Created with Sketch.
Susana Pinto

Mini-casamento em tempos de pandemia: Sabrina + Pedro, o mais doce dos dias!

“Decidimos casar há dois meses e o Simplesmente Branco foi a nossa maior inspiração.

Não teríamos conseguido planear o nosso pequeno conto de fadas sem a vossa ajuda, em tão pouco tempo.
Queríamos uma cerimónia simples mas com requinte e muitos pormenores. Encontrámos aqui ideias diferentes, bom gosto, elegância e excelentes fornecedores. Não tenho dúvidas que o nosso casamento não seria como foi se não pudesse contar convosco…

 

O nosso dia foi um verdadeiro conto de fadas com as quinze pessoas mais importantes das nossas vidas. Acabou por ser tudo muito mais bonito do que esperávamos. E apesar de ser um casamento intimista, tivemos tudo a que temos direito.

Continuem a fazer um trabalho tão perfeito, obrigada!
Eu vou continuar a deslumbrar-me com as vossas publicações.”

 

Estas palavras tão bonitas e gentis são da Sabrina, que me escreveu por estes dias.

Como dizemos tantas e tantas vezes, no mais bonito dos dias celebramos o amor partilhado com as nossas pessoas do coração. A função é infinitamente mais importante do que a forma que toma e se é a vossa cara, estará sempre tudo certo!

 

Obrigado Sabrina + Pedro, por nos mostrarem a vossa visão do amor: doce, doce!

 

Mini casamento na Casa Valxisto Lenço dos namorados no casamento Sapatos de noiva Crème Caviar Mini casamento na Casa Valxisto Bouquet de noiva de outono

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O “Sim” aconteceu numa viagem a Florença há três anos. Naquela altura não fizemos grandes planos, aproveitámos apenas o romantismo da cidade e daquele momento especial das nossas vidas. Não definimos nenhum dia, mês ou ano em particular, mas queríamos que fosse uma festa diferente dos casamentos tradicionais, intimista, elegante e pensada à nossa imagem. Para ser perfeito, teria de ser assim!

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Entretanto fomos pais e o casamento ficou para “um destes dias”… Este Verão, em conversa, lamentámos o facto de não podermos viajar devido à pandemia e foi aí que voltámos aos dias de  Florença e ao nosso projeto adiado. No dia seguinte estávamos decididos a juntar as pessoas realmente indispensáveis nas nossas vidas e casar.

Estávamos preparados e achámos que era o passo que nos faltava dar. Afinal de contas, este ano podia acabar por ser muito especial. Mas também houve alguns momentos de nervosismo em que nos sentimos dois loucos por decidir casar numa altura destas, no meio de tantos casamentos adiados. Não imaginávamos a reacção dos nossos familiares, nem sequer sabíamos como a situação no mundo ia evoluir. O nosso grande medo era alguém ficar doente ou haver um novo confinamento.

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

Perante a mudança de cenário, em que momento começaram a repensar o plano?

Nós decidimos casar quando todos os noivos estavam a adiar os seus casamentos, por isso podemos dizer que o plano surgiu com a mudança de cenário. Este ano podia ser um ano perdido no calendário mas fizémos com que ficasse para sempre marcado por um acontecimento muito especial. De certa forma criámos uma história para contar aos nossos netos.

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

Como geriram esse processo e tomada de decisão? Foi mais difícil o processo logístico ou a decisão pessoal?

A decisão pessoal foi muito fácil de tomar. O processo logístico também correu muito bem, embora não tenha sido tudo propriamente fácil. Só tínhamos dois meses para organizar o casamento, sendo que em Agosto alguns fornecedores estavam encerrados para férias. Algumas Conservatórias também não permitiam a deslocação do Conservador devido à CoVid-19, o que nos causou algum receio. Mas acabámos por conseguir tudo, no tempo devido e exactamente como queríamos.

 

Mini casamento na Casa Valxisto

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Bolo dos noivos de Outono

O resultado é fiel às ideias iniciais ou acaba por ser muito diferente?

O resultado superou as nossas expectativas! Dizem que há sempre alguma coisa que corre menos bem, mas no nosso caso estava tudo perfeito. Até o tempo estava óptimo! Temos muito a agradecer aos nossos fornecedores que foram incansáveis, graças a eles conseguimos aproveitar o dia sem pensar em mais nada.

 

Para vocês, o que era fundamental? E sem importância?

O nosso casamento foi idealizado ao pormenor. Tinha de ser “a nossa cara” e por isso tudo foi fundamental. Era o nosso dia e queríamos aproveitá-lo desde o primeiro minuto, e ao mesmo tempo queríamos que os nossos convidados se sentissem seguros, estivessem felizes e se divertissem.

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O nosso casamento contou com a presença de dezoito pessoas (a contar com as crianças), as indispensáveis na nossa vida. Há outras muito importantes, de quem gostamos muito, que ficaram de fora e isso foi o mais difícil.

