Vestidus Arquivos -  Simplesmente Branco 

0 Comentários

Lurdes + Hugo, uma nuvem de amor no Alentejo

Fechamos a semana com assomos de primavera e um casamento de Maio, na paisagem dourada do Alentejo, mais exactamente em Serpa. O dia da Lurdes + Hugo, envoltos numa nuvem de amor, contou com os impecaveis serviços a Foto de Sonho, Molde Design Weddings e Vestidus Atelier, todos fornecedores seleccionados da nossa distinta lista.

Acompanham os preparativos, por escrito e pelas imagens: o amor é assim, doce, intencional, consequente. Partilhado, para se multiplicar.

Bonito!

 

 

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Quando a resposta foi Sim, a pergunta que se seguiu foi: “E agora…?”

Para a Lurdes foi bem mais fácil, porque ela já sonhava com este dia desde sempre, mas a verdade é que uma coisa é uma cabeça a sonhar, outra coisa são duas pessoas a sonharem juntas. Desde cedo que imaginámos o nosso dia, acima de tudo, com as pessoas que nos querem bem e que são importantes para nós. Seria o nosso dia, mas também seria um dia para darmos uma fração de nós mesmos a todas as pessoas que nos são próximas. Sabíamos que queríamos simplicidade, elegância, muitos detalhes simbólicos e muita emoção. E conseguimos tudo isso!

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Em termos da relação, sim, sem dúvida que o pedido veio no momento certo. Apesar de ser um sonho mais da Lurdes, depressa se tornou algo também muito importante para o Hugo. Estávamos mentalmente preparados, apesar de desconhecermos a quantidade de fornecedores, ideias e mudanças que existem no mundo dos casamentos atualmente, principalmente porque não tínhamos grandes pontos de referência recentes nesta matéria. Mas sabíamos o que não queríamos, e quando encontrámos o site Simplesmente Branco, tudo se tornou muito mais fácil de encontrar.

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Penso que a partir do momento em que começámos a reunir com fornecedores, tornou-se muito claro que “isto” estava a acontecer. Além disso fomos bastante selectivos ao escolher que fornecedores passariam do email para reunião, o que facilitou muito o processo, e quando as decisões finais foram tomadas o sentimento de “é mesmo isto!” foi crescendo.

A entrega dos convites , que optámos por fazer em mão, sempre que possível,foi um marco, por vários motivos. Esse foi o momento em que, principalmente o Hugo, conheceu familiares e amigos da família da Lurdes que não conhecia. E a quantidade de histórias que ouvimos nesses momentos não tem preço. Sentimos que nos redescobrimos um pouco pelas palavras de outras pessoas que nos conhecem desde pequenos. Foi talvez nessa altura que a certeza que o nosso casamento também seria importante para outras pessoas tornou forma na nossa mente e principalmente no nosso coração. Porque era exatamente essa partilha e proximidade que gostaríamos que estivessem presentes no nosso dia especial.

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

A nossa imagem do resultado final foi sendo criada ao longo do caminho. Desde cedo que nos apercebemos que a relação que estabeleceríamos com os nossos fornecedores marcaria o tom do nosso casamento. Podemos parecer super drásticos e exagerados com esta afirmação mas é a pura verdade. Tivemos o privilégio de conhecer profissionais extraordinários, cuja paixão por aquilo que fazem nos emocionou e nos inspirou. Todos os profissionais com quem reunimos nos deixaram uma aprendizagem e nos ajudaram imenso, indepentemente de terem sido contratados ou não. Desde decoração, fotografia, vídeo, vestuário, catering… a todos eles estamos muito gratos. Para nós foi muito simples: os fornecedores andam nisto há anos. Nós vamos casar pela primeira vez. Obviamente que levamos ideias e gostos pessoais, mas nunca fomos intransigentes. Pedimos sempre uma opinião e deixámo-nos guiar e sempre nos interessámos genuinamente pelo trabalho dos outros. No final podemos dizer que alguns deles se tornaram muito mais do que fornecedores. Talvez a coisa que tenha saído mesmo ao lado de todas as previsões foi o vestido de noiva (mais uma vez porque a Lurdes não levou a mente fechada). Chamámos a nós a organização de todo o casamento, embora na escolha do vestuário tenhamos contado com a ajuda das damas-de-honor e padrinhos. A Lurdes escreveu todo este percurso no seu blog de realeza, Tesouras & Tiaras. Foi o Casamento Real do ano!

