Created with Sketch.
Susana Pinto

Casar em casa: Sara + Nuno, no mais bonito dos dias!

Hoje temos aquilo que para mim é a festa perfeita: um casamento em casa!

 

É o mais bonito dos dias da Sara + Nuno, aconchegados entre família e amigos no seu próprio jardim.

A cerimónia foi intimista, e aconteceu num ambiente caseiro que não descurou a atenção ao detalhe, com decoração a preceito para um dia tão especial. Lá porque estamos a jogar em casa, este dia é muito mais do que um churrasco de domingo.

Ao escolher a decoração certa, a Sara + Nuno elevaram todo o ambiente à altura do momento especial que é, sem lhe retirar o conforto e aconchego pensados desde o primeiro momento.

As fotografias bonitas são da equipa Feel Creations.

Eu casava-me assim… e vocês?

Ah, e reparem nuns certos sapatinhos de noiva fantásticos: estiveram na nossa lista de sunday shoes!

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Não houve propriamente um “Sim!”. Foi algo mais do género: “E se nos casássemos e fizéssemos um churrasco no quintal?”.

Foi assim que, inicialmente, imaginámos o dia. Depois a ideia foi crescendo.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Não tivemos nervos nenhuns, decidimos manter tudo simples e caseiro.

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Como decidimos casar no nosso quintal, o maior desafio era que toda a gente coubesse e tudo ficasse “arranjadinho,” mas sem ter um ambiente formal. Foi quando vimos as ideias das decoradoras a serem postas em prática, que achámos que ia ficar tudo como queríamos.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Não é propriamente fiel porque inicialmente estávamos a pensar num churrasco de fim de tarde para umas trinta pessoas e, com o tempo, acabámos por perceber que queríamos que mais algumas pessoas estivessem presentes e que o espaço também ficasse um bocadinho mais decorado. E acabou por ficar tudo como queríamos. Contámos com a ajuda das decoradoras e do catering.

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Para quem partiu da ideia de um churrasco, não tínhamos muitas exigências. Só queríamos que se mantivesse o ar caseiro e fosse uma festa de família e amigos no quintal. No geral, não demos importância à maioria das coisas que acabam por acontecer num casamento mais tradicional. Não houve guião ou planeamento para o próprio dia, ou horas para acontecerem determinadas coisas. Até a música fomos nós próprios, e os nossos amigos, a passar.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Foi tudo fácil. Como éramos poucas pessoas, sempre se conseguiu tudo o que queríamos e de forma rápida.

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Foram os discursos dos nossos amigos e família!

 

E o pico de diversão?

Quando os nossos amigos apareceram com instrumentos musicais e tocaram para nós músicas personalizadas.

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Um pormenor especial…

O mais especial foi termos conseguido manter tudo íntimo, por ter sido na nossa casa e no nosso quintal, que é o lugar onde vivemos. Para nós os dois, isso foi dos pormenores mais especiais. Como foi em casa e com as pessoas mais próximas, conseguimos estar com toda a gente e conviver a sério entre nós.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não mudávamos nada!

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Como não tivemos uma festa tradicional, não conseguimos dar grandes conselhos a quem optar por esse estilo. Mas quem quiser optar por um casamento em casa e estiver na dúvida sobre se vale a pena, aconselhamos muito! É muito giro e vale muito a pena. Não é preciso ter uma casa e um jardim grande. A nossa casa é pequena, mas tudo organizado cabe e as pessoas vão ficar surpreendidas como pode ficar tudo caseiro e tão bonito. Além de que não ficam dependentes de datas disponíveis, pode ser quando quiserem e demoram menos tempo a planear tudo.