O resto foi muito fácil porque estava tudo maravilhoso. Até mesmo o ambiente a nossa volta era muito especial, sentimos que todos partilhavam a nossa felicidade.

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Todo o dia foi muito sentimental mas a cerimónia foi, sem dúvida, o pico. A entrada do noivo com a mãe e da noiva com o pai, o nosso filho a levar as alianças, o discurso bonito do conservador, os votos, as palavras carinhosas do pai do noivo e a voz angelical da Anabela. Foi impossível não nos emocionarmos.

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

Um pormenor especial…

Para nós, os pequenos detalhes fazem toda a diferença, por isso o nosso casamento foi feito de pormenores.

Na cerimónia disponibilizámos máscaras com um pequeno coração bordado à mão. A saída dos noivos contou com uma chuva de borboletas. Criamos um photobooth com uma cortina de origamis (que o noivo andou a dobrar nos dias anteriores), e nos jardins espalhámos várias frases escritas em placas de xisto.

Também houve momentos muito especiais. O noivo enviou-me um ramo de flores antes da cerimónia, pelo nosso filho. No nosso jantar podemos contemplar o pôr-do-sol, e ainda houve tempo para um passeio de bicicleta pela vinha.

E todos os convidados ficaram a dormir na Casa Valxisto tendo no dia seguinte tomado o pequeno-almoço connosco.

 

Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Este será o dia que passará mais rápido nas vossas vidas e por isso devem aproveitá-lo ao máximo.

Aconselho a fazer uma festa à imagem dos noivos que reflicta a sua identidade e o seu gosto pessoal. Os detalhes fazem toda a diferença. Não peçam muitas opiniões, sigam  o vosso instinto, que vai tudo correr bem. E na duvida “menos é mais”!

 

Bolo dos noivos de outono Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto Mini casamento na Casa Valxisto

 

Os fornecedores envolvidos:

 

materiais gráficos: Palavras com Papel;

local: Casa Valxisto – Country house ;

bolo dos noivos: tivemos dois! O principal foi feito pela Chocolatitude e o sem glúten pela pastelaria Bonna;

fato do noivo e acessórios: Atelier Massimo Dutti (feito por medida);

vestido de noiva e sapatos: vestido Ana Teixeira, sapatos Crème Caviar e jóias de família;

maquilhagem: Sara Filipe;

cabelos: Anabela Araújo;

bouquet de noiva: Florista Helena Carvalho;

decoração: feita pelos noivos e pela Casa Valxisto;

ofertas aos convidados: Santo António de bolso, Atelier Rosa Malva;

fotografia e vídeo: Vitor Pinto – Amor e Arte;

luzes, som e Dj: música ao vivo com Anabela Silva e DJ Ilídio Pinto.

Marta Ramos

Palavras com Papel e flores, muitas flores

Se as flores são o vosso motivo preferido e querem que os vossos convites de casamento sejam verdadeiros jardins impressos, falem com a Palavras com Papel.

Tudo começou com a Neusa, a alma criativa, a sonhadora que, enquanto tiver papel em seu redor e as vossas histórias de amor para se inspirar, criará peças até onde a infinita imaginação a levar. Depois, chegou a Tânia, ‘terra a terra’, que adora meter as mãos à obra. Juntas criam convites e estacionários para momentos felizes. Com o intuito de fazer as pessoas sorrir. «Adoptámos um lema – Se nos encontrámos foi por amor – pois dedicamo-nos a criar para quem está enamorado. Se nos encontrarmos, um dia, de certeza que será por amor.»
Escolheram trabalhar na área dos casamentos porque encanta-as toda a magia que a preparação de um casamento permite viver. Entre muitos papéis sobre a mesa, rabiscam ideias que surgem de sonhos com um só propósito: «criar o estacionário que define o carácter e a personalidade de duas pessoas que, enamoradas, desejam simplesmente amar e num só dia – o do casamento – expressar esse sentimento maravilhoso que é o amor.»

 

Convites Palavras com PapelConvites Palavras com Papel Convites Palavras com Papel Convites Palavras com Papel Convites Palavras com PapelNeusa e Tânia ogulham-se muito de vibrar com cada nova história de amor que vai ao seu encontro; de trabalhar cada peça, quase de forma artesanal, com imenso carinho; de observar as suas mãos a dobrar tantas e tantas folhas de papel, a dar nós sem fim, «a encontrar “ali naquele pedacinho” tanto amor.»
Vão procurar inspiração nas pessoas, nos olhares, nos sorrisos, nas suas pequenas histórias. Depois, quando saem do atelier, deixam-se inspirar pelas texturas, pelas cores, pelos sons, pelos cheiros, pelas paredes gastas, pela história dos tempos e dos seus usos. E pelos outros.

