Created with Sketch.
Marta Ramos

Do Brasil para Évora, por Flor de Laranjeira

A Maria Estella e o José Pedro atravessaram o Atlântico, entre o Brasil e Portugal,  para casar no bonito Convento do Espinheiro, em Évora. Conta-nos a Teresa, da Flor de Laranjeira, que o dia do casamento estava bem quente mas nada impediu que a boa disposição reinasse. A inspiração para o casamento assentava na criação de uma atmosfera elegante, sofisticada e contemporâneo. A noiva queria bastante cor a salpicar o salão, pelo que as opções para o design floral se traduzram numa conjugação de cores, formas e alturas sobre as mesas e aparadores da sala, que tornavam o ambiente leve e colorido. «Para o ramo de noiva, a escolha das cores foi mais suave: Lisianthus, Rosas, Túlipas, Astilbe, Bouvardia e Papyrus branco e  blush, misturado com verduras diversas.»

Mais um trabalho delicado e cheio de detalhes bonitos com assinatura Flor de Laranjeira. Vamos ver as fotos? São da Amarephotoart.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Flor de Laranjeira nasceu da união de dois amores: a designer de interiores por formação dá a mão à florista por criação e juntas dedicam-se ao desenho com flores. A inspiração vem da paixão: trabalham com flores frescas, de preferência sazonais e nacionais. Desde o ramo de noiva e complementos, aos locais de celebração e festa, tudo é permitido e possível, tendo como única condição o respeito pela essência da flor​. E do amor, claro.

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos, para depois traduzi-los em flores.

Marta Ramos

Um destination wedding em Sintra, por Flor de Laranjeira

A serra de Sintra por si só já é um cenário mágico, com recantos de se nos cortar a respiração. É difícil não nos perdermos por entre a beleza daquela vegetação mística. Foi exactamente isso que fez com que a Suzanne e o Raul, um casal muito descontraído e divertido que optou pelo nosso país para juntar os seus entes queridos vindos de dois lados opostos do planeta, se apaixonassem pela Quinta de São Thiago e quisessem, juntamente com os seus familiares e amigos, dizer ali o “sim”. «A Suzanne teve, como em todo o conto de fadas que se preze, uma fada-madrinha ajudante, a irmã, que durante todo o processo agilizou os pormenores e fez com que tudo ficasse ao gosto dos noivos», conta-nos a Teresa, da Flor de Laranjeira, escolhida pelos noivos para assegurar que o seu dia feliz tivesse as mais belas das flores.

E teve, mesmo: «Os noivos sabiam que queriam uma mistura de cores fortes para marcar e contrastar com a o verde da quinta: vermelhos escuros, salpicados a brancos, misturados com texturas e formas onde o azul profundo e o cinza das folhas de senécio se fizessem notar.  Foi uma cerimónia recheada de charme e bom gosto.»

Venham daí até Sintra, através da lente da Golden Days Wedding Photography.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Flor de Laranjeira nasceu da união de dois amores: a designer de interiores por formação dá a mão à florista por criação e juntas dedicam-se ao desenho com flores. A inspiração vem da paixão: trabalham com flores frescas, de preferência sazonais e nacionais. Desde o ramo de noiva e complementos, aos locais de celebração e festa, tudo é permitido e possível, tendo como única condição o respeito pela essência da flor​. E do amor, claro.

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos, para depois traduzi-los em flores.

Marta Ramos

Um casamento DIY, por Flor de Laranjeira

A Catarina e o Tiago tiveram uma abordagem muito DIY ao seu casamento. «Mostraram desde o primeiro momento ser um casal muito cúmplice e com a ideia do que o mais importante era todos estarem felizes», conta-nos a Teresa, da Flor de Laranjeira, a quem os noivos confiaram o design floral do grande dia. De resto, muita da decoração foi idealizada e feita pela Catarina e pelos seus familiares.

No dia em que devia ter delegado tudo a terceiros para se poder preparar, a Catarina escolheu deixar o seu toque pessoal em vários pormenores – e isso tornou este casamento tão especial.