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Para nós era fundamental que as pessoas que tão generosamente partilharam este dia connosco, se sentissem verdadeiramente parte do dia, e não meros convidados. Era o dia especial da Lurdes e do Hugo, mas para nós este dia, como noivos, só fazia sentido com aquelas pessoas, naquele espaço, em harmonia com o nosso amor. E sem falsas modéstias, foi uma missão plenamente cumprida.

No planeamento do casamento, a lua-de-mel não foi de todo um fator a ter em conta. Mas, como temos os melhores amigos do mundo, no dia do casamento fomos presenteados com uma viagem a Verona, Itália.

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Tivemos um ano para organizar tudo e conseguimos fazer as coisas atempadamente com calma e segurança. O mais fácil foi sem dúvida o tipo de cerimónia e o espaço. Casámos em Maio numa cerimónia civil no Monte da Morena, em pleno coração do Alentejo. Muitas vezes ouvimos dizer que as cerimónias civis são muito impessoais. Também achávamos isso e apesar de termos tido muita sorte com a conservadora, quisemos dar um toque mais especial ao momento: trocámos votos entre nós e pedimos a duas pessoas muito especiais para nos dedicarem algumas palavras, abençoando a nossa união. Digo-vos que foram momentos emocionantes para nós e para todos os convidados. Não poderíamos sentir a nossa união mais abençoada do que ali, em plena comunhão com a Natureza e com palavras vindas de pessoas que nos amam e que amamos.

O mais difícil foi… a gravata do noivo! Parece mentira, mas foi a única “crise” no meio de tudo. Não, não aconteceu nada de catastrófico ao acessório da indumentária, mas foi uma verdadeira “luta” de opiniões entre o Hugo, o padrinho e as damas-de-honor da noiva, em busca da gravata ideal.

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Boa pergunta… Só pode ser um? Para a Lurdes foi mesmo a leitura dos seus votos ao Hugo. Um poema de Alberto Caeiro e mais umas palavras suas. É muito emocionante e também desafiante dizer à pessoa que amamos o que sentimos num momento como este e perante tantas pessoas!

Para o Hugo, segundo as suas palavras, foi “aquela parte entre as 17h da tarde e as 5h da manhã do dia seguinte”. Fomos claros?

 

 

 

 

E o pico de diversão?

A nossa primeira dança foi ao som do “Melhor de mim” da Mariza. E de seguida foi a abertura da pista. Dançar, para a Lurdes, foi como encontrar uma nova paixão. Para o Hugo foi um desafio, mas penso que dançar uma música com tanto significado perante tantas pessoas foi também muito, muito divertido.

 

 

 

 

Um pormenor especial…

Damos dois: Não fizemos lista de presentes, mas fizemos uma campanha NUTRILITE para a aquisição de complementos vitamínicos orgânicos a favor da Associação Princesa Leonor-Aceita e Sorri, uma organização que apoiamos há algum tempo. Quisemos que o nosso amor se estendesse fora dos limites daquela sala e conseguimos mais de 600 euros em complementos que ajudaram a reforçar o sistema imunitário dos príncipes e princesas na luta contra a doença oncológica.

Além disso, escrevemos uma mensagem personalizada para cada convidado (fornecedores incluídos) que se encontrava num envelope fechado em cada lugar. Foi um gesto muito apreciado e que para nós fez todo o sentido, porque num dia de tantas emoções, não queríamos que nada ficasse por dizer.

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada! Foi maravilhoso a todos os níveis possíveis. Todo o processo de organização de casamento foi uma redescoberta pessoal. Foi um retorno às nossas essências e aquilo que realmente valorizamos. Foi um dia, em que claramente, uma página foi virada e um novo capítulo foi iniciado. Aprendemos muito, mas recebemos tanto por cada aprendizagem… E o maravilhoso é sentir que, para muitas pessoas, o nosso dia especial não foi somente mais um casamento. Foi “O” casamento. Não nos sentimos vaidosos por isso. Ficámos simplesmente gratos e felizes por o nosso objectivo principal de partilha e criação de memórias ter sido cumprido.

