Created with Sketch.
Susana Pinto

Casamento rústico na Quinta do Hespanhol: Telma + Rui

A semana fecha-se com um bonito casamento rústico na Quinta do Hespanhol, com fotografia atenta da Adriana Morais Fotografia, e decoração campestre das meninas Amor e Lima.

Os noivos Telma + Rui decidiram juntar à festa o baptizado da fofíssima Carolina, a filhota de dois anos, e o resultado foi um dia repleto de emoções bonitas e momentos muito especiais e memoráveis.

O noivado foi longo (e o namoro, longuíssimo!), o que permitiu preparar tudo com calma e escolher a dedo exactamente aquilo que queriam: celebrar o amor, com todas as emoções incluídas, com as pessoas mais importantes das suas vidas.

Que bonito que isso é…!

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com convites Amor e Lima

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com bouquet de noiva Amor e Lima

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Namorávamos há 13 anos (sim,  já não existe!!!), por isso há muito acreditávamos que este dia chegaria, sempre achámos que ter um filho para fazermos batizado em simultâneo fazia todo o sentido. Assim quando a nossa filhota Carolina tinha dois anos, achámos que chegara o momento certo. O objetivo principal era ter um momento para comemorar o nosso amor e a nossa família junto daqueles que mais gostamos, amigos e família, em que todos se divertissem de forma descontraída.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com coroa de flores Amor e Lima

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sentimo-nos preparados, tivemos mais de um ano e meio envolvidos neste processo e fizemos tudo com alguma antecedência, nervos só mesmo os “normais”, talvez na última semana!

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

No dia em que escolhemos o espaço, a Quinta do Hespanhol, penso que foi esse momento. Fomos visitar e ao chegarmos, num sábado de manhã, a sala estava preparada para um casamento e estava tudo tão bonito e tão perfeito que nos apaixonámos imediatamente e saímos a dizer que teria de ser assim. Tinha tudo a ver com o que, aos poucos, fomos idealizando.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

A visita à quinta facilitou muito, porque era exatamente (ou ainda melhor) aquilo que queríamos.

É claro que quisemos personalizar o mais possível, e também nesse aspeto os responsáveis da Quinta do Hespanhol foram fantásticos, colaborando em todas as nossas ideias. Contámos ainda com a ajuda fantástica da Amor e Lima, que complementou tudo na perfeição com elementos os gráficos e de decoração.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Eram assuntos fundamentais o espaço, a decoração e ambiente da festa, e a fotografia.

Considerámos não tão importantes as lembranças para os convidados e o registo em vídeo, que optámos por não ter, porque achamos que a fotografia é mais importante e aí a Adriana Morais conseguiu captar na perfeição o nosso dia.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Foi fácil escolher o conceito, vintage e romântico, para os detalhes do nosso dia, e tivemos a sorte de ter fornecedores fantásticos que tornaram as nossas ideias realidade. Não foi fácil focarmo-nos no essencial, há uma altura em que as ideias vão surgindo e queremos fazer mais e aí é importante decidir o que é essencial e cumprir o budget.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A entrada na igreja, sem dúvida, a nossa filha levava as alianças e quando chegou estava a ficar um pouco envergonhada com tanta atenção pelo que lhe disse que o “papá” estava lá ao fundo. Quando o viu, disse muito alto “papá”, e foi a correr até ele.

Foi um momento muito bonito e cheio de moções que, sem dúvida, marcou o dia.

Outro momento bastante emocionante foi quando projectámos um filme com imagens nossas e dos convidados, em que recordámos momentos especiais com eles, antes de partirmos o bolo dos noivos e de baptizado .

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

E o pico de diversão?

Depois de partir o bolo, na pista de dança, é sempre o momento mais descontraído e divertido. O Rui fazia anos no dia seguinte, por isso, à meia-noite, tivemos mais um momento de celebração!

 

Um pormenor especial…

Os marcadores de lugares nas mesas eram macarons com o nome de cada um dos convidados, acho que funcionou como um pormenor bonito. Achamos importante personalizar alguns elementos para que os convidados saibam que queríamos que a festa fosse também de cada um deles.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

O casamento começou às 15h, para todos terem tempo para se preparar e fazer tudo com calma, mas olhando para trás, sentimos que tudo passou tão rapidamente, que nos apetecia ter começado mais cedo, ter aproveitado mais, ter mais tempo para partilhar com cada convidado.

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Casamento rústico na Quinta do Hespanol, com fotografia de Adriana Morais

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Divirtam-se na organização sem grande stress, definam o que é essencial, concentrem a vossa atenção também nos convidados, é um dia de partilha, o dia é vosso mas será muito mais especial se virem a cara de felicidade das vossas famílias e amigos.

