Created with Sketch.
Susana Pinto

À conversa com: Lounge Fotografia – fotografia de casamento

Hoje converso com o Luis Mateus e a Marta Barata, que assinam como Lounge Fotografia, sobre fotografia de casamento e a importância, valor e poder deste registo para a família que se constrói todos os dias e para a memória futura, um pequeno imenso detalhe que se calhar raramente consideramos… que especial que isso é!

Uma curiosidade sobre a Lounge Fotografia: são, oficialmente, os primeiros clientes Simplesmente Branco, após ficarmos online com o grupo inicial de 19, que acompanhou o nascimento do site, em Maio. A Marta e o Luís juntaram-se a nós em em Dezembro, e desde o primeiro momento foram nossos parceiros em todas as aventuras, sem hesitar, sempre com imensa paciência, disponibilidade e óptima atitude: juntos, fizémos styled shoots (quando não se fazia nada disto nem havia Pinterest!), as primeiras edições da S Magazine, os primeiros showcases, os primeiros jantares e encontros. Éramos todos estreantes entusiastas neste universo das publicações digitais, fresquíssimos players no mercado de casamento, mas cheios de energia, ideias e vontade de colaborar, fazer, experimentar. É um passado recente, mas parece já outro tempo.

Tem sido um prazer acompanhá-los, ver o trabalho evoluir e ganhar corpo e nome próprio, vê-los construir a sua própria família e a forma como escolhem registar os momentos bonitos. Posso dizer que são um clássico intemporal: sempre fiáveis, sempre disponíveis, sempre com trabalho bonito. E isso, queridos noivos, não é uma moda, é um luxo!

Fiquem a conhecê-los, e a o seu trabalho, em detalhe. Merecem!

 

Gostamos de famílias calorosas, que se abraçam, que se beijam, que riem juntas ou que choram de felicidade! Depois do nosso casamento, percebemos ainda mais a importância das pessoas à nossa volta, e o quão importante são estes registos. As fotografias de casamento devem ser algo mais do que detalhes bonitos, vestidos pendurados ou a marca dos sapatos. Ver a cara de um pai orgulhoso que leva a sua filha ao altar é,  para nós, muito mais significativo, muito emocionante. Dessa forma esforçamo-nos por fazer um registo que inclua estes momentos únicos e espontâneos, que, muito tempo depois, continuam a transportar o casal para aqueles instantes, com o mesmo poder gerador de emoções.

 

 

Contem-nos um pouco da vossa viagem profissional até aqui, à fotografia de casamento.

Eu, Luis, comecei no curso de fotografia do Instituto Português de Fotografia, pólo portuense, em 2000. A fotografia sempre foi uma das minhas paixões e depois de um curso superior que nada tinha nada a ver, achei melhor seguir esta paixão. Trabalhei ainda com o formato analógico e fiz diversos casamentos para outros estúdios. Estagiei e trabalhei oito anos, num estúdio de moda, com o fotógrafo Cassiano Ferraz. Durante este período fui desenvolvendo o meu estilo e, em 2006, decidi fundar a Lounge Fotografia. Nessa altura, também depois de ter terminado o seu curso superior, a Marta juntou-se a mim e foi contagiada pelo bichinho dos casamentos e da fotografia de pessoas.

 

Há quanto tempo fotografam? E porquê casamentos?

O Luis, desde 2000, e a Marta, desde 2006. Juntos, há 11 anos sem parar!

Gostamos muito e sentimo-nos bem a fotografar casamentos. O nosso trabalho é apreciado e valorizado pelos noivos e pelas famílias, e sabemos que estamos a contribuir para a herança fotográfica das várias gerações. Na nossa opinião, as memórias e o seu registo não têm preço!

 

As selecções de imagens que me enviam para publicação, trazem, invariavelmente, um dos momentos icónicos do casamento: a entrada de pai e filha, de braço dado, na igreja. Esta inclusão na narrativa para publicação, é propositada ou inconsciente e natural? A família e a sua história e laços, são um assunto que vos atrai?

Para nós, a família e a interação entre os seus vários membros, é muito importante. Gostamos de famílias calorosas, que se abraçam, que se beijam, que riem juntas ou que choram de felicidade! Depois do nosso casamento, percebemos ainda mais a importância das pessoas à nossa volta, e o quão importante são estes registos. As fotografias de casamento devem ser algo mais do que detalhes bonitos, vestidos pendurados ou a marca dos sapatos. Ver a cara de um pai orgulhoso que leva a sua filha ao altar é,  para nós, muito mais significativo, muito emocionante. Dessa forma esforçamo-nos por fazer um registo que inclua estes momentos únicos e espontâneos, que, muito tempo depois, continuam a transportar o casal para aqueles instantes, com o mesmo poder gerador de emoções.