No ínicio dizíamos que o casamento não iria mudar o que sentimos… Sabem que mais? Muda! Mudamos enquanto pessoas, e enquanto casal. Enquanto filhos, netos, sobrinhos, amigos…

E muda para muito, muito melhor…

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Cada pessoa é uma pessoa. Cada casal é um casal e não há conselhos perfeitos. Para nós foi muito importante sentirmos que estávamos a desfrutar e a partilhar cada momento, desde a organização até ao final do dia. Nervos e preocupações são para serem considerados mas não para serem vividos. Percebem a diferença? No aspetco mais prático do evento, contactem muitos fornecedores e reúnam apenas com os essenciais (5 no máximo dos máximos para cada matéria). A escolha será muito mais clara.

Oiçam, respeitem, mas definam o que querem desde cedo, e se não sabem, não se preocupem, vão descobrir pelo caminho: “Ouve o teu coração. Ele conhece tudo sobre ti, porque onde ele estiver é onde estará o teu tesouro”. E sejam gratos, muito gratos!

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos e ofertas aos convidados: Molde Design Weddings;

local: Monte da Morena;

catering: Eventos Magalhães;

bolo: Estefânia Chocosabor;

fato do noivo e acessórios: fato Dielmar; gravata e botões de punho Cortefiel, sapatos e cinto Made In;

vestido de noiva e sapatos: vestido Vestidus Atelier; véu Magia d’Agulha, sapatos Aldo;

maquilhagem: Adriana Brito;

cabelos: Fátima Pires;

bouquet e decoração: Art & Flor;

fotografia: Foto de Sonho:

luzes, som e Dj: Mário Costa.

 

0 Comentários

Fluidez: de Barcelona para a Vestidus Atelier

Fluidez, leveza, delicadeza, elegância: talvez estas sejas as palavras suficientes para descrever a colecção de vestidos de noiva 2017 da estilista Inmaculada Garcia, que desde os 13 anos brinca com tecidos e desenhos e já há bastante tempo que atingiu um estatuto intocável no meio.

Este ano, a marca de Barcelona oferece-nos uma colecção inspirada no florescer das cerejeiras no Japão. Que imagem mais suave e elegante poderíamos invocar?

A Vestidus Atelier, como sempre, atenta ao que de mais bonito se faz, tem esta colecção à vossa disposição.

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Vestido de noiva Inmaculada Garcia

 

Bonito, não? E mais bonito ainda será ao vivo. Não deixem de contactar a Sara e marcar um atendimento personalizado na Vestidus, para viverem o vosso momento Cinderela com uma fada-madrinha à altura!

 

2 Comentários

Daniela + Marco, sempre juntos!

Chegam devagarinho os dias bonitos e o estado de espírito muda logo. Celebremos então os raios de sol, tão bem-vindos, com a festa da Daniela + Marco, igualmente luminosa e feliz!

Foi na Sertã, em Setembro, e “sempre juntos” prepararam o mais bonito dos dias, sempre focados no que os faz felizes, deixando que isso os guiasse em todas as escolhas que foram fazendo.

O belo vestido – e perfeito na escolha, composto por um crop top e uma saia com volume foi comprado na Vestidus e as imagens foram captadas pela dupla Lounge Fotografia.

O carinho e entusiasmo, contagioso, com que prepararam este dia é simplesmente doce. Os detalhes, divertidos, pessoais e especiais, e os conselhos da Daniela, spot on! Conforto e confiança são as palavras-chave e o resultado floresce…

 

Muito bonito, este dia, caros leitores, muito bonito mesmo!

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O casamento é por si só algo muito especial e essa foi sempre a ideia que ambos partilhámos deste momento único. Desde o instante em que o pedido foi feito, juntos preparámos tudo ao pormenor, com empenho, orgulho e ambição de tornar o dia do nosso casamento um momento inesquecível, tanto para nós como para os nossos convidados. Sempre quisémos que tudo fosse imaginado e criado por nós… tanto os pormenores da decoração da capela ou da quinta, como nas dinâmicas com os nossos convidados, familiares e amigos. Quem corre por gosto não cansa e todo o empenho e horas que dispendemos na preparação do grande dia foi duplamente recompensado! Foi um dia memorável!