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos bouquet, topo de bolo e detalhes de decoração: Amor e Lima;

local, decoração, catering e bolo: Quinta do Hespanhol;

fato do noivo e acessórios: Hugo Boss;

vestido de noiva e sapatos: vestido Pureza Mello Breyner Atelier, sapatos Fátima Alves;

maquilhagem e cabelos: Sónia Camacho – Maquilhadora;

lembranças para os convidados: fotografias polaroids tiradas durante o dia com os noivos e  Santinhos Wishªcolor, do batizado da Carolina;

fotografia: Adriana Morais Fotografia;

luzes, som e Dj: Gonçalo Portela.

 

Susana Pinto

Um casamento moderno e tão elegante: Eva + Luís

Um casamento moderno, elegante e fresquíssimo entra sempre directamente para a minha lista de favoritos, ou não viesse eu de uma escola de design.

Eva+Luís casaram na igreja e seguiram para o cénico Parque da Penha, em Guimarães, para um copo de água cheio de estilo (gin e ostras, anyone?) e uma bela festa. As fotografias são da dupla Um dia de Sonho, lindas e femininas, como sempre, com um ponto de vista muito atento aos detalhes, que eu gosto sempre muito.

Ora prestem atenção ao modernaço vestido da Eva, primeiro com véu e saia, depois com capa e sem saia, do estilista Gio Rodrigues: é muito, muito bonito, e a escolha de sapatos… pois que valem um suspiro, estes belos e intemporais Jimmy Choo!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Desde sempre que fomos pensando como seria o nosso dia, desde os pequenos pormenores, aos convites, locais… Mas o que sempre esteve em mente, foi ser tudo à nossa imagem. Que fosse tudo perfeito, tal qual como aconteceu!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Boquet de noiva com peónias, fotografado por Um dia de Sonho

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Casar sempre esteve nos nossos planos, sempre fez parte do nosso relacionamento pensar como seria, quem iríamos convidar, onde iríamos casar (se cá em cima em Paredes, ou na minha terra natal, Leiria)… Como já tínhamos pensado tão bem nas coisas antes do “Queres casar comigo?” (esse sim, foi um momento de muitos nervos e choro, para ambos), foi tudo muito calmo.

Mas é claro que existiu aquele nervoso miudinho (principalmente eu, a noiva)!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Noiva com vestido Gio Rodrigues, fotografado por Um dia de Sonho

 

Noiva com vestido moderno Gio Rodrigues, fotografado por Um dia de Sonho

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando chegámos ao Parque da Penha.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho

 

Vestido de noiva Gio Rodrigues, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Foi bastante fiel, graças ao apoio incansável da nossa wedding planer Sandra Azevedo. A Sandra tem uma sensibilidade incrível! Mesmo sem conseguirmos expressar as nossas ideias com clareza, o que aconteceu algumas vezes, ela sempre percebeu exatamente ao que nós queríamos. Sentimos que podíamos estar tranquilos, porque tudo ia estar (e esteve) perfeito!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?


Tudo tem importância, mas o fundamental, para nós, era que as pessoas se sentissem confortáveis, que as pessoas sentissem o quão felizes nós estávamos com a presença delas ali, no nosso dia.
Sem importância acabou por ser a durabilidade da minha maquiagem! A nossa querida Catarina fez um trabalho perfeito, mas com tantos beijinhos e tantas lágrimas, não houve “à prova de água” que resistisse!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?


No nosso caso, em que apenas tivemos seis meses de preparativos, pensávamos que ia ser o pânico! Que eu não ia ter o vestido perfeito, que não iamos ter fotógrafos e todas as catástrofes possíveis iriam acontecer!! Mas não, foi tudo fácil! Sabíamos bem o que queríamos, a partir daí tudo se simplifica.
Houve apenas uma situação que considerámos mais complicada: restringir a lista de convidados. Temos muita gente que gostávamos de ter tido presente, mas não podíamos suportar um casamento com 500 pessoas, então convidámos só mesmo os familiares diretos e amigos chegados.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Vestido de noiva Gio Rodrigues, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Vestido de noiva com capa Gio Rodrigues, fotografao por Um dia de Sonho.

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Sem dúvida a minha entrada na igreja!

 

E o pico de diversão?

O fim da festa, só com os melhores amigos e muitos shots!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Um pormenor especial…


Os lencinhos personalizados na igreja, para todas as lágrimas de alegria e emoção!

