Created with Sketch.
Marta Ramos

Wise words: transportar e conservar o vestido de noiva

Na semana passada falámos aqui de como se deve cuidar do fato do noivo para que esteja impecável no dia do casamento e para que se mantenha no seu melhor por muito tempo. Esperamos que os nossos conselhos vos sejam úteis. Hoje as nossas wise words são dedicadas ao mesmo assunto, mas desta feita no feminino. Depois de cumprida a missão de escolher o vestido de noiva perfeito, há que ter certas precauções para que chegue no seu máximo esplendor ao grande dia – e que assim se mantenha para sempre!
Vamos então falar-vos de como deverão transportar e conservar o vestido de noiva – e, para nos ajudar, nada melhor que uma especialista no assunto: a Sara Silva, da Vestidus.

Primeiro passo, o transporte do vestido de noiva da loja para casa: «Na Vestidus, o vestido vai acondicionado num saco próprio, com cabide, pelo que é muito fácil pendurá-lo na pega que se encontra por cima do vidro traseiro do carro e deitá-lo ao longo do banco. Ao chegar a casa, deverão colocar o vestido – ainda dentro do saco – pendurado num local alto e seguro, como no varão do cortinado ou na ombreira da porta. São de evitar suportes frágeis, como candeeiros, por exemplo, que poderão não aguentar o peso extra.»

É importante manter o vestido fechado dentro do saco para que fique protegido do pó ou de algum insecto que possa sujá-lo. Tenham especial atenção aos vossos animais de estimação, sobretudo aos gatos, que adoram explorar as novidades que encontram por casa – nestes casos, é preferível manter o quarto onde penduraram o vestido fechado. Caso o vosso vestido tenha uma cauda comprida, deverão dar-lhe espaço para que não fique amachucada. O ideal será, depois de pendurarem o cabide num suporte alto e seguro, colocarem um lençol branco por baixo do saco e abrirem o suficiente para que a cauda fique estendida. Atenção a um pormenor muito importante: deverão ter sempre cuidado ao abrir o saco, colocando a mão entre o fecho e o vestido, para garantir que nenhum tecido fica preso.

Cumprindo estas recomendações, sobretudo se o trajecto entre loja e casa for pequeno, é muito provável que o vestido esteja perfeito para o vestir no dia do casamento. «Engomar o vestido deve ser feito apenas em último caso, como tendo viajado longas distâncias (por exemplo de avião)», recomenda a Sara. «Se não tiverem oportunidade de entregar esse serviço às mãos de um profissional (que recomendamos sempre!), tenham o cuidado de nunca colocar o ferro directamente sobre o tecido, utilizando um lençol branco entre ferro e vestido. O vapor deverá estar no mínimo nos tecidos mais finos, como chiffon, organza, crepe, georgette ou renda chantilly. Vapor médio apenas para tecidos mais estruturados, como cetim ou mikado. O movimento deverá ser suave e sempre, sempre, com o lençol branco entre o ferro e o vestido, para não danificar o tecido.»

Chegámos ao vosso grande dia. O vestido de noiva deve ser a última coisa a vestir. Façam a maquilhagem e o penteado antes, coloquem o perfume antes e, se não tiverem ajudantes para calçar os sapatos, façam-no antes também. Vão usar saiote? Exactamente, vistam-no antes do vestido.
Se for preciso retocar cabelo ou maquilhagem depois de estarem completamente vestidas, coloquem uma toalha em volta dos ombros para se protegerem de manchas.

Et voilá, estão prontíssimas!

 

 

 

 

E depois da festa? «O primeiro passo para uma boa conservação do vestido de noiva será enviá-lo para limpeza profissional a seco numa lavandaria, logo após o casamento. Ainda subsistem algumas superstições, como a de não limpar o vestido até ao primeiro aniversário do casamento, mas a verdade é que após a grande festa (que queremos que seja bem celebrada!) o vosso vestido pode ficar irreconhecível. Entre suor, maquilhagem, comida, relva, são várias as nódoas que se podem fixar nos tecidos e instalar-se permanentemente, se o vestido não for limpo de imediato. No caso de não o poderem enviar logo para uma lavandaria, mantenham-no no saco próprio, que não deve ser de plástico para que os tecidos possam “respirar” adequadamente.»