Um dos truques para se conseguir assumir, em mão própria, é ter uma grande capacidade de organização. E, segundo a Teresa, foi esse o caso: «A Catarina mostrou-se sempre muito prática e decidida nas suas escolhas, segura na sua capacidade de cumprir com as tarefas atempadamente.» Se estiverem a considerar o mesmo para o vosso casamento, não deixem de ler as nossas wise words dedicadas ao assunto, serão uma boa ajuda.

E quando teve que delegar, fê-lo também com confiança. «Confio no teu bom gosto» foi a indicação que deu à Teresa quando ao bouquet. Partindo do conheceimento da preferência da Catarina pela cor branca e por um toque suave de azul, a Flor de Laranjeira meteu mãos à obra e escolheu lisianthus brancos, rosas piano e verónicas, com uma mistura de eucaliptos e senécio.

Vamos ver as imagens, assinadas por Amare Photoart.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Flor de Laranjeira nasceu da união de dois amores: a designer de interiores por formação dá a mão à florista por criação e juntas dedicam-se ao desenho com flores. A inspiração vem da paixão: trabalham com flores frescas, de preferência sazonais e nacionais. Desde o ramo de noiva e complementos, aos locais de celebração e festa, tudo é permitido e possível, tendo como única condição o respeito pela essência da flor​. E do amor, claro.

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos, para depois traduzi-los em flores.

Marta Ramos

Boas-vindas ao Outono, por A Pajarita

A Cláudia e o Miguel sonharam com um casamento descontraído e intimista e escolheram A Pajarita para cuidar dos detalhes gráficos e florais. Uma das primeiras informações que a Cláudia deu à Alexandra Barbosa foi que não queria um ramo de noiva tradicional: «Em conversa surgiu a possibilidade de levar um aro em vime com flores desidratadas e, no seguimento dessa escolha, o Miguel e todos os cavalheiros convidados levaram uma flor de lapela com flores igualmente desidratadas. O porta-alianças seguiu a mesma forma e materiais do ramo da noiva e o topo de bolo foi feito igualmente em flores desidratadas.»

Este casamento, para mim, representa como que as boas-vindas ao Outono. – Alexandra Barbosa

Para o convite, o casal optou por um papel bege 100% de algodão, com um desenho orgânico que depois se funde com manchas de aguarela que variam em o lilás e o roxo. A Pajarita concebeu também, nos mesmos moldes, o documento que foi assinado por noivos e padrinhos, oficializando a união civil, para que pudessem guardá-lo como uma recordação desse momento tão bonito e tão emotivo.

Vamos ver as fotos, assinadas por Node Studio – Wedding Photography.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Falem com a Alexandra Barbosa sobre o tipo de casamento que imaginam: a equipa d’ A Pajarita terá muito gosto em tornar os vossos sonhos realidade. E não deixem de ler todos os artigos que já publicámos sobre o trabalho d’A Pajarita.

Marta Ramos

Do mundo para Évora, por Flor de Laranjeira

Tal como muitos casais cujas famílias vivem em partes opostas do globo, a Maria Luca e o Michael escolheram Portugal para reunir toda a gente e concretizar o seu dia de sonho. Mais concretamente, Évora e o encantador Convento do Espinheiro. Para fotografar a grande reunião de familiares e amigos, convidaram os Foto de Sonho; e para florir a festa a escolha recaiu sobre a Flor de Laranjeira.
Conta-nos a Teresa: Para este casal, estar com os seus entes queridos num lugar a descobrir mostrou-se o mais importante. Um casamento divertido e descontraído, pautado por muitos momentos de humor.

Elegante e delicada, a noiva confiou na Flor de Laranjeira para criar o seu ramo, pedindo apenas que fosse simples e de cores suaves: «Assim nasceu um bouquet pintado de branco e pêssego, vestido de Lisianthus, Peónias e Verónicas, que se misturaram com o delicado toque de Senécio e Brunias.»