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Palavras com Papel para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com a Neusa: ela e a Tânia estão à vossa espera para se deixarem enamorar pela vossa história de amor.

Marta Ramos

Convite à aventura, com Palavras de Papel

As Palavras com Papel começaram com a Neusa, a alma criativa, a sonhadora que, enquanto tiver papel em seu redor e as vossas histórias de amor para se inspirar, criará peças até onde a infinita imaginação a levar. Depois, chegou a Tânia, ‘terra a terra’, que adora meter as mãos à obra. Juntas criam convites e estacionários para momentos felizes. Com o intuito de fazer as pessoas sorrir. «Adoptámos um lema – Se nos encontrámos foi por amor – pois dedicamo-nos a criar para quem está enamorado. Se nos encontrarmos, um dia, de certeza que será por amor.»

Foi por amor que se encontraram com a Joana e o Luca e que criaram uma identidade gráfica para o seu casamento com muito do casal e da sua história nas entrelinhas: ela, portuguesa, ele, italiano, uma história de amor sem fronteiras, como tantas que vos temos trazido ao longo dos tempos. E que bem que sabe, nesta época de férias, pensar em passaportes e malas de viagem, não sabe?

Convite de casamento, por Palavras com Papel

A Neusa e a Tânia escolheram trabalhar na área dos casamentos porque encanta-as toda a magia que a preparação de um casamento permite viver. Entre muitos papéis sobre a mesa, rabiscam ideias que surgem de sonhos com um só propósito: «criar o estacionário que define o carácter e a personalidade de duas pessoas que, enamoradas, desejam simplesmente amar e num só dia – o do casamento – expressar esse sentimento maravilhoso que é o amor.»
Orgulham-se muito de vibrar com cada nova história de amor que vai ao seu encontro; de trabalhar cada peça, quase de forma artesanal, com imenso carinho; de observar as suas mãos a dobrar tantas e tantas folhas de papel, a dar nós sem fim, «a encontrar “ali naquele pedacinho” tanto amor.»
Vão procurar inspiração nas pessoas, nos olhares, nos sorrisos, nas suas pequenas histórias. Depois, quando saem do atelier, deixam-se inspirar pelas texturas, pelas cores, pelos sons, pelos cheiros, pelas paredes gastas, pela história dos tempos e dos seus usos. E pelos outros.

 

Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Palavras com Papel para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com a Neusa: ela e a Tânia estão à vossa espera para se deixarem enamorar pela vossa história de amor.

Marta Ramos

Palavras com Papel: uma combinação perfeita!

As Palavras com Papel começaram com a Neusa, a alma criativa, a sonhadora que, enquanto tiver papel em seu redor e as vossas histórias de amor para se inspirar, criará peças até onde a infinita imaginação a levar. Depois, chegou a Tânia, ‘terra a terra’, que adora meter as mãos à obra. Juntas criam convites e estacionários para momentos felizes. Com o intuito de fazer as pessoas sorrir. «Adoptámos um lema – Se nos encontrámos foi por amor – pois dedicamo-nos a criar para quem está enamorado. Se nos encontrarmos, um dia, de certeza que será por amor.»
Escolheram trabalhar na área dos casamentos porque encanta-as toda a magia que a preparação de um casamento permite viver. Entre muitos papéis sobre a mesa, rabiscam ideias que surgem de sonhos com um só propósito: «criar o estacionário que define o carácter e a personalidade de duas pessoas que, enamoradas, desejam simplesmente amar e num só dia – o do casamento – expressar esse sentimento maravilhoso que é o amor.»
Orgulham-se muito de vibrar com cada nova história de amor que vai ao seu encontro; de trabalhar cada peça, quase de forma artesanal, com imenso carinho; de observar as suas mãos a dobrar tantas e tantas folhas de papel, a dar nós sem fim, «a encontrar “ali naquele pedacinho” tanto amor.»
Vão procurar inspiração nas pessoas, nos olhares, nos sorrisos, nas suas pequenas histórias. Depois, quando saem do atelier, deixam-se inspirar pelas texturas, pelas cores, pelos sons, pelos cheiros, pelas paredes gastas, pela história dos tempos e dos seus usos. E pelos outros.

Quando olham o futuro, gostam de ver-se a folhear muitas memórias. A olhar para muito papel. A desejar mais papel ainda e, sobretudo, a continuar a depositar no papel a expressão do amor.

Palavras com papel - convites de casamento   Palavras com papel - convites de casamento Palavras com papel - convites de casamento Palavras com papel - convites de casamento Palavras com papel - convites de casamento Não deixem de consultar a ficha de fornecedor seleccionado Palavras com Papel para ficarem a conhecer melhor o seu trabalho. E falem com a Neusa: ela e a Tânia estão à vossa espera para se deixarem enamorar pela vossa história de amor.