouxe até aqui. O que começou como um hobie, acabou por nos deixar de tal forma apaixonados, que nos entregámos de alma e coração. Paralelamente existiam outros projetos, também eles associados à fotografia, o que acabou por nos desafiar sempre mais e, inevitavelmente, fez todo o sentido seguirmos este rumo.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Estamos neste mundo há cerca de 4 anos. Os casamentos têm uma beleza muito própria e, na realidade, poder captar o momento perfeito, o detalhe que faz a diferença e que foi pensado com tanta dedicação e por tanto tempo ou a emoção de um dia tão especial, é o que nos motiva. É desafiante e claro que existe uma parte menos desafiante, mas receber o feedback dos nossos clientes e saber que será através do nosso olho que irão recordar aquele momento especial, é algo absolutamente incrível.

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

É óbvio que procuramos inspiração nos profissionais que mais admiramos. Também no cinema e no teatro encontramos muita inspiração, apesar de fotografarmos, há um propósito que é o de contar uma história através de imagens estáticas mas que, no fundo, se assemelha à história de um filme. E são, naturalmente os filmes mais românticos – e até os mais dramáticos – que nos inspiram mais. Mas sem dúvida alguma que existe muita inspiração que surge no momento e nos casais com quem trabalhamos.

 

Como construiram a vossa assinatura, como a definem?

A nossa imagem é muito romântica, quase áurea, com muita luz e até serenidade. Um pouco no seguimento do filme romântico do imaginário que na realidade não tem – nem deve – ficar-se por aí.

Mas a nossa assinatura passa um pouco também pela forma como trabalhamos e que sabemos ser um dos pontos que os nossos clientes mais valorizam.

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Curiosamente tivemos uma fase de reset recentemente. É complicado e pode ser realmente um desafio. Por vezes há que simplesmente desligar um pouco e olhar noutras direções.

Mas a verdade é que havendo paixão por esta (ou outra) arte, a inspiração acaba sempre por voltar.

 

Do norte para o mundo, ou Portugal de lés-a-lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Bastante! Os casamentos nacionais ainda vivem muito na tradição pura e dura – ainda que se vá vendo já algumas excepções – mas regra geral, e mesmo quando os casais tentam sair disso, acabam sempre por ceder às pressões familiares e/ou sociais.

Os estrangeiros têm uma postura um pouco diferente e mais relaxada. Vivem mais o momento e aproveitam muito melhor o dia, o que acaba por ser um facilitador na hora de fotografar .

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação com aos clientes?

Procuramos sempre conhecer os clientes antes do grande dia e recomendamos sempre uma sessão prévia para que se possam ambientar connosco, com a lente e com a nossa forma de trabalhar. É extremamente raro não criar uma boa ligação porque, logo à partida, ambas as partes estão interessadas em que a relação funcione.

Em relação ao nosso processo temos uma filosofia muito pouco intrusiva e tentamos passar despercebidos, porque na verdade é assim que o nosso trabalho sai melhor.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gosta de fotografar?

Independentemente do tipo de casamento, aquilo que gostamos mesmo é quando há relaxe por parte dos noivos, porque logo à partida é seguro que tudo corre da melhor forma possível, o que torna o nosso trabalho muito mais fácil. É difícil escolher um tipo de festa porque já tivemos excelentes experiências em todos eles. O ideal mesmo, é quando os noivos sabem aproveitar o melhor possível o dia.

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Retractus - fotografia de casamento

 

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

A melhor parte é quando recebemos aquele feedback quase emotivo por parte dos clientes. Saber que realmente captamos o seu dia de uma forma que os deixa emocionados e que o recordarão assim nos anos vindouros, é algo mesmo muito gratificante. E temos clientes que nos tocam mesmo na alma.

A parte de todo o trabalho que se tem – no dia mas muito além dele – é desafiante e difícil, mas o que realmente pode ser mais complicado de gerir é quando no dia de casamento existem pessoas a tentar controlar a nossa forma de trabalhar – isso, sim, chega a ser desafiante.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê…

 

Retractus Fotografia de casamento

 

É muito difícil mesmo escolher apenas uma, porque há muitas favoritas.

Mas esta tem um valor especial para nós. Pelo incrível pano de fundo, pelo facto de ser analógica, pela forma natural e descontraída com que captámos esta imagem, mas, sobretudo, porque eram amigos que nos confiaram algo tão importante e cujo resultado ainda hoje é celebrado por eles e por nós.

 

Os contactos detalhados de Retractus estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem a Susana Machado directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.