Esta recomendação contra o uso de plástico é muito importante – não se esqueçam de, no regresso da lavandaria, retirarem o vestido do saco em que será lá colocado e devolvê-lo ao seu saco próprio. Está agora na altura de escolher o melhor lugar para guardarem este tesouro. Três palavras-chave: resguardado, fresco e seco. Mantenham o vestido afastado de outras roupas, para evitar contacto com tecidos que possam tingir, com o passar do tempo, e afastado da luz, que amarelece os tecidos. Evitem sótãos ou arrecadações. A humidade, os insectos ou mesmo o calor podem ser prejudiciais. Mantê-lo dentro do saco próprio num roupeiro fechado que não se use com frequência será a melhor opção.
Lembram-se da magnífica caixa que a Sílvia Pontes fez para guardar um vestido de noiva? Também pode ser uma ideia interessante, leiam o artigo e falem com ela.

E depois? «Será importante rever o vestido uma vez por ano, por exemplo, no dia do aniversário do casamento. Procurem vestígios de manchas, humidade, desgaste ou envelhecimento do tecido. Poderão, caso necessário, levá-lo a recuperar numa lavandaria especializada ou numa cerzideira.»

 

Obrigada, Sara!
Se tiverem alguma questão adicional, contactem a Vestidus – e vale a pena navegar por todos os artigos que já publicámos sobre este nosso fornecedor seleccionado. Só coisas bonitas e conselhos valiosos!

Susana Pinto

Vestidos de noiva a preços baixos

Quando falamos de vestidos de noiva, fico sempre desconcertada quando é usado o termo low cost (que para mim, vale para viagens de avião e pouco mais, com os resultados pouco simpáticos que bem conhecemos).

O termo smart saving é muito mais interessante porque se traduz, simplesmente, em boas escolhas e boas compras, não é fraca qualidade.

Ora a propósito deste assunto, a H&M lançou, como tantas outras marcas têm vindo a fazer ultimamente, e isto é uma enorme revolução no mercado, uma linha de vestidos de casamento. São três ou quatro vestidos apenas, disponíveis online, mas por estes dias este exemplar tem estado pendurado na loja do Chiado.

Deixem-me que vos diga: é muito bonito e tem um toque e cair (pelo menos no cabide), impecáveis. Os acabamentos são bons, o tecido tem peso e consistência, e o corte, com uns godés na parte de baixo, muito feminino.

Custa 179 euros, o que é um preço mais do que óptimo para quem quer cumprir o figurino – casar de vestido branco, comprido e de renda -, mas que prefere aplicar essa fatia do orçamento noutro item, como a festa ou a viagem de lua-de-me.

É isto que eu chamo de smart saving: não abdicamos de um certo nível de qualidade e estilo (e podem sempre fazer o upgrade deste vestido com uns sapatos incríveis, como os Purist, os Josephine ou os Sofia, da Aquazurra, por exemplo, ou com um cinto de brilhantes, como este, este ou este), e o resultado está à altura do significado da ocasião, da sua essência: nós, no nosso melhor, no mais bonito dos dias.

 

Vestido de noiva low cost

 

Vestido de noiva low cost

 

Vestido de noiva low cost

 

vestido de noiva low cost

 

Vestido de noiva low cost

 

Passem pela loja e vejam-no de perto. Se gostarem e se esta é a vossa posição perante o assunto vestido de noiva no vosso orçamento (sim, quero um, mas não é o mais importante na minha lista), dêem-lhe uma oportunidade, porque merece.

 

Marta Ramos

Wise words: vantagens de contratar um bridal advisor

Em Fevereiro deste ano, conhecemos a Margarida Dimas Folosa e o seu projecto de personal styling Above my Skin. Foi no evento ‘Queres Casar comigo?’ que pudemos conversar um pouco com a Margarida e perceber quão variados são os seus serviços. Claro que ficámos particularmente interessadas na sua oferta como bridal advisor – e é precisamente sobre isto que falam as nossas wise words de hoje.

Então, o que é um bridal advisor? Eu acho que vos ajudará a perceber se pensarem num wedding planner mas dedicado apenas à noiva. Um gestor de tudo aquilo que a noiva tem que preparar, escolher, planear para estar no dia do seu casamento no seu melhor.

«Na generalidade, o personal styling é um processo personalizado desenvolvido a par com o cliente, com o objectivo de encontrarmos a sua melhor performance», explica-nos a Margarida. «Juntos definimos metas e estratégias (na imagem e estilo). Queremos ajudar o cliente na sua descoberta pessoal, criando uma ligação entre o seu interior e a sua imagem exterior, de forma a alcançar a sua própria harmonia.»

