Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: D10Photo – fotografia de casamento

Hoje conversamos demoradamente com a dupla David Pereira e Sara Gomes, que assinam como D10Photo.

É o trabalho deles que ilustra o nosso outro site, We are The Destination, e as suas imagens são muito, muito bonitas e intemporais. Há sempre uma leveza permanente no seu registo, nada intrusivo, apenas muito orgânico e natural. Tudo flui, como uma brisa, e para isso é preciso talento e confiança no que se faz.

Fiquem a conhecê-los, e ao seu belo trabalho, um pouco melhor.

 

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico.

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

O David formou-se como arquitecto, mas ainda não tinha acabado o curso quando decidiu aliar o gosto pela fotografia à oportunidade de ir trabalhar com um fotógrafo de arquitectura. Ficou-se pela fotografia de arquitectura durante uns anos, e depois de ter trabalhado com outros fotógrafos em alguns casamentos, teve um convite para fotografar um casamento com 6 pessoas e foi aí que se apaixonou pelos casamentos.

A Sara formou-se em fisioterapia, mas sempre teve uma curiosidade aguçada e muito crítica relativamente ao que o David ia fazendo. Basta dizer que sempre que o David chegava após um dia de  casamento, a Sara queria saber tudo e pedia para ir ver todas as fotografias. Mesmo hoje em dia, em que fotografamos quase sempre juntos, ela quer ver as fotos quando chegamos a casa, não importa a hora! Há cerca de três anos que ela decidiu arriscar no mundo da fotografia de casamento e, desde então, que estamos nesta aventura a dois.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

Desde 2010 que fotografamos, mas o tal casamento de 6 pessoas que iniciou esta jornada foi no final de 2014.

Damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso e isso é mágico. Por muitos casamentos que já se tenham feito, há sempre um borbulhar na barriga antes de começar.

 

Como o definem e como construíram essa assinatura?

Somos muito descontraídos e gostamos de passar despercebidos e isso reflete-se na forma como fotografamos. O que nos caracteriza é mesmo isso, mostramos o nosso ponto de vista, da forma como somos.

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Casamento no Alentejo por D10Photo - fotografia de casamento

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

É principalmente nas coisas boas do dia-a-dia e que nada têm a ver com casamentos, apesar de acompanharmos o que os nossos colegas vão fazendo e isso também nos inspirar.

Cinema, arquitectura e criativos são as nossas principais fontes de inspiração.

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Viajar é a nossa fuga. É a forma que encontramos para restabelecer as energias e voltar a ver o mundo como crianças. Adoramos conhecer cidades novas, mas não dispensamos estar em contacto com a natureza.

 

De Lisboa para o mundo, ou Portugal de lés a lés: fotografar casamentos estrangeiros é diferente de fotografar casamentos nacionais?

Sim é diferente, mas tende a ser cada vez menor essa diferença. Mesmo dentro de Portugal é diferente fotografar um casamento no Norte, Centro ou Sul e isso é maravilhoso.

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Casamento na Quinta do Hespanhol, por D10 Photo - fotografia de casamento

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação ao cliente?

Após o primeiro contacto, normalmente por email, o que mais nos interessa é conhecer o casal e tentar que eles nos conheçam. Nada melhor que uma boa conversa, relaxada e informal. Gostamos de chegar ao casamento e sentir que fazemos parte da festa.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de registar?

O mais importante é que se identifiquem com o nosso trabalho, isso é tudo para nós, mas temos um gosto especial por casamentos pequenos, em que seja uma festa constante.

 

Qual é a melhor parte de fotografar casamentos? E o mais desafiante e difícil?

Diríamos que o melhor são as pessoas e as suas histórias, juntamente com todos os locais novos que conhecemos. Tal como dissemos no início, damos muito nos casamentos, mas recebemos imenso, e isso é especial.

Desafiante é estarmos a registar um dia de festa que é único e que não se repete.

A mais difícil é tudo aquilo que fazemos para além de fotografar, e que passa maioritariamente despercebido, mas que nos ocupa muito tempo.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê:

 

D10 Photo - fotografia de casamento

 

Acho que todos devemos dizer o mesmo, mas é quase cruel ter de escolher uma imagem.

Não sei se é a nossa favorita, não é perfeita, mas foi feita num dos últimos casamentos do ano passado com uns noivos apaixonantes e que nos deixaram viver o dia deles.

 

Os contactos detalhados da dupla D10Photo estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o David Pereira e a Sara Gomes directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

 

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Comentar

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.