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Nada!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…
Simplicidade.

Quanto mais queremos, mais complicamos. O objectivo deste dia é sermos felizes, divertirmo-nos e estarmos com “as nossas pessoas”.

Preparem os pormenores com tempo.
Façam as coisas ao vosso gosto. Não se preocupem com o que acham que os outros gostam. Se é aquele vestido que mais vos faz chorar quando se vêem ao espelho, não escolham o outro só para agradar a outrem! É o vosso dia! Não deixem de o aproveitar por preocupações mesquinhas…

O dia passa tão rápido! E quando derem conta, não valeu o tempo que perderam a chatearem-se ou aborrecerem-se, porque aquela flor é azul e devia ser verde. Relativizem. Ninguém vai reparar!

 

Casamento moderno e elegante no Parque da Penha, fotografado por Um dia de Sonho.

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: fomos nós que fizémos!
espaço, catering e decoração: Parque da Penha;
bolo: Tradicional Cakes, em Paredes;
fato do noivo e acessórios: fato Atelier Gio Rodrigues; botões de punho em prata,que eram do avô;
vestido de noiva e sapatos: vestido Atelier Gio Rodrigues; sapatos Jimmy Choo;
maquilhagem: Catarina Albano;
cabelos: Bruno Pinto;
bouquet e decoração floral da igreja: Atelier Lisa Flores;
ofertas aos convidados: caixinha com folhas de sabão da Matilde M;
fotografia e vídeo: Um dia de Sonho;
luzes, som e Dj: Dj Motinha.

 

O trabalho da dupla Um dia de Sonho é sempre tão bonito e feminino, ou não fosse o ponto de vista, exquisite, da Ana Freitas a captar estas imagens. Espreitem esta sessão de namoro tão colorida e festiva, ou o casamento da Marta + Alexandre, com uma luz incrível, e vão perceber num ápice, do que estamos a falar!

 

Save

Save

Susana Pinto

Casamento contemporâneo e orgânico: Kate & Cullen

As imagens que se seguem são de um casamento contemporâneo e orgânico, bastante minimalista, no countryside inglês. Este descritivo respira através dos seus elementos principais: um vestido de noiva com design moderno e pormenores subtis na linha da cintura, mesmo como eu gosto; decoração floral orgânica à base de folhagem semi-selvagem e flores brancas; óptima comida, apresentada de forma irrepreensívelmente apetitosa.

De vez em quando, encontro um casamento assim, que junta tudo aquilo de que mais gosto e que, de facto, poderia ser o meu, ou o meu poderia ser à imagem deste. Trata-se de inspiração pura, directa ao coração e com direito a um board especialíssimo no Pinterest.

O facto de ser minimalista e contido, não o torna menos elegante ou menos especial ou, até, menos distinto – antes pelo contrário, já que todos as peças encaixam no seu respectivo lugar, somando um todo que é coerente, incrivelmente elegante e orgânico. Nada está desfasado, nada é supérfluo, tudo dialoga no sentido daquilo que é: uma celebração muito especial, um dia único.

O próprio recanto da cerimónia, é apenas uma parede coberta de hera e um portão descaído. Mas este “apenas” não é “pobre e solitário apenas”. É um “apenas” que sabe o seu lugar, a sua importância, que marca o lugar onde um momento maior, imenso e feliz acontece. É o fundo, o cenário, não a história e o instante. O foco está onde deve estar e o resto apenas acompanha, de forma bonita, delicada, discreta, amplificando tudo.

E este tudo, este casamento contemporâneo, minimal e orgânico, não é simplesmente perfeito?

 

 

O próprio recanto da cerimónia, é apenas uma parede coberta de hera e um portão descaído (…). É o fundo, o cenário, não a história e o instante. O foco está onde deve estar e o resto apenas acompanha, de forma bonita, delicada, discreta, amplificando tudo.

Eu gosto muito!

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre: altar civil

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre: decoração das cadeiras

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre: bouquet de noiva com dálias e oliveira

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre: cerimónia civil

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre: decoração exterior

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Casamento contemporâneo e orgânico ao ar livre

 

Visto no sempre elegante Once Wed, que se mantém um dos meus sítios favoritos para ver imagens bonitas e muito inspiradoras. Fotografia de Victoria Phipps Photography e flores de That Flower Shop.

Os detalhes podem ser vistos aqui.

 

Susana Pinto

Raquel + Craig: brinde aos noivos, com sabor a Porto e Whiskey

O casamento de Raquel+ Craig é uma história de amor entre dois continentes e dois países: Portugal e Estados Unidos.

