Created with Sketch.
Susana Pinto

Um casamento tradicional com um twist: Becca + Zane

Adivinham o que me fez escolher este casamento tradicional (mas não tanto!) para vos mostrar hoje?

O motivo está lá para baixo, quase na última fotografia: um fantástico e oh so sexy macacão de lantejoulas da noiva, prateado, incrivelmente decotado atrás. Giro, mas giro, com um ar muito confortável e festivo – totalmente bem acompanhado dos ténis modernaços do noivo!

Este é o mais bonito dos dias de Becca + Zane, que casaram no coração da Escócia, em Fife, numa daquelas mansões de campo absolutamente espectaculares e acolhedoras, que pertence à mesma família há séculos.

 

Ora este é um daqueles casamentos que começa de forma mais ou menos tradicional, mas muito intimista: um belo vestido, de corte clássico e intemporal, e uns fantásticos Manolos azuis foram as escolhas de Becca, enquanto que Zane optou por um fato clássico de três peças em tweed, com uma bonita gravata de seda e lenço de bolso a condizer.

 

Todo o design floral da cerimónia, dos bouquets à decoração das mesas, é minimalista: suculentas e eucalipto, comprados num produtor e singelamente repartidos e atados com fio de linho, pela tia e primas do noivo. Simples, natural, sem grande desperdício e fiel ao orçamento e à importância que estes itens tinham na lista de prioridades dos noivos.

 

A cerimónia foi íntima e emocionada – tal como os noivos, e rematada com abraços, beijos e confettis dentro de portas – choveu todo o dia! Mas quando se escolhe um espaço que é assim mágico e convida ao recolhimento confortável, nem nos lembramos de como seria estar a festejar debaixo de um sol luminoso!

Depois do cocktail, seguiu-se um jantar suculento, servido no pátio coberto da mansão – um verdadeio festim, já que a comida era um dos três factores realmente importantes na equação do dia. As mesas foram decoradas com as ramagens cheirosas do eucalipto e espalhados aqui e ali, os pequenos vasos de suculentas, que depois foram recolhidos e distribuídos por todos.

 

“We tried to stay off Pinterest as we really wanted to stay in budget, and didn’t want to get side tracked by things we felt we had to have but didn’t really. We picked a few colours that we liked (gold, green and white) and then it was very much DIY.”

 

Cheia de entusiasmo, Becca dobrou 1000 origamis em forma de garça para fazer uma grinalda gigante que foi o foco das atenções na sala de refeição, misturando as cores da paleta escolhida: verde, dourado e branco.

Ainda houve gelado e, em vez do habitual bolo dos noivos, Becca e Zane escolheram uns deliciosos teacakes que foram colocados nas mesas.

 

O dia seguiu até às 5 da manhã, com uma animadíssima pista, que contou com a ajuda dos vários amigos DJ: para dançar confortavelmente toda a noite, Becca trocou então para o seu ultra sexy macacão prateado, que comprou na Asos, e Zane trocou os seus oxfords por uns fantásticos Nike. Tudo isto foi alegremente regado por cerveja artesanal, servida à pressão.

 

Sapatos de noiva azuis Jimmy Choo Vestido de noiva clássico em cetim Macacão de noiva de lantejoulas prateado Casamento na Escócia Vestid de noiva de cetim corte clássico Vestid de noiva de cetim corte clássico Vestid de noiva de cetim corte clássico Flor de lapela com suculentas e eucalipto

Noivo com fato de tweed clássico Casamento intimista Casamento intimista Casamento intimista Casamento intimista

“Choose three things that are the most important to you for your day, and build the day around that. We chose food, drink, music and company, and we knew these were things that we really wanted to focus on.”

Retrato clássico dos noivos NOiva com vestido clássico de linhas direitas em cetim Casamento intimista

Decoração de casamento minimalista Decoração de casamento minimalista Origamis para casamento Casamento intimista Casamento intimista Macacão de noiva em latejoulas prateadas Macacão de noiva em latejoulas prateadas

Esta é uma forma genial de celebrar o mais bonito dos dias: em gradiente, do clássico e tradicional, e por isso mesmo agregador e intemporal, progressivamente para uma celebração mais moderna e, claramente, a cara dos noivos, num crescendo festivo.

Gosto muito disso!

 

Fotografia de Caro Weiss, via Love my Dress.

Susana Pinto

O processo criativo de um convite de casamento, com A Pajarita

Continuamos a partilhar o série “Preparar o caminho descomplicando-o“, criada pela Alexandra Barbosa, de A Pajarita, e publicada no seu site todas as semanas.