 

Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations Casar em casa, no Porto: fotografia de Feel Creations

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos e ofertas aos convidados: Linhas Coloridas;

espaço de casamento: casa própria;

catering e bolo dos noivos: No Mundo de Luísa;

fato do noivo e acessórios: Pepe Jeans e Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: Gio Rodrigues e Zara;

maquilhagem: Paula Motta;

cabelos: Pontas Soltas;

bouquet de noiva: Flor.d.ló;

decoração: Dilly Events Design;

fotografia: Feel Creations.

 

Tudo tão doce, não é? Não deixem de ver outros casamentos bonitos captados pelos Feel Creations!

Susana Pinto

Casamento no Solar da Levada: Joana + Duarte, um dia tão feliz

Hoje temos um casamento no Solar da Levada: o glorioso dia da Joana + Duarte.

 

A Joana procurava um ambiente rústico, com alguma sofisticação. O seu par perfeito foi a Alexandra Barbosa, A Pajarita, que pegou nesta visão e a transformou em realidade – tratou de todo o estacionário e dos detalhes florais, o suporte para as alianças, o travessão, as flores de lapela do noivo e dos padrinhos, as pulseiras das madrinhas e um fantástico bouquet de noiva cheio de textura e cores quentes.

 

A dupla Arte Magna Fotografia captou estas imagens belíssimas do mais bonito dos dias da Joana + Duarte: tudo é caloroso e intimista, pensado (e concretizado!) para ser à imagem do casal. Há aqui muitos detalhes bonitos – os sapatos da noiva, o vestido, com umas fantásticas costas de renda, o elegantíssimo fato do noivo, todo o espaço, com um pé direito majestoso e uma luz velada, os convites personalizados aos padrinhos e, claro, toda a alegria pálpável e visível a cada fotografia.

 

O mais bonito dos dias é assim!

 

Convite de casamento personalizado A Pajarita Bouquet de noiva rústico, feito por A Pajarita Sapatos de noiva compensados Créme Caviar Porta-alianças diferente com bastidor e flores secas, feito por A Pajarita Toucado com flores secas, feito por A Pajarita Convite para madrinha, por A Pajarita Vestido de noiva com costas em renda. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Bouquet de noiva rústico, por A Pajarita Convite para padrinho, por A Pajarita Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos o nosso dia ao nosso estilo: simples, mas cuidado. Tentando deixar a nossa marca em cada pormenor.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentimos-nos preparados no sentido em que estávamos seguros em relação às nossas escolhas, ao estilo pretendido e aos fornecedores contratados. Os nervos vieram com a aproximação da data e com a ansiedade de que tudo corresse dentro do planeado.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Flor de lapela rústica, por A Pajarita. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando visitámos a quinta onde decidimos casar. Fez todo o sentido, era exactamente o que procurávamos. Um espaço impactante, com linhas rústicas, um pé direito alto, mas ao mesmo tempo actual.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado correu o conforme estava planeado. O que nos deixou bastantes confiantes com o decorrer do dia, permitindo que aproveitássemos o dia ao máximo.

Nós fomos os nossos próprios wedding planners, mas fomos contando com dicas e conselhos por parte dos nossos fornecedores, em especial da Teresa Guerreiro da Arte Magna e da Alexandra Barbosa, d´A Pajarita. Foram preciosas para conseguirmos o resultado pretendido.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

O essencial era, sem dúvida, que o casamento fosse notado e lembrado como o casamento da Joana e do Duarte, que fosse o nosso casamento e não mais um casamento, que os convidados apreciassem, se divertissem e comessem bem. E era importante deixar essa marca desde o inicio, com a dos convites, já que era este o primeiro contacto que os convidados teriam com o nosso casamento, tinham de ser à nossa imagem, e criar curiosidade e expectativa. E felizmente encontrámos A Pajarita que nos entendeu na primeira chamada, e fez um belíssimo trabalho. Muito importante também, era poder ficar com bons registos para a vida, poder reviver aquele dia sempre que nos apetecesse, por isso era importante termos boas equipas de fotógrafos e videógrafos. E não podíamos ter escolhido melhores. Todos os fornecedores foram escolhidos a dedo, tínhamos de ter confiança e segurança em quem contratávamos, acreditávamos que só desta maneira seria possível aproveitar o dia ao máximo.

