Flores

0 Comentários

Uma decoração esplendorosa

É esta que vos vou mostrar, e que linda e fresca que é… Não bastava as flores serem lindas de morrer e terem uma paleta de cores que é infalível e de agrado pronto, mas o branco da galeria e, sobretudo, as pequenas jarras, com cabeças de animais que florescem (de amor? de ideias?), dão 10 a 0 ao que tenho visto no último ano, no que toca a decorações…

Tudo simples, spot on, essencial!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Que me dizem…?

Podem (e devem!) ver o post completo no Style me Pretty.

As fotografias são de Caught The Light e as flores, de Fairy Nuff Flowers.
O sítio bonito é o The ICA (Institut of Contemporary Arts), de Londres e a festa incluíu um suculento pequeno almoço.

Adoro este programa de festas!

 

0 Comentários

Um belo bouquet…

Tão bonito…

Visto no Green Wedding Shoes, trabalho de Anna Beth Rogers da Magnolia Belle Floral & Design, com fotografia bonita de The Nolans – Wedding Photographers.

Passem por lá para ver o resto desta sessão, que é gloriosa!

 

 

0 Comentários

Dizer com flores, por Pinga Amor

Mais um trabalho com a inconfundível assinatura Pinga Amor. A decoração desta festa assentou num estilo clássico e elegante, mas simples, com uma paleta de cores neutra mas pouco usual: branco, marfim, verde água e azul.

Diz-nos a Ana Jordão: «Escolhemos algumas das nossas flores preferidas: hortênsias, rosas de jardim, rosas avalanche, eucalipto, tulipas parrot, margarida verde, viburnum e eryngium

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O local foi o Parque da Penha, em Guimarães, e as bonitas fotos são da dupla Um dia de sonho.

 

0 Comentários

Um belo bouquet…

Os bouquets de rosas vermelhas com ares de veludo fazem parte do imaginário dos anos 80, mas esta versão, assim, esplendorosa e imponente, é muito fantástica!

Via Style me Pretty, com fotografia de Patrick Moyer Photography.

 

 

0 Comentários

A preto e branco, por Pinga Amor

A Ânia e o Edgar casaram em Agosto de 2014, no convento de Santa Joana, em Aveiro. A Ana Jordão, da Pinga Amor encarregou-se de cumprir o desejo dos noivos e transformou o espaço histórico num ambiente contemporâneo, usando, para isso, uma paleta de cores arrojada (branco, preto e verde-menta), e bastantes elementos geométricos.

 

«O histórico claustro foi o espaço escolhido para a cerimónia, com um impacto visual de arrepiar», conta-nos a Ana. «Optámos por algo simples para não esconder os belíssimos azulejos: cadeiras transparentes de acrílico, uma grinalda de flores na fonte e apenas algumas almofadas para tornar o espaço mais confortável.»

 

 

 

16

 

 

28

 

 

«Logo a seguir à cerimónia, mudou o cenário para a sala do poço, onde foram servidos os aperitivos.

O jantar decorreu na galeria do museu, que era mesmo uma tela em branco, com um pé direito altíssimo. Para que as cores e os padrões se destacassem, voltámos às cadeiras transparentes de acrílico, toalhas brancas, balões brancos e pretos, flores em tons de branco, verde natural e uns pequenos apontamentos de cinza. E um “céu” de grinaldas de papel e luzes feitos à medida para o espaço, que os noivos adoraram.

Nos centros de mesa brilham peças especiais: azulejos desenhados pela noiva, que serviram de base e inspiração para outros detalhes, como a grinalda de papel, o cenário de photobooth e restante material gráfico.»

 

 

 

 

 

 

 

35 36

 

«Sendo um espaço com muitas salas, era preciso uma sinalética bonita e eficaz. Criámos quadros a lembrar as placas de ardósia e assim ninguém andou perdido.

Para toda a decoração floral escolhemos hortênsias, frésias, brunias, eustomas, hornithogaluns, suculentas, entre outras.»

 

 

Créditos:

 

Fotografia: Um dia de sonho
Decoração floral e styling: Pinga Amor
Azulejos, convites, menu, lembranças: Ânia Abrantes – AGA. atelier
Espaço: Convento Santa Joana, Aveiro
Catering e bolo: Confeitaria Primavera, Matosinhos
Vídeo: Vasco Vieira

 

0 Comentários

Um belo bouquet…

Ou boutonnière

 

A mais perfeita das combinações, gravata de seda, rosas perfumadas e um aprumo irrepreensível.

Via Ben Webb.

 

 

0 Comentários

Cravos: uma paixão permanente!

Ja vos disse que adoro cravos…? É o cheiro, é a paleta de cores, é a textura… resultam sempre bem, são robustos e tão, tão bonitos… e o extra, é que praticamente não têm época e o preço é sempre muito simpático…

 

Se não estão convencidas, deliciem-se com a imagem que segue abaixo (e imaginem o maravilhoso cheiro que cada cartão destes vai absorver…!).

 

 

Via Colin Cowie… Adorável!