 

Hoje a Alexandra Barbosa fala-nos sobre o processo criativo de A Pajarita.

 

O processo criativo é o caminho que o artista faz para gerar uma ideia que responde à questão que tem em mãos. Para quem não trabalha com ideias e criatividade, pode parecer algo mágico – “como é que se foram lembrar disto?”, mas para nós, artistas, exige disciplina, estudo e muito trabalho, ainda que uma grande parte deste processo aconteça internamente, dentro da nossa cabeça.

Hoje vou-vos falar do meu processo criativo, do primeiro ao último passo de um caminho sempre feito em conjunto com os noivos, de forma a criar o estacionário com que tanto sonharam.

 

Tudo começa com uma boa conversa: sentamo-nos em redor de uma mesa redonda, física ou virtual. E não é por acaso que esta mesa é mesmo redonda, é um lugar de partilha onde descubro os vossos gostos, as vossas cores preferidas, a vossa história, o que são como indivíduos e o que é a soma dos dois.

Esta partilha gera e reúne a matéria prima com que irei trabalhar, a essência na qual me debruçarei para melhor vos representar no desenvolvimento do vosso estacionário.

 

É muito importante que me falem de vós, mesmo que timidamente. E não se preocupem com o tempo que demoram, é indispensável conhecer-vos e este momento é dedicado, de forma muito presente e intencional, a isso. Se eu não vos conhecer, a cada um, e ao que são como casal, como poderei captar a vossa identidade e fazer com que se reflicta no vosso convite e em todo o estacionário?

 

Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita

Durante esta conversa, vou-vos mostrar uma selecção de trabalhos do meu portefólio.

São peças desenvolvidas para clientes anteriores, onde posso exemplificar as diferentes técnicas e acabamentos que apliquei. Não quero que os vejam como maquetas para o vosso convite, mas apenas uma demonstração técnica e visual daquilo que sei fazer e é a assinatura criativa A Pajarita.

O papel é a matéria prima de base. Há muitas variações, na gramagem, no toque, na suavidade, naquilo que os especialista chamam de “mão”: a nossa relação táctil com a matéria, o peso, a textura e as sensações que transmite.

 

Numa primeira impressão, e à vista, os papéis podem ser muito semelhantes mas, para os amantes de papel como eu, é o toque que desvenda a sua essência, de que é feito e como é feito.

Depois de escolhermos a base de trabalho com tanto carinho e cuidado, vou falar-vos sobre as diferentes técnicas de impressão que uso: da impressão fine art (a única que usamos) às técnicas, manuais e artísticas, como a pintura, o desenho ou a xilogravura.

Ao exemplificar esta opções, vou percebendo com que opções mais se identificam, o que vos deixa os olhos a brilhar e o que se enquadra no vosso orçamento.

 

Nesta altura já temos a base definida, o formato e dimensões, as técnicas a aplicar, a paleta de cores seleccionada e a vossa essência.

Está na hora de nos despedirmos, um caloroso “até breve” separa-nos até ao meu próximo contacto.

 

Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita

O próximo contacto acontece com o envio de um orçamento detalhado com as decisões que tomámos como opção ou opções ideais. Não inclui uma proposta criativa.

Agradeço-vos que ponderem, comparem e escolham o profissional com que mais de identificam, caso tenham feito vários contactos, e façam esta avaliação tendo em conta todos os factores e componentes do serviço, não apenas o valor final.

Com a vossa escolha feita, não deixem de enviar um email curto e simpático aos outros fornecedores contactados mas não escolhidos, a avisá-los disso mesmo. Estes fornecedores dedicaram tempo a receber-vos, a pensar numa proposta que fosse a vossa cara e a preparar um orçamento, sem custos. Merecem igual tempo e atenção do vosso lado, e esta tarefa não levará mais do que 5 minutos!

 

O tempo é um bem precioso e só o dedico aos noivos que confiarem no meu trabalho. Também as minhas ideias e criatividade são o meu trabalho e valor, por isso não desenvolvo propostas criativas sem um compromisso mútuo. Se me confiarem a responsabilidade de criar o estacionário do vosso casamento, após a adjudicação ou a activação da encomenda, porei mãos à obra, com entusiasmo.

Vou reflectir, esboçar e apresentar-vos a solução que encontrei, e que para mim, melhor vos representa.

A essa proposta vamos juntar o vosso parecer e sugestões, e fazer as alterações necessárias.

 

Quando chegamos à solução final, chegou a hora de sentir o que projectamos. Como apenas trabalho com os meios à disposição no meu atelier, faço sempre um primeiro exemplar da versão final para os noivos verem fisicamente o resultado final, uma espécie de prova que serve de referência, de prova-modelo. Poderão ver de perto, mexer, sentir a tal “mão” de que falámos.