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Desde o primeiro momento que ambos sabíamos o que queríamos e sempre estivemos preparados para dar este passo. A nossa relação sempre evoluiu de forma natural, espontânea e única… o pedido de casamento foi apenas mais um dos muitos momentos mágicos que tivemos e que, com certeza, continuaremos a ter. Curiosamente, os nervos foram muito generosos connosco! Talvez devido ao facto de termos estado sempre tão entusiasmados e absorvidos na preparação do nosso dia! Sinceramente, não nos recordamos de grandes nervos… é claro que a ansiedade esteve presente naqueles minutos antes da saída para a capela… ou quando aquele familiar próximo nos abraçou, sussurrou ao ouvido e nos disse aquelas palavras que nos fazem emocionar e morder os lábios como forma de contenção… mais que não seja para não estragar a maquilhagem!

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

A questão nem foi essa… Desde o dia que nos beijámos pela primeira vez que sentimos “é mesmo isto”! Quanto à organização do casamento, todas as ideias que surgiam tanto da minha parte como do Marco, eram do agrado dos dois e a nossa cara, por isso sentimos “é isso mesmo” logo nas primeiras escolhas e durante toda a organização.

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado foi bastante fiel às ideias iniciais e até ao dia antes do “grande dia” continuavam a surgir ideias…! Ao longo da organização íamos pedindo ajuda a familiares e amigos que nunca a negaram e foram ajudas imprescindíveis! Envolver alguns amigos e familiares na preparação do casamento ou atribuir algumas tarefas aos mesmos no próprio dia fez parte, e sem dúvida que nos tranquilizou.

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era importante que a nossa festa, o nosso dia, não fosse apenas mais um casamento! Colocarmo-nos no papel dos convidados é fundamental na organização do grande dia. Tudo deve ser pensado ao pormenor. É impossível agradar a todos mas poder causar o efeito surpresa está também do lado dos noivos. Ainda hoje os nossos amigos e família recordam muitos dos momentos e elogiam como tudo estava preparado. Mas fundamental mesmo é sentirmo-nos felizes! Menos importante não fez parte do nosso vocabulário matrimonial! Neste dia tudo é importante, senão não fazia parte…

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi mesmo manter um sorriso nos lábios todo o dia! Mais complicado foi “conter as lágrimas quando vi a Daniela (lindíssima) a entrar na Capela… que emoção!”, diz o Marco. Logicamente que o que mais nos custa (mas a vida é mesmo assim…) é não podermos ter por perto algumas das pessoas mais importantes da nossa vida… as que estão e as que infelizmente já deixaram de estar. Esperamos e acreditamos que, independentemente da forma, todas essas pessoas nos tenham acompanhado nesse dia.

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

As emoções foram constantes e estiveram sempre à flor da pele… mas a troca de alianças, de olhares, as leituras e o sim são momentos inesquecíveis… parece que deixamos de estar ali fisicamente por ser tudo tão intenso e tão esperado, ainda para mais na presença de Deus e numa capela onde sempre sonhei casar.

 

E o pico de diversão?

Foram sem dúvida as dinâmicas que criámos e sobretudo as surpresas que os convidados e até não convidados nos proporcionaram. E foram muitas! As minhas alunas de Zumba e atividade física foram inexcedíveis e preparam-me grandes partidas, esperava algumas mas fui largamente surpreendida! Os meus irmãos e cunhadas escreveram uma letra divertidíssima sobre nós e cantaram-na ao vivo, foi top!