Sem importância foram todos os extras que não acrescentariam valor ao nosso casamento.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais difícil foram os ensaios da dança! Comandar quatro pés esquerdos não foi fácil, mas no final correu tudo bem.

O mais fácil, foi a escolha de fornecedores.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A cerimónia. É inevitável não ter as emoções à flor da pele.

 

E o pico de diversão?

Para além termos estado em sintonia ao longo do dia, as emoções são muito pessoais. Para mim, Joana, o pico de diversão foi a entrada na sala do jantar. Para o Duarte, foi logo após o final da dança de abertura de baile.

 

Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes

Um pormenor especial…

Um pormenor especial é que todos os nossos fornecedores foram os primeiros da lista e os primeiros a ser contactados.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Manteríamos tudo exactamente igual, e, se fosse possível, repetiríamos.

 

Decoração de casamento no SOlar da Levada Quinta lago dos Cisnes Bouquet de noiva rústico e romântico, por A Pajarita Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Organizem-se, definam prioridades e escolham um ponto de partida. Antecedência é muito importante para que consigam contratar os fornecedores com quem gostariam de trabalhar, e não apenas os que estão disponíveis.

 

Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento. Casamento no Solar da Levada Quinta Lago dos Cisnes, fotografado por Arte Magna Fotografia de Casamento.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos, toucado, flores de lapela, pulseiras das madrinhas e bouquet de noiva: A Pajarita;

espaço, decoração e catering: Solar da Levada;

fato do noivo e acessórios: fato Manuel Teles Alfaiataria, com tecidos Ermenegildo Zegna; sapatos Carlos Santos Shoes;

vestido de noiva e sapatos: vestido Rosa Clará; sapatos Crème Caviar;

cabelo: Diana Dias;

maquilhagem: Eugénia Fernandes;

fotografia: Arte Magna Fotografia;

vídeo: Vanessa & Ivo Handmade Films;

Dj: Mario Kitty;

dança: Rita Almeida – Academia Gindança.

 

 

Acompanhem o trabalho delicado de A Pajarita e espreitem os últimos trabalhos da dupla Arte Magna Fotografia.

Susana Pinto

Casamento na Quinta da Quintã: Daniela + Miguel, sorrisos sem fim!

Hoje mostramos um casamento na Quinta da Quintã: é o mais bonito dos dias da Daniela + Miguel, que casaram num belo dia de verão.

 

Este dia foi pensado com muita dedicação e carinho, para que fosse perfeito – e foi! Há muitas festas, muitos sorrisos, dois patudos fofíssimos e, sobretudo, muito carinho a flutuar no ar.
As fotografias bonitas são do Pedro Lopes Photography e todo o cenário, organização, comida deliciosa e decoração são da responsabilidade da equipa fantástica da Quinta da Quintã.

 

Deliciem-se!

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Sabíamos que queríamos construir um dia que espelhasse a nossa essência. Da igreja à Quinta, foi tudo pensado ao pormenor, para tornar o dia especial não só para nós, mas para todos os nossos convidados.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Nós preparámos tudo com bastante antecedência e contámos com profissionais de elevada qualidade em todo este processo, mas claro que há sempre receio que falhe alguma coisa. É um dia no qual investimos muito do nosso tempo e dedicação, mas a certeza do que estávamos a fazer foi-nos dando sempre muita calma e confiança.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

O momento que nos fez sentir “é mesmo isto” foi o dia do Wedding Weekend da Quinta da Quintã. Foi aí que vimos como poderia ser a decoração, conhecemos alguns dos fornecedores que depois acabámos por contratar e tivemos uma ideia de como poderia resultar o ambiente no dia do nosso casamento.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado ficou acima das nossas expectativas! Sentimos que tudo foi feito com muito carinho e bom gosto. Para este sentimento, em muito contribuiu a nossa equipa de wedding planners da Quintã, a Joana Coelho e Tânia Almeida, que nos deram sempre uma preciosa orientação nas nossas escolhas.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

A parte da celebração religiosa foi muito importante: escolhemos o padre, as leituras e as músicas com especial carinho.