No caso dos casamentos, queremos garantir que a noiva tenha um dia tranquilo, que tudo esteja absolutamente perfeito. Para isso cabe ao bridal advisor tomar as melhores decisões no que diz respeito à imagem e ao estilo da noiva – sempre em estreita colaboração com a cliente.

O que é que faz parte das atribuições de um bridal advisor? Bem, isso depende dos serviços que a noiva lhe solicitar, mas podemos dar-vos uma ideia da abrangência do apoio que poderão encontrar na Above my Skin. Para começar, assistência na escolha do modelo de vestido de noiva mais adequado ao vosso biótipo e ao vosso rosto. Isso pode começar pela análise de cor personalizada: «Branco, pérola, champanhe, ou outros tons – a cor do vestido de noiva tem de ser escolhida em consonância com o tom de pele, para não se comprometer o brilho do rosto e tirar o máximo partido das fotografias desse dia tão especial.» A escolha do tecido adequado ao tipo de cerimónia é outro aspecto importante. Depois há as marcações das provas e o acompanhamento a cada uma delas. A importância da lingerie é outro assunto sobre o qual o vosso bridal advisor vos aconselhará, assim como a escolha de todos os acessórios (véus, sapatos, jóias, bouquet) e a definição do penteado e da maquilhagem mais adequados ao vosso rosto e ao vosso estilo. Poderão querer ter este acompanhamento mesmo durante o dia do casamento, para terem alguém que supervisione todos os vossos preparativos, que não deixe nenhum detalhe de fora, que vos ajude a manter a calma e as ideias no lugar. Uma verdadeira fada-madrinha. Soa bem, não soa?

Estilo, conforto, preço, tudo isso são factores que pesam na hora de fazer escolhas. É importante criar harmonia com a cerimónia. E por se tratar de um dia muito intenso, cheio de grandes emoções (e cansativo), é fundamental a noiva sentir-se confortável. Mas tudo é possível conjugar-se para um resultado feliz, elegante e, sobretudo, fiel à pessoa em questão.

Se a ideia vos agrada, saibam que deverão contratar um bridal advisor com pelo menos 10 meses de antecedência em relação à data do casamento. Na opinião da Margarida, existem muito bons profissionais – a vossa escolha deve recair, sobretudo, em alguém com formação adequada.

 

 

 

 

Tudo começa numa primeira entrevista, para que o profissional possa conhecer a noiva, perceber o orçamento que pretende gastar, saber qual o seu vestido de sonho (que pode não ser o adequado ao seu biótipo), se tem alguma marca de preferência, tirar algumas medidas, recolher informações acerca do local da cerimónia e das características da festa… ou seja, todo um dossier com o vosso perfil e do vosso grande dia, para servir de base de trabalho. «Depois de reunida toda a informação, cabe ao bridal advisor fazer uma consulta prévia em ateliers ou lojas de acordo com o pretendido da noiva (estilo de vestido e orçamento) e seleccionar o que irá mais ao seu encontro. Esta é uma forma de deixar a noiva mais tranquila e confortável na procura do seu vestido.»

Insistimos com a Margarida nesta questão do ‘vestido de sonho’, pois sabemos que por vezes aquela ideia formada no imaginário da noiva depois, na realidade, não é a que mais a favorece. E como lidar com estas frustrações? «É normal a noiva já ter sonhado com algo. Nesse caso, no que diz respeito ao vestido, no meu entender, esse modelo tem que ser o primeiro a ser experimentado, pois se não estiver de acordo com o seu biótipo e não ficar bem, a própria noiva percebe. Há que ver logo outros que se adequem mais a si para apagar essa ideia.»

E quais são as regras de ouro para escolher o vestido de noiva perfeito? Segundo a Margarida, são, pelo menos, sete: escolham o vestido de acordo com a vossa personalidade; percebam a forma do vosso corpo; escolham cuidadosamente o tecido para que seja confortável e que condiga convosco; prestem atenção ao tom do vestido e à sua harmonização com o tom da vossa pele; escolham o vestido em função do vosso corpo actual e não esperem vir a ganhar ou perder volume até à data; experimentem o vestido em movimento, sentem-se, mexam-se, de modo a perceber como se sentem de verdade; e, por último mas não menos importante, levem apenas uma ou duas pessoas convosco às provas.