Se tudo se encontrar como o perspectivado, com as devidas revisões feitas, passo à produção dos exemplares que me encomendaram.

 

Quando existem mais peças para o mesmo projecto ou evento, o processo criativo continua, sendo feitas imagens que estão alinhadas com a estética já iniciada. Retomamos o rumo, passo a passo, partindo do que foi definido no processo de aprovação, mas sem nos fecharmos num motivo ou desenho inicial. Deixamos que tudo flua e adaptamos o desenho gráfico às diferentes peças, com diferentes funções, dimensões e conteúdos. Não precisa de ser tudo igual, mas sim tudo da mesma família.

 

Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita Convites de casamento A Pajarita

Para finalizar, deixo-vos um conselho fundamental: nunca tenham medo de conversar sobre o orçamento que têm disponível. Não faço juízos de valor sobre as vossas escolhas e bolso, e quero, acima de tudo, proporcionar-vos o melhor serviço e produto, estou do vosso lado! Muitas vezes este tema é evitado ou tratado como tabu, e isso só gera desconforto e soluções menos felizes.

Saber o vosso plafond não vos vai prejudicar, muito pelo contrário, vai facilitar a apresentação de propostas ou soluções mais concretas e tendo em conta os vossos objectivos, respeitando o meu trabalho e sem prejudicar a estética que escolheremos, juntos.

 

As imagens bonitas do processo criativo da Alexandra Barbosa são do Hugo Esteves Photography.

 

Este post foi originalmente publicado em A Pajarita.

Susana Pinto

Espaço bonito para casamentos: Quinta da Quintã, parte 2

Mostramos agora a segunda parte do Wedding Weekend que aconteceu em Fevereiro no espaço para casamentos da Quinta da Quintã.

 

A Quinta da Quintã tem um belíssimo jardim, muito bem cuidado e fotogénico, que permite festas ao ar livre, aquilo que temos no nosso imaginário como o casamento ideal. Mas tem também um espaço interior que, com o o talento da Joana Coelho e da Tânia Almeida, o duo que coordena estes assuntos na Quinta da Quintã, se transforma a cada vez que é ocupado por um par de noivos e o seu animado grupo.

Atrevo-me a dizer que todo este conjunto de imagens, captadas num chuvoso fim-de-semana de Fevereiro, é altamente sugestivo e intimista, convidando a festas dentro de portas, à luz de velas, com comida de conforto em versão sofisticada e uma bela bebida licorosa a fechar.

 

Espaço para casamentos Quinta da Quintã Wedding Weekend na Quinta da Quintã Recepção aos noivos na Quinta da Quintã Cocktail dos noivos na Quinta da Quintã Cocktail dos noivos na Quinta da Quintã Cocktail dos noivos na Quinta da Quintã Música ao vivo na Quinta da Quintã Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã

Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã Espaço para casamentos na Quinta da Quintã Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã Animação para casamentos na Quinta da Quintã Animação para casamentos na Quinta da Quintã Espaço ao ar livre para casamentos na Quinta da Quintã Espaço ao ar livre para casamentos na Quinta da Quintã

A equipa da Quinta da Quintã vive feliz com a ideia de partilhar momentos únicos e absolutamente inesquecíveis, de fazer parte dessa felicidade e de poder ajudar a desenhar e a concretizar dias de sonho na vida dos noivos que os contactam.

 

Orgulham-se muito de assistir, semana após semana, ao resultado do seu trabalho traduzido em momentos de felicidade e de saber concretizadas as expectativas mais irreais dos seus noivos, voando com eles nesse sonho do dia que idealizaram.
E quando falamos de inspiração, a resposta é clara e imediata:  vão buscá-la aos clássicos e aos modernos, aos amigos e também aos desconhecidos que fazem bem, aos seus próprios sonhos e aos que lhes são apresentados pelos seus clientes.

 

Os contactos detalhados da Quinta da Quintã estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o João Carvalho de Almeida directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Susana Pinto

Espaço bonito para casamentos: Quinta da Quintã, parte 1

Todos os anos, em Fevereiro, o espaço para casamentos Quinta da Quintã, em Mozelos, abre as portas para mais uma temporada, com o seu fantástico Wedding Weekend.

 

Este fim-de-semana é dedicado a apresentar as novidades em termos de tendências de decoração floral e do espaço, propõe uma breve desgustação de finger food, cocktails e bolo dos noivos, apresenta os seus parceiros de festa, com música ao vivo, recebendo os noivos com carinho e muita atenção.