A festa, que aconteceu a Norte, foi fotografada pela dupla Menino conhece Menina e teve de tudo, em muito: emoção até às lágrimas na leitura dos votos, uma noite de verão e ar livre, brindes duplos com vinho do Porto e whiskey, pista animadíssima e fim de festa com guarda-roupa alternativo e muito divertido.

A Raquel deixa um conselho muito certeiro:

No fundo, tudo é importante mas nada tem de estar perfeito, ajudou-nos imenso não ter estas expectativas de perfeição e saber claramente o que era importante para nós, para o nosso dia e a nossa festa.

Não díriamos melhor! Fechada a semana, fiquem com esta festa deliciosa e muito animada!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos uma celebração com amigos, família e muita diversão! Queríamos realmente divertir-nos com as pessoas que são importantes para nós, sabíamos que queríamos uma cerimónia não religiosa muito pessoal, no Verão, ao ar livre e com muitas flores, e uma festa relaxada e divertida depois do jantar com muito vinho do porto e whiskey, que são as bebidas das origens. Queríamos um casamento com muitos detalhes portugueses e americanos, que fossem a nossa cara enquanto casal.

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Foi um caminho com muito entusiasmo! Estávamos os dois prontos e ansiosos pelo dia, tínhamos um calendário em casa, que uma das minhas madrinhas me deu, e estávamos sempre a mudar os dias com imenso entusiasmo! Nunca houve muitos nervos, o Craig é calmo por natureza e eu, que sou o oposto, nunca me senti nervosa, só emocionada. Lembro-me das minhas amigas me dizerem que estavam mais nervosas do que eu, no próprio dia!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Para mim, foi ao escolher os pormenores: ver as velas, os talheres, as coisas pequeninas que tínhamos imaginado e que agora eram uma realidade! Para o Craig, foi o dia em que foram ao Mosteiro, umas semanas antes, para ver se os arbustos já tinham florido. Ver o local e imaginar-nos lá com tudo que tínhamos planeado, “just clicked”.

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Não conseguia ter imaginado um dia mais especial, e a isso temos a agradecer ao Miguel e à Teresa, do Parque da Penha, que foram os nossos wedding planners ! As ideias principais mantiveram-se, algumas ideias novas surgiram e outras deixámos cair. Para além desta ajuda profissional, foram essenciais a nossa família e os amigos.

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era fundamental que fosse um dia sem stress e muito pessoal, com bar aberto, boa comida e ar livre.

No fundo, tudo é importante mas nada tem de estar perfeito, ajudou-nos imenso não ter estas expectativas de perfeição e saber claramente o que era importante para nós, para o nosso dia e a nossa festa.

Ainda assim, no dia, estava tudo perfeito!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi casar! Mas também foi muito fácil convergir na comida, no local e nas decorações, temos gostos muito parecidos e tínhamos uma visão muito parecida, o que ajudou muito. O mais difícil foi manter as nossas famílias satisfeitas com algumas das nossas decisões menos convencionais…!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Para o Craig foram os nossos votos na cerimónia, escritos por nós e apenas lidos no momento. Ele leu-os com dificuldade, muito emocionado. Para mim foram dois, caminhar até ao altar de braço dado com o meu irmão, ver o Craig a sorrir e as nossas famílias e amigos todos à nossa volta, e o discurso da minha irmã Sofia, que foi lindíssimo.

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

E o pico de diversão?

Dias antes do casamento, encontrei dois fatos insufláveis: uma bailarina e um lutador de sumo. Comprei-os na brincadeira e foram levados para o casamento. Já a noite ia bem longa, eu vesti o de lutador de sumo e o Craig, o de bailarina: dançámos no meio da pista até já não aguentarmos o calor!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Um pormenor especial…

Houve vários, o fato do Craig tinha bordado no forro a letra da nossa música,  um detalhe muito querido e surpreendente, e a gravata preferida do meu pai em volta do meu bouquet de noiva.

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Honestamente, talvez o meu vestido tenha sido mais princesa do que eu, Raquel, realmente sou,  mas no dia adorei usá-lo! De resto, absolutamente nada, foi o dia mais especial das nossas vidas!

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Menino conhece Menina - fotografia de casamento no Mosteiro de Landim

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Relaxem e divirtam se! Não estejam preocupados com perfeição e no dia, não se preocupem com nada! Se alguma coisa correr mal, deixem lá, correu, não vai estragar nada. Passa tudo tão rapido, aproveitem!

Ah, e comam a comida!