Na verdade, porque o serviço de um bridal advisor assenta, sobretudo, na personalização, o melhor que têm a fazer é falar com a Margarida, colocar-lhe todas as questões que vos surjam, e perceber de que formas é que uma parceria com um bridal advisor vos poderá ajudar no planeamento do vosso casamento. Não há necessidade de se sentirem sobrecarregadas com responsabilidade. Procurem ajuda quando sentirem que precisam dela, e tudo correrá sobre rodas.

 

Fotos: Nuno Guerra Fotografia

Susana Pinto

Noivas com grão: a história de um vestido e a sua noiva

Noivas com Grão é um projecto muito especial e intimista, fotografado apenas em formato analógico, e da autoria da Marta Olive.

A Marta foca-se no vestido e na sua noiva, e documenta todo o processo, desde os primeiros desenhos aos detalhes do corte e escolha de tecidos e rendas, acompanhando as provas do vestido, os pequenos ajustes e últimos acertos até que este toma a sua forma definitiva. A seguir, regista a sua viagem até ao momento mágico: vestido e noiva, alma e coração, juntos e prontos, as emoções à flor da pele captadas durante os preparativos.

A Marta diz que “são fotografias muito verdadeiras, o captar do instante, sem grandes poses ou preparação. Sou apaixonada por fotografia de filme, em que o grão é elemento principal, sempre achei que existia uma sinceridade muito bonita neste tipo de imagem, uma verdade muito pura, em que não são precisas várias fotografias de cada momento, apenas uma bem escolhida e captada no momento certo. Adoro a magia do analógico e é essa magia que pretendo fazer chegar às noivas, conseguir em poucas fotografias mostrar um saber muito feminino e atento ao pormenor”.

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

Noivas com grão - retratos de noiva

 

 

Este registo feminino e feito de uma intimidade discreta, é entregue num álbum encadernado à mão, que contém uma selecção de todas as fotografias do processo. É um objecto único, especial, que poderão folhear sempre e, até, passar para a geração seguinte. É assim tão especial.

Achamos que é um presente singular  e muito especial para as madrinhas oferecerem à noiva, ou para a própria noiva escolher para si, como se de um arquivo se tratasse, do processo criativo e da narrativa com que se constrói um vestido de sonho.

Este registo fotográfico não substitui nem colide com o serviço do fotógrafo oficial. São duas entidades a funcionar em simultâneo, paraleas e respeitosas da posição de cada um.

 

Acompanhem as Noivas com grão da Marta Olive no Instagram, e conversem com ela por email. Este é um projecto muito especial.

 

Susana Pinto

Casamento na praia: sandálias bonitas e um vestido esvoaçante!

Começo por dizer que não sou fã de sapatos de cunha para ocasiões importantes e elegantes. Compreendo o conforto, mas o formato mata o estilo.

No entanto, há que manter os horizontes abertos, sobretudo quando se encontra um compromisso bonito, e é precisamente esse o caso: encontrei estas sandálias de sola de corda, de plataforma, com renda branca e as suas amigas rasas, umas alpercatas também de sola de corda e renda.

Sapatos de noiva para casamento na praia

 

Sapatos de noiva para casamento na praia

São giras, não são? Precisam da companhia perfeita, é certo, e por isso mesmo, pedi conselho à Sara Silva, proprietária da loja de vestidos de noiva Vestidus, e nossa fornecedora seleccionada, que prontamente elegeu o modelo 7747, da marca Faviana.

 

Vestido de noiva para casamento na praia, na Vestidus

 

Vestido de noiva para casamento na praia, na Vestidus

 

Perfect match, não?

Ficam só a faltar os acessórios certos – como os brincos da semana passada, e está feito o look para um casamento de praia.

As sandálias são da H&M: as de salto de cunha custam 20,99 euros (em promoção), e as alpercatas rasas custam 9,99 euros (também em promoção). O vestido de noiva custa 447 euros, e os brincos bonitos custavam 12,99 euros.

Smart saving é isto: estilo e boas compras!

 

Marta Ramos

Uma caixa para o vestido de noiva

As coisas preciosas querem-se bem guardadas e foi isso mesmo que a Alexandra pensou em relação ao seu vestido de noiva. Daí ter contactado a Sílvia Pontes para saber se era possível fazer uma caixa para o efeito. Foi um desafio para a Sílvia, habituada a trabalhar com medidas bem mais reduzidas; mas depois de se certificar que o seu equipamento lhe permitia alguma margem de manobra, abraçou a proposta com entusiasmo.