 

A sala é montada como se de um dia de casamento se tratasse, com a particularidade de todas as mesas serem diferentes, com as suas flores, decoração, atoalhados, louça e estacionário: uma mostra da versatilidade de oferta do espaço e da capacidade criativa desta equipa liderada pela Joana Coelho e João Almeida!

Mostramos agora a primeira parte deste belíssimo fim-de-semana: estas imagens bonitas vão deixar-vos a suspirar, garanto!

 

Decoração de casamento na Quinta da Quintã Decoração de casamento na Quinta da Quintã Música ao vivo para casamentos na Quinta da Quintã Decoração de casamento na Quinta da Quintã Decoração de casamento na Quinta da Quintã Decoração floral para casamento na Quinta da Quintã Decoração para casamentos na Quinta da Quintã Espaço para casamentos na QUinta da Quintã

Espaço para casamentos na Quinta da Quintã Decoração floral para casamentos na Quinta da Quintã Decoração de casamento na Quinta da Quintã Decoração de casamento na Quinta da Quintã Bolo dos noivos na Quinta da Quintã Bolo dos noivos na Quinta da Quintã Música ao vivo para casamentos na Quinta da Quintã Música ao vivo para casamentos na Quinta da Quintã Espaço para casamentos ao ar livre na QUinta da Quintã

Com localização privilegiada entre o Porto e Santa Maria da Feira, a Quinta da Quintã é um espaço para casamentos elegante e versátil que inclui a prestação de um leque de serviços seleccionados. Promovem, junto dos seus noivos, um acompanhamento positivo, pontuando com ideias frescas e originais o planeamento de cada evento.

 

Para saberem mais sobre este belo espaço, o que por lá se faz e como se faz, façam-lhes uma visita! E já que falamos nisso, espreitem os últimos casamentos bonitos que publicámos aqui: o dia da Bruna + Diogo ou da Daniela + Miguel. São gloriosos dias de festa, diferentes entre si, mas com todo o serviço bestial da Quinta da Quintã criar a singularidade de cada um. E é mesmo assim que deve ser!

 

A seguir ao almoço voltamos com a segunda parte destes dias bonitos!

 

Os contactos detalhados da Quinta da Quintã estão na sua ficha de fornecedor. Espreitem a galeria, feita de belas imagens, e contactem o João Carvalho de Almeida directamente através do formulário: é só preencher com os vossos dados e mensagem, e na volta do correio, terão uma resposta simpática.

Susana Pinto

Dicas para casar: usar o Pinterest para organizar o casamento

Hoje, nas dicas para casar,  falamos sobre o jeitaço que dá ter uma conta no Pinterest para organizar a inspiração para o casamento.

 

Quem aí desse lado adora esta plataforma? Eu, com certeza, ao ponto de ser utilizadora desde a sua versão beta, em 2010, quando a designer Joy Cho, do bonito e muito inspirado blog Oh Joy!, à época uma das primeiras testers oficiais, o apresentou ao mundo.

 

Desde então, eu e o Pinterest temos um caso de amor, com alguns solavancos, como todas as longas paixões e, ainda hoje, é um sítio por onde passo diariamente, onde me inspiro e absorvo a beleza do mundo. Colecciono na minha conta pessoal coisas que me interessam visualmente e na conta do Simplesmente Branco enchemos as várias categorias com inspiração bonita: os meus boards favoritos são Ela (inspiração para a noiva, com vestidos, cabelo, acessórios, makeup e manicure), Quero! (jóias e objectos de desejo), e Perfect match (uma selecção aleatória de imagens com as cores da nossa paleta, apenas porque sim), mas há ainda uma larga selecção de sapatos de noiva, bouquets de noiva, bolos dos noivos, outfits para os mais pequenos e tudo o que vos possa inspirar, se estão de casamento marcado – convido-vos desde já a explorar e coleccionar o que mais gostarem!

 

O Pinterest é, sem dúvida, uma ferramenta extremamente útil para reunir, de forma organizada e sistemática, inspirações e preferências, e funciona como um motor de busca: imaginem-no o Google das noivas!

 

Utilizar o Pinterest para organizar o casamento

A forma ideal de começar é criar meia dúzia de boards agregadores dos principais assuntos para os quais buscam inspiração (vestido de noiva, bouquet de noiva, bolo dos noivos, decoração, convites, etc.) e coleccionar, coleccionar, coleccionar, sem hesitações.