 

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

Existiram muitos pormenores especiais, não conseguimos mencionar apenas um! O tema do nosso casamento foi “Sempre Juntos” porque devido à nossa actividade profissional (trabalhamos a 200kms de distância um do outro) só conseguimos estar juntos aos fins de semana, mas o amor é e foi mais forte, sabemos que vamos conseguir superar esta distância e ao fim e ao cabo estamos “Sempre Juntos”! Outro pormenor, o meu vestido (top crop), era a minha cara, ir para a capela conduzida num side-car pelos meus dois irmãos, surpresa deles, o corte do bolo ter sido imediatamente a seguir à cerimónia com uma paisagem linda à nossa volta, o livro de honra e o quadro que fizemos para os convidados nos deixarem as suas mensagens, o porta-alianças feito à mão pelo meu padrinho, as lembranças feitas, também elas, todas à mão, entre muitos outros…

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Felizmente podemos dizer que não mudaríamos nada daquilo que fizemos, preparámos ou que idealizámos. O tempo que queremos estar com os convidados e não conseguimos será sempre uma “questão” levantada por todos os noivos… mas é sinal que tudo passou a uma velocidade alucinante… e bem sabemos que isso só acontece quando vivemos momentos saudáveis e felizes!

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

No dia do nosso casamento não podemos deixar de ser nós mesmos! E como tal, o que vestimos, a forma como nos maquilhamos e os nossos acessórios (ou a falta deles) fazem com que nos possamos sentir mais confiantes, mais naturais, mais felizes! O dia é para desfrutar, confortáveis e sem preocupações!

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: desenhados por Eva Latado, com acabamentos nossos;

espaço: Capela de São Macário, em Cernache do Bonjardim e Quinta de Santa Teresinha, na Sertã;

catering e bolo: Santos & Marçal;

fato do noivo e acessórios: fato Hugo Boss; suspensórios e laço Dielmar e sapatos Aldo;

vestido de noiva e sapatos: vestido comprado na Vestidus e sapatos Guess;

maquilhagem: Susy Fernandes – Makeup Artist;

cabelos: Amélia, Salão Bonjardim;

bouquet e coroa: O Jardim da Patrícia;

decoração: feita em grande parte por nós, com ajuda de Santos & Marçal na quinta;

ofertas aos convidados: feitas por nós e familiares;

fotografia: Lounge Fotografia;

vídeo: Para Sempre Wedding Art;

luzes, som e Dj: Nuno Santos.

 

0 Comentários

Esta é para as convidadas, por Vestidus

São as pessoas mais especiais que recebem, com a maior das alegrias, um convite de casamento. E também é com emoção que essas mesmas pessoas preparam tudo para o grande dia: avós, mães, irmãs, tias, primas, amigas do coração vibram com todos os preparativos – os dos noivos e os delas próprias, nomeadamente o vestido! E é precisamente aí que entra hoje a Vestidus, muito bem acompanhada de uma excelente campanha de desconto de 45% nos vestidos de festa da marca espanhola Victoria. Será música para os ouvidos das vossas convidadas e um verdadeiro festim para os olhos… basta espreitar a mini-selecção abaixo e, logo de seguida, passar a palavra a quem de direito!

 vestido de festa comprido azul celeste

 

vestidos de festa comprido rosa claro

 

vestido de festa comprido aqua

 

vestidos de festa comprido fúcsia

 

vestido de festa comprido azul marinho com brilhantes

 

vestidos de festa comprido vermelho com adornos

 

vestido de festa curto cinza

 

vestidos de festa comprido azul claro

 

vestido de festa curto rosa claro

E porque também as convidadas de um casamento merecem um tratamento extra especial, a Vestidus atende exclusivamente por marcação – contactem a Sara Silva via email ou telefone, basta aceder à ficha de fornecedor da Vestidus. Mas atenção, o stock destes vestidos de festa é limitado!

 

0 Comentários

Vestidus, no You+Us=Fun!

Nenhum dos nossos showcases estaria completo sem vestidos de noiva e na edição de Lisboa do You+Us=Fun! vão poder contar com a presença do nosso fornecedor seleccionado Vestidus.