Trata-se de um vestido pouco volumoso mas, ainda assim, a base da caixa ficou com 60x60x20cm. Para tornar a estrutura de cartão mais resistente, já que tem de perdurar o máximo possível no tempo, optaram por contra-colar 2 cartões de 3mm. Após medir, cortar e unir todas as partes, faltava lixar as arestas – e só este processo demorou mais de uma tarde a completar.

«Nem sempre inicio e termino uma encomenda de seguida», conta-nos a Sílvia. Depende do estado de espírito, dos contratempos, ou dos vários trabalhos que temos em agenda e que vamos fazendo em simultâneo. Neste caso, foi preciso deixar a caixa respirar uns dias em cima da mesa para lhe voltar a pôr a mão, já que sai do padrão standard e precisamos de extrema calma e paciência para fazê-la no dia certo, com concentração, para que fique o melhor possível à primeira. Sobretudo, é algo que tem de ser aprimorado com prazer – e claro, com boa música sempre de acompanhamento.»
Desenrolar o tecido e cortá-lo inteiro na máxima largura requer muito espaço, e embora o atelier tenha mesas grandes de corte, pareceu tudo pequeno na hora de riscar e cortar. «Às tantas tínhamos quatro mãos, duas já não chegavam, com os braços emaranhados dentro da caixa a acertar, esticar e a colar o tecido. Foi giro.»

A máquina de tipos que Sílvia utiliza para este detalhe tem um prato de 30x30cm, por isso em vez de timbrar o texto depois do tecido estar colado, fez-se o inverso. Timbrar primeiro o tecido e depois colar sobre o cartão. É preciso alguma perícia para a esquadria bater certo no fim.
Visualmente é uma peça simples, mas o processo exige raciocínio e muita paciência pela dimensão que apresenta.
Para tornar a caixa única e com aquele toque especial, timbraram o nome e a data do casamento em tom cobre sobre um linho rosa blush, escolhido pela Alexandra.
Resultado final elegante, discreto e intemporal.

 

caixa para o vestido

 

caixa para o vestido

 

caixa para o vestido

 

«Foi uma excelente oportunidade de concretizar algo que tinha imaginado há muito tempo e de poder registar alguns momentos com a câmara, ainda que de telemóvel, na hora de embalar para enviá-la pela transportadora. Demorámos cerca de 45 minutos a protegê-la com plástico de bolha de ar para chegar imaculada ao destino.»

E que bom terá sido para a Alexandra receber esta obra de arte em casa!

Não deixem de ler mais artigos sobre o maravilhoso trabalho da Sílvia Pontes – e falem com ela, contem-lhe as vossas ideias, que ela faz o impossível para torná-las realidade. Sempre com muita classe!

Susana Pinto

Um casamento de inverno: Leisa + Jesse

Jesse + Leisa escolheram um casamento de inverno. E ao contrário do que possam estar a pensar, todos os ingredientes somaram para um dia glorioso e muito acolhedor. A arte está em escolher os detalhes certos que proporcionam uma experiência incrível: quando tudo converge na mesma direcção, o resultado é perfeito, mesmo quando é um casamento de inverno.

O espaço escolhido foi um dos pontos fortes:

“With multiple fireplaces and rustic country charm, it ticked all boxes for a snug winter wedding. The food also lent itself to that ‘Sunday roast with the family’ type vibe which we thought really brought the whole experience together. Contrasting with the wild and windy weather outside, the warm and softly lit setting was ideal for celebrating with friends and family.”

Junta-se a isto uma decoração floral incrível, opulenta, rica, intensa, com tons quentes e profundos (vermelhos e verdes escuros e aveludados, dourado para os detalhes), um catering cheio de sabores aconchegantes, fotografias muito bonitas e um vestidaço (e coroa dourada…!) que rematam a história. Bom gosto absoluto, cenário perfeito e acolhedor, um dia maravilhoso, independentemente das condições atmosféricas, partilhado à volta da mesa com as pessoas do coração.

É isto – podemos mudar o cenário, o dress code, a experiência gastronómica. Seja um casamento de verão ou um casamento de inverno. O core da festa mais bonita será sempre este, sem excepção: a celebração do amor, partilhada com as pessoas do coração.

O resto? Meros detalhes!

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Casamento de inverno.

 

Via Nouba, com fotografia de Lauren Campbell, vestido James Coviello, coroa Viktoria Novak e flores de Fleur and Threads.