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Minted

local, decoração, bouquet, catering, bolo, luzes, som e DJ: Parque da Penha

fato do noivo e acessórios: fato UOY e sapatos Johnston and Murphy

vestido de noiva e acessórios: vestido Pronovias e botas de cowboy handmade in Tennessee

cabelos: Hairstudio

fotografia: Menino conhece Menina

 

Sempre bonitas, as fotografias da dupla Menino conhece Menina. Muito peculiares, com um ponto de vista único e uma narrativa muito própria.

Se ficaram curiosos, vejam o dia da Diana + Vitor ou as suas fotografias premiadas na The Wedding Photojournalist Association. Tudo muito bom!

 

Save

Susana Pinto

Casamento na Casa Grande do Fontão: Teresa + Bruno

Esta semana trazemos um casamento na Casa Grande do Fontão, o bonito espaço gerido pela Histórias com Alma, com fotografia  da dupla My Frame e animada pista do DJ Nuno RodriguesEste trio de fornecedores seleccionados pelo Simplesmente Branco proporcionou uma bela festa aos noivos Teresa + Bruno, amigos e família, e tudo fluiu de forma doce, suave e emotiva. Achámos que era o casamento perfeito para fechar esta semana igualmente pausada!

Recordando o dia, a Teresa deixa um sábio conselho:

Não marcar a viagem de lua-de-mel no dia a seguir ao casamento! Um dia (pelo menos!) para recuperar, é fundamental!

Tomem nota, meninas, que esta é uma óptima sugestão e na azáfama dos preparativos e contagem dos dias de férias, é natural que ninguém atente a este detalhe. Fazer uma longa viagem de avião – o mais provável -, com a ressaca da festa e das emoções, é uma sova e pode ser tranquilamente evitado!

Vamos a isto?

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

O mais importante para nós sempre foi ter as pessoas que nos são mais próximas connosco. Sabíamos que, com elas por perto, seria sempre um dia inesquecível.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Sempre nos sentimos preparados para casar, mas não para organizar um casamento. Por isso, os preparativos foram um crescendo de nervos até ao grande dia, principalmente pelo receio de falharmos em alguma coisa ou de nos esquecermos de algum detalhe. Reparei que estou a falar no plural mas a “febre” dos nervos só se abateu sobre mim, o noivo conseguiu ultrapassar todas as fases com a calma que lhe é característica!

 

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Assim que visitamos a Casa Grande do Fontão. Foi imediato o entusiasmo que sentimos mal entrámos nos portões do espaço!

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Contámos com muita ajuda. De todos os nossos fornecedores que se excederam sempre na ajuda que nos deram, e da nossa família. Planeámos e organizámos um dia à nossa medida, tal como tínhamos imaginado.

 

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Para nós o local era muito importante e encontrámos, à primeira, um sítio que cumpriu todas as nossas especificidades. A animação era também muito importante e dedicámos bastante tempo à procura da melhor resposta.

Não podemos dizer que houvesse algum aspeto sem importância…

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

De um modo geral, a organização fluiu com bastante facilidade, contudo a lista de convidados foi uma grande dor de cabeça por termos de limitar o número!

 

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

A entrada na igreja… Sem dúvida!!

 

E o pico de diversão?

A entrada no salão, a brincadeira que o noivo fez para os homens solteiros, o baile…

 

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

Para o noivo, os cartões personalizados que a noiva escreveu para ele e para os seus pais.

Para a noiva, o vídeo que o irmão fez e que mobilizou todos os amigos e familiares.

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Não alterávamos nada… mas gostávamos tanto de repetir o dia!

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Não marcar a viagem de lua-de-mel no dia a seguir ao casamento! Um dia (pelo menos!) para recuperar, é fundamental!

 

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites, materiais gráficos, espaço e decoração: Histórias com Alma;

catering e bolo: Duartes;

fato do noivo e acessórios: Delpier;

vestido de noiva e sapatos: Pronovias;

maquilhagem de noiva: Barbara Brandão;

cabelos: Pedro Ferreira;

bouquet: feito com muito ternura pela minha tia;

fotografia: My Frame;

vídeo: Once Wedding Films;

música ao vivo: Cooltrane;

Dj: Nuno Rodrigues.

 

Se gostaram do trabalho fotográfico da My Frame, espreitem também o casamento rústico e muito colorido da Raquel + Ricardo, na Golegã ou o piquenique de despedida de solteira da Bibiana.

Bom fim-de-semana!

 

Save

Susana Pinto

Um casamento cheio de festa: Maria Edite + Ricardo

Fechamos a primeira semana na nova casa, com o primeiro casamento do ano: Maria Edite + Ricardo.