 

Estamos naturalmente a falar de vestidos de noiva de sonho… e que fazem sonhar! É este o ambiente que se vive e se respira todos os dias na Vestidus – um atelier elegante e recheado de escolhas exclusivas no que toca a vestidos de noiva, porque cada noiva e a sua busca pelo vestido perfeito é isso mesmo – única e especial. E na companhia da Sara Silva e de toda a equipa Vestidus, esse processo exclusivo e delicado é acompanhado bem de perto, com profissionalismo, sugestões, conselhos e anos e anos de experiência em ajudar as noivas a elegerem o vestido de noiva. The Special One…

 

noiva com vestido de costas recortadas num campo dourado

 

noiva com vestido de costas rendadas num campo dourado

 

noiva com vestido simples e coroa de flores num campo com cavalo

Com inúmeras marcas conceituadas e de renome por onde se perderem (e suspirarem muito!), vão poder espreitar uma amostra de todo esse maravilhoso mundo que são os vestidos de noiva na companhia da Sara Silva da Vestidus, já no próximo domingo. Prontas para serem deslumbradas?!

 

0 Comentários

“É este o meu vestido de noiva”

O artigo que vos trago hoje, sobre o vestido de noiva, é para lá de bonito.

E é bonito porque é sobre pessoas e sobre encontros, experiências e partilhas. É assim que juntamos os pontinhos dispersos e criamos um momento muito especial.

Comecemos pelo início… quando saíu o nosso livro “Queres casar comigo? – guia prático para um dia muito feliz”, fui ao programa do Fernando Alvim, no Canal Q, para uma pequena conversa. Foi lá que conheci a Débora Água-Doce, que ia falar do seu livro “De uma mulher para mulheres que amam demais”, e toda a conversa teve muita graça.

Fomos mantendo um contacto muito singelo e, no início do ano, convidei um grupo de meninas interessantes para divagar sobre o tema “Se eu me casasse…”, numa série de guest posts regulares aqui no Simplesmente Branco. A Débora foi uma delas e as suas escolhas, uma delícia.

 

Mudamos de cenário. Também este ano, a Sara Silva, da Vestidus, a propósito de uma imagem que eu tinha encontrado e partilhado com ela, de uma marca romena (um hábito que temos desde sempre, quando encontramos coisas bonitas), avisa-me que tem na loja os vestidos de noiva absolutamente magníficos de que tínhamos falado. Demorei até ter tempo para a visitar, e quando os vi – e são fabulosos – pensámos logo que tínhamos que lhes dar a devida atenção, fazer alguma sessão especial, porque eram mesmo muito bonitos… Num pequeno brainstorming a ideia imediata foi fazer uma sessão intimista, de preparativos, que permitisse colocar o foco em todos os detalhes destas peças – as rendas, os tules, o corte, o acabamento, as texturas.

Ora quando vi os vestidos, pensei  e disse à Sara: “sei da pessoa ideal para fazermos isto”, e falei-lhe da Débora Água-Doce. Quando regressei ao escritório, enviei-lhe os contactos e, à Débora, enviei uma mensagem a contar o que tínhamos em mente. Claro que a decisão era totalmente dela, se não se sentisse à vontade, com certeza, apenas eu achava que aqueles três vestidos eram a cara dela e que a Sara lhe iria proporcionar um momento encantatório.

Houve uma hesitação bem argumentada para aqui, umas dúvidas para ali, mas a curiosidade venceu todas as barreiras e as duas deram início a uma bela conversa.

À ideia, juntou-se a Raquel Castro, da Atmosfia, para a concretizar: registar a experiência e o processo em fotografia, do que é este momento em que se experimenta, com foco, com doçura e com intimidade, essa peça mágica que é um vestido de noiva.

A Raquel foi igualmente atenta, focada e gentil no olhar.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O sorriso da Débora seria suficiente para termos a percepção da experiência, mas gostamos de palavras e descrições emotivas.

A Débora conta-vos como foi:

 

“Tudo começou há uns meses, quando a muito querida Susana Esteves Pinto me desafiou paraa escrever sobre o tema “se eu me casasse”. Não totalmente satisfeita com esse desafio lançou-me outro ainda maior, onde, em colaboração com a Sara Silva, da Vestidus Atelier e a Raquel Castro, da Atmosfia, vivenciaria a experiência de escolher o “Vestido de Princesa”.

De brilho no olhar como quem ainda sonha com esse dia, entrei na Vestidus Atelier com a sensação de borboletas na barriga acentuada, nesse dia, parecia que elas estavam extasiadas!