Depois, achámos importante pontuar a festa com alguns detalhes que sabíamos que poderiam divertir os nossos convidados, mas sem que fosse algo forçado, sempre de uma forma subtil e natural.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography  Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Bom, tudo requer muita ponderação, mas talvez a escolha dos fotógrafos e dos videógrafos tenha sido o mais fácil, até porque já acompanhávamos o trabalho deles desde os tempos da faculdade. O mais difícil foi sem dúvida a escolha do vestido de noiva, e o seating plan dos nossos convidados.

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Na igreja, depois da entrega do ramo à Nossa Senhora, fomos entregar um ramo às nossas mães. Foi um momento muito emotivo, não só por ter sido surpresa para todos, mas também pelas palavras que o padre dirigiu nesse momento.

Na Quinta, fomos surpreendidos com um vídeo feito pela minha irmã, com imagens nossas e dos nossos amigos, acompanhados de músicas que sempre nos foram especiais.

 

E o pico de diversão?

Talvez o momento em que pegámos no microfone e fomos para o meio da pista agradecer aos nossos convidados por estarem a viver aquele dia connosco. Depois disso começámos a dançar, mas como não ensaiámos nada, nem sabemos se correu bem ou mal, só podemos dizer que estávamos muito felizes e apenas a disfrutar aquele momento!

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Um pormenor especial…

Humm… um é pouco! A oferta aos convidados foi uma caixa com macarrons, carinhosamente confeccionados e embalados pela irmã da Daniela. Durante a refeição tivémos a atuação do Trio Town & Country que deu um toque muito especial ao jantar.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não, nada. É sem dúvida um dia muito especial para ser vivido, recheado de muitas coisas boas e a única coisa que dá vontade de mudar é o facto de já ter passado!

 

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Casamento na Quinta da Quintã, com fotografia de Pedro Lopes Photography

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Bem, pensem no que é essencial nesse dia: que todos estejam presentes, felizes e divertidos (incluindo os noivos)!

Para isso, devem deixar todo o stress na altura dos preparativos, para que no dia estejam calmos e serenos para conseguirem aproveitar todos os detalhes que escolheram com tanto carinho, divertirem-se e partilharem o amor com todos os que escolherem para estar presentes!

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos, espaço, decoração, catering e bolo dos noivos: Quinta da Quintã;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido Pronovias, sapatos feitos pelo pai da Daniela e jóias Barbara Goyri Jewellery;

maquilhagem: Daniela Reis Makeup Artist;

cabelos: Natália Moreira Cabeleireiros;

bouquet de noiva e decoração em casa: Florista Casa Orquídea;

decoração da igreja: Horto Flor do Campo;

ofertas aos convidados: Pão-de-Law (irmã da noiva);

fotografia: Pedro Lopes Photography;

vídeo: Edgar Félix Videos;

luzes, som e Dj: Dj Fi (André Montenegro) e Trio Town and Country.

Susana Pinto

Casamento na Quinta da Pacheca: Sara + Alun

Hoje temos um casamento na Quinta da Pacheca, no coração da região demarcada do Douro.

É o mais bonito dos dias de Sara + Alun, fotografados pelo Pedro Filipe Fotografia.

Nestas imagens, para além do sorriso contagiante da Sara, há um bouquet de noiva com peónias vermelho tinto (as minhas favoritas!), um altar civil decorado com um glorioso arco de flores  e uns sapatos de noiva da marca portuguesa nascida na Madeira, DOL Portugal – que giros que são!

Vão espreitar!

Bom fim-de-semana.