A ajudá-los na concretização do mais bonito dos dias, estiveram a Lounge Fotografia, que captou estas belíssimas imagens, a Vanessa & Ivo – Handmade Films, de quem mostramos o teaser, e as lembranças para os convidados fora os deliciosos bombons da Pedaços de Cacau.

O que dizer sobre este casamento delicioso? Pois que tudo foi muito bem pensado: comida deliciosa e entretenimento desde o primeiro momento, que teve início à saída da igreja com um brinde de minis, espumante e uma fanfarra. Seguiu daí sempre ao som da música e de uma alegria contagiante!

A Maria Edite faz um belo comentário que é também um óptimo conselho: casou fora de época, quando todos os fornecedores estão fresquíssimos e muito disponíveis. Se ainda têm dúvidas, é só confirmar quão bonita foi a festa deste par de noivos!

Rematamos apontando o dedo ao vestido tão bonito, e, claro, aos sapatos épicos e muito apreciados deste lado: uns Guava rosa blush, os nossos favoritos: que bonita combinação!

Sem mais delongas, um casamento chio de festa: Maria Edite + Ricardo.

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginávamos um dia de festa, junto dos nossos familiares e amigos, só não sabíamos onde. Tínhamos três hipóteses, na terra da noiva, em Viseu, no esplendor do Douro, terra do noivo, ou no Porto, onde toda a nossa história começou e continua a ser vivida. Escolhemos a nossa história e a cidade que nos acolheu!

Imaginávamos o nosso dia com todos aqueles que mais gostamos e que nos querem bem. Sonhávamos com um dia feliz e com boas vibrações.

 

 

 

 

 

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

No momento do sim, há uma explosão de sentimentos e tudo é tão fácil, vivemos um sonho. Depois, quando começamos a planear e a organizar um evento destes, nada mais que o nosso casamento, percebemos que não é de todo uma tarefa fácil. Mas com o tempo e com a ajuda maravilhosa dos nossos fornecedores, conseguimos passo a passo dar resposta às exigências de um casamento.

Houve, claro, momentos de maior tensão e incertezas em algumas tomadas de decisão, a panóplia de ofertas é tão vasta que nos confunde, aí cabe-nos saber o que queremos para o nosso dia e o que nos identifica. Os nervos fizeram-se sentir, principalmente, na véspera do grande dia, ainda há tomadas de decisão de última hora, o tempo escasseia e afinal… “é já amanhã!”.

Em contrapartida, no dia do casamento não há lugar a nervos (lembro-me de referir, no quarto, enquanto me preparavam, que achava estranho não me sentir nervosa, se não era suposto…). Eu, noiva, estava calma e acima de tudo, bem e feliz!

Por outro lado, também, tivemos a sorte de escolher o mês de Março para casar, tudo se faz com mais calma, os fornecedores têm todo o tempo do mundo para nós, pois a azáfama dos casamentos começa nos meses seguintes.

Planeámos e organizámos o casamento em menos de 6 meses e correu muito bem, tal como desejado.

 

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

No momento em que escolhemos a quinta. Saímos de lá com a certeza que seria ali. O espaço tinha uma vista maravilhosa para o Douro e um jardim que nos encheu as medidas. A certeza foi tão grande que marcamos logo a igreja.

 

 

 

 

 

 

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

O resultado final foi sem dúvida tudo aquilo que esperávamos. Podemos, até, dizer que superou as expectativas iniciais, e tudo se deveu ao trabalho exímio em conjunto com os nossos fornecedores. Souberam, acima de tudo, ouvir-nos e conseguiram dar respostas às nossas exigências. Ficámos orgulhosos dos fornecedores que escolhemos e do resultado final que nos encheu as medidas no nosso dia!

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

A música e o catering foram dois dos aspectos que tivemos em grande consideração. Queríamos que o nosso dia fosse pautado de animação do início ao fim do evento, com um fantástico serviço de catering, que ficasse gravado nas papilas gustativas e na memória dos nossos convidados. Ainda hoje falam disso! Era fundamental evitar momentos monótonos e de espera, que acaba por acontecer em muitos casamentos, e torná-lo um dia inesquecível para todos. Apostámos em duas bandas magníficas que brilharam desde a saída na Igreja até à hora do baile. Demos importância a todos os pormenores, afinal é um dia único e que se vive uma vez! À saída da igreja, tivemos a actuação de uma das bandas acompanhada por serviço de champanhe e minis, que tinham o nosso logotipo, feito pelo noivo. Um outro pormenor interessante, e um miminho extra para os convidados, foi a marcação dos lugares com o nome de cada um escrito à mão. Embora haja muito em que pensar, planear, organizar, reunir e decidir, tudo foi pensado ao pormenor! Afinal, tudo é importante naquele dia.