 

Entrei e… a magia aconteceu!!! É um espaço encantado, tal como eu imaginava que deveria ser uma casa destas, a casa onde vestimos o Amor. Tudo à volta respira Amor, tudo é mágico e encantador. Tudo!!! E a Sara, bem… A Sara é a pessoa perfeita para estar ali a receber os nossos sonhos e a torná-los realidade. De uma sensibilidade incrível, parece que lê o que nos vai no coração e assim, num ápice, descobriu o estilo pelo qual o meu coração mais batia.

 

Vesti os vestidos, sim os vestidos!!! Foram três!!! Todos maravilhosos e fluídos como eu imaginava. As rendas…. Ahhhhhh lindas! Tão românticas.

Que sensação bonita! Sim, bonita, foi assim que me senti!  Bonita. Senti-me como as minhas barbies quando em pequena, as vestia de princesas. É incrível como os anos passam por ti mas os sonhos permanecem com a mesma essência.

 

Fui sozinha, não fui comprar o meu vestido, fui “brincar às noivas”, mas percebi a vantagem de ir sozinha. Este é um momento tão mágico e tão único que deve ser vivenciado apenas pela noiva. A noiva precisa de sentir o vestido, as emoções… Quando vão acompanhas acabam por ceder às opiniões dos outros e por vezes essa experiência pode não ser tão bonita e emotiva, como deve ser.

Neste meu dia mágico, cruzei-me com uma noiva que decidiu ir lá sozinha pois já tinha experimentado imensos vestidos, sempre acompanhada por amigas e família, como não tinha conseguido ser fiel ao seu estilo e gosto pessoal, decidiu ir às escondidas experimentar mais uns. Não sei se acabou por escolher ali na “casa onde vestimos o Amor” o seu vestidinho de princesa, mas sei que, nesse dia, naturalmente teve muito mais em conta o que dizia o seu coração.

 

Senti-me princesa por um dia, senti que há muito mais magia e amor na Vestidus Atelier do que imaginava. Estas casas são mesmo encantadas!

Obrigada Sara, Raquel e Susana por esta experiência! Quem sabe não estarei próxima desse meu momento?”

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não estive lá neste dia, mas imagino como foi especial.

É um trio de mulheres atentas, doces, focadas, com histórias para contar, conversas para ter, talentos para partilhar. O resultado é a prova como tudo convergiu, como os pontinhos dispersos se ligaram numa linha recta e certeira.

 

Com isto não recomendamos nada que brinquem às noivas, visitando lojas só pela diversão – há um lado sério no trabalho que é feito, no tempo que é investido em cada marcação, na atenção que se dedica, e que deve ser respeitado por quem vai às compras.

Mas quisemos mostrar e proporcionar a experiência deste momento e como achamos que deve ser vivido: com borboletas na barriga e com foco para que se ouça a própria voz – a do coração.

 

Eu avisei que era um artigo para lá de bonito…

 

Save

Save

Save

Save

Save

0 Comentários

Vestidos de noiva Rembo Styling 2017: Vestidus apresenta nova colecção

A nova colecção de vestidos de noiva Rembo Styling 2017 chegou e a Vestidus quer mostrar tudo! Quando? No próximo sábado, 12 de Novembro, no evento “Amor à Prova de Vinho”. Onde? Na fantástica Quinta da Murta, em Bucelas, que abre as suas portas para uma tarde dedicada ao amor, às noivas e a vestidos de noiva lindos, num ambiente simpático e acolhedor. Para quem procura o vestido de noiva (sim, aquele que será verdadeiramente inesquecível!), estão reunidas as melhores condições para iniciar ou continuar essa procura com muito estilo, e com muitos suspiros. Brindemos a isso com muito amor!

 apresentação colecção de vestidos de noiva Rembo Styling 2017 por Vestidus

E se precisarem de mais um motivo para conhecer bem de perto os novíssimos vestidos de noiva Rembo Styling 2017, recordo que todo o look e styling desta nova colecção contou com a inspiração, o talento natural e o olho infalível da nossa própria Susana Esteves Pinto!

 

Têm mais informação sobre o evento aqui ou então entrem directamente em contacto com a Vestidus, através da sua ficha de fornecedor.