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Sapatos de noiva forrados com tecido, da DOL Portugal. Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Ambos queríamos um casamento descontraído e informal. Desejámos muito verde e ar livre. Queríamos a família toda connosco e queríamos ter festa o dia todo.

Foi assim que imaginámos e foi assim que tivemos!

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Estávamos muito desejosos desta celebração. Nunca os nervos, os poucos que houve, foram razão para deixar de aproveitar este momento único de estarmos noivos e de prepararmos esta festa em família.

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando fomos visitar os espaços.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado superou tudo que imaginámos e planeámos… Talvez porque tenhamos planeado com detalhe.  Mas também porque tivemos um grupo de fornecedores/amigos que fizeram um excelente trabalho e superaram quaisquer expectativas criadas.

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Fundamental era ter a família e amigos mais próximos connosco – ainda que a temperatura  pudesse subir aos 39 graus… (que subiu!).

Era também fundamental ter uma celebração em ambas as línguas e costumes culturais, dentro do possível.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

De um modo geral tudo fluiu de forma muito natural e própria.

Difícil…  foi preparar o seating plan!

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A troca dos votos pessoais!

 

E o pico de diversão?

Durante a refeição, com os jogos que preparámos.

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

Um pormenor especial…

Todos… O arco de flores na cerimónia. A mensagem privada na gravata do pai. A pulseira no pé da noiva. As fairy berries lights na relva à noite…

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada!

 

Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento Casamento Quinta da Pacheca - Pedro Filipe Fotografia de Casamento

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Para as bridezillas : não se foquem demasiado nos pormenores pensados e desejados. É tudo uma questão de perspectiva. E, acima de tudo, de aproveitar.

Para a preparação: vivam cada momento da preparação do casamento sem deixar que a pressão e o stress vos afecte. É uma viagem especial que dá um gozo único e que nunca se irá repetir novamente. A preparação de um casamento é motivo de alegria, caso contrário, perde o sentido.

Para o dia: o melhor conselho que tive  foi este, “on your wedding day, when everyone is chatting around and enjoying themselves, step back , look and freeze that moment. Because once you realize, it will have finished”.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos e ofertas aos convidados: Quinta da Pacheca e noivos;

espaço, catering, bolo dos noivos, bouquet de noiva e decoração: Quinta da Pacheca;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido de noiva Rosa Clará e sapatos de noiva DOL Portugal;

maquilhagem: Mónica Figueiredo Makeup Artist;

cabelos: Pedro Netto Studio;

ofertas aos convidados: Quinta da Pacheca e noivos

fotografia e vídeo: Pedro Filipe Fotografia;

luzes e Dj: Tomás Barradas;

banda de Jazz: Filipe Valentim;

pirotecnia: Balão a Gás.

 

Susana Pinto

Casamento na Quinta de Sant’Ana: Maria + David, um amor palpável

E regressamos aos casamentos nacionais bonitos e doces que nos preenchem as sextas-feiras, depois de uma dose generosa e diária de real weddings estrangeiros por esse mundo fora que vos mostrámos em Agosto!

Abrimos o doce Setembro com um casamento na Quinta de Sant’Ana, no Gradil, captado de forma intimista e luminosa pelo sempre genial Hugo Coelho: é o mais bonito dos dias da Maria + David.

O amor entre os dois é tão visível que se torna palpável: da energia nervosa e irrequieta no início, ao toque seguro e tranquilo das últimas imagens, está tudo aqui guardado para as gerações e memória futuras.

E que bonito e mágico que tudo isto é, venham comigo ver!

Bom fim-de-semana!

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Tocado de noiva com flores naturais. Vestido de noiva UHMA Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Bouquet de noiva campestre e rústico. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Cheio de momentos íntimos, apenas com as pessoas mais próximas de nós, rodeados de natureza e num sítio antigo e cheio de boas energias.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?