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Nestes tempos globais, em que as imagens circulam a uma velocidade vertiginosa e todos temos acesso a tudo, a qualquer hora, onde vão buscar inspiração?

O mais importante para nós é fazermos sempre aquilo de que gostamos, não seguirmos tendências, semos fiéis ao nosso estilo. Conseguimos ir buscar inspiração a tudo o que fazemos, mas acho que a principal fonte são às palavras de satisfação dos nossos clientes!

E nos últimos anos, o Instagram tem sido nosso principal “palco” de inspiração, não só com fotografia de casamento, mas outras variantes também, fotografia de rua, moda, fotografia de viagem, documental etc…

 

O vosso trabalho é a duas mãos. Como o definem e como construíram a vossa assinatura?

Somos contadores de histórias e para isso é preciso muito trabalho, e dedicação e, acima de tudo, valorizar todos os momentos. Após vários anos a fotografar em conjunto, já sabemos o papel de cada um na dinâmica do dia e basta olharmos um para o outro, para sabermos o que o outro precisa. Gostamos de fotografar de uma forma documental e bastante descontraída ao longo do evento. Acima de tudo, gostamos de fotografar para pessoas felizes!

 

Quando precisam de fazer reset, para onde olham, o que fazem?

Até ao dia 23 Junho de 2017, era um para o outro, mas agora olhamos para os nossos gémeos e tudo passa. O cansaço desaparece e achamos sempre que vamos conseguir mais e melhor por eles!

Desligamos os computadores e a ligação às redes sociais e respiramos fundo.

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Estão instalados no Porto: o vosso trabalho é local ou claramente nacional?

Claramente nacional, vamos onde nos quiserem. O nosso País é tão pequeno, é tão fácil viajar para todo o lado.

 

Qual é o vosso processo de trabalho, como acontece a ligação com os vossos clientes?

Queremos sempre uma reunião presencial para nos conhecermos, ou no nosso escritório ou por skype, é muito importante esta primeira fase,  e, se correr bem, temos tudo para que o cliente saia satisfeito e nós, valorizados. Se vieram até nós, é porque gostam do nosso trabalho, mas também é necessário que haja uma certa química entre todos. Não somos os fotógrafos certos para todos os casais, nem todos os casais são “perfeitos” para nós. Esta ligação é importante no resultado final.

Após a reunião e confirmação do interesse nos nossos serviços, aconselhamos os noivos a fazerem uma sessão de noivado. Esta sessão é muito importante porque ficamos a conhecer-nos ainda melhor, quebramos o gelo, sabemos como funcionam enquanto casal e qual a linguagem corporal, ficamos a saber do que gostam, o que os move… por outro lado, o casal fica a saber o que pretendemos deles (como actores principais da narrativa do dia), como funcionamos e o que esperar da pessoa atrás da câmera! Ao encontramos a nossa dinâmica de grupo e zona de conforto, teremos um dia bem mais descontraído e calmo.

 

Casamentos grandes ou pequeninos, nacionais ou estrangeiros, cerimónias emotivas, festas de arromba – qual é o tipo de festa que mais gostam de fotografar?

Normalmente gostamos de casamentos mais pequenos, intimistas e descontraídos, sem grandes formalismos. É importante que o casal desfrute do dia e que esteja feliz. São importantes os sorrisos verdadeiros, assim como as lágrimas de felicidade! Já fotografámos todo o tipo de casamentos, mas os melhores são aqueles em que os noivos vivem o dia com emoção, sem estarem demasiado preocupados. O lado emocional é muito importante para nós.

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento

 

Qual é a melhor parte de ser um fotógrafo de casamento? E o mais desafiante e difícil?

Claramente, registar todos os momentos que poderãoser revividos, um dia mais tarde, pelo casal, pela família e até pelos filhos que ainda não nasceram, é muito especial, são memórias eternas aquelas que registamos. Temos a noção de que estamos por vezes a fotografar pessoas que mais tarde deixaram de estar entre nós, e o nosso papel é, também, documentar e registrar a presença dessas pessoas. O mais desafiante é estar à altura de todos os momentos… é preciso estar sempre alerta e atento a tudo o que nos rodeia.