 

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

O mais fácil foi dizer o “sim!” (risos da noiva). O mais difícil foi, durante todo o processo, a elaboração do convite, a nossa maior dúvida. Vimos e revimos imensos exemplares mas nada nos inspirava. Contudo sabíamos, de antemão, que queríamos conciliar dois pormenores, a escrita à mão e a folha de oliveira. A Maria Edite andou, inclusive, a construir convites com folhas de oliveira, a desenhar e a inventar. A Ana Pinto, do Levado à Letra, foi a ajuda essencial, e com a sua experiência fez um excelente trabalho de design, conseguindo, depois de muitos rabiscos, chegar ao que queríamos. Numa fase posterior, foi um pulinho para conseguirmos alinhavar todo o design do casamento.

 

 

 

 

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Na igreja, quando fizemos os votos de um amor para sempre e trocámos as alianças. O coração bate tão forte, mas como sabe bem! A partir dali sentimos que somos uma família. E depois, à noite, houve mais dois momentos: o corte do bolo ao som da nossa música, “Mine” da Emmy Curl, com fogo-de-artifício exterior e interior; e, a nossa dança ao som de “L.O.V.E.” de Frank Sinatra, interpretada pelos Desbundixie Band.

 

 

 

 

 

 

E o pico de diversão?

Foram tantos! A diversão começou logo à saída da igreja, com a Original Bandalheira, e brinde com champanhe, com os turistas a ver, a fotografar e a participar na nossa festa. Esta banda acompanhou-nos nos aperitivos, foi uma festa! Outro momento alto do dia foi, sem dúvida, a nossa entrada na sala de jantar ao som dos Desbundixie Band e noite dentro com o DJ.

Um pormenor especial…o tempo, quase de Primavera, com o sol a espreitar nos momentos certos, facto que permitiu usarmos o nosso carro antigo, um Triumph Spitfire, especial para nós, porque o Ricardo adquiriu-o quando começámos a namorar.

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Ao olhar para trás, ao vermos e revermos as fotografias, que saudades dá. Não mudaríamos nada. Só ficámos com pena de não termos conseguido lançar as nossas lanternas de S. João, no final do jantar, devido a questões meteorológicas. Estão guardadas para futuros baptizados (risos)!

 

 

 

 

 

 

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Sejam fiéis ao que gostam, ao que querem e tudo correrá bem. O dia é vosso e usufruam ao máximo. Costumam dizer que o dia passa a correr, e é tão verdade… Agora bate a saudade de um dia bom, único e que ficará connosco para sempre!

 

 

 

Fechamos este dia bonito em movimento,  com um pequeno teaser da dupla Vanessa & Ivo – Handmade Films.

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Levado à Letra;

local e catering: Quinta da Torre Bella e Duplos Gemini Catering;

bolo: Humor ao Lume;

fato do noivo e acessórios: fraque Prassa; camisa e sapatos Hugo Boss; botões de punho Carolina Herrera; relógio Longines;

vestido de noiva e sapatos: vestido Teresa Macário (Viseu); lingerie Dama de Copas; sapatos Guava e brincos Joana Ribeiro Joalharia;

maquilhagem: Marlene Vinha, Pretty Exquisite;

cabelos: Josie Georgia, Lab Sixtyone;

bouquet: Isabel Castro Freitas Arte Floral;

decoração: Crachá – Wedding Agency;

lembranças para convidados: bombons e lollipops da Pedaços de Cacau e charutos Monte Cristo;

fotografia: Lounge Fotografia;

vídeo: Vanessa & Ivo – Handmade Films;

luzes, som e Dj: Original Bandalheira; Desbundixie Traditional Jazz; Party Sound by Dj Renato Mota.

Save

Save

Save

Susana Pinto

Diana + Vitor: este foi o mais bonito dos dias!

Publicamos hoje o último casamento com este cenário de fundo amarelinho: na próxima semana, mudamo-nos de armas e bagagens para a nova casa, mais ambiciosa, com outra paleta de cores e com muito espaço para assuntos variados.

E não podíamos fechar esta porta de melhor forma…! É para lá de bonito o casamento que trazemos hoje, fotografado epicamente pela dupla Menino conhece Menina, em grande forma.