 

Habitualmente, os termos de pesquisa mais usados para arrancar com o processo são coisas genéricas como “vestidos de noiva” e “decorações de casamento”. Os guias de pesquisa podem ajudar-vos bastante a restringir os resultados, afunilando-os de acordo com as características que mais se adequam a vocês. Por exemplo, se escreverem “bouquet”, abre-se uma lista de sugestões que incluirá “bouquet de noiva simples”, “bouquet de noiva romântico”, “bouquet de noiva campestre”, etc.. Ao seleccionarem uma das sugestões, estarão já a filtrar os resultados. Mas, se nada disso corresponde àquilo que procuram, perfeito na mesma: já sabem o que não querem e ficam assim mais perto de encontrar a palavra que poderá rentabilizar a pesquisa. Para os verdadeiros iniciados, que ainda não começaram bem a pensar no assunto, o truque é clicar no termo o mais abrangente possível e deixar as imagens falarem por si mesmas. Quando começarem a guardar pins que vos agradam, começarão a ver surgir padrões que definem o vosso estilo.

A língua principal aqui é o inglês, e por isso, ao fazerem a vossa busca por termos chave, tenham isto em consideração.

 

Se este é o caminho óbvio que gerará resultados óbvios e potencialmente menos interessantes, deixo-vos umas dicas para explorarem o Pinterest e descobrirem imagens possivelmente mais bonitas e inspiradas.

Procurem as contas de Pinterest dos sites, blogs ou profissionais que vos inspiram: dos grandes clássicos Style me Pretty, Martha Stweart Weddings ou Perfect Palette, aos mais novos Green Wedding Shoes ou Junebug Weddings. Para além deste critério, podem ir também para as marcas da especialidade: BHLDN, Bella Belle Shoes ou Twigs and Honey são alguns exemplos. E não se esqueçam dos profissionais que seguem no Instagram, explorem também as suas contas no Pinterest.

 

Todo este tipo de contas é agregador de milhares de imagens, e todas elas são criteriosamente escolhidas (o que significa que têm uma selecção pré-feita e menos aleatória naquilo que buscam).

 

Ainda outra forma interessante de fazer busca, é por sugestão. Quando abrem um pin de que gostam, por exemplo um bonito bouquet de noiva com dálias café au lait, abaixo da imagem destacada surge uma selecção de outros pins relacionados: com as mesmas flores, com o mesmo estilo, com as mesmas cores.

 

Estes dois caminhos, são para mim, os mais frutuosos. Outra sugestão que vos deixo é que não façam disto uma tarefa, marcada com horário num calendário. Reservem meia hora no sofá, como quem toma um café, e naveguem sem grandes preocupações, de forma consistente, um bocadinho todos os dias. Vão recolhendo duas ou três coisas de que gostam diariamente, sem pressões e, de vez em quando, façam uma revisão do que andam a coleccionar, para perceberem se estão mais focados num assunto do que noutro e se precisam de afinar agulhas.

 

Utilizar o Pinterest para organizar o casamento

Depois de coleccionar imagens com entusiasmo e as distribuir pelas respectivas pastas, é altura de começar a arrumar. Deixem passar algum tempo sem lhes mexer, e à medida que sentem as ideias a ficarem mais estruturadas, vamos à poda! Depois de coleccionar, vamos editar – apagar tudo o que, num segundo e terceiro olhar, já não nos interessa tanto, já não gostamos ou se afastou do imaginário que se está a definir na nossa cabeça. Ao terminar esta tarefa – que se vai fazendo – vão descobrir um padrão a emergir: já não são peónias brancas, mas rosas de jardim em tom blush, já não é um decor rústico e romântico, mas clássico e elegante com muito verde, já não é um vestido de princesa, mas um vestido leve e esvoaçante, já não é um cabelo apanhado num penteado complexo, mas um simples rabo-de-cavalo com um travessão de família.

 

Essa será então a colecção de imagens de inspiração – e agora uma enorme chamada de atenção – é apenas isso, inspiração -, que irão mostrar aos vossos fornecedores para que eles vos conheçam e vejam a direcção para onde estão a apontar. Nenhum trabalho ou serviço será igual – nem deve ser. Estas imagens são apenas pontos de partida para o desenho do vosso dia e uma forma mais visual de comunicar e interpretar a mensagem.

 

Quem conhece o Pinterest sabe que também nos podemos sentir perdidos por ali, assoberbados com os milhares de imagens a circular, ou frustrados porque não conseguimos encontrar o que procurávamos (e muitas vezes, as imagens mais fracas são as que estão mais optimizadas para a busca, o que pode ser desconcertante).