 

Escolham uma imagem favorita do vosso portfolio e contem-nos porquê:

 

Lounge Fotografia - fotografia de casamento
Marta: é uma imagem que gosto bastante, o olhar de ternura do avô da Maria Edite, após a cerimónia e o cumprimento entre ambos! Acredito que será uma imagem que irá ficar para sempre no coração desta noiva.
 Lounge Fotografia - fotografia de casamento
Luis: além de casamentos, este ano comecei a fotografar partos, e esta é uma foto da primeira experiência neste campo. Assistir ao nascimento de um bebé é algo maravilhoso e tão marcante, que ficará para sempre na minha memória!

 

Os contactos detalhados da Lounge Fotografia estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, vejam as imagens bonitas e contactem directamente a Marta Barata e o Luís Mateus através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Acompanhem estas nossas conversas longas com fornecedores seleccionados Simplesmente Branco, sempre à quarta-feira!

 

Save

Save

Save

Marta Ramos

Importa que seja amor, por Arte Magna

A Teresa e o Dado, o casal Arte Magna, afirmam que a fotografia é a sua vida e que não há sensação melhor do que criar memórias. Neste caso, criam-nas de raiz, fotografando uma sessão de inspiração cheia de pinta. A história que nos contam pode ser ficção, mas as sensações que nos transmitem são 100% reais. Nas suas palavras:

«Amor, não importa a forma nem o feitio, importa que seja amor. A nossa inspiração pretende demonstrar que o amor não é linear. Pode ser suave e áspero ao mesmo tempo, pode ser subtil mas cheio de intensidade. Nem sempre tem tons quentes mas o calor está lá presente e o amor é visível mesmo quando é discreto. Apesar de este editorial apresentar dois ambientes diferentes, ambos se complementam nesta história.»

Um casal que se ama prepara-se lado a lado para um dos momentos mais importantes da vida. Vão selar o que sentem um pelo outro num momento íntimo, mas cheio de amor.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Repararam no bolo? É da Bakewell, que integra a nossa selecção de Novos Talentos.

Consultem a ficha de fornecedor seleccionado da Arte Magna, onde encontrarão mais informação sobre o seu trabalho e todos os contactos. Marquem uma visita, serão muito bem recebidos e poderão apreciar ao vivo algumas das suas belíssimas criações. E vão acompanhando as nossas publicações sobre eles.

A Teresa e o Dado orgulham-se muito de acompanhar quem os escolhe para fotografar o seu casamento e seguir as suas famílias ao longo dos anos. Criar laços com quem deposita tanta confiança no seu trabalho é algo único. Contem-lhes a vossa história – ah, e eles adoram viajar, por isso não hesitem em desafiá-los para vos fotografarem nos confins do mundo!

 

Créditos:

 

fotografia: Arte Magna

vídeo: Sublime Films

styling: Diana Vinha da Pretty Exquisite

modelos: Nelson Vieira e Renato Duran

maquilhagem: M’ and Makeup

cabelo: Barbearia Porto

jóias: FRAGA

espaço: Miss’opo

bolo: Bakewell

Marta Ramos

I coffee you, por Pedro Taborda

A Filipa e o João vão casar no dia 21 de Outubro e escolheram Pedro Taborda Fotografia para registar o grande dia. Entretanto, já fotografaram a sessão de solteiros, que decorreu num cenário muito especial para a história do casal: o Starbucks. Escolheram a loja de Belém e contam-nos que apenas tiveram de agendar com a Direcção de Marketing o dia e a hora. A loja manteve-se aberta ao público, mas escolheram um horário de pouco movimento.

E porquê ali? «Vivemos na Amadora e conhecemo-nos em Lisboa, num convívio de amigos. E posso dizer que foi amor à primeira vista! O Starbucks surgiu nas nossas vidas como o lugar de eleição para namorar, conversar, rir, descansar… Enfim, o nosso cantinho onde sabíamos que iríamos saborear de um excelente cappuccino mas ao mesmo tempo apreciar a companhia um do outro no final de um dia de trabalho.»

E foi então que chegou o dia do pedido – que aconteceu… no Starbucks, claro. «Eram dois cappuccinos, mas um deles trazia lá dentro apenas o anel e na parte de fora o pedido de casamento. Estava muito giro! Nós recriámos essa situação na sessão de solteiros.»

Fomos fotografados pelo Pedro Taborda e podemos dizer que a sessão não podia ter corrido melhor! O resultado final superou as nossas expectativas!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

As e-sessions são, de facto, um factor importante no processo de escolha dos fotógrafos do vosso casamento. Mesmo que já tenham decidido, não saltem essa parte. Para além de serem memórias acrescida, é uma oportunidade de ouro para interagirem com os profissionais que estarão encarregues de registar o dia do vosso casamento. Ganha-se à vontade e descontracção, que serão essenciais no grande dia; afinam-se vontades e expectativas; e, de repente, já vocês tratam as câmaras por tu e já elas vos conhecem de cor, de modo que tudo flui com muito mais naturalidade.