Toda a energia da Diana+Vitor pulsa nestas imagens maravilhosas: este não é um artigo sobre bouquets, detalhes, ou sobre o vestido – isso são assuntos menores na grande ordem mágica do dia. É, sim, um conjunto de momentos preciosamente observados, seleccionados e transformados em memórias únicas e imensas. Fomos assim felizes neste dia!

O cenário lindo é a Casa Grande do Fontão, sob a alçada da Histórias com alma: a decoração é sempre discretamente sofisticada, já que esta equipa é exímia no estilo rústico contemporâneo.

Tudo em bom, como diria uma amiga minha! Não acham que é melhor forma de darmos por encerrado este ciclo?

 

 

 

 

 

 

Quando a resposta foi “sim!”, como é que imaginaram o vosso dia?

Imaginámos um dia romântico e descontraído, na companhia de familiares e amigos onde reinasse a Alegria, a Amizade e o Amor.

 

Sentiam-se preparados ou foi um caminho com muitos nervos?

Digamos que a vida a dois já acontecia há algum tempo, daí que tomar o próximo passo foi uma questão de concretizar um sonho. Fácil!

 

 

 

 

 

 

Em que momento da organização do casamento é que sentiram, «é mesmo isto»?

Quando visitámos a Casa Grande do Fontão. O espaço materializou e tornou possível a imaginação.

 

O resultado é fiel às ideias iniciais ou muito diferente? Contaram com alguma ajuda?

Conseguimos concretizar algo muito semelhante ao que idealizámos, aliás, o resultado superou as nossas expectativas. É claro que isso não seria possível sem a ajuda de familiares, amigos e de todas as pessoas envolvidas na organização do dia.

 

 

 

 

 

 

O que era fundamental para vocês? E sem importância?

Era fundamental que o dia fosse à nossa imagem, conseguirmos pormenores com que nos identificássemos, que a cerimónia fosse especial, simples e informal. Conseguimos isso graças ao Padre Avelino e ao quarteto de vozes que completou a cerimónia com músicas especiais da nossa vida. Queríamos ser surpreendidos com a decoração e a empresa Histórias com Alma foi perfeita.

Adoramos fotografia, logo era crucial conseguir imagens “à nossa imagem”, que eternizassem o dia. A dupla Menino conhece Menina foram iguais a si mesmos, conseguiram imagens perfeitas.

O rigor dos protocolos, o pomposo e o luxo não tinham importância no nosso plano.

 

 

 

 

 

 

O que foi mais fácil? E o que foi mais difícil?

Foi mais fácil dizer o Sim!

Foi mais difícil adormecer na noite anterior.

 

Qual foi o pico sentimental do vosso dia?

Definitivamente o momento mais marcante foi a cerimónia na igreja que nos surpreendeu e emocionou em muitos momentos. Desde a entrada da noiva ao som de Yann Tiersen, aos votos do noivo e toda a interacção com os convidados.

 

 

 

 

 

E o pico de diversão?

Os picos da diversão foram proporcionados pelos amigos. Logo à saída da igreja fomos surpreendidos pela dedicatória em forma de cover dos Deolinda “seja agora” pelos amigo do Porto. Já mais tarde, os amigos da Vila conseguiram criar um momento único ao cantar um medley que nos descrevia e caracterizava na perfeição.

 

 

 

 

 

Um pormenor especial…

As andorinhas! Símbolo de fidelidade e união, foram o presente perfeito para oferecer aos nossos convidados. Só foi possível graças ao Sr Joaquim da loja de artesanato de Ponte Lima que produziu dezenas de andorinhas, uma a uma, de forma perfeita.

 

 

 

 

 

 

Agora que já aconteceu, mudavam alguma coisa?

Incluíamos um bar de gin na recepção aos convidados!

 

Algumas words of advice para as próximas noivas…

Sejam fiéis a vocês mesmos, não falha!

 

 

 

 

 

 

 

Os fornecedores envolvidos:

 

convites e materiais gráficos: Patrícia Reina e Catarina Mesquita;

espaço e decoração: Casa Grande do Fontão;

catering e bolo dos noivos: Banquetes A. Duarte;

Fato do noivo e acessórios: fato, botões de punho, meias e sapatos Massimo Dutti; laço Zara; camisa Dielmar;

vestido da noiva e sapatos: vestido de noiva Rosa Clará; sapatos Haity;

maquilhagem: Mellissa Maia Makeup Artist;

cabelos: Claudia Marques Hairdesign;

bouquet: Ana Maria Florista;

ofertas aos convidados: loja de artesanato Ponte de Lima – Sr. Joaquim;

fotografia: Menino Conhece Menina;

luzes, som e Dj: Dj Miguel Vaz.

 

Save