Super preparados, mas cientes da responsabilidade deste novo passo e da organização deste evento tão especial.

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Foram vários, aos poucos: quando fechámos o mood gráfico, quando enviámos os convites, quando falávamos com as pessoas mais próximas de nós e víamos que a motivação para este momento era mútua, e quando ultimámos os detalhes dos momentos (religioso e da festa).

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Super fiel às ideias iniciais, com uma concretização maravilhosa. Os nossos pais e padrinhos (e os colaboradores, claro!) deram uma mãozinha nalguns pormenores que lhes pedimos, mas de resto fomos apenas nós: era esse o objectivo.

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

O que era fundamental para vocês? E sem importância?


Fundamental: muito amor, felicidade e partilha nesta festa e celebração.

Sem importância: tradições só por serem tradições. As que fizemos foi porque faziam sentido na nossa forma de ver a vida, na dinâmica de casal e neste dia. As que não cumprimos, explicámos às pessoas mais reticentes o porquê de não as fazermos.

Por exemplo, para o David era importante relaxarmos juntos na manhã do nosso dia, na nossa casinha sem mais pessoas, prepararmo-nos um ao outro e irmos juntos para a cerimónia. E assim foi…!

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi escolher o local e o fotógrafo. Sabíamos bem o que queríamos. O mais difícil foi garantir que tudo o que queríamos estava disponível para a nossa data. Quando se criam expectativas, temos sempre medo da desilusão.

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Provavelmente foi a saída da igreja, poder partilhar aquele momento com todos, poder trocar palavras de carinho com todas as pessoas que nos são próximas, e perceber a felicidade que todos sentíamos.

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

E o pico de diversão?

Quando a Maria foi vendada e fez uma “dança” para atribuir o bouquet a uma solteira. Foi muito divertido ver a reação das pessoas de cada vez que alguém era “eliminado” e, claro, a expectativa de quem ficava no jogo!

 

Um pormenor especial…

As ofertas aos convidados ser uma coisa feita por nós, feita de uma combinação das nossas valências mais criativas: a fotografia e a caligrafia. Combinaram de maneira muito personalizada.

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não. Temos é vontade de repetir e voltar a passar aqueles momentos com aquelas pessoas.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Divirtam-se muito, tentem que seja mais pessoal e não apenas a expectativa dos vossos amigos ou familiares. Façam mesmo o vosso casamento, e não o de outra pessoa só porque têm medo do que os outros possam pensar.

 

Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.  Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho. Casamento na Quinta de Santana, no Gradil, com fotografia de Hugo Coelho.

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites de casamento, materiais gráficos e ofertas aos convidados: Maria e David, os noivos!

espaço de casamento, decoração, bouquet de noiva, catering e bolo dos noivos: Quinta de Sant’Ana;

fato do noivo e acessórios: Sacoor Brothers;

vestido de noiva e sapatos: UHMA e Pull & Bear;

maquilhagem e cabelos: Cati Beauty;

fotografia: Hugo Coelho Fotografia;

vídeo: Vanessa e Ivo;

luzes, som e Dj: Jukebox.

 

Bonito, não? Se precisam de inspiração real, bons conselhos e palavras sábias, espreitem os casamentos que publicamos por aqui.

Susana Pinto

Um casamento moderno em tons de creme e uma tiara fantástica!

De vez em quando descubro um casamento moderno, destes mesmo muito mágicos e visualmente impressionantes.

São aqueles em que os noivos expressam a sua personalidade em todos os detalhes, pequenos e grandes e o resultado é espectacular e arranca-nos um ufa…!

O mais bonito dos dias da Angela + Greg é um desses casamentos mágicos: quase cinematográfico, super elegante e cheio de um charme que transborda classe por todos lados.