Vejam também outros trabalhos do Pedro Taborda já aqui publicados e falem com ele: o fotógrafo e a sua equipa querem muito surpreender-vos.

Marta Ramos

Organic bridal inspiration, parte II

Lembram-se da primeira parte desta sessão? De imagens mais íntimas, passamos hoje às luzes da ribalta, à exaltação do vestido de noiva – que foi o ponto de partida deste trabalho – no cenário luxuriante da Casa Grande do Fontão, em Ponte de Lima. As imagens (e a ideia) pertencem à Lounge Fotografia, e a Histórias com Alma assina o styling e a decoração:

«A ideia era desenhar algo muito natural e orgânico, mas ao mesmo tempo elegante e simples, em concordância com os espaços naturais e intemporais da Casa Grande do Fontão. Optámos por uma paleta de cores intemporal e característica de 2017: verde e branco. Trouxemos a oliveira para o cenário indoor (para trazer o verde do exterior para o interior), e guardámos as flores mais delicadas e orgânicas (ranúnculos e helleborus) para a mesa. Introduzimos também elementos decorativos pretos e dourados, com linhas modernas e elegantes, de modo a contrastar com o rústico da mesa e cadeiras.»

O concelho de Ponte de Lima é rico em solares com histórias seculares. A Casa Grande do Fontão é um belo exemplo disso. Sabe-se que pertenceu à Casa de Bertiandos durante mais de duzentos anos, unindo-se ao Solar de Bertiandos através de um casamento que lá se celebrou, em 1763.

Hoje, o Solar da Casa Grande do Fontão, com os seus jardins românticos e tão inspiradores, é gerido pelas Histórias com Alma, voltando a ser cenário de celebrações e a fazer parte das memórias mais felizes de quem por lá passa.

Houve mais gente de bom gosto a contribuir para este belo resultado, como a equipa Jenny Makeup Land. Apreciem as fotos e não deixem de conferir os créditos listados no final do artigo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Lounge Fotografia

vídeo: Um dia de sonho

styling e decoração: Histórias com Alma

cabelo e maquilhagem: Jenny Makeup Land

headpiece: Wildwood flower

vestido: Manuela Noivas

espaço: Casa Grande do Fontão

modelo: Ailiny – Best Models

Marta Ramos

Ericeira no coração, por Rodrigo Silva Photography

O Rodrigo Silva escolheu ser fotógrafo de casamentos porque acredita no casamento. Não apenas como um símbolo de união, mas como uma expressão de sentimentos entre duas pessoas que se amam.

Gosto de fotografar casamentos pela motivação que me dá conhecer novas pessoas, com as suas histórias únicas de amor e relacionamento. É um privilégio para mim poder contar essas histórias.

O mundo é dos românticos – é uma teoria que eu defendo com unhas e dentes. E aqui está um exemplo de romântico incurável que decidiu fazer da sua paixão profissão – porque acredita no ‘felizes para sempre’.

As suas imagens relatam contos de fadas da vida real e um ingrediente que nunca falta nos seus registos são as emoções. Fortes, bem fortes! Num estilo natural e descontraído, fotografa casamentos procurando alcançar o equilíbrio perfeito entre a personalidade dos noivos e a sua noção estética. E onde estes dois mundos se encontram, a magia acontece…

Hoje, o Rodrigo leva-nos a passear com a Elina e o Felix, que vieram visitar a Ericeira em Agosto deste ano. A Elina é do Chipre e o Felix, da Rússia; e quando chegaram a Portugal apaixonaram-se tão perdidamente pelo nosso país que quiseram imortalizar a viagem numa sessão fotográfica.
Nós compreendemos, não é? E é certo que a Ericeira tem sido mais falada, ultimamente, pelas ondas (é Reserva Mundial de Surf desde 2011), mas a vila é muito mais do que isto. É boa mesa, ruas pitorescas, maresia no ar, pastelaria deliciosa, cestaria que dá vontade de levar para casa aos molhos, história e e gente com vagar para parar no seu caminho diário e espreitar o mar uma, duas, várias vezes ao dia. Porque podem!