Como dissemos acima, convém pensar na plataforma como fonte de inspiração e não como catálogo a partir do qual irão escolher exactamente aquilo que querem para o vosso dia, porque isso não é realista e, convenhamos, não tem graça nenhuma. O fundamental é concretizar todo este imaginário no resultado final que seja a cara dos noivos, que tenha a assinatura do profissional que escolheram para a vossa equipa de sonho e que seja alinhado com a vossa realidade (de orçamento, das características do espaço, das espécies florais disponíveis, etc., etc.).

O Pinterest é o meio, o caminho para chegar, não o fim em si!

 

Façam o vosso trabalho de casa e reúnam com os vossos profissionais preferidos, com tempo e disponibilidade. Conversem sobre a festa que esperam ter, o tipo de convidados (e as suas necessidades), o que é fundamental, o que é acessório e ideias que gostariam de pôr em prática, e deixem que o fornecedor inicie o seu processo criativo. Quer tenham uma visão bem definida ou uma ideia vaga, confiem nos profissionais que escolheram. Não o considerem um mero executante, mas um criativo capaz, que trabalha convosco e cujo objectivo é prestar-vos o melhor serviço possível.

 

Sobram dúvidas? Falem connosco! E não deixem de acompanhar todas as dicas para casar que vamos publicando, sempre à segunda-feira.

Susana Pinto

Um vestido de noiva colorido: o casamento urbano de Bel + Eddie

Eu sempre gostei de vestidos de noiva wow. Ou porque são modernos de linhas austeras e esculturais, ou porque são obras de arte e craftmanship ou porque são inesperados  ou, simplesmente, porque quando os vemos somos invadidos por uma sensação de espanto e emoções variadas.

 

Quando vi este belíssimo vestido da noiva colorido de hoje, foi imediato: que vestido interessante e tão feliz, com um tom blush por baixo e umas vistosas flores bordadas em azul e folhas verde esmeralda – e quando Bel lhe acrescentou o véu de tule no mais pálido dos tons de rosa, e um fantástico bouquet com hortênsias, dálias de todas as espécies, orquídeas e outras flores, como só os australianos sabem, temos um outfit final absolutamnete perfeito para um casamento de cidade!

 

Nada aqui é tradicional, excepto a celebração da união e do amor, partilhado com todos. E não precisa de ser para termos um dia mágico, muito feliz e incrivelmente fotogénico.

 

O dia começou de forma colectiva, passado em grupo, com a família e amigos, o que ajudou a eliminar os nervos e entrar no mind set festivo. Feito o “first look“, abalaram em conjunto num mini-bus a caminho do espaço onde celebraram a cerimónia e decorreu a festa.

 

A organização do momento também tem toda uma graça, com toda a gente junta, que entretanto já passeou, foi fotografada, deu abraços e beijinhos, a entrar na cerimónia que se segue: “And so it begins…” lê-se no grafitti na parede. Perfeito!

O espaço foi escolhido com uma intenção clara: ter personalidade própria e dispensar grandes intervenções, mantendo-se absolutamente inesperado e interessante. Juntaram-lhe uma paleta de rosas claros, vermelhos vibrantes e muitos tons de azul, mobília estofada e fofa a contrastar com as linhas rectas industriais e conceberam um decor muito urbano.  A decoração floral – este belo meio-arco de flores exuberantes, que encontra o seu par no bouquet da noiva e das madrinhas é absolutamente luxuoso e acrescenta toda uma opulência que o momento bem merece!

 

Noiva com vestido de noiva colorido CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis Noiva com vestido de noiva colorido Casamento alternativo em salão industrial Casamento alternativo em salão industrial Arco floral em meia lua Casamento em espaço alternativo Casamento em espaço alternativo Véu de noiva cor-de-rosa Noiva com vestido de noiva colorido e véu de noiva cor-de rosa

Casamento colorido Bouquet de noiva com dálias Noiva com véu cor-de rosa CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis Casamento alternativo CAsamento alternativo CAsamento alternativo CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis Casamento alternativo CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis

Casamento com decoraçao moderna Bolo dos noivos em formato de torre CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis Bolo dos noivos em forma de torre Mesa de doces descontruída Casamento alternativo CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis CAsamento com vestido de noiva colorido com flores azuis

Podemos tirar daqui algumas ideias para casamentos futuros: figurinos mais relaxados e menos formais (mas igualmente elegantes, únicos e especiais e um vestido de noiva colorido é um belo exemplo), uma nova dinâmica no dia, mais intimista e, novamente, menos formal, e o que dizer sobre aquela mini mesinha de doces, em porções de uma dentada de gulodice? Aqueles quadradinhos de brownie… ai ai!

 

Fotografia de  It’s Beautiful Here, via Nouba.

Susana Pinto

O poder das palavras no casamento

As palavras e o casamento podem não ter a mais evidente das relações, mas a verdade é que o poder das palavras pode aportar muito à vossa celebração.