Comecemos pela paleta de cores – monocromático, preto e branco. Em vez de resultar num cenário aborrecido e de alto contraste, o facto de adicionarem vários tons de creme e nude e muitas texturas (a renda do vestido de noiva de mangas compridas, sempre um dos meus pormenores favoritos, a decoração floral feita de plantas secas) faz com que tudo fique mais suave e rico. Os noivos e respectivo grupo de padrinhos e madrinhas alinhou pelo branco, já os convidados estão predominantemente vestidos de preto. A mistura de todos tem muita graça e acrescenta um certo drama visual durante a cerimónia e, claro, imagens incríveis!

 

A noiva tem uma tiara abolutamente fantástica (sim, eu adoro estas peças amalucadas, cheias de personalidade) que tem qualquer coisa de figura mística, e baseou todo o visual da festa a partir deste pormenor irradiante: os convites, o altar civil e restantes escolhas. A cerimónia e refeição foram num terraço de hotel ao fim do dia (como não gostar destas decisões…!) e tudo está envolto numa luz mágica rosada e cremosa de fim de tarde, que combina tão bem com com as peças escolhidas para a decoração: cadeiras transparentes, pratos transparentes, candelabros transparentes, mesas brancas, sem toalha, e guardanapos impecavelmente engomados, também brancos.

Tudo neutro e impecavelmente elegante. Adoro!

 

Tiara de noiva em forma de raios de sol. Vestido de noiva em renda vintage com manga comprida. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme.Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme.

Casamento vintage moderno em tons de creme.

The most memorable moment was sitting at the king’s table overlooking everyone who had come to our wedding to stand by us during such an important time in our lives. All of our friends and family who traveled across the world, who hired sitters, who asked for a day off work, who made whatever possible to be there. I stopped and thought, “We are so loved.” Everyone with different beliefs and outlooks in life gathered to celebrate one thing that connects us: LOVE. There is no greater gift that we could have asked for. To be celebrating such a beautiful day with such beautiful people.

Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme. Casamento vintage moderno em tons de creme.
Casamento vintage moderno em tons de creme.

Fotografia de Joey Reger, via Green Wedding Shoes.

Susana Pinto

Um casamento moderno e um vestido de noiva curto!

Um casamento moderno e um vestido de noiva curto são logo dois musts para mim!
Quando me cruzei com o mais bonito dos dias de Amara + Ruben, parei tudo o que estava a fazer e fui meter o nariz.
Por onde começar… Talvez pelo vestido curto (abaixo do joelho, vá), e de corte super clean e moderno e tão sexy… e as sandálias forradas a seda selvagem rosa fúcsia… e o noivo, também tão cool e fresco…

Ou o cenário, um resort em Bali, com um edifício moderno e minimalista, com longas paredes em cimento cru, vegetação luxuriante e vista sobre a praia.

 

Por estarem todos deslocados  (isto foi um destination wedding, depois de já terem casado numa cerimónia hindu), os noivos organizaram o dia de forma a maximizarem o seu tempo com a família e os amigos. Inverteram a ordem do programa e fizeram a maior parte das fotografias antes da cerimónia deixando apenas algumas mais especiais com todos para depois.

A hora do cocktail, sob o tão apropriado tema tema luxo tropical, normalmente reservada para esta escapadinha fotográfica, foi passada na companhia de todos, entre conversas boas e bebidas frescas – esta é uma óptima ideia para ser anotada no caderninho de inspiração!

Para fechar, anotem também estapaleta de cores vibrante: rosa fúsia, azul petróleo, uma pitada de amarelo, muitos neutros e muita folhagem. É fresquíssima!

 

Noivo muito cool. Noivo muito cool. Sapatos d enoiva cor de rosa. Bouquet de noiva com flores cor de rosa. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.

We had most of our photos before the ceremony and just a few done later at sunset. This meant we got to spend almost all of the cocktail hour with our guests which we loved. We would have had the worst FOMO missing out on our own wedding!

Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto. Casamento moderno e uma noiva de vestido curto.

Fotografia de Jess Nicholls, via Nouba.