Vamos dar uma volta?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vejam mais trabalhos deste nosso fornecedor seleccionado: sessões fotográficas free spiritcasamentos com atmosfera vintagee-sessions à beira-mar…  diferentes pretextos para o Rodrigo apontar a objectiva a uma emoção. E falem com ele: quem sabe se a próxima emoção capturada pela sua câmara não será vossa…

Marta Ramos

Organic bridal inspiration, parte I

Tudo começou com um vestido de noiva. A Marta e o Luís, o casal Lounge Fotografia, apaixonaram-se por um vestido muito delicado e quiseram trabalhar a partir dele. Desafiaram a Ana e o Francisco, o casal Histórias com Alma, a planear uma sessão fotográfica no seu belo espaço da Casa Grande do Fontão, em Ponte de Lima. Conta-nos a Ana:

«A ideia era desenhar algo muito natural e orgânico, mas ao mesmo tempo elegante e simples, em concordância com os espaços naturais e intemporais da Casa Grande do Fontão. Optámos por uma paleta de cores intemporal e característica de 2017: verde e branco. Trouxemos a oliveira para o cenário indoor (para trazer o verde do exterior para o interior), e guardámos as flores mais delicadas e orgânicas (ranúnculos e helleborus) para a mesa. Introduzimos também elementos decorativos pretos e dourados, com linhas modernas e elegantes, de modo a contrastar com o rústico da mesa e cadeiras.»

À festa juntou-se ainda a Jenny Makeup Land e uma mão cheia de outros parceiros com muita pinta (vejam os créditos no final do artigo). Conclusão: o Francisco vestiu duas camisolas em simultâneo, Histórias com Alma e Um dia de sonho, e filmou a sessão. Os Lounge fotografaram. E o resultado traduziu-se em tantas e tão belas imagens, que decidimos apresentar-vos este trabalho em duas partes.

Assim sendo, hoje apreciem o vídeo e a intimidade das fotografias boudoir do dia. E para a semana há mais.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Créditos:

 

fotografia: Lounge Fotografia

vídeo: Um dia de sonho

styling e decoração: Histórias com Alma

cabelo e maquilhagem: Jenny Makeup Land

headpiece: Wildwood flower

vestido: Manuela Noivas

espaço: Casa Grande do Fontão

modelo: Ailiny – Best Models

Marta Ramos

Deslumbramento alentejano, por Foto de Sonho

A Lurdes e o Hugo já são nossos conhecidos: aqui há uns tempos partilhámos convosco as imagens do dia do casamento, assinadas por Foto de Sonho. Lembram-se?

Para nós era fundamental que as pessoas que tão generosamente partilharam este dia connosco, se sentissem verdadeiramente parte do dia, e não meros convidados. Era o dia especial da Lurdes e do Hugo, mas para nós este dia, como noivos, só fazia sentido com aquelas pessoas, naquele espaço, em harmonia com o nosso amor.

Vale a pena recordarmos também os conselhos deixados pela Lurdes e pelo Hugo a quem está agora a embarcar na organização do casamento:

«Cada pessoa é uma pessoa. Cada casal é um casal e não há conselhos perfeitos. Para nós foi muito importante sentirmos que estávamos a desfrutar e a partilhar cada momento, desde a organização até ao final do dia. Nervos e preocupações são para serem considerados mas não para serem vividos. Percebem a diferença? No aspecto mais prático do evento, contactem muitos fornecedores e reúnam apenas com os essenciais (5 no máximo dos máximos para cada matéria). A escolha será muito mais clara.

Oiçam, respeitem, mas definam o que querem desde cedo, e se não sabem, não se preocupem, vão descobrir pelo caminho: “Ouve o teu coração. Ele conhece tudo sobre ti, porque onde ele estiver é onde estará o teu tesouro”. E sejam gratos, muito gratos!»

Palavras sábias! Como as que vos entregamos todas as segunda-feiras – não percam.

Hoje trazemos-vos mais memórias fotográficas deste casal, mas anteriores ao casamento. Um passeio pelo deslumbramento da primavera alentejana, capturado pela lente Foto de Sonho.

Contam-nos o Hélio e o Marco: «Uma aventura maravilhosa: seguimos rumo ao Alentejo e lá passámos um dia, pela cidade e os campos de Évora. O primeiro destino, um dos mais emblemáticos monumentos da cidade, a medieval majestosa Catedral de Évora. Pedra em tons de caramelo, a luz difusa dos claustros, que abraça cada sentimento, cada momento. Por vezes vem uma brisa de vento.

O céu dramático muda a luz da tarde, nuvens com texturas que parecem uma verdadeira pintura, e a cidade romântica abraça-nos num ambiente de pura magia.

Adiante seguimos para campos de flores no Alentejo… e aí a aventura continua.»

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

«Para nós esta sessão é simbólica, daqui cresceu uma amizade, e ‘fugimos’ ao conceito habitual de uma mera sessão de duas horas… investimos numa aventura.» Aproveitem e vejam as outras aventuras Foto de Sonho. E depois contactem-nos e comecem a preparar a vossa!