 

 

 

 

 

 

 

A Flor de Laranjeira nasceu da união de dois amores: a designer de interiores por formação dá a mão à florista por criação e juntas dedicam-se ao desenho com flores. A inspiração vem da paixão: trabalham com flores frescas, de preferência sazonais e nacionais. Desde o ramo de noiva e complementos, aos locais de celebração e festa, tudo é permitido e possível, tendo como única condição o respeito pela essência da flor​. E do amor, claro. Todo o trabalho da Flor de Laranjeira resulta do diálogo com o cliente, atendendo aos seus desejos, gostos e aspirações, respeitando as suas necessidades e o seu orçamento. E tal como no amor, querem que cada ramo tenha uma harmonia que gere felicidade…

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos, para depois traduzi-los em flores.

Marta Ramos

Ainda as flores de maio, por Flor de Laranjeira

Na Flor de Laranjeira, distâncias não são problema. «Só conheci pessoalmente a Joana quando lhe entreguei o ramo de noiva», conta-nos a Teresa, «e foi um momento realmente inesquecível pois a reacção dela foi um mix de nervosismo e encanto.» Até àquela altura, noiva e designer floral tinham comunicado apenas através de ecrãs: «As nossas reunião por Skype terminaram sempre com a agradável sensação de confiança e liberdade criativa. E quando chegou a hora, antes mesmo de verificar se estava mesmo tudo como ela queria, a Joana já estava apaixonada pelas cores vibrantes das flores, típicas das flores de Maio, naturalmente volumosas e vibrantes. No ar daquele dia conseguíamos respirar alegria e felicidade.»

O ramo em causa, solto e descontraído, inclui peónias, rosas piano, eryngium, protea agulha, ficus e ningella. Deliciem-se com as fotos, assinadas por outro fornecedor SB, João Makes Photos. A equipa do casamento da Joana e do Hendrik incluiu ainda mais uma escolha cá da casa: a festa decorreu na Quinta do Hespanhol.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Flor de Laranjeira nasceu da união de dois amores: a designer de interiores por formação dá a mão à florista por criação e juntas dedicam-se ao desenho com flores. A inspiração vem da paixão: trabalham com flores frescas, de preferência sazonais e nacionais. Desde o ramo de noiva e complementos, aos locais de celebração e festa, tudo é permitido e possível, tendo como única condição o respeito pela essência da flor​. E do amor, claro. Todo o trabalho da Flor de Laranjeira resulta do diálogo com o cliente, atendendo aos seus desejos, gostos e aspirações, respeitando as suas necessidades e o seu orçamento. E tal como no amor, querem que cada ramo tenha uma harmonia que gere felicidade…

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos, para depois traduzi-los em flores.

Marta Ramos

Flores de Maio, por Flor de Laranjeira

A Carolina e o Alexandre casaram no primeiro domingo de Maio. As flores pessoais representavam uma parte muito importante deste dia para a noiva. Tinha algumas referências visuais, sabia aquilo de que gostava (e aquilo de que não gostava) e decidiu confiar na Flor de Laranjeira para dar asas à sua criatividade.

Para o bouquet, a Carolina disse-nos que queria um ramo solto, assimétrico, feminino e elegante. Usámos jasmim, rosa David Austin, peónias, heléboro, astílbe e mistura de verduras.

Ao ramo de noiva juntaram-se ainda as pulseiras para as madrinhas; e, por ser Dia da Mãe, a noiva quis presentear a sua mãe e a mãe do noivo com ramos especiais. Para além disso, foi também elaborado um terceiro ramos para uma amiga que ajudou o casal a fazer os convites.

Uma verdadeira festa de flores e emoções!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A Teresa é apaixonada por flores e, a dada altura, descobriu que precisava delas na sua vida. Tendo crescido a brincar com flores, a cada casamento de amigos presenteava a noiva com flores e felicidade de quem as recebia deixava-a de alma cheia. Foi então que decidiu conciliar os seus horários de designer de interiores com o trabalho com flores. Os casamentos permitem-lhe planear e idealizar criativamente, o que resulta em peças únicas, personalizadas, diversas e autênticas. E é isso que a faz feliz.

Vejam aqui OUTROS TRABALHOS DA FLOR DE LARANJEIRA e FALEM COM A TERESA. Ela terá todo o prazer em ouvir as vossas ideias e conhecer os vossos gostos.