 

Quantos de nós afirmam, com convicção, que não têm “jeito para as palavras”?

Não as manobramos com a agilidade e clareza necessárias para transmitir o que nos vai no coração e, na hora de escrever algo memorável e relevante, sentimos que o que nos sai não expressa a intensidade daquilo que temos cá dentro. Se as palavras que escrevemos fluissem como os pensamentos que temos, iriam espelhar os sentimentos que burbulham – o amor, a gratidão, a admiração.

 

Continuamos a série iniciada pela Alexandra Barbosa (A Pajarita),  “Preparar o caminho, descomplicando-o”, e hoje o assunto é o poder das palavras no casamento. Vamos detalhar a importância e papel do texto nos vários momentos chave do vosso casamento: o convite, os votos de casamento, os discursos e brindes, e os agradecimentos.

 

Como escrever os votos do casamento

A nossa relação com as palavras começa no primeiro momento do vosso caminho até ao dia do casamento: no texto do convite, o seu conteúdo e a sua forma.

O texto do convite pode ser mais ou menos formal – espelhará o espírito da festa e sugere, desde o primeiro momento, como será o dia.

A sua dimensão e disposição também podem ter várias formas, que são camadas de contexto para a vossa festa. Esta informação pode ser mais detalhada e incluir um bonito texto, ou ser mais sintética, focada na informação relevante.

A informação que decidem escolher e a forma como o vão fazer, determina o tamanho do convite. Ponderem sempre a dimensão do convite em conformidade com a quantidade de texto que irão compor, para que tudo respire e tenha o seu lugar, com a leveza e elegância que o acontecimento pede.

 

À medida que a data do vosso tão desejado dia se aproxima, a vontade de dominar as palavras e a necessidade de fazer delas o espelho da vossa alma vai aumentando – e, possivelmente, também os nervos!

 

Chegou o momento de escreverem os vossos votos de casamento.

Os votos são uma reflexão sobre a vossa união, sobre os fundamentos do vosso amor, sobre o vosso caminho passado e futuro. Quando juramos amor eterno, usamos palavras que vêm do coração, que somam tudo o que vivemos, separados e juntos, o que nos liga e nos expande, o que nos define como dois e como unos.

Este é um dos picos emocionais da cerimónia, quiçá o único momento só vosso. Não é uma tradição nacional, mas tem vindo a conquistar-nos: o tempo pára num instante absolutamente mágico e comovente, feito de muita emoção e coragem. Serão o foco da atenção de uma centena de pessoas, à frente das quais expõem o vosso coração de forma clara, emocionada e transparente. É de arrepiar!

 

Personalizar os votos de casamento, os dela e os dele, é algo muito especial e significativo, e dedicar este momento ao companheiro que escolheram para partilhar o resto da vida é uma montanha russa de emoções.

 

Como escrever os votos de casamento

A Manuela Azevedo, dos Clã, canta lindamente este “problema de expressão”.
E se a nossa capacidade de escrita não é capaz de expressar a intensidade e qualidade do que queremos dizer?

 

Há muitas formas de verbalizarmos o que vai cá dentro, e o que dizemos e como o dizemos deve estar alinhado com a nossa personalidade. As palavras podem ser gentis, com graça ou mesmo poéticas, cada noiva e noivo terá a sua forma de se exprimir.

Sabemos que o caminho até ao casamento é feito de muitos nervos e ansiedades, é preciso fazer escolhas certas, agradáveis a muitos e aos próprios, há uma expectativa para cumprir, na nossa cabeça e achamos, também, que na dos outros, e ainda vamos ter que por o coração cá fora? Como é que isto se faz, como é que vou verbalizar todo o sentimento que tenho por ti?

É um medo natural. Aceitem-no, mas não o valorizem.

 

Juntem ideias e usem o vocabulário com que se sentem mais confortáveis, é muito importante sermos nós mesmos, autênticos. Respirem fundo, pensem no que vos levou até este bonito compromisso, e tomem as vossas notas, de forma simples e sincera. Saltem as frases feitas e discursos comuns e genéricos. Não somos todos poetas ou escritores, mas todos conhecemos a sensação de amar alguém.

 

No entanto, se querem muito viver este momento e sentem que escrever os votos vos está a tirar o sono e a tornar-se numa tarefa pesada, peçam ajuda profissional.

A Rafaela Martins, que assina como Somos as Palavras, está à vossa disposição para desatar o que vos vai no coração em belas palavras de viva voz.
Contem-lhe a vossa história, tudo o que anseiam dizer à vossa cara-metade, e das vossas palavras tímidas mas sentidas, nascerão os votos de casamento que são a vossa essência e a vibração do vosso amor.

Fará a diferença, o que podia ser apenas mais um momento da cerimónia tornar-se-á num momento inesquecível para todos os que testemunham a vossa união. Já falámos dos arrepios, não foi?

 

Tanto esforço, empenho e magia não se vão esgotar aqui, há que lhes dar uma forma palpável, para que possam ser guardados ao alcance das mãos. Para imortalizar este momento, falem com o vosso fornecedor de estacionário e peçam-lhe que vos desenhe estes votos de casamento num bonito papel a combinar com a restante linha gráfica. Funcionará como uma cábula que dá suporte aos muitos nervos e tremeliques de voz e mãos, facilita a leitura, e é uma recordação bonita que trará uma elegância ao registo fotográfico e videográfico do momento.

 

O mesmo se aplica aos discursos e brindes. Em Portugal ainda é algo recente mas que acabará por conquistar o seu devido espaço no planeamento do casamento, porque é outro momento mágico e cheio de emoções, entre gargalhadas e lágrimas no canto do olho.

Esta tradição estrangeira, que tão bem conhecemos dos filmes de comédia (há sempre um padrinho desbocado e um momento de vergonha alheia) ou dos bonitos vídeos de destination weddings que vão acontecendo por cá, pode aportar à vossa festa um momento especial para vocês ou de vocês para alguém que queiram homenagear e celebrar, como os vossos pais ou alguém importante na vossa relação.

 

Por norma, estes discursos e brindes são feitos por quem vos conhece muito bem – como os padrinhos, irmãos e pais, ou por vocês próprios, verbalizando o quanto gostam desta/s pessoa/s, recorrendo a história vividas, momentos hilariantes ou mesmo recordações comoventes. O importante é demonstrar todo o amor e gratidão pelos momentos partilhados, e o quão é significativo, para todos, estarem juntos neste dia e neste momento do vosso percurso de vida.

Os discursos e brindes acontecem quando já estamos todos mais descontraídos, bem comidos e bebidos. São momentos memoráveis e muito felizes e merecem também o vosso investimento.

 

Para se tornarem memórias que nunca vão querer esquecer, não poupem no amor que lhes dedicam e, se continuam a não se sentir confortáveis com a escrita, a Rafaela Martins vai novamente em vosso socorro, criando um texto claro e emotivo que ninguém irá esquecer.

E tal como nos votos, estas palavras e gestos podem e devem ter uma forma física para que os guardem como recordação. Inclusive, uma ideia muito bonita é incluir os discursos na vossa linha de estacionário e oferecerem-nos aos homenageados. Garantimos muita emoção nesse gesto de entrega!

 

Em jeito de brincadeira e de forma a ilustrarmos com clareza o impacto das palavras e o quanto isto pode ser bonito e especial, a Rafaela imaginou e escreveu um discurso de agradecimento da noiva para os pais, e eu dou-lhe voz:

 

 

É toda uma experiência, não é?

 

Seguimos então para os agradecimentos finais. A festa superou as expectativas, a lua-de-mel não podia ser melhor e estamos de regresso.

Com calma e gentileza, preparamos um cartão de agradecimento.

 

Num bonito gesto de reconhecimento, agradecemos o contributo indispensável de todos os que fizeram parte do nosso dia e que o tornaram tão bonito e memorável. Um cartão por família é suficiente. Sendo destinado a várias pessoas e de faixas etárias diferentes, o texto deve ser claro mas não elementar. Dediquem tempo a quem fez o esforço para estar presente no vosso dia. Sozinhos ou com a ajuda da Somos as Palavras, construam um parágrafo de coração aberto e cheio de gratidão, afinal estas são as pessoas escolhidas para fazerem parte da vossa história.

 

A Rafaela deixa-nos este último comentário:

“Ao optarem por dar destaque às palavras, quer seja nas diferentes peças de comunicação quer seja nos vossos votos de casamento e discursos, e decidirem abandonar tudo o que são frases feitas, terão mais uma bonita forma de contar a vossa história, transparecer a vossa identidade e tornar o dia ainda mais especial – mais vosso.
Façam um exercício de introspecção… Escrevam, passem para o papel o que sentem e esperam deste momento, e usem as palavras da forma mais pessoal possível. Ou, se sentirem um entrave entre o coração e o papel, peçam ajuda a quem vos possa ouvir e consiga materializar com ternura aquilo que sentem. Escolham a opção que vos for mais confortável mas não desvalorizem esta oportunidade de abrirem o coração a quem escolheram ter